30 de julho de 2008

Dois homens e um destino

"Assisti com atenção, no Pinga Fogo na TV, as explicações dos dois candidatos a prefeito de Maringá que tiveram as candidaturas impugnadas pela Justiça Eleitoral e fiquei com a impressão que a verdade foi ocultada. Um disse que nunca foi condenado, o que não é totalmente verdade. Foi. Em primeiro grau, por improbidade administrativa. Para o leigo é uma inverdade a afirmação de que nunca foi condenado. Para os conhecedores do direito, pode até ser uma meia verdade, pois há possibilidade e recursos e segundo a constituição até que a sentença ‘transite em julgado’, no popular, quando os advogados não conseguem mais inventar recursos, ninguém pode ser considerado culpado. Condenado foi. Em primeiro grau, mas foi.
Já o outro candidato fez o seu papel de atacar mais os absolvidos do que se defender.
Rábula do Ivaí, Analista eleitoral
[O Rábula tem razão. Silvio II teve um lapso com a verdade. Aqui, a entrevista; o processo que originou a condenação, na 4ª Vara Cível, leva o número 200600000693e a apelação cível que ele fez, através do advogado José Buzato, tem o número 459860-5 no Tribunal de Justiça, que já nteve parecer pelo indeferimento da PGJ]".

. Do blog do Rigon

Meu comentário: Fiquei impressionado com a maneira como os dois, entrevistados no mesmo local, tentaram se defender. Além disso, o prefeito insistiu que irá recorrer ao TSE. Será que ele não reconhece o TRE como instância obrigatória a ser percorrida antes de chegar a Brasília?

Na veia

As convicções, quando contrariadas, descompõem o rosto à gente
.Machado de Assis
Vendo alguns programas "independentes" de Tv no dia de hoje dá pra gente concluir que esta frase ,postada no blog do Rigon, vai na veia...

29 de julho de 2008

Tá complicado!

Um ouvinte me liga para informar que ouviu uma notícia no ar, mas ao informar do julgamento de Silvio, Enio e João Ivo, faltou clareza por parte da CBN quanto ao impugnado e aos dois não impugnados.

Texto no site

A CBN colocou no seu site um texto sobre a impugnação do prefeito Silvio Barros, informando que o juiz não quiz dar entrevista. Mas claro, pela atuação dos juizes eleitorais até agora dá pra perceber que dificilmente um deles irá aparecer na mídia, falando sobre decisões que tomarem. Como o juiz não quiz falar, a rádio não colocou nada no ar ainda. Pelo menos, nada consta na sua página da internet.

Ainda não deu

A Rádio CBN ainda não noticiou a impugnação do prefeito Silvio Barros. Pelo menos na sua página da internet nada consta. A repórter Luciana Peña anuncia que 11 candidatos foram impugnados e passa a bola para a cartorária Patrícia Sevilha ler a relação. Mas ela só fala o nome de 10.

Sei não!

A greve dos motoristas da TCCC não aconteceu. Bom pra população. Bom também para o Pinga-Fogo, para o Léo Júnior. Para a Administração Municipal? Bom também. Mas será que os motoristas ignoraram o fraco piquete na garagem apenas por vontade própria? Não é normal uma greve ser abortada assim, sem negociação, sem que os trabalhadores consiguam algum benefício. Sei não! O que está havendo com o reino da Dinamarca?

28 de julho de 2008

Ato falho

No lançamento oficial do Comitê 9840 agora há pouco na Cúria Diocesana de Maringá, o mestre de cerimônia, Marcelo Henfrique, cometeu uma gafe que deixou muita gente irritada. Ele terminou a solenidade pronunciando a frase:"Por uma Maringá cada vez mehor". Houve protestos de candidatos e assessores, manifestados verbalmente aos órgãos responsáveis pelo comitê. Ocorre que a frase é o slogan de campanha de Silvio Barros II.

Acabou antes de começar

"Durou pouco a greve dos motoristas e funcionários da TCCC. Houve acordo com a empresa ainda na parte da manhã e a greve terminou, a poucas horas de ter começado. Foi uma greve vapt vupt. Nem bem começou e já terminou. O transporte coletivo na cidade movimenta diariamente 250 ônibus. Nos poucos momentos da paralisação, 140 ônibus circularam, 90 ficaram parados. Agora todos de volta às ruas. Menos mal".

. Do blog do Lauro Barbosa

Tudo normal por enquanto

A greve começou sem começar. A frota está quase toda na rua. O que não se sabe ainda é qual a estratégia do comando de greve, que está nas mãos de um sindicato que os associados pouco confiam. A fala do presidente Ronaldo, que vi no programa do Tom Brasil, não foi de uma liderança que está fechada com os trabalhadores, não.
Ninguém deseja uma greve de transporte coletivo porque os transtornos são muito grandes, mas não dá pra imaginar que os trabalhadores se organizem para tal e acabem dando um tiro n´água. Qualquer cidadão de bom senso, mesmo que seja usuário do transporte coletivo, torce pela vitória dos motoristas. E torce principalmente para que a empresa tenha juízo e não queira fazer com quem a carrega no braço o que a administração municipal de Maringá fez com os servidores em 2006.

26 de julho de 2008

Longas,curtas e videotapes

Escreve Hélio Fernandes no jornal cari[oca Tribuna da imprensa:

"Se no Brasil houvesse prisão perpétua, o primeiro "beneficiado" seria
Benjamin Steinbruch, da Companhia Siderúrgica Nacional.
Enquanto a opinião pública, a Polícia Federal e o Ministério Público tratam de Daniel Dantas, Naji Nahas, Eike Batista e Celso Pitta, chamemos a atenção geral para Benjamin Steinbruch. Além de moralmente ser do mesmo time dos outros, é mais perigoso: enriquece e leva à falência a CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), das maiores empresas do Brasil. E assustando milhares de trabalhadores de Volta Redonda, Barra Mansa e outras cidades".

PS: Steinbruch vem a ser o homem a quem o então presidente Fernando Henrique Cardoso presenteou com as reservas minerais do país - leia-se Companhia Vale do Rio Doce, hoje conhecida simplesmente como a Vale. Aliás, se um dia o Brasil for mesmo passado a limpo e emergir detalhes do processo de privatizações da era "Farol da Alexandria", vamos ter que pedir pras nossas crianças saírem da sala. E com o efeito dominó chegando aos estados, aí poderemos ter surpresas de dar susto em defunto neste nosso PARANÃÃÃ. Poderemos rever alguns filminhos interessantes (ou seriam horripilantes?) como o da privatização do Banestado, o da tentativa de esquartejamento da Sanepar, da tentativa , felizmente frustrada, de privatização da Copel. Descendo mais de esfera, poderiamos rever alguns curtas do início dos 90,quando terceirização era a palavra de ordem na nossa amada Maringá. Claro, para reviver momentos tão emocionantes (e profiláticos) teríamos que nos precaver com um bom estoque de engov.


O Comitê será lançado oficialmente amanhã às 10hs na Cúria Diocesana de Maringá. Todos os candidatos a prefeito estão convidados. Será que teremos lá alguém constrangido? Será que surgirá algum indicativo de denúncia de compra de voto? Sim, porque já circula pela cidade a informação de que já tem campanha (bem estruturada e com dinheiro saindo pelo ladrão) "convencendo" moradores a colocar baners em suas casas em troca de agradinho$. Claro que é difícil provar essa prática, já registrada em passado recente, mas impossível não é. Até porque, são 5 candidaturas de chegada e tá todo mundo de olho em todo mundo, o que é ótimo para a transparência do processo eleitoral.
A sensação de impunidade dá uma certa segurança a transgressores contumazes, mas que fiquem espertos, porque dessa vez, o buraco pode ser mais embaixo. Assim esperam as dezenas de milhares de maringaenses com vegonha na cara.

25 de julho de 2008

Não tem tu...

A Administração Municipal faz das tripas coração para minimizar o buraco deixado pela saída da TAM. Para isso, costura saída com uma empresa de táxi aéreo, que faria vôos daqui para o Campo de Marte, na capital paulista. Em período eleitoral o desespero é compreensível. Então como não tem tu, vai tu mesmo.

Depois dessa, o que esperar?


" Nos bons tempos de Marcelo Itagiba como Superintendente da PF no Rio, o Farol de Alexandria – e provavelmente o presidente eleito, José Serra – defenestrou o delegado Deuler Rocha para a Ilha do Diabo, porque ele ousou investigar Daniel Dantas.
Agora, a PF do Presidente que tem medo tentou, aparentemente, abortar a Operação Satiagraha".
. Do blog de Paulo Henrique Amorim

PS: Pois é, o delegado Protógenes Queiroz fez a mais consistente investigação sobre crime do colarinho branco no Brasil e isso lhe valeu a punição de afastamento do caso por ele investigado. Pobre Brasil!

Mantido o indicativo de greve

Não houve acordo na mesa redonda de agora a tarde para evitar a greve dos motoristas. Ocorrerá uma assembléia dos trabalhadores neste final de semana, mas as lideranças do movimento asseguram que evitar a paralização é difícil, uma vez que a contraproposta da empresa não agradou.

Ainda sem entendimento

A mesa redonda na Subdelegacia do Ministério do Trabalho continua entre o Sindicato dos Motoristas , a TCCC, a Cidade Verde, o Ministério Público do Trabalho e a Prefeitura. O representante dos trabalhadoes baixou um pouco a proposta de piso salarial, mas ainda não houve acordo. Se as partes saírem da reunião sem bater o martelo, a greve do transporte coletivo em Maringá começa segunda-feira na primeira hora.

Superfaturamennnnto, ó o meu aí!

Para presente


O Blog Idéias Ácidas vai colocar esta foto na moldura para presentear o Léo Júnior. Só faz uma exigência: que a foto componha o cenário do Band Cidade.

Dia deles

Hoje, 25 de julho, é Dia de São Cristóvão, o santo que deverá ser invocado na reunião das 14 horas que o sindicato da categoria terá com a empresa Tramsporte Coletivo Cidade Canção.
Torcendo para que haja boa negociação e que os motoristas saiam com algum ganho e não humilhados como alguns desejam, dou minha contribuição, disponibilizando neste espaço a ORAÇÃO DO MOTORISTA:
" Dai-me, Senhor, firmeza e vigilância no volante, para que eu chegue ao meu destino sem acidentes. Protegei os que viajam comigo. Ajudai-me a respeitar a todos e a dirigir com prudência. E que eu descubra vossa presença na natureza e em tudo o que me rodeia. Amém."

Passa a régua


Os números de Beto Richa são absurdos. Como disse o comentarista da Band News, Gladimir Nascimento, "nem Jesus Cristo teria este índice em Curitiba".
Dá pra reverter? Difícil, quase impossível. Com esse quadro de candidatos não haverá segundo turno. Uma pena, porque em termos de qualidade, o PMDB tem um ótimo candidato. O reitor da Universidade Federal é um quadro e tanto, mas não tem voto. Administrador qualificado, um orador de densidade e, até prova em contrário, um grande caráter. Conheci Carlos Moreira quando ele esteve em Maringá em 2004 para firmar convênio com o Município, visando a implantação do curso de agroiecologia na Escola Milton Santos. Lamento que ele tenha sido picado pela mosca azul e se aventurado numa campanha com chances mínimas de , pelo menos, fazer um bom papel. Quanto à Gleisi, mostrou nas eleições de 2006 que tem futuro político, mas não numa campanha como a de Curitiba ainda mais enfrentando um prefeito com a popularidade do Beto Richa. Claro que ninguém ganha e nem perde eleição antes da hora. Mas que a pesquisa do Data Folha divulgada ontem foi brochante para as oposições na capital do Estado, isso foi.

Apenas coincidência?

A TCCC está anunciando na edição de hoje do O Diário que tem vaga para motoristas de ônibus. Os interessados que preencherem os requisitos exigidos para o exercício da função, devem comparecer na garagem da Avenina Monteiro Lobato, 473, Zona 8. Só faltou explicitar que é preciso também ter habilidade para dirigir e cobrar ao mesmo tempo.
E pelo jeito, já terão que estar prontos para entrar em campo e quem sabe, preparados para enfrentar a insatisfação dos colegas nos piquetes.
Com relação à oferta de vagas, claro a que publicação do anúncio às vésperas da greve não é mera coincidência.

As pernas curtas da mentira

25.07.08


"Ao Tribunal de Contas da União a Prefeitura Municipal de Maringá informou que a ciclovia da avenida Mandacaru (R$ 986.801,86) teria 6.490 metros de extensão; em janeiro, quando este blog comparou o preço ao de outras ciclovias construídas no Brasil, a administração cidadã de Silvio II informou que seriam 6.364 metros de extensão (diferença de 126 metros).
Agora, acesse o site da prefeitura, vá no item "Obras em andamento" e confira: a ciclovia tem mesmo 3,6 km, como estava no edital e este blog informou lááááá no começo da história milionária. Um detalhe: a ciclovia até o Conjunto Ney Braga, para atender interesses eleitorais do prefeito, é uma "extensão" de extensão não divulgada e que custou mais R$ 147.100,00."
. Do blog do Rigon

Meu comentário: será que o Tribunal de Contas, sempre muito "atento" aos deslizes de prefeitos paranaenses vai analisar essas informações aí com isenção e rigor técnico? Só lembrando: um deputado federal de Maringá tem sido presença constante nos gabinetes dos conselheiros, de janeiro pra cá. O que corre de boca em boca naqueles corredores é que o parlamentar tem feito um esforço hercúleo para que o TC reprove contas de ex-prefeitos de Maringá, que são adversários do seu grupo. Até Said Ferreira, que não quer mais saber de disputar nada, tem sido alvo de manobras maquiavélicas.

24 de julho de 2008

Fichas sujas



. Do blog do Pedrialli

Expectativa na capital

Informa Fábio Campana em seu blog que a pesquisa que o Data Folha fechou hoje, será divulgada logo mais a noite pela RPC. Tem muita gente a este hora em Curitiba com os batimentos cardíacos acelerados.

Disque 127

Esse é o número que o Ministério Público do Paraná disponibilizou para quem quiser enviar notícias de corrupção eleitoral. O serviço está disponível de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 11h30 e das 13h30 às 15h30. O custo é de uma uma ligação local.

Agora vai

Depois do fiasco daquela proposta da "não campanha" na área central, que subscreveu junto com a ACIM e inúmeras entidades patronais, a OAB tenta correr atrás do prejuízo, oxigenando o Comitê 9840. Está se achegando mais à Igreja Católica, que nessa questão da ética na política é a instituição de maior respeitabilidade no momento. O Comitê 9840 será lançado oficialmente em solenidade segunda-feira às 10 horas na Cúria Arquidiocesana. Por tudo o que ainda representa na vida da cidade, Dom Jaime é presença indispensável neste lançamento. Os candidatos a prefeito estão sendo convidados para o evento.

Um fantasma que mete medo

Informa o jornal (online) Hora H News que um fantasma chamado Zeca do PT ronda a candidatura Gleisi Hoffmann, em Curitiba. O ex-governador do Mato Grosso do Sul, José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, é alvo de diversas ações de peculato e improbidade administrativa.Os quatro promotores que assinam os documentos alegam que houve enriquecimento ilícito do ex-governador e dos demais denunciados no esquema conhecido como ‘caixa 2 do PT’.
Além de Zeca do PT, são suspeitos o ex-secretário de Governo Raufi Marques, o ex-subsecretário de Comunicação Oscar Ramos Gaspar, ex-funcionários públicos estaduais, proprietários de nove agências de publicidade e duas gráficas.Informa o jornal Folha de São Paulo que são quase 50 pessoas acusadas de envolvimento no esquema. O prejuízo estimado é de R$ 8,6 milhões, entre 2003 e 2006.
Gleisi está preocupada com possíveis respingos. E não é sem razão. Afinal, ela e o marido Paulo Bernardo , atual Ministro do Planejamento, foram secretários do governador Zéca.

Definição precisa

"Ouvi esta definição de um político paranaense de projeção nacional já faz muito tempo.Mas conversando hoje com um amigo espirituoso, ele usou a frase para definir um político local, que as mulheres consideram bonito e a maioria dos telespectadores que o vê com fequência no vídeo, o tem na conta de um dr. fala fácil: "Ele é como se fosse um prato de m(*) coberto de chantilly"

Que bicho é esse?

O leitor Marcos Barbosa pergunta o que é PIG. Essa sigla, muito usada por Paulo Henrique Amorim e outros jornalistas famosos, que criticam a postura nada imparcial de alguns veículos da grande mídia impressa, quer dizer simplesmente Partido da Imprensa Golpista

23 de julho de 2008

Importante observar

Que na lista da AMB não há processos movidos por políticos contra outros políticos. Os nomes dos "fichas sujas" se originam de ações movidas pelo Ministério Público. Esse é um dado relevante a ser observado.

Quem tem medo da Satiagraha?

Ainda ~e Paulo Henrique Amorin quem denuncia:

"Existe um jogo para desqualificar a operação Satiagraha, um jogo pesado.
Este jogo provém de diversas fontes: do PiG, do Sistema Dantas de Comunicação, de tucanos e petistas que estão no bolso de Dantas – e, sobretudo, da atual gestão da Polícia Federal, dirigida por Luiz Fernando".

"Dantas nasce no ventre de FHC"

"Uma leitura das 7 mil páginas do relatório da Polícia Federal à Justiça localiza a decisão do Juiz Fausto de Sanctis, na íntegra.E a certa altura, há um histórico do grupo criminoso que se organizou em torno das empresas “Opportunity”.
É interessante divulgar esse histórico, para que o caro leitor se imunize contra as bactérias do PiG, que tenta deletar a ligação intrínseca, genética de Dantas com a privatização do Governo do Farol de Alexandria.
. Veja só, caro leitor.
. Um nasceu para o outro: FHC e Dantas".
. Do blog de Paulo Henrique Amorim

A propósito da "terceirização subterrânea"

Leitor escreve:
"Rapaz, não imaginava que isso fosse verdade, semana passada caiu um cisco no ollho de um funcionario da empresa em que trabalho, ele foi no HM e voltou dizendo que o medico havia dito que ele teria que procurar um medico particular. Na hora nao acreditei no cara, mas depois deste post ..."

Fogo na fundanga...

A coisa anda quente nos corredores da TV Maringá entre os apresentadores Pinga Fogo é Léo Júnior. Pinga não gostou nadinha do destaque que Léo deu à impugnação da candidatura de José Borba em Jandaia e se deu a tarefa de tirar o rival do ar. Os dois estão em horários diferentes e distante um do outro, mas Pinga Fogo sente-se incomodado com o Band Cidade. Um passarinho que estava no alto de uma das torres da Praça Pio XII andou ouvindo umas coisas e, ao posar na minha janela instantes atrás, trouxe no bico um papelzinho com a seguinte informação:"Ocupar o horário das 19,20hs é tudo o que o criador do "Benedito" almeja" .
Resta saber se o Malucelli irá se deixar vencer pelos argumento$ do líder local de audiência.

A propósito da greve dos motoristas:

"Presenciei algum tempo atrás a linha que faz o conjunto Requião ser apedrejada por um garoto. O vidro trazeiro foi estilhaçado e o pobre motorista ficou tão tenso com a situação que foi fácil perceber pelas suas gafes, que ele estava mais com medo da punição da TCCC que preocupado com os passageiros. Não quis pegar mais nenhum passageiro depois do acontecido. Com esses e outros fatos acontecendo todo dia, a volta dos cobradores se faz nescessária e, com a máxima urgência".

O comentário é de um leitor do blog

No bico do urubu

"Por 6 votos a 3, a Câmara Municipal de Mandaguari reprovou as contas da prefeitura referentes a 2005. As contas haviam sido aprovadas com ressalvas pelo Tribunal de Contas, porém a maioria dos vereadores entendeu que os erros apontados pelos técnicos do TCE, somados às denúncias apresentadas pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público contra a administração municipal, são graves e por isso optaram pela reprovação.
Em 2005 Mandaguari teve dois prefeitos: Ari Stroher (até 29 de março) e Cyllêneo Pessoa Pereira Junior".

Meu comentário: O Ary foi reeleito e depois cassado por ter dado camisetas para uma instituição que promovia festa junina. Há informações que todos os demais candidatos doaram alguma coisa, inclusive o segundo colocado naquela eleição, que acabou assumindo depois. O problema do Stroer é que ele estava em atrito com o juiz e o promotor da cidade, por motivos que um dia eu conto. Quando a denúncia sobre as camisetas caiu nas mãos do magistrado, Ary Stroer dançou. Mas com seus direitos políticos recuperados é candidato a prefeito novamente.
Quanto à rejeição das contas, quem me parece que fica no bico do urubu é o atual prefeito, Celeninho. Isso pela simples e boa razão de que o responsável pelas contas é quem fecha o ano.

Olho no lance!

Um agente penitenciário foi visitado hoje de manhã por um pesquisador com uma plaquetinha de identificação do Instituto Data Vox. As perguntas formuladas estão totalmente em desconformidade com o B a BÁ da pesquisa de opinião. Por exemplo: o pesquisador quiz saber em quem o cidadão vota, qual a obra mais importante feita pelo atual prefeito no seu bairro. Além de entrevistar duas pessoas da mesma casa, que já significa contaminação da pesquisa, o "DataBarros", ou seja, Data Vox, ainda manda pegar nome e endereço de quem responde os questionários.

Será que esta pesquisa será registrada na Justiça Eleitoral pra publicação? É bom que as coligações de oposição fiquem de olho!

Terceirização subterrênea

O Blog Notícas da Província está noticiando hoje que uma criança teria morrido por erro de prescrição de medicamento no Hospital Municipal. E informa ainda que, por conta disso, a Vigilância Sanitária teria interditado o HM. Estou checando informações para saber se isso realmente procede. Se for verdade, aí é o fim da picada. Quanto ao sucateamento do Hospital, é fato comprovado. Há um discurso da administração municipal em favor da privatização da saúde. Aliás, já está ocorrendo o que um membro do Conselho Municipal de Saúde chamou de "terceirização subterrânea". A tática é desestimular o atendimento e, dependendo do tiupo de paciente que procura o SUS, os atendentes, inclusive médicos, orientam para que procurem um convênio médico.Unimed e Santa Rita Saúde são os convênios mais propagados.

Não foi por falta de aviso

23.07.08

Nota desse blog postada no último dia 15:
"O clima de insatisfação dos motoristas da TCCC com os baixos salários e a excessiva jornada de trabalho é muito grande. Eles ainda não absorveram também o fato de terem que dirigir nesse transito louco e fazer o papel de cobrador. Não se surpreendam se pintar uma greve por aí.
Pelo que fiquei sabendo, o motorista ganha salário de R$ 700,00 e ainda cumpre uma jornada superior a de seus colegas de Londrina e Curitiba, por exemplo. Em tempo: em Londrina e Curitiba tem cobrador. A comparação da situação deles com as duas cidades deixa os profissionais do volante à beira de um ataque de nervos".

Manchete de hoje do jornal O Diário:" Sindicato decide por greve no transporte".

PS: a insatisfação não é apenas com salário,não. Há muito tempo os motoristas andam à beira de um ataque de nervos, principalmente com a insensibilidade da empresa no trato com seus empregados. Relatei aqui dois meses atrás o caso de um fiscal que sofreu derrame cerebral 5 horas da tarde no terminal e apesar dos apelos dos colegas, a empresa não enviou socorro e nem a ambulância do Samu apareceu. Revoltados, os motoristas esvaziaram um ônibus já lotado com passageiros, colocaram o fiscal deitado no chão do carro e tocaram pra Santa Casa. Quando o ônibus chegou ao hospital, o rapaz já estava morto. De lá pra cá a revolta dos motoristas só aumentou. E nada foi feito para que a situação melhorasse.
A greve já está decidida, foi aprovada em assembléia. Que não digam que é coisa da oposição ao prefeito, porque não há neste movimento de reivindicação nenhuma conotação político-eleitoral.

Acima da lei

Informa o Rigon que desde o dia 14 último que "o Tribunal de Justiça suspendeu a milionária licitação da iluminação pública de Maringá; a decisão é de 30 de maio e a prefeitura foi notificada, por fax, dia 3, através de ofício expedido pela secretaria da 4ª Câmara Cível do TJ, o que está comprovado nos autos do agravo de instrumento 505.824-0. No entanto, a administração cidadã do PP tocou a licitação até ontem, tendo inclusive neste período, segundo denúncia chegada ao blog, pago serviços feitos às pressas".

Resumo da ópera: o que esperar de uma administração que não respeita nem decisão judicial, e de segunda instância?

22 de julho de 2008

Agora poooooode!

A Prefeitura corta 250 árvores por mês. Será que são todas árvores comprometidas? Será que atendem os pedidos de moradores dos bairros com a mesma rapidez com que atendem pedidos de farmácias, por exemplo? Lembro a propósito, da árvore que ficou dois anos ameaçando cair sobre uma casa do Borba Gato e só foi retirada porque o assunto foi até motivo de reportagem em um canal de televisão. O corte danificou o muro e a madeira ficou um mês na frente da casa. O próprio morador é que teve que reparar o muro danificado.
Recebi informação de um morador do Jardim América de que tem gente da administração correndo os bairros e se ofercendo para cortar árvores comprometidas. Porque isso agora?

21 de julho de 2008

Data o quê?

"Recebi uma daquelas pesquisas distribuidas pela assessoria do candidato Antonio Belinati a prefeitura de Londrina. Uma tal de DataHoje teria feito uma consulta no terminal urbano. Advinha o resultado? Não posso dizer. Primeiro porque não há registro na Justiça Eleitoral. Depois porque pesquisa eleitoral feita em apenas um local não traz nenhuma confiabilidade".

. Por Cláudio Osti (Paçoca com Cebola)

PS: Pensa que temos inveja de vocês aí de Londrina, Cláudio? Temos não, meu caro. Maringá conta com o Data Vox, mais conhecido por Data Barros. Em compensação, a cidade tem também o Datafoda-se, do anônimo O Inconformado (Blog Notícias da Província)

Repercussão

Teve grande repercussão na cidade o artigo de Dom Jaime Luiz Coelho ontem no O Diário. Ele fala de ética na política e na necessidade de mudar, inspirado que foi pelo lema da campanha de Obama, nos Estados Unidos. Lá pelas tantas, o primeiro arcebispo de Maringá relata um fato que aconteceu com ele em passado recente: "Em eleição passada eu denunciava publicamente um deputado federal, que me apresentava uma proposta indigna: receber para o elevador da Catedral Basílica uma verba, mas que vinha em nome de Obra Assistencial. Respondi que isso era imoral e não aceitei. Pois bem, assessores seus queriam processar-me pela denúncia. Fiquei aguardando e nada ocorreu. Só não sei onde foi parar a verba ou auxílio".

Todo mundo ficou curioso para saber qual era o parlamentar . O Rigon deu as pistas em seu bloog: "Querem arriscar o nome do deputado que fez a proposta imoral e indigna? Dou três opções: a) Ricardo Barros, ex-FHC e hoje vice-líder de Lula; b) Ricardo Barros, irmão do prefeito Silvio II e casado com a deputada Cida; c) Ricardo Barros, que na prática exerce seu segundo mandato na prefeitura".

Definição

"candidato ficharanja-suja"
. De A. Balestra comentando a foto da laranja podre

18 de julho de 2008

Sem comentário. E precisa?

Mais duas boas almas

Os bons amigos, gente boa toda vida, como o Foguinho, estão indo embora. Hoje a cidade perdeu mais um pedaço da sua história. Falo do Nhô Quinca, ídolo do rádio nos anos 60. Era um homem simples, bom papo, bom caráter. Há mais de ano eu não o via, mas a última vez que tive o privilégio de encontrá-lo, ele estava falando com dificuldades, consequência da impostação de voz, que foi sua marca registrada.
A cidade perdeu com Quinca um personagem importante da comunicação de massa. Além de Quinca, perdi também meu cunhado Joabe Gonçalves Cardoso, gari aposentado pela Prefeitura de Maringá. Homem simples (e simplório), Joabe faleceu ontem no HU, vítima de derrabe cerebral, devendo ser sepultado daqui a pouco.Era um cidadão simples, conhecido apenas da família , dos amigos e dos ex-colegas de trabalho, mas tratava-se, sem dúvida, de um legítimo pedra 90. Que a terra lhe seja leve!

17 de julho de 2008

A justiça e os princípios da moralidade

"Não é dado à Justiça Eleitoral acobertar a inobservância dos princípios da moralidade e da probidade administrativa, pois, caso contrário, estar-se-á dando aval para serem reconduzidos ao Poder aqueles que possuem escandaloso histórico de malversação e desvio de verbas públicas, falsificações e fraudes diversas, rejeição de contas, formação de quadrilha, desrespeito às normas internas dos próprios partidos a que pertencem (com infração gravíssima contra as determinações de sua própria agremiação) etc.”
Pela moralidade nas Eleições 2008".

. Essas são as consideraçlões finais da fundamentação que a promotora eleitoral Stella Maris Sant´anna Ferreira Pinheiro fez na ação de impugnação de candidatos a prefeito e vereadores de Maringá.

Polêmica precedeu a indicação do ministro

"Segundo vem sendo divulgado por vários órgãos da imprensa, estaria sendo
montada uma grande operação para anular o Supremo Tribunal Federal,
tornando-o completamente submisso ao atual chefe do Executivo, mesmo depois
do término de seu mandato. Um sinal dessa investida seria a indicação, agora concretizada, do atual advogado-geral da União, Gilmar Mendes, alto
funcionário subordinado ao presidente da República, para a próxima vaga na
Suprema Corte.
A comunidade jurídica sabe quem é o indicado e não pode assistir calada e
submissa à consumação dessa escolha notoriamente inadequada, contribuindo,
com sua omissão, para que a arguição pública do candidato pelo Senado,
prevista no artigo 52 da Constituição, seja apenas uma simulação ou "ação
entre amigos". É assim que se degradam as instituições e se corrompem os
fundamentos da ordem constitucional democrática".

. Trecho de um artigo do jurista Dalmo Dallari, publicado na Folha de Sâo Paulo (edição de 8 de maio de 2002).

A casa começa a cair

" A divulgação do organograma do esquema que fraudava o INSS na região, tornado público ontem neste blog, e do qual constam os nomes do ex-deputado José Borba (PP) e do deputado federal Ricardo Barros (PP), deve ter desdobramentos políticos - quem sabe, nacionais. É que a Operação Campo Fértil aconteceu pouco meses antes de Barros tornar-se vice-líder de Lula.
Barros é apontado, no mapa feito pela Polícia Federal, por ter recebido R$ 400 mil para indicar o gerente executivo do INSS de Maringá, que por sua vez facilitaria o esquema - que, segundo a PF, teria causado um prejuízo de mais de R$ 7 milhões aos cofres públicos, embora haja quem acredite que esse valor deveria ser multiplicado por 10".

. Do blog do Rigon

PS: Já não se faz mais blindagem como antigamente

Oquí pro ceis, ó, seus laranjas!

Que falta faz o cobrador!

Ontem no Borba Gato uma sra. que trazia uma criança no colo caiu da circular quando o motorista, sem saber se guiava ou fazia troco, tocou o ônibus quando a passageira tentava descer. A queda provocou calafrios e revolta em quem presenciou a cena. Tivesse um cobrador naquele carro, ele certamente teria evitado mais esse acidente. Digo mais esse, porque tem sido frequente as quedas nos embarques e desembarques.

Aqui tinha uma árvore



O Rigon deu uma nota há pouco sobre o trabalho de funcionários da Prefeitura na Praça Manoel Ribas. Mas observem bem eesta foto, porque onde aparece o monte de terra tinha uma árvore.

A muriçóca estava certa

"Não quero ser desmancha prazeres, mas o pedido de impugnação das candidaturas de André Vargas (PT), Antonio Belinati (PP), Luiz Cheida (PMDB) e Marcos Colli (PV), que concorrem à prefeitura de Londrina, feito pelo Ministério Público do Paraná, não impedirá que eles participem da eleição.
Há uma determinação do TSE de que apenas os condenados em última instância sejam barrados. Sendo assim..."
. Do blog Paçoca com Cebola

Meu comentário: Lá isso é verdade. Mas as ações não deixam de dar dores de cabeça aos candidatos e produzir algum efeito político (negativo,claro) nas candidaturas questionadas. Só que o efeito de uma ação movida pelo Ministério Público é um, e por laranjas é outro. A propósito , lembram do post com o título "Coisas de muriçóca"? . Pois é, o bichinho, que aqui no Sul chamamos de pernilongo, estava certo.

16 de julho de 2008

Recordar é viver

Até 1988 a Prefeitura de Maringá gastava cerca de U$ 21 para coletar uma tonelada de lixo. Com a terceirização da coleta feita pelo prefeito Ricardo Barros, a tonelada coletada subiu para U$ 42. Mas voltou aos U$ 21 na segunda gestão Said. Como seria o tratamento com o biopuster?

Coisas de muriçóca


A notícia da impugnação de uma candidatura a prefeito de Maringá provocou ranger de dentes num endereço da Vila 7. Mensagens cifradas que uma muriçóca captou nas proximidades do Estádio Willie Davids, foram disseminadas pelo centro da cidade agora no início da tarde. A informação que circulou na chamada "boca pequena" foi esta: "Medidas cítricas estariam sendo tomadas para tentar a impugnação das candidaturas de João Ivo e Ênio Verri".

Se assim é que lhe parece


O apresentador Pinga Fogo, que picado de cobra anda com medo de linguiça, desistiu de entrevistar candidatos da região e "muito menos de Maringá". Ele disse isso no seu proragam de hoje, mas sem deixar de dar uma alfinetadinha , sutil e muito de leve, em quem o acionou durante as eleições de 2004. Vale a lembrança de que naquele pleito, Pinga Fogo saiu do ar e foi multado porque infringiu a legislação eleitoral. Mas a cidade inteira sabe do esforço que ele fez para que a população o tivesse na conta de vítima, acreditando que o réu era justamente quem por ele fora vitimado. Valei-me São Benediiiiiito!!!

"Uma excrescência!"

A expressão é do ex-prefeito Said Ferreira ao comentar o que se gasta em publicidade com dinheiro público atualmente em Maringá.

15 de julho de 2008

Joe


Acabo de ler no blog do Rigon a nota sobre o falecimento de Joe Silva. Referência do radialismo de Maringá nos anos 60 e início dos 70, Joe foi um grande comentarista esportivo e lutador incansável a favor da sua categoria profissional. Também era jornalista e me sucedeu na Delegacia Regional do Sindicato dos Jornalistas do Paraná. O conheci já como respeitado homem de comunicação nos anos 60. Ainda menino, eu trabalhava de officie boy na agência de notícias Trans Press, que funcionava no prédio da Rádio Difusora, de propriedade do Joe e do seu irmão Lindolfo Luis Silva. Era difícil o dia em que eu não ficava na técnica da rádio vendo o Joe apresentar com brilhantismo o programa AS 11 MAIS. Esse programa ficou marcado na minha lembrança, porque foi através dele que virei fã incondicional de cantores como Altemar Dutra, Nelson Gonçalves , Elis Regina e a turma da Jovem Guarda, liderada por Roberto Carlos.
Joe Silva era um grande sujeito e com profissionais como ele , Rubens Ávila, Manoel Tavares e A.A. de Assis,foi que aprendi muito do pouco que sei. Às vezes me pego pensando: sou privilegiado por ter convivido com essa geração de craques.

"República de Londrina" em foco

"A ação da Polícia Federal denominada Satiagraha está chegando próximo do coração do petismo e atinge em cheio um integrante da chamada República de Londrina. O lulismo sai ferido porque um dos grampos apanhou, em plena ação a favor do banqueiro Daniel Dantas, o secretário particular do presidente Lula, Gilberto Carvalho".
. Do jornal (online) Hora H News

Help!!!


Informa o Elias Brandão em seu blog que as viaturas do Samu são novas mas, por falta de manutenção estão caindo pelas tabelas. Trafegam em alta velocidade pelas ruas de Maringá em péssimas condições, colocando em risco a vida dos atendentes e dos pacientes que nessas unidades móveis são transportados.

Meu comentário: sucatear a frota de veículos do município é uma característica marcante dos dois irmãos. O que administrou a cidade de 1989 a 1992, acabou com a frota de caminhõos coletores de lixo, com o objetivo claro de entregar a coleta para a Sotecol. O resultado de tamanha irresponsabilidade todo mundo sabe. Quanto ao Samu, vieram 6 unidades móveis, bem equipadas, em novembro de 2004, para atender Maringá, Sarandi e Paiçandu. Não demorou muito e as ambulâncias começaram a ser sucateadas, como sucateado estava sendo o Hospital Municipal. Com que objetivo só Deus e as torcidas do Corinthians e do Flamengo sabiam. Portanto, o quadro atual das viaturas do Samu descrito pelo professor Elias não chega a ser surpreendente. Mas, convenhamos, é criminoso dado o grau de irresponsabilidade que contém.

14 de julho de 2008

Beleza não põe mesa


Essa foto, que pincei do blog da Marta Bellini, mostra quão subjetivo é o conceito de beleza. Até mesmo o cão chupando manga pode ser de uma beleza estonteante.

5 de outubro é logo alí

Depois de tres anos deitada em berço explêndido a administração municipal imprime um ritmo alucinante de trabalho. A malha asfáltica está sendo recuperada rapidamente; estão recapando até ruas sem nenhum buraco. As máquinas da Prefeitura roncam a semana inteira, porque o tempo ruge e a Sapucaí é grande.

Ói, ói o trem!


Essa escola aí fica tão perto da linha, que vai dar pra quem estiver na sala de aula pegar na mão do maquinista que vai passando.

Pesquisa "me engana que eu gosto"

Um homem bem falante chega com um formulário nas mãos em uma roda de amigos e se identifica como pesquisador. Foi ontem (domingo) na praça da Igreja Santo Antônio. O pesquisador apresenta a relação de candidatos e começa a perguntar e a induzir:
- Em qual desses candidatos a sra. vota?
- No fulano
- E porque não no sicrano?
- Porque meu candidato é o fulano
- Mas a sra. admite votar no sicrano?
- Não senhor, nesse seu candidato eu não voto de jeito nenhum
- Mas por que, a sra. não acha ele um bom administrador?
- Já lhe disse que voto é no fulano
- Mas qual a qualidade que o sr. vê no sicrano?
- Uma só: ele é bonitinho e bom de lábia

Percebendo que a maioria alí votava no fulano e detonavam o sicrano, o "pesquisador" colocou a prancheta embaixo do braço e saiu de fininho, pronto para cantar em outra freguesia.

Não identifico nem o fulano e nem o sicrano por que o objetivo desse relato não é fazer campanha pra ninguém, mas alertar para o absurdo da manipulação de pesquisas internas, do tipo me engana que eu gosto. De qualquer forma, ganha um doce de puba quem adivinhar o nome do sicrano.

À beira de um ataque de nervos

O clima de insatisfação dos motoristas da TCCC com os baixos salários e a excessiva jornada de trabalho é muito grande. Eles ainda não absorveram também o fato de terem que dirigir nesse transito louco e fazer o papel de cobrador. Não se surpreendam se pintar uma greve por aí.
Pelo que fiquei sabendo, o motorista ganha salário de R$ 700,00 e ainda cumpre uma jornada superior a de seus colegas de Londrina e Curitiba, por exemplo. Em tempo: em Londrina e Curitiba tem cobrador. A comparação da situação deles com as duas cidades deixa os profissionais do volante à beira de um ataque de nervos.

Pense nisso

Material de campanha



Farmácias de Maringá já estão reforçando seus estoques de óleo de peroba. Mal começou a campanha eleitoral e a procura já é grande. Tem gente que vai consumir pelo menos um frasco desses por dia.

11 de julho de 2008

Psicografando Cazuza

"Foi uma falha gritante da assessoria da prefeitura não ter convidado a vereadora Marly Martin para participar da reunião de comemoração do sucesso da Lei Seca durante o Vestibular", informa Lauro Barbosa em seu blog.

Ué, Lauro, fizeram reunião pra comemorar o sucesso da lei seca? E nem se dignaram a convidar a autora da lei? Será que serviram pelo menos uns gorós pra molhar a garganta do pessoal da claque? Desculpe a brincadeira, mas é que, coisas ridículas assim, só mesmo tratando com alguma dose de humor. E viva Cazuza!..."Não me convidaram / pra essa festa pobre/ Que os homens armaram pra me convercer..."

De uma leitora e blogueira

"Do que a ACIM tem medo? De poluição ecológica é que não é. Afinal, a ACIM todo ano entope as árvores do centro das luzes e mangueiras do Paraguai matando plantas. O centro está um lixo. Ruas sujas, com calçadas quebradas, poluição visual e de som.... CONTA outra".
. Da professora Marta Bellini, comentando nota desse escriba que ela reproduziu no seu blog

A palavra da leitora

"É correto afirmar que só encontramos com os políticos no centro da cidade em épocas de eleições. A atuação de cabos eleitorais, faixas e entrega de santinhos nos faz lembrar de um tempo que existia boca de urna e os votos eram ganhos no corpo a corpo com cada eleitor. Podem dizer que a cidade ficava suja ( de papéis ), mas muito menos suja do que hoje, que a grande sujeira está por trás dos bastidores. Sou contra a proibição desta campanha no centro da cidade. A ACIM não tem que interferir nisto. Se bem que inferem em tudo, né?!? É por causa da ACIM que temos este ridículo estacionamento no canteiro central da Av. Brasil. Coisas de antigamente, mas interessa a ACIM".

Regina Crachineski

Falta de critérios

"Eu tenho dito que poucos motoristas respeitam as faixas de pedestres.
No começo isso acontecia, mas atualmente não. E isso vem gerando acidentes graves".

. Do blog de Edson Lima, informando sobre o atropelamento de um pedestre, na faixa.

Meu comentário: já escrevi sobre o assunto outrs vezes e até acho que os veículos de comunicação tinham o dever de questionar a falta de critérios na instalação das faixas de pedestres. Principalmente aquelas pintadas nas proximidades das praças (ou rotatórias) são perigosas tanto para quem dirige quanto para quem está a pé. É ruim para o motorista , que após terminar o contorno se depara com pedestres atravessando e tem que frear, com o risco de ser abalroado. Pior ainda para o pedestre, que não tem a segurança de que todos os motoristas irão parar para lhe dar passagem. Já tive problemas na Av. 19 de dezembro,logo depois de contornar a Praça do Peladão e na JK, saindo da Cerro Azul. Aquilo é uma irresponsabilidade que certamente o Luiz Miura, autor da idéia (desvirtuada depois da saída dele da Setran), jamais aprovaria.

Limpas? Que limpeza besta é essa, sô!

O que será que entendem por eleições limpas os Srs. Adilson e Costa Paulo, atual e ex-presidente da ACIM? Eles insistem que os partidos estão rejeitando a proposta de eleições limpas em Maringá. A limpeza que querem é a ausência de campanha no centro, é o cerceamento aos candidatos e cabos eleitorais em fazer campanha no coração da cidade.
De onde tiraram a idéia de que a propaganda eleitoral, quando feita dentro dos limites da lei , é fonte de poluição? Poluição eleitoral é outra coisa. É, por exemplo: a corrupção, a tentativa de compra de votos, o abuso do poder econômico, as armações ilimitadas (e malandras) contra candidaturas que não interessam às elites. Isso sim é poluição. Isto sim tem que ser combatido.
A reação dos partidos à proposta indecorosa de algumas entidades de classe (ACIM à frente) não foi absorvida por quem subscreveu aquela aberração, conforme mostra o
O Diário de hoje em sua página 4A. Diz Costa Paulo:"Quem perde com isso são os políticos, que já estão com uma imagem desgastada". A imagem dos políticos está desgastada sim. Não há como contestar isso. Mas a proposta do pacto de silêncio só contribui para piorar ainda mais essa imagem. E piora pra valer é a imagem da democracia brasileira, que apanharia de de "rabo de tatu" se esta proposta fosse aceita e colocada em prática.
Afinal, a quem interessa o silêncio nessa campanha? Elementar , meu caro Watson!
Eleição sem panfletagem é como chupar bala com papel, pra dizer o mínimo.
O bonito da festa democrática é exatamente a panfletagem e a carreata. O próprio eleitor gosta disso, sente-se valorizado, porque afinal de contas, é por ele que os sinos dobram. O resto é conversa pra boi dormir.

10 de julho de 2008

O defeito tá na vista

"Veja o lado bom das coisas: se o Comitê de Combate à Corrupção quiser mesmo atuar contra o assistencialismo (que é coisa de vereador, o mais fraco na história; contra candidato a prefeito, será que pretendem algo?) basta ficar de plantão defronte a Câmara Municipal de Maringá.
Dali continuam saindo carros levando pessoas para serem operadas em hospitais da região, já que a saúde pública continua a mesma de sempre."

. Do blog do Rigon

Meu comentário: Esse tipo de assistencialismo é visível em Maringá já faz tempo. E os assistencialistas juramentados se orgulham do que fazem, achando que são eleitos para comprar mesmo a consciência dos eleitores mais simples. Pior: acreditam piamente estarem fazendo a coisa certa, o que torna a prática ainda mais grave. Minha expectativa é que o Comitê 9840 se ocupe disso e que o combate a este tipo de compra explícita de votos seja alvo também das entidades que subscreveram aquela proposta ridícula apresentada ontem a noite no Fórum.Que elas ajudem o povo a não entrar no golpe do cavalo cego de um olho, que o matuto comprou sem perceber que o defeito estava na vista.

Lembrando Lélis

"Advogados maringaenses estão preocupados com o que vem acontecendo na subseção local da OAB. O nome da Ordem, em Maringa, hoje não evoca mais a mesma referência de outrotra, quando era sinônimo de combatividade e defesa dos direitos civis.
A preocupação é tanta que começam a se articular grupos de diferentes tendências, que temem pelo conceito da entidade, já pensando nas próximas eleições internas".

. Do blog do Angelo Rigon

Meu comentário: tem muito advogado com saudade do Lélis Vieira. Bons tempos aqueles.

Consultor, ao seu dispor


. Do blog do Josias de Souza

Na periferia poooooode!

De um leitor do blog:

"Tentar evitar a presença de candidatos no centro da cidade é como se a dividisse. Nos bairros pode. Isto é discriminação,preconceito com os candidatos a vereador porque certamente, na visão troglodita de quem foi o mentor da idéia, poderia atrapalhar os interesses economicos de uns pequenos interessados. Este povo está acostumado a transferir com a conivência do poder público, datas de feriado somente para atender aos seus interesses. A cidade vive infestada de panfletos comerciais e isto não incomoda".

PS: Não dá pra discordar dessa análise. Dá?

Perguntar não ofende

" Quantos pobres o ministro Gilmar Mendes já mandou soltar ? " .
. Do blog de Ancelmo Gois, colunista do jornal O Globo

Pois é, grande Hélio!

"Em entrevista há mais ou menos 1 ano, Daniel Dantas declarou: "Não tenho medo de nada, a não ser da Polícia Federal". Mostrou ser bem informado, acabou apanhado pela própria Polícia Federal".
No flagrante de tentativa de intimidação, ofereceu 1 milhão de dólares a um delegado e ainda justificou a tentativa com dinheiro, desta forma: "Não quero ser preso e condenado em primeira instância, no STJ (Superior Tribunal de Justiça) e no STF (Supremo Tribunal Federal) não há problema algum". Essa é das mais acintosas afirmações feitas sobre os dois mais altos tribunais do País.
O presidente ocasional do Supremo, Gilmar Mendes, tem falado muito, até sobre assuntos que obrigatoriamente dependerão do seu julgamento. Declaração de ontem sobre a prisão: "Faz inveja ao regime soviético".
Mas como falou "genericamente", ficou a impressão de que o presidente do Supremo criticava a prisão dos três personagens. Como ministro, deveria ter lido a entrevista de Daniel Dantas, que se vangloriava, que palavra, de "NÃO TER MEDO DO SUPREMO? LÁ É FÁCIL DE RESOLVER".
. Por Hélio Fernandes (Trbuna da Imprensa)

PS: Dantas foi posto em liberdade ontem à noite, devido a habeas corpus concedido pelo presidente do STF.

Temos o nosso?


Diz a máxima popular que cada povo tem o governo que merece. Isso é questionável, como também não dá pra fazer coro ao que um leitor sentenciou aqui:"Cada cidade tem o Goebbel que merece". Não, mil vezes não. É certo que temos alguns aprendizes de feiticeiro por aquí, mas Maringá não faz por merecê-los

Proposta indecorosa

Isso é o mínimo que se pode dizer da proposta apresentada na reunião de ontem à noite no Fórum, para que a Justiça Eleitoral fizesse chegar aos candidatos. A proposta é subscrita por várias entidades de classe - ACIM e OAB à frente e pretende que o centro da cidade passe ao largo do processo eleitoral. O que esse pessoal quer é que não haja panfletagem no coração da cidade, a pretexto de combater a poluição visual. Pretende ainda, que os candidatos se abstenham de críticas aos adversários. Falam em evitar ataques pessoais, mas fica bem claro que a expressão ataques pessoais tem o objetivo de preservar os principais telhados de vidro dessa campanha. Enfim, a proposta é uma agressão ao bom senso e uma afronta à democracia, na medida em que sugere uma "paz de cemitério" que qualquer cidadão com um mínimo de inteligência sabe a quem interessa.
Ora, a eleição é uma festa democrática, onde os candidatos buscam pela panfletagem e pela abordagem do eleitor, conquistar o voto. A lei eleitoral é bastante restritiva , mas de certa forma ela é ótima na medida em que inibe o abuso do poder econômico e as tentativas (sempre recorrentes) de compra da consciência do eleitor. Mas daí até colocar uma camisa de força no processo, como querem Acim, Sivamar, Sindivest, OAB e quejandos, é o fim da picada.
Ora, a cidade viveu com uma carga de poluição visual afrontosa até dia desses (nem reparei ainda se as propagandas ditas institucionais já foram retiradas)e não vi , em nenhum momento, qualquer manifestação da elite econômica local. Mas como agora o jogo se iguala, não há mais nenhum atleta jogando sozinho , então surgem aberrações como a que se viu ontem no Fórum.Com permissão do amigo Balestra, rogo ao monge egípcio que nos inspira nessa hora: valei-me São Sarapião!

9 de julho de 2008

Concordo em número, gênero e grau

"Agora, que a Polícia Federal alega ter desbaratado quadrilhas comandadas por Daniel Dantas e Naji Nahas, seria interessante levantar se jornalistas foram prestadores de serviço das duas quadrilhas na grande mídia brasileira. Quem são eles? Como foram pagos? Que tipo de favores prestaram e receberam?
Não contem com o PIG para isso: os jornalistas se protegem como se fossem integrantes de uma máfia. É hora da Polícia Federal agir e colocar na cadeia os jornalistas ou "comentaristas" quadrilheiros".

. Do blog do Azenha

Começam os bons exemplos

O Departamento de Jornalismo da RIC TV tomou a decisão correta: vai reunir representantes das oito candidaturas majoritárias para sortear a ordem dos candidatos que comparecerão ao seu principal telejornal para dar entrevista. Este é o critério correto, que é bom pra todo mundo e para o próprio veículo de comunicação, que assim fica livre de qualquer suspeição de favorecimento de uma candidatura ou de outra. A reunião será na próxima sexta-feira às 14 horas. O jornal O Diário também enviou convite para os comitês convidando representantes dos candidatos para uma conversa mais ou menos nesse nível. Será amanhã às 14,30hs.

O xadrez maringaense

Em Maringá o jogo é mais complicado de se entender. Aqui são 5 candidatos viáveis, promessa de uma campanha de alto nível, mas com todo mundo se armando, juntando munição, porque seguro morreu de velho. Quem vai para o segundo turno? Muitos já perguntaram quem iria com o prefeito Silvio Barros? Hoje a pergunta é outra: quais , entre os 5 irão para segundo turno? A campanha ainda não está nas ruas, mas nos bastidores, a chaleira ferve. E a fumaça quente que sai pelo bico já tá fazendo gente suar frio antes da hora.

O xadrez londrinense

"O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, envia à Corregedoria denúncia de que Barbosa Neto se apropriou de salários de servidores".(Correio Brasiliense)

Vjam só: Barbosa Neto que era até dia desses favorito à sucessão de Nedson está no bico do urubu; André Vargas, acusado de usar vigilantes da UEM como "laranjas" na prestação de contas da sua campanha a deputado (2006), é ameaçado também por um corvo d bico afiado. Como se não bastasse isso, Belinati disponta como candidato fortíssimo. É pouco o querem mais?
Diante desse quadro, o PMDB , que até pouco antes da convenção entraria na disputa apenas para cumprir tabela, agora já sonha com a possibilidade de vitória, com Luiz Eduardo Cheida. Luiz Carlos Haully também esfrega as mãos e começa a mexer de maneira diferente as suas peças, no tabuleiro do xadrez eleitoral.

8 de julho de 2008

Sem surpresa

"A vereadora Marly Martin (DEM) incomoda muitos de seus pares na Câmara Municipal de Maringá, todos sabem. Se dependesse da maioria deles, ela não estaria no Legislativo. Mas um grupo de vereadores, integrado inclusive por gente do PP, partido do prefeito Silvio II, que em tese pratica a mesma religião de Marly, foi além das raias do admissível em política.
Pois este grupo de vereadores (muitos dos quais se acham reeleitos) fez chegar a um candidato do vereador da coligação PSB-DEM uma proposta indecorosa: R$ 30 mil em cash para desistir da candidatura e, na visão deles, com isso inviabilizar a reeleição de Marly Martin - cá entre nós, uma das mais atuantes do Legislativo maringaense. A proposta foi feita a um candidato do PSB, que é conhecido por trabalhar numa farmácia. Religioso, ele recusou".
. Do blog do Rigon

Meu comentário: isso é mesmo uma imoralidade, mas a mim não surpreende. No período de articulações para a formação das alianças, todo mundo sabia que um certo grupo político lutou até o último minuto para incluir o DEM em seu condomínio. O objetivo maior não era tanto o tempo de TV, mas era principalmente influir na formação da chapa de vereadores do Democratas, de tal forma que a composiução inviabilizasse a eleição da vereadora Marly Martin. Comentei isso uma vez com o Lauro Barbosa, assessor de imprensa da vereadora, e ele disse que sua assessorada tinha consciência do que estavam tramando contra ela. As evidências são fortes realmente e acho que isso vai acabar jogando cocô de gambá em alguns ventiladores.

Preparando a 2a edição


O escritor Laércio Souto Maior prepara a segunda edição de PRESTES NA POESIA, um livro que teve grande repercussão nacional, com muito espaço nos cadernos culturais dos grandes jornais brasileiros. Sobre a obra, escreveu Moacir Assunção, do jornal O Estado de São Paulo:"Souto Maior, pernambucano de nascimento, mas radicado no Paraná, levanta pérolas como poemas do poeta turco Nazim Hikmert, do chileno Pablo Neruda, do cubano Nicolás Guilhen, dos brasileiros Monteiro Lobato e Mário de Andrade e até do também líder político de esquerda Carlos Marighela, que homenageiam o comunista". Mas Laércio reuniu também poesias , cartas e manifestações públicas de apôio a Prestes, de ninguém menos que Thomas Mann, Groucho Marx, Max Weber e Charlie Chaplin.
PRESTES NA POESIA mereceu referências elogiosas também do grande poeta Izail Guimarães Ferreira,presidente do Conselho Consultivo e Fiscal da UBE,
União Brasileira de Escritores (biênio 2004/2006).
O livro do amigo Laércio mostra toda a sua dimensão de pesquisador determinado e como reconheceu Izacyl, " é um documento riquíssimo, pelo que conta, documenta e resgata, de fotos a mapas, de cronologia da coluna a depoimentos de uns quantos contempoorâneos de nomeada e cartas".
De tão bom, eu ia reler PRESTES NA POESIA, mas vou esperar a segunda edição que deve aterrisar nas principais livrarias do país no início de 2009.
Só lembrando que Laércio é maringaense da cepa (aqui chegou no início dos anos 60).
A foto é do lançamento que Laércio Fez no Plenarinho da Assembléia Legislativa de Santa Catarina em novembro de 2007. Sentado ao lado dele, o professor Fernando Ponte de Souza, ex-reitor da UEM.

7 de julho de 2008

Requião confirma apoio


O candidato a prefeito João Ivo e sua vice Akemi Nishimori foram recebidos hoje no Palácio Araucária , primeiro pelo vice-governador Orlando Pessuti e depois pelo governador Roberto Requião. Requião conversou durante uma hora com João Ivo e Akemi e garantiu que estará na campanha do PMDB de Maringá, inclusive manifestando apoio no programa eleitoral do rádio e da televisão.

Recordar é viver

"Segundo informações, Carlos Alberto de Souza está na coordenação da campanha de Enio Verri, e já está contactando novamente aquela equipe para realizar um trabalho nos bairros. Agora a minha pergunta: Se naquela época, o PT não queria este povo, porque quer agora? Porque não chamam seus ex-coordenadores que faziam o "verdadeiro" Orçamento participativo. Gente, é por isso que eu digo que as ideologias políticas estão desaparecendo por causa dos interesses pessoais".
. Do blog do Carlão.
Carlão, como ele mesmo diz, fez parte da equipe do Orçamento Popular do governo Jairo Gianoto, coordenado justamente por Carlos Alberto de Souza

6 de julho de 2008

O parto da montanha

Hoje de manhã, alí pelas 10hs , passou um casal em frente de casa perguntando pelo Parque do Japão. Expliquei ao motorista como ele deveria fazer para chegar lá. Ao contrário do que vocês possam estar pensando, não fiz qualquer comentário. O senhor de meia idade saiu pisando fundo no seu Corcel II. Meia hora depois eu estava sentado na área lendo 1808, do Laurentino Gomes, quando ele passou de volta. Me viu e parou pra comentar:"Pensei que fosse uma coisa do outro mundo, como aparece na televisão. Tá tudo cru, mas fizeram um carnaval danado...só por causa da eleição". Limitei-me a respondê-lo com uma perguntinha básica:
- Pois é,né seu...como é mesmo seu nome?".
- Leônidas
- Então, seu Leônidas, quanto será que vai custar o Parque do Japão?
- Ouvi dizer uns 10 milão.
Ele pisou fundo novamente, saiu soltando fumaça escura pelo escape do Corcel II e tomou a direção da Av. Carlos Borges. E aí me veio à cabeça aquela fábula do parto da montanha. Nada contra os camondongos...

5 de julho de 2008

Adeus, Foguinho!



JB Siqueira poucos conhecem. João Batista? Só os mais chegados. Mas Foguinho, a cidade inteira conhecia e admirava. Tive o privilégio de ser seu colega de trabalho durante 12 longos anos na TV Cultura. Mais privilegiado me sentia, de ser seu amigo de fato, seu chegado, de conviver com seu bom humor, seu profissionalismo, sua dignidade. Eu era admirador da sua fé, fé tão inabalável que fez dele uma fortaleza diante da tragédia pessoal que foi a morte prematura do seu caçula João Paulo. Foguinho era tudo de bom. Mas como todo ser humano, ele tinha um defeito grave para nos santistas, para os amigos palmeireirenses e para seus nada modestos amigos sãopaulinos. Fogo era corintiano exacerbado e como corintiano quase me fez tampar os ouvidos para não ouvi-lo quando o Peixe tomou de 7 do timão. Mas relevei a gozação e agora no início da noite, chorando a sua morte na portaria do Hospital Paraná, lembrei-me dele com força hercúlia consolando a esposa Mirtes quando da perda de João Paulo.
Foguinho, que contava piada com maestria, deve estar neste momento, provocando gargalhadas no céu. Recepcionado por São Pedro, chegou perguntando pelo mestre Rubão Ávila e pegando João Paulo no colo. Foguinho era a alegria em pessoa e se foi de repente, sem aviso prévio, deixando-me sem chão. Sei que Deus tem reservado pra ele um espaço vipe, e para a Mirtes, o Jean , a Aline e o genro Marcelo, muita força para superar a dor da perda.

4 de julho de 2008

É só começo!

"O analista internacional e historiador da Universidade Central da Venezuela, Vladimir Acosta, crê que é bastante provável ter havido uma conversação secreta entre Álvaro Uribe, presidente da Colômbia, e Ingrid Betancourt, a recém-libertada ex-candidata presidencial, devido às declarações que ela deu logo depois de ser libertada, nas quais apoiou o governo e sua possível reeleição. Especulações de que a libertação foi negociada com as FARCs envolvendo muitos milhões de dólares e, por isto uma montagem política em favor do presidente daquele país, pode colocar em dúvida o sucesso da libertação dos reféns pelo Exército colombiano. A novela está começando...".

. Do blog do Elias Canuto Brandão

Vixi!

"E o procurador Geral de Justiça do Paraná, Olímpio de Sá Soto Maior está instruindo os promotores para que analisem com carinho a ficha corrida de cada candidato e que, se perceber alguma lama, impeça a homologação da candidatura.
Se isto ocorrer, o cenário político no Paraná vai mudar enormemente nos próximos dias".
. Do blog Paçoca com Cebola

Lembrando Raul Seixas

A lei municipal que proibe bebidas nas proximidades da UEM durante o vestibular pode ser um tiro no pé. Tenho que concordar com o Pinga Fogo: o sujeito não bebe na área demarcada, mas bebe fora dela e vai lá curtir a bebedeira.Pior para os comerciantes que estão no espaço condenado, pois tomarão um prejuízo monumental esses dias e ainda por cima, terão que aturar bêbados dos outros. Lá de cima, ou lá de baixo, Raul Seixas está a alertar: "Assim, meu nego, Chicago não aguenta!".

Festa eleitoreira

O Prêmio "Prefeito Amigo da Criança", da Fundação Abrinq foi entregue a Maringá pela segunda vez em quatro anos. João Ivo recebeu este prêmio em 2004 e Silvio, agora em 2008. Mas a entrega é sempre feita em Brasília, onde comparecem os inúmeros prefeitos agraciados. A solenidade de entrega este ano foi em 26 de junho no Senado Federal (Auditório Petrônio Portela). Mas não houve divulgação na mídia local, exceto um release da Prefeitura com ligeira referência ao recebimento. E nem era pra divulgar mesmo, porque senão estragaria a festa eleitoreira de hoje de manhã no Chico Neto. Lá estavam centenas de alunos das Escolas Municipais, principalmente os da terceira série, período da manhã, dispensados das aulas e transportados em ônibus escolares.

Grande Sertão: Veredas


“... Me lembrei do não-saber. E eu não tinha notícia de ninguém, de coisa nenhuma deste mundo – o senhor pode raciocinar. Eu queria uma mulher. Tem trechos em que a vida amolece a gente, tanto, que até um referver de mau desejo, no meio da quebreira, serve como benefício.”
. Do Blgog A Balestra

PS: esta fala é de Riobaldo, um dos personagens centrais de Grande Sertão: Veredas. Depois de assistir a série de TV, na Globo, foi que me convenci de que Tony Ramos não era o canastrão que muitos falavam. Diadorin, mulher vestida de homem, revelou todo o talento de Bruna Lombardi.
Até a produção global ir para o ar, a crítica via em Tarcisio Meira outro canastrão. Mas ele deu um show no papel de Hermógenes.

Será?

"Dois fatores se somam para prestar o serviço de renovação na Câmara Municipal de Maringá. Mal arranjados em coligações, atuais vereadores terão sérias dificuldades o que somado à desitência de alguns dos mesmos, cria um ambiente extremamente favorável para a eleição de novos edis.
A previsão é que quase metade da Câmara será renovada. Meu palpite é de que apenas 8 voltam, elegendo 7 novos legisladores. Muito bom".
. Do blog do W Taguchi

PS: Seria bom demais pra ser verdade

A lei é pra todos. É?

Uma vez oficializada a candidatura em convenção, os prefeitos que postulam a reeleição não podem mais aparecer na mídia divulgando suas ações. Só podem falar em espaços que garantam igualdade de tratamento entre ele e seus concorrentes. Mas em Maringá a coisa é diferente. Quando não é o prefeito que fala, são assessores que falam por ele , com elogios rasgados ao chefe e clara afronta à lei eleitoral. Que as gordas verbas publicitárias digam amém!

Mais um blog de respeito

Estou adicionando ao meu índice de links o blog do jornalista Paulo Briguett, de Londrina. Como sou apreciador do bom texto, bebo as palavras do colega de lutas sindicais (Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná) , um dos melhores escribas do jornalismo paranaense. Só como aperitivo, colo essa nota aí:

"O sociólogo Cezar Bueno, com quem tenho relações cordiais, aceitou ser vice de André Vargas, candidato do PT à Prefeitura de Londrina. Só o fato de pertencer ao PCdoB, um partido que reverencia Mao Tse-tung e Stálin, já seria o bastante para não esperar grande coisa do rapaz. Mas confesso que essa história de ser vice de André Vargas (atualmente em evidência pela acusação de ter usado vigias da UEM como laranjas) ultrapassou as minhas piores expectativas. Lembro-me até hoje de uma formatura da UEL, em que estive presente, quando Cezar foi o juramentista. Ao final do juramento, com todos os universitários de mão direita erguida, ele quebrou o protocolo e gritou: “Viva o socialismo!” Eu ainda era trotskista na época, mas confesso que a impertinência do rapaz me causou grande vergonha alheia. Só não foi pior do que ser vice de André Vargas".

Pose básica


Sugestão de foto pra santinhos, dos candidatos que o Ministério Público quer ver fora da disputa

MP x "fichas sujas"



"O Ministério Público do Paraná quer que a Justiça Eleitoral peneire o acesso ao mandato eletivo,admitindo apenas registros de candidatos com vida pregressa ilibada", informa o site Documento Reservado.

Meu comentário: se isto for levado a ferro e fogo, vamos ter poucos candidatos concorrendo as eleições desse ano. Em Maringá ,então, vai ser uma depuração de pelar o sabugo.

3 de julho de 2008

Farmácia sem remédios

"Leitor conta que ontem levou sua mãe ao ortopedista e não foi pelo postinho, pois a fila de espera dura meses e ela sentia muita dor. Sendo aposentada com um salário mínimo e tendo recebido uma receita médica, lembraram então da tão falada Farmácia Popular na avenida Monteiro Lobato . Os remédios receitados eram de uso comum, tipo antiinflamatório e um injetável para artrose. Ao entrar na tal farmácia notaram que as prateleiras atrás do balcão estavam completamente vazias; o pessoal atendeu muito bem, porém não tinha nenhum dos medicamentos receitados. "Parece que falta muita coisa lá. Precisaram recorrer a uma farmácia e gastar preciosos R$ 40,00 de sua limitada renda. E pergunta: "Por que fizeram tanta publicidade da inauguração de uma farmácia que não tem remédios?".

. Do blog do Angelo Rigon

Meu comentário: e pensar que esta farmácia chegou com praticamente dois anos de atraso. O dinheiro para a sua instalação já dormia nos cofres da Prefeitura desde 2006 e foi conseguido graças a um trabalho do vereador Humberto Henrique. Mas por mal dos pecados, a farmácia foi colocada num local de difícil acesso para quem não possui condução. Mas esta de ficar sem remédio é o fim da picada. Aposto que se a aposentada fosse na Farmácia Popular de Sarandi, lá encontraria os medicamentos que precisava.
Em tempo: por mais que tentassem montar plantões aos sábados em alguns postinhos e colocar clínico geral para atender consultas especialisadas, a fila de espera continua pra lá de Marraquech.

Pelas barbas do profeta!

O Ministério Público do Paraná promete ir pra cima dos "fichas sujas" que não abriram mão de disputar as eleições de outubro. Diz a nota, que acabo de pinçar do blog do Edson Lima:

"O Ministério Público do Estado do Paraná, que sempre esteve na vanguarda das ações de defesa da cidadania, voltado ao inabalável propósito de defesa do regime democrático e da soberania popular, firmado ainda na convicção de que a ilibada vida pregressa dos candidatos constitui exigência expressa da Constituição Federal (assim como de seu espírito, v.g. arts. 1º, 14, § 9º e 37), para qualquer cargo ou função pública, por seu Procurador-Geral de Justiça e pelo Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Eleitorais, vem expressar entendimento na linha de que, resguardada a independência funcional, tudo recomenda a adoção, pelos Promotores e Promotoras de Justiça Eleitorais, de medidas destinadas à impugnação de registro de candidato, seja nas hipóteses de condenações em primeiro ou segundo grau de jurisdição, mesmo que não transitadas em julgado, seja em face de ações penais e de improbidade em trâmite e sem sentença em primeiro grau, em situações excepcionais que, pela reiterada atividade ilícita, concretamente coloquem em risco a ordem jurídica eleitoral e o próprio Estado Democrático de Direito".

Assinam:
. Olympio de Sá Sotto Maior Neto - Procurador-Geral de Justiça
. Bruno Sérgio Gallati- Procurador de Justiça – Coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias Eleitorais
. Armando Antonio Sobreiro Neto - Promotor de Justiça do Centro de Apoio Operacional das Promotorias

Pobre Péricles!


Nesta sexta-feira tem entrega de prêmio a um mui amigo das crianças. Que a alma de Péricles de Andrade Maranhão possa descansar em paz.

Falou e não disse

O Valter Guerlles esteve hoje no Pinga Fogo para explicar os motivos da sua desistência de ser candidato a vereador novamente. Falou mas nada disse. Se alguem entendeu , por favor, traduza para nos otros.

2 de julho de 2008

Pra não dizer que não falei das flores...

Reza forte

"É aguardado que o vereador Walter Guerlles (PR) seja um dos coordenadores da campanha de Silvio II (PP), já que desistiu de ser candidato à reeleição.
Só fico aqui pensando: não serve pra ser vice, mas serve para ser tesoureiro..."

. Do blog do Rigon

A propósito do chute na barraca, agora vejo que o Guerlles chutou fraquinho, fraquinho. Foi por isso que a barraca balançou, balançou, balançou...mas não caiu. Ou teria sido a reza do alcaide que, na visão do Vianinha, é mais forte que a do Dom Anuar?

A Abrinq não é mais a mesma

O prefeito de Maringá vai receber sexta-feira, às 8,30hs no Ginásio Chico Neto o prêmio "Prefeito Amigo da Criança 2008", da Fundação Abrinq. Só lembrando que João Ivo recebeu este mesmo prêmio em 2004, mas em Brasília e sem estardalhaço ou proveito eleitoral.
Como perguntar não ofende, será que o cerimonial da Prefeitura convidou a família da menina que teve dedos da mão decepados na crehe de Floriano? E os filhos dos servidores públicos municipais que passaram privações por conta da perseguição a seus pais na greve de 2006?
Em tempo: começou hoje e continua amanhã cedo, a solenidade de formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência, o PROERD. Sem dúvida, um programa meritório, que teve apoio da sociedade e merece todos os elogios. Mas há um porém: pelo menos numa escola municipal, a direção elaborou carta de bajulação à figura do prefeito para que os alunos da 4a. série assinassem. A mãe de uma aluna de 9 anos disse orgulhosa hoje de manhã:" Minha filha chegou em casa falando que se recusou a assinar". Menininha politizada essa, ehim!

E o rigor da lei?

" Em ano eleitoral acontece de tudo:
*
antecipação do salário dos servidores de Maringá que sempre ocorre no último dia útil (o que seria dia 30 de junho) antecipado para ontem, dia 27 (sexta-feira);
*
inauguração de obras inacabadas; *
lançamento de 40 de obras com o dinheiro do povo; *
shows artísticos com dinheiro público; *
despejo de dinheiro público no Parque do Japão; *
retorno do circo da cidadania; *
campanha eleitoral por meio dos programas da mídia maringaense...

. do blog do Elias Brandão

Silvio enfrenta ele mesmo

"Silvio enfrenta 8 adversários". Esta é a manchete de um tablóide chamado Paraná Pesquisa que está sendo distribuído gratuitamente na cidade. Quer dizer então que Silvio enfrenta 8? Todos enfrantam todos, cada um dos candidatos disputarão contra os outros 7. Mas talvez Silvio enfrente 8 mesmo. Quer dizer: ele disputará contra João Ivo, Dr. Batista, Ênio Verri, Quinteiro,Ana Pagamunici, Claudemir Romancini, Rogério Melo e ele mesmo. Ou seja, Silvio enfrenta Silvio, também. Nem Dr. Creysson faria análise tão precisa.

Perseguições explícitas

O ato em memória ao Dia 29 de junho, ao som de Vai Passar , de Chico Buarque e com uma apresentação do servidor-cantor-compositor Paulo Vidigal, lotou o auditório da Biblioteca Bento Munhoz da Rocha, ontem à noite. Gostei muito da palestra do advogado Avanilson, sobre a criminalização dos movimentos populares. Todos os presentes se emocionaram com os depoimentos fortes, e absolutamente sinceros, de funcionários públicos municipais que comeram "o pão que Silvio amassou" nesses dois anos pós-greve de 2006.Entre os depoimentos, uma denúncia que seria interessante ser feita ao Ministério Público do Trabalho (alô ,dra. Neli!). É o seguinte: um servidor decidiu correr abaixo-assinado para a instalação de isaustores na SAOP, devido à intoxicação que alguns trabalhadores com o forte cheiro de tinta. O documento não vingou, porque teria havido ameaças veladas (e em alguns casos, até diretas) contra quem apoiasse a reivindicação.
De servidoras que participaram do comando daquela greve, depoimentos que deixaram muita gente revoltada. Uma professora disse, chorando: "prostituta, vagabunda, baderneira e favelada, foi o que mais ouvi no meu local de trabalho, da boca de pessoas ligadas à administração".

Tempo quente no "condomínio"


A desistência de Valter Guerlles em disputar nova eleição estaria ligada às costuras inviesadas que Ricardo Barros fez com o intuito de garantir uma boa chapa de vereadores para sustentar a campanha do mano. A gula foi tão grande, que o deputado pisou em algumas cabeças, dificultando a vida de alguns postulantes à vereança. Do jeito que a coisa ficou, Gerlles, por exemplo, teria que se virfar nos 30 para voltar à Câmara. Sentindo-se sacaneado, ele chutou o pau da barraca.

Vem denúncias cabeludas por aí

O vereador Humberto Henrique (PT) investiga a contratação de pesquisas pela Prefeitura. Os indícios são de que as pesquisas foram superfaturadas e coincidentemente direcionadas para o instituto Data Vox, que todos conhecem na cidade como Data Barros. Fiquei sabendo disso ontem em conversa com o vereador e agora vejo detalhes no blog Notícias da Província (link ao lado).

Em tempo: se ainda não aterrisou, deve aterrisar logo na mesa do Dr. Cruz mais uma grave denúncia contra a atual admininistração. Envolve compra de conteiners para escolas municipais. É coisa cabeluda.

Racha inexistente

O Milton Ravagnani faz uma análise interessante do quadro político de Maringá, mas equivoca-se em pontos-chaves da sua leitura de cenário. Talvez esteja certo com relação às candidaturas Ana/Claudemir, mas redondamente enganado com relação a João Ivo/Ênio. O fato de João Ivo ter saído do PT e ido para o PMDB (por razões que não me cabem analisar aquí)não significa que ambos correm na mesma faixa do eleitorado. Começa que esta demarcação não existe na prática, no máximo pode subsistir no espectro meramente ideológico, mas mesmo o voto ideológico é pulverizado, inclusive entre candidatos de diferentes colorações. Numa eleição majoritária, como a de prefeito de Maringá, por exemplo, o que conta é a capacidade do candidato mostrar que tem melhores propostas, que tem melhor poder de convencimento e conta ainda, a organização de campanha e a força da militância (não a de cabos eleitorais contratados). Neste aspecto, o PT tem uma militância aguerrida mas o PMDB já mostrou ao longo da história de suas disputas em Maringá que também conta com um poderoso exército de formiguinhas , que vai para a rua e faz a diferença. Este racha a que Milton se refere e que é de interesse do clã dos Barros ressaltar sempre, não existe, pois os cinco candidatos considerados de chegada, correm cada um em sua raia e cada um podendo agregar votos dos adversários. João Ivo não prejudica Ênio e Ênio não prejudica João Ivo. Cada um fará a sua campanha e engana-se quem pensa que haverá autofagia nesta hora. O jogo é jogado, com todos (por bem ou por força da legislação) respeitando as regras. Esse suposto racha não interessa nem a João Ivo e nem a Ênio Verri. É possível até que a chamada de capa do O Diário de hoje estimule alguma comemoração antecipada alí pras bandas da Av. Prudente de Moraes, mas com toda certeza, não suscita nenhuma apreensão em qualquer um dos outros tres endereços. Digo os outros três, porque o que abriga a candidatura Batista não entra nesta conta, até prova em contrário. Portanto, meu caro Milton, com todo o respeito que tenho ao seu status de analista político, vou além da simples discordância: o que você coloca e o jornal faz questão de ressaltar em primeira página, é tudo o que o bruxo Ricardo sonhava ontem, saborear no café da manhã de hoje.

Milton diz:

2.07.08
"A candidatura de Batista é de fachada? Claro que não. Com um eleitorado cativo (“costurado”, como ele gosta de repetir) e densidade crescente, o deputado chega à terceira disputa à majoritária consecutiva com uma eleição para a Assembléia no meio delas. Seu eleitorado é crescente.
Privilegiado com o segundo maior tempo de TV (alguma coisa perto de sete minutos) dentre os concorrentes, tem querosene para queimar".

. De MIlton Ravagnani (O Diário)

Meu comentário: concordo que a candidatura Batista não é de fachada. Afinal, ele é sempre candidato. Mas eu, o Milton e as torcidas do Corinthians, Flamengo, Santos, São Paulo e Palmeiras, sabemos das amarrações e jogadas que antecederam a homologação. Que Deus salve a citricultura regional!

1 de julho de 2008

Começa se explicando

O Dr. Batista já começa tendo que explicar que não é laranja de ninguém. Mas não sai dos ouvidos de quem tem um mínimo de sensibilidade auditiva, o célebre samba de Ataulfo Alves, cuja letra publiquei em postagem anterior. Relembro o refrão:"Laranja madura/ Na beira da estrada/ Tá bichada, Zé? Ou tem marimbondo no pé".

Olhos de raio x

"Divanir Braz Palma disse que a chapa é completa, pois Batista como médico cirurgião vê as pessoas por dentro, e Sidnei Teles como pessoa religiosa vê o restante. A minha conclusão é que o Batista para não complicar na televisão deve dizer, lembrando Enéas: "Meu nome é Batista" - Não confundir com "barrista".
. De um leitor do blog do Rigon

Recordar é viver...

1.07.08

"O dia 29 de junho ficou marcado na história de Maringá. Em 2006, durante a greve dos servidores, o prefeito decidiu retirar os grevistas do paço municipal, com uso da polícia."

PS: O fato será relembrado hoje a partir das 19,30hs na Biblioteca Municipal.