30 de novembro de 2008

Curitiba homenageia maringaense

A Câmara Municipal de Curitiba homenageia nesta segunda-feira 20 personalidades e instituições com a comenda Pablo Neruda de Direitros Humanos. Entre os homenageados estarão o escritor e advogado maringaense Laércio Souto Maior e o jurista Renê Doti.

29 de novembro de 2008

Me engana que eu gosto!

"Informações de bastidores garantem que Silvio II ficou bastante descontente com a sua base de apoio na Câmara e teria dado uma bronca na vereadora Edith Dias que permitiu a votação de um projeto frontalmente contrário às suas convicções democráticas, o de Chico Caiana acabando com as eleições nas escolas. Silvio teria confidenciado a amigos que se sentiu traído. Que não sabia de nada, mas está decidido a vetar, a não ser que haja recomendações jurídicas e políticas muito fortes. Ele quer as eleições, mas o pessoal precisa compreender que, como um democrata que é, tem que ouvir a família, os amigos, e outros, e pode ser que esses não queiram. Se depender dele, veta".

.Akino Maringá (blog do Rigon).

PS: então tá então: ele finge que é democrático e nós fingimos que acreditamos

28 de novembro de 2008

Sobre crimes subjetivos

O leitor André escreveu:
"Assino embaixo do que você disse. A natureza apanhou calada durante o último século, agora está dando o troco. Pena que ainda existam pessoas que em nome do lucro insistem em ignorar isso. Pior, usam o poder do dinheiro para comprar pseudos jornalistas para defender suas idéias e fazer com que a opinião pública se volte contra aqueles que defendem o respeito à natureza e o cumprimento das leis ambientais.
Em relação ao que está ocorrendo em Santa Catarina, tenho pena das pessoas que perderam tudo, algumas até a vida. Além dos prejuízos materiais, esta tragédia destruiu sonhos, reduziu à lama o fruto de anos de trabalho".

27 de novembro de 2008

Crimes subjetivos, praticados por objetivamente criminosos...


A tragédia de Santa Catarina vai pesar na consciência dos predadores da natureza, principalmente gestores públicos que ignoram a amazônia, não estão nem aí pras matas ciliares, desrespeitam as faixas de reserva legal, derrubam canafístulas, abandonam bosques, fazem troça de fundos de vale, pelam as encostas, atropelam planos diretores e passam ao largo do planejamento urbano de longo prazo. São crimes subjetivos e quem os pratica são objetivamente criminosos. Eles vão arder no fôgo do inferno.

Oposição tardia

"Petistas maringaense estão enviado email "Golpe na democracia", alertando para o projeto do vereador não reeleito Chico Caiana (PTB) que, a pedido dos irmãos Barros, extingue de vez a eleição direta para a direção das escolas municipais e creches. A correspondência convoca todos os filiados do PT, simpatizantes, associações, sindicatos e demais entidades para acompanhar a sessão de hoje, às 18h, quando o assunto volta em segunda discussão, "em defesa da democracia".
. Do blog do Rigon

PS: Alguém tinha dúvidas de que isso iria acontecer caso o prefeito SBII se reelegesse?
Será que a base petista tinha alguma ilusão quanto à continuidade "do manda quem pode, obedece quem tem juízo" da gestão "cidadã"?

26 de novembro de 2008

Esta MP o Brasil assina embaixo

Por medida provisória o presidente Lula, que sobrevoa Santa Catarina esta tarde vai liberar R$ 1,6 bilhão para ajudar na reconstrução da áreas mais atingidas pelas chuvas, aí incluindo outros Estados. Claro, o maior volume de dinheiro vai para os catarinenses, que vivem uma situação dramática, como nunca viveram antes.

Cenário de um pós guerra



Pincei do blog do Fábio Campana a foto e parte do relato de um morador de Blumenau. A tragédia que se abate sobre Santa Catarina tem uma dimensão que à distância é difícil de avaliar. Mas pelo que conta o amigo do Campana, dá pra se ter uma idéia do tamanho do sofrimento dos irmãos catarinenses:

"Estou conseguindo contato com o mundo apenas hoje, estamos desde o final da tarde de sábado sem luz, internet, telefone funcionando precariamente, falta de água e muita mais muita dor e profunda tristeza.

O cenário que vemos ao abrir as porta de nossas casas é desolador, pessoas que perderam tudo andando pelas ruas sujos de barro é uma cena indescritível, lembra o cenário de um pós guerra, fica até difícil comentar e segurar as lágrimas".

Perseguição

"A caça as bruxas começou? Na verdade, ela nunca terminou..."
. De Paulo Vidigal, servidor público , que sabe do que está falando

Olho no lance!

Recebo do Jorge Gonçalves de Oliveira, que se não me engano é servidor municipal na área da saúde,o seguinte email:

"Belo presente de natal funcionários do terceiro setor deverão ter, com as mudanças que a administração do governo Silvio Barros II deverá implementar ainda este ano.
As mudanças são referentes aos repasses que são feitos pela prefeitura a entidades que fazem assistência social (SERVIÇOS QUE O MUNICÍPIO DEVERIA PRESTAR), e que segundo nova orientação, sua destinação e aplicação devem ser alteradas.
O problema é que muitas entidades usavam este repasse para ajudar a cobrir a folha de pagamento e devido a estas medidas, tem entidades que não terão outra solução a não ser despedir funcionários.
É o caso do Lar Escola da Criança de Maringá, uma entidade de respeito pelo valoroso e imprescindível trabalho que faz com as crianças, tornando-as cidadãs e tirando das ruas. Porém, segundo informação que objetive, já reuniu os funcionarios e avisou que haverá demissões ainda antes do natal.
Com tanto dinheiro que a gente ve indo para o ralo e voando para contas...., deixa pra lá....,
É lamentável, acredito que a sociedade deveria se mobilizar".

PS: e o COMAS sabe disso? É importante que o Conselho Municipal de Assistência Social se inteire dos fatos e se mexa para evitar que as regras estabelecidas pela LOAS sejam desrespeitadas. Se os critérios de distribuição das verbas às entidades filantrópicas voltarem ao que eram antes do COMAS funcionar como instrumento efetivo de controle social, estaremos diante de um retrocesso inaceitável. É preciso ficar de olho nesse lance.

Ditadura de fundo de quintal

Regime de urgência ou "regime surpresa"? O vereador Humberto Henrique acha que o projeto que garante ao prefeito o poder de continuar nomeando diretores das escolas municipais foi um misto das duas coisas. Será que alguém imaginava que a democracia que andou escondida no primeiro mandato de SBII vai dar as caras no segundo? Não sejamos ingênuos ao ponto de imaginar que o prefeito permitiria eleições diretas na rede municipal de ensino. Caso ele permitisse, o irmão Ricardo, que manda prender e manda soltar na Prefeitura desde janeiro de 2005, manteria o veto.
Papel feio mesmo fez o vereador (felizmente não reeleito) Chico Caiana. É dele a iniciativa cítrica de formalização da ditadura de fundo de quintal.

Nova diretoria do Sismmar com Silvio

Calma gente, não quiz dizer que a diretoria do sindicato dos servidores recém-eleita está com o prefeito. Não sei qual será o relacionamento da administração com o representante legítimo dos funcionários municipais, mas de qualquer forma, foi agendada uma conversa para as 10hs dessa quarta-feira. A nova presidente, Patrícia Lofrano,iria dizer dizer ao chefe do Executivo que não quer enfrentamento, mas que também não fugirá dele. "Não pretendemos continuar dando murro em ponta de faca, mas vamos deixar claro que não abriremos mão das prorrogativas que o sindicato tem na defesa dos interesses de seus representados", disse-me uma componente da nova diretoria, pouco antes de subir a escada do Paço para a audiência que o próprio SISMMAR pediu.

Dura lex, sed lex. Mas...

"A vanera do grupo Herança pode fazer o pessoal dançar. A administração municipal pagou R$ 25 mil por um show que qualquer empresário ou prefeitura da região paga R$ 10 mil. Com o dinheiro do contribuinte maringaense, fizeram um showmício pagando R$ 15 mil a mais.
O mais engraçado foi a justificativa da prefeitura, que, na falta de argumento, apelou até para a legislação eleitoral. Os dois shows custaram R$ 30 mil, sendo R$ 25 mil para a Herança e R$ 5 mil para a irmã do rap. A justificativa de que R$ 9 mil foi o cachê dos músicos e o restante foi para montagem de som, palco e iluminação é risível. Não é isso o que diz o contrato e o recibo. É bom o pessoal ensaiar uma desculpa melhor".
. Do blog do Rigon

Meu comentário: insisto que a contratação dá improbidade mas dá, principalmente, crime eleitoral. Showmício era proibido neste ano eleitoral de 2008. A lei proibia qualquer propaganda extemporânea desde 1 de janeiro. Então, o crime eleitoral ficou claro e cristalino na inauguração do Pronto Atendimento, que se transformou num grande palanque, do qual tirou proveito o candidato à reeleição e alguns vereadores em plena campanha. Não é possível que o Comitê 9840 tenha passado batido nessa, como passou batido no showmício da entrega do prêmio Prefeito Amigo da Criança e no espetáculo político-eleitoral da inauguração da inacabada Vila Olímpica. E o Observatório Social e a SER, por onde andavam nesses momentos cruciais?
Ora direis: mas a campanha acabou. Acabou sim, mas não há prescrição de nada no horizonte. Dura lex, sed lex, mas resta saber se nesses casos a lei foi acionada com a competência jurídica necessária.

25 de novembro de 2008

Que Marx não nos leia

Fiquei sabendo depois de incursionar pela blogosfera que o presidente da Câmara Municipal de Maringá, John Alves, deu conselhos aos novatos que assumirão em janeiro. Até aí nada demais, porque bobo dele se não vender seu peixe, ainda mais que no íntimo ele sonha com a continuidade na presidência. Mas o rizível da história foi John dizer que os anos de experiência o fez rever posições , deixando de ser vermelho. Será que em algum momento de sua trajetória política, John se imaginou de esquerda, um militante comunista? Politica,cultural e ideologicamente, o presidente da Câmara sempre passou a léguas de distância do marxismo. Podem apostar: Marx deu uma cambalhota no túmulo.

Há algo de podre no reino da Dinamarca

Eis a questão. A MP da filantropia, que virou MP da pilantripia, está mesmo é pra caso de polícia. A coisa tomou um rumo tão esquisito que ninguém no governo quer ficar com a batata quente, que pertence de fato ao presidente Lula. Mas como sempre há mal que vem pre bem, o fato é que esta medida provisória serviu para dar fôlego novo à CPI das ONGs que agonizava no Congresso Nacional. Nada a ver uma coisa com a outra? Tudo a ver, porque as entidades sociais que ganharam mais de R$ 1 bilhão com isenções do governo federal vão acabar entrando na dança da Comissão Parlamentar de Inuérito. Há algo de muito podre no reino da Dinamarca.

Culto à personalidade? Não, aqui não!

"A Justiça condenou o prefeito de Curitiba, Beto Richa, a devolver R$ 603 mil ao município. O juiz Rodrigo Otávio do Amaral entendeu que uma campanha publicitária da Prefeitura veiculada no rádio e na televisão continha promoção pessoal de Richa".
. Do blog do Fábio Campana


PR: o prefeito de Maringá vendo esta nota, certamente há de murmurar:" Promoção pessoal, eu? Ó o meu aí, ó!".

Imaginem a cena!

Informa o senador Álvaro Dias em seu blog que o "em sua visita à Itália, o Presidente Lula solicitou audiência ao prefeito de Roma. Ninguém entendeu porque. Foi recebido friamente. Ficaram olhando pela janela a bela paisagem. Por quê? Esqueceu-se de pedir intérprete e não fala italiano. O prefeito não fala português".

PS: será que nem nos cumprimentos saiu um "belaroba"?

24 de novembro de 2008

Quem? Quem?Quem?

"O presidente estadual do PP, deputado Ricardo Barros (foto), não gosta de falar na hipótese de Antonio Belinati perder a prefeitura de Londrina no julgamento do TSE. Ainda assim, hoje, em visita à Assembléia, ele chegou a comentar que, na hipótese de Belinati não ocupar o cargo, não considera nenhuma solução que não seja a do PP disputar novamente o processo eleitoral na cidade".

. Do blog do Fábio Campana

Quem seria o candidato dessa vez? O Janene? Ou haveria tempo para o Pita transferir seu domicílio eleitoral para a capital do café?

Até os pombos da praça acreditam nisso

"Ontem na Boca Maldita surgiu um comentário de que a eleição desse ano para prefeito de Maringá teria sido decidida anteriormente num acordo feito entre Ricardo Barros e o PT, para reeleger o Silvio agora e eleger o Enio em 2012. Como o Ricardo é um dos vice-líderes do Lula na Câmara Federal, teria sido “uma têta” esse entendimento. Então, é esperar prá ver se é o Enio na próxima. Se for… bateu!".

. Do blog do Lauro Barbosa

Ps: pois é, Lauro, as ilações não são de agora. Desde o início do ano que já se falava nesse projeto, o "Projeto 2012". Alguma dúvida, meu caro?

Ainda o PAC do desfavelamento

A propósito da nota sobre o PAC Santa Felicidade, leitor do blog comenta:

"Esse Plano Diretor foi aprovado e regulamentado pelo Decreto Barros & Barros com o único objetivo de formar reduto eleitoral. Na AP do PAC os moradores do Santa, sob a regência do Sr. Guatassara e seus auxiliares, fizeram coro para escrachar a Profª Ana Lúcia no plenário da Câmara, quando á mesma estava apenas tentando abrir seus olhos para dura realidade.
Além do "belo" presente de gregos, esses coitados ganharam uma situação de discriminação ainda maior à que se encontravam. (...)"

Abuso pouco é bobagem!

"O Ministério Público de Maringá ajuizou ação civil pública por ato de improbidade contra o prefeito Silvio Barros II (PP). O motivo é a contratação de shows para a inauguração do Pronto-Atendimento da Zona Norte e PA da Criança, no Jardim Alvorada, em 21 de maio deste ano. O MP contesta a contratação da banda de vanera Herança, de Paranavaí, e da cantora de rap gospel Irmã Inez de Souza, de Paranaguá, apontando a ilicitudade por falta de interesse público e vicios nos elementos formadores do contrato".
. Do blog do Rigon

PS: o motivo da denúncia é suspeita de superfaturamento. Mas há algo mais nessa questão. Não sei se algum partido denunciou o show na época, mas ficou claro que foi propaganda eleitoral antecipada. Por muito menos, alguns governadores que usaram e abusaram nas eleições de 2006 estão no bico do urubu. E o que dizer também do showmício realizado com a campanha em andamento para a entrega do prêmio "Prefeito amigo da criança"?

O crime compensa



"Há décadas que montes de malandros vêm mandando irregularmente bilhões de reais para o exterior. Uns lavam o dinheiro, fazendo-o retornar sem precisar pagar imposto. Outros preferem deixar suas fortunas lá fora. Todos, porém, sem conseguir explicar as origens dos recursos oriundos de operações ilícitas, não raro geradas na criminalidade.
Pois agora, no auge da crise mundial, o Congresso prepara-se para aprovar, por estímulo do governo, projeto de lei autorizando o repatriamento desses bilhões, desde que seus proprietários paguem 8% de Imposto de Renda. Nenhuma punição é prevista para quantos vierem a se valer do benefício. Estão todos anistiados do óbvio delito de contrabandear dinheiro".
. De Carlos Chagas (Tribuna da Imprensa)

Acendeu o amarelo!

Observem na nota anterior que a professora Ana Lúcia fala de uma audiência pública que ocorrerá no próximo dia 12 para alterar o Plano Diretor de Maringá.Há evidências muito claras de que os condôminos que estiveram na audiência pública anterior estarão na próxima para aprovar as propostas de mudança do PD. Aí mora o perigo, porque o atual Plano Diretor foi aprovado durante várias assembléias do Congresso da Cidade, realizadas em 2003 e 2004. Portanto, é fruto de ampla discussão com a sociedade local. Trata-se de um documento importantíssimo, uma espécie de carta magna da cidade, que deve pautar sua política de opcupação do solo em cima do Plano Diretor. A própria distribuição das casas em áreas de interesse social (espaços destinados a construção de equipamentos públicos) é uma prova inconteste de que essa gente não dá a mínima para o crescimento racional e politicamente correto da área urbana de Maringá.
O Observatório das Matrópoles da UEM está atento, alguns jornalistas blogueiros também.
Os vereadores eleitos agora devem tomar ciência dos riscos que esta política que prioriza a especulação imobiliária representa para a Maringá do futuro.
Gente, a luz amarela já está piscando faz algum tempo. É preciso que a nova Câmara (ou será uma nova velha Câmara?) chame para si a responsabilidade do debate. Ou vão deixar que a ação predatória de exterminadores do passado, do presente e do futuro mate o sonho original do urbanista Jorge de Macedo Vieira?

Coisas do PAC

A coordenadora do Observatório das Matrópoles, Ana Lúcia Rodrigues confirma a hipótese que eu tinha aventado aqui, de que as 900 casas do PAC Santa Felicidade estavam sendo distribuídas segundo critérios que só Deus sabe. E que a distribuição dessas casas seria feita via novo cadastro da SASC, ignorando uma fila de 24 mil pessoas que esperam casa própria há anos. Veja o que a Ana escreveu, comentando uma noda do Akino Maringá, no blog do Rigon:

"Os beneficiários das casas do PAC foram reunidos num cadastro realizado pela SASC, onde constam 900 famílias em situação de vulnerabilidade social. Realmente não é possível saber quem são, pois sequer foram divulgadas as variáveis que a Secretaria utilizou para construir o indicador de vulnerbilidade. A única vez que nos foi dado visualizar tais pessoas foi numa Audiência Pública para aprovação do PAC que a SEDU promoveu, pois 02 ônibus da TCCC os levou e eles lá estavam para levantar suas mãos e aprovar qualquer coisa que o secretário indicasse. Por certo, serão estes mesmos condôminos do PAC que, em 12/12 próximo, novamente serão utilizados para aprovar as propostas da Prefeitura em nova audiência pública, convocada para mudar o Plano Diretor de Maringá, que sequer foi regulamentado ainda. Lembro também que estes contemplados furaram a fila de mais de 24 mil famílias que compõem o cadastro da casa própria de Maringá. Pelo mapa dos atuais locais onde moram os contemplados, identificamos um deles residindo na Chácara do Sr. Orlando Dias, entre a Vl. Esperança e a Cidade Nova. Coloco à disposição sua e dos leitores interessados em maores detalhes sobre a implantação do PAC Santa Felicidade, levantamentos que já realizamos no Observatório das Metrópoles - Núcleo RMM (www.cch.uem.br/observatorio), para o monitoramento que realizaremos de todo o processo: i) mapeamento dos atuais moradores do Santa Felicidade e das condições de moradia e, ii) mpeamento do entorno das áreas públicas (ZEIS) que foram privatizadas para abrigar as casas do PAC (de 40 m2). Realizaremos ainda o acompanhamento da remoção dos moradores do Santa, através de um diagnóstico da área para onde forem transferidos e, por fim, um diagnóstico da futura composíção socioespacial do Santa Felicidade, que não foi transformado em ZEIS e, portanto, está à mercê de toda espécie de especulação imobiliária".
. Profa. Ana Lúcia Rodrigues - coord. do Observatório das Metrópoles - UEM.

23 de novembro de 2008

Mais 7

Depois de Cássio Cunha lima, da Paraíba, o TSE ainda pode cassar o mandato de outros sete governadores - Luiz Henrique (SC), Marcelo Deda (SE), Jackson Lago (MA), Ivo Cassol (RO), Marcelo Miranda (TO), Waldez Góes (AP) e José Anchieta (RR). Todos eles têm processos em trâmite por denúncias de abuso do poder político e econômico. aí especificados: compra de voto, propaganda antecipada e distribuição de cargos e benesses em período eleitoral. Ivo Cassol e Luiz Henrique já foram cassados pelos tribunais regionais eleitorais e aguardam julgamento de recurso no TSE.

Não se alegrem não, cambada. A justiça só age provocada e com provas contundentes.Evidências aqui não faltaram,mas...sempre tem um mas.

22 de novembro de 2008

Wanted

"Celso Pitta é procurado pela policia e pode ser preso.
É por isso que dizem: aqui se faz, aqui se paga. Alguns pagam mesmo.!"
. Do blog do senador Álvaro Dias

. Pois é senador, esta é a esperança de muita gente aqui na terrinha

21 de novembro de 2008

Não dá samba


Apesar do aceno da cúpula a uma composição com Osmar Dias para 2010, as bases petistas não podem nem ouvir falar do senador. A resistência é na esquerda de um modo geral. Ocorre que Osmar é tido como defensor intransigente do capital monopolista, além de ser inimigo dos movimentos sociais. No MST, por exemplo, Osmar Dias é sinônimo de palavrão.

A propósito do Treviso

Escreve novamente o Ronaldão, desta vez para esclarecer sobre o Conjunto Vilajo Treviso, que a administração SBII computa como sua:

"Os apartamentos do Vilagio Treviso, perto da Policia Federal, foram assinadas pela administração do PT, em ato celebrado por mim e pelo eng. Claretee pela CEF.Essas não podem ser computadas pela atual administração...de fato,não chegaram a 300".

Ronaldo Ramos
Ex-Secretario do Seduh

A alma de um grande artista


Esta é apenas uma entre as tantas provas do talento de Hnri JR, sepultado ontem. Ele deixa uma grande obra na área da fotografia, onde sua sensibilidade se expressava no clic de uma grande angular.Pincei a foto do blog do Pedriali, para quem "a sensibilidade de Jr - retrato da sua alma - permanecerá entre nós enquanto durarem suas fotografias".

A Justiça tarda , mas...

A justiça tarda, tarda, mas não falha. Está tardando , cometendo alguns deslizes, mas está dando mostras de que não vai falhar no caso Satiagraha. Espera-se que não falhará em processos eleitorais, como o caso Belinatti.Felizmente, acaba de dar mostras de que não falhou no caso da Paraíba. O governador Cássio Cunha Lima foi cassado (por unanimidade) pelo TSE. Cássio e seu vice José Lacerda Neto são acusados de utilizar programas sociais para a distribuição irregular de dinheiro, via cheques, em um processo denominado Caso Fac (Fundação de Ação Comunitária).
O abuso do poder econômico em eleiçoes têm sido comum no Brasil. Mas finalmente parace que a Justiça Eleitoral está comendo pelas beradas. Um dia, algo há de acontecer também por essas bandas. Depende tanto da Justiça quanto da competência de quem deve acioná-la, no caso os partidos e o Ministério Público.
Só lembrando que um processo cheio de provas foi montado aqui em 2004, mas nada rolou porque o dito cujo repousa numa gaveta, à espera de traças e grilos.
Ah! A expressão grilagem foi muito utilizada no processo de tomada (na mão grande) de propriedades rurais, principalmente em novas fronteiras agrícolas. As escrituras dos latifúndios pretendidos amarelavam em cartórios, até serem picotadas por grilos, o que facilitava a lavratura de novos documentos, já em nome dos "grileiros".
Acho que no processo eleitoral o termo também se aplica. Ou não?

Temos know how


Lendo o artigo do prefeito Silvio Barros II na edição de hoje do O Diário me veio uma idéia: sugerir que SBII, que está lá em Nova Iorque, peça a palavra no Congresso Mundial de Siste4mas Inteligentes de Transporte para apresentar nosso Know how,esse aí da foto, publicada no blog do Rigon.

20 de novembro de 2008

Zumbi vive



Olha só, eu já ia esquecendo que hoje é Dia Nacional da Consciência Negra, dia de Zumbi dos Palmares, um dos principais representantes da resistência negra à escravidão na época do Brasil Colonial.Zumbi é considerado um dos grandes líderes de nossa história. Símbolo da resistência e luta contra a escravidão, lutou pela liberdade de culto, religião e prática da cultura africana no Brasil Colonial. Zumbi vive. Viva Zumbi!

Cidadania, a gente vê por aquí


"
A administração municipal abriu três sindicâncias contra o servidor público municipal Paulo Vidigal.
Cheira a perseguição, já que Vidigal tem militância em favor do funcionalismo".

. Do blog do Rigon

PS: Esse é o preço de quem desafina e não dança conforme a música na "administração cidadã".

Sobre as casas da Cohapar

"Concordo com vc Messias. Esses convênios com a Cohapar exigem do município o terreno e a infraestrutura, por isso, não fizemos as casas nas areas adquiridas pela administração do PT em Iguatemi e Floriano, pois faltavam recursos para a drenagem e pavimentação. Pois, sempre entendemos que morar bem e com conforto é um direito das camadas mais pobres da população e não só dos ricos. Se a administração exige que todos os loteamentos sejam contemplados com infraestrutura completa, por que os populares não são contemplados da mesma forma. Assim é facil fazer casas. Com o dinheiro da Coahpar".

Ronaldo Ramos
Secretário do Seduh
Adm. do PT

Fonte de inspiração


Este é o Lago Azul de Ipacaray, que ficou famoso por inspirar o autor de um dos clássicos da música paraguaia "RECUERDOS DE IPACARAY".
Pincei a foto do blog do Carlos Azenha e decidi postá-la porque logo cedo ouvi numa rádio AM local esta linda página musical.

19 de novembro de 2008

Cadê o fundamental?

Na inauguração de 71 casas da Cohapar hoje à tarde nos fundos do Conjunto Madri, o prefeito em exercício Roberto Pupim arrolou números que provocou olhares irônicos na platéia que se abrigava do Sol embaixo de toldos. Nas contas dele, a administração Silvio-Pupuim chegará logo a cerca de 3 mil casas. Pelas ionformações que se tem, não chega a 100 até agora, porque dos conjuntos inaugurados neste ano eleitoral, boa parte deles já estava começado em 2004, como era o caso do Vilajo Treviso.
O presidente da Cohapar, Rafael Greca, disse em sua fala que construiu 35 mil casas quando foi prefeito de Curitiba. Um funcionário antigo da cooperativa confirmou o feito.
Bom de oratória, discurso bíblico com tom de sacerdote, Greca começou pedindo que todos ouvissem com atenção a música da família, do padre Zezinho, interpretada, ao que parece, pela cantora Joana.
Depois aconselhou os donos das casas que estavam sendo entregues, que não se endividassem, que não levassem para o novo lar, móveis muito velhos e trastes. Terminado o discurso, uma senhora brincou com a amiga:"Gostei da parte que ele mandou a gente se desfazer dos trastes. Pensei no meu marido".

Sobre o conjunto habitacional , as casas são de bom padrão, mas fica numa baixada e sem um palmo de asfalto e nem calçada. É terrão do bravo e na rua central um cascalho, que os engenheiros preferem chamar de pavimento primário.
Perguntei a quem caberia a infra-estrutura do conjunto e um funcionário da Cohapar disse que era da prefeitura. O convênio com o estado prevê doação do terreno pelo municípío e o pavimento, que pode ser asfalto ou o primário (cascalhamento).
As prestações são pequenas e o mutuário fica com a casa quitada em seis anos, caso não atrase as prestações. Até aí, ótimo. Mas condições adequadas de moradia não se resumem a uma boa casa. Infra-estrutura para o bairro é fundamental. Portanto, as casas da parceria Cohapar-adminsitração cidadã, carecem do fundamental.

Adeus, Jr!


Guardo de Henri Jr a imagem daquele garoto bonito, dócio, compenetrado no trabalho. Era um fotógrafo top de linha, um artista do clic. Maringá fica mais pobre com o falecimento desse jovem de 28 anos, que tinha um futuro brilhante pela frente. Ainda esta semana conversei sobre ele com o Burzega, com quem Jr trabalhou até ser internado e passar momentos de dor que ninguém merece, muito menos uma pessoa como ele. Relutei em visitá-lo no hospital. Sobre isso ouvi do Burza:"É de cortar o coração ver o sofrimento do Jr. Guarde dele a imagem do menino nota 10 e do profissional nota mil que ele sempre foi". Que Deus o tenha.

18 de novembro de 2008

O caminho das pedras

O Rábula do Ivaí, que escreve permanentemente para o blog do Rigon se diz autodidata em Direito. Mas acho que o cara entende mesmo do riscado. Veja esta análise do caso John e a orientação que ele dá ao PMN de João Borri:

"Tenho lido e ouvido críticas à decisão do ministro Joaquim Barbosa no caso John. Com o meu parco conhecimento jurídico entendo que a decisão foi perfeita. Ocorre que o argumento da decisão recorrida foi o enquadramento no artigo 1º letra e da Lei 64/1990, quando a meu ver o correto seria o Art 15-III da Constituição Federal. O ministro só pode decidir dentro do que foi pedido e neste caso, o crime de desacato não está entre os previstos no Art. 1º letra e, da Lei 64/90. Minha dúvida é se, num eventual recurso, pode ser evocado o artigo da Constituição e aí, se os efeitos da condenação de John ainda não tinha cessado na data do registro ele perderia o direito de concorrer, com a reforma da decisão no plenário, como ocorreu no caso Belinati. Fica a sugestão para o pessoal do PMN. O argumento deve ser o Artigo 15 da constituição que trata da perda e suspensão de direitos políticos".

O marketing da maquete

18.11.08

O prefeito Silvio Magalhães Barros II pediu espaço para falar aos prefeitos eleitos no II Encontro Estadual propragamdos para 3,4 e 5 de dezembro no Rafain, em Foz do Iguaçu. SBII mostrará maquetes das obras de sua administração.

16 de novembro de 2008

A ex-guerrilheira lá


Dizem que ela é carrancuda e não tem voto. Eis duas grandes verdades. Mas em dois anos, Dilma pode colocar um sorriso nos lábios, tornar-se afável e ir à luta, com o bom discurso que tem, somado ao seu histórico de competência administrativa e coragem de guerrilheira da VAR-Palmarers.
Com o aopio de Lula, tudo pode acontecer. Confesso que não me imagino votando nela. Mas pensando bem, se o quadro pra 2010 for este que os partidos pintam com guaxe, que outra alternativa terei? Serra? Pelo amor de Deus, aí não dá, né! Aécio? Que me perdoem os mineiros, mas o jovem governador é a demagogia em pessoa e o fisiologismo estampado no rosto e segundo consta, um lobo em pele de cordeiro. Sérgio Cabral? Vixi! Ciro Gomes? Que padim Ciço se apiede de nós. Então quem? Quem? Quem?
Oh Dilma, será que terei que votar em você pra presidente, por exclusão? Seja o que Deus quiser.

15 de novembro de 2008

A volta do artista



Não sei se ainda está batendo aquele bolão, mas uma coisa é certa: a arte ainda acompanha o artista. Giovanni está voltando para o futebol brasileiro, vejam só, contratado pelo também craque Rivaldo, que agora é presidente do Mogi Mirim. O ex-ídolo santista disputará a primeira divisão do campeonato paulista em 2009 e certamente vai presentear os apreciadores do bom futebol com a elegância dos seus passes, dribles e chutes a gol. O futebol do interior paulista se enriquece um pouco mais com Giovanni.

Palmas para o PSOL

Enfim um partido político decide tomar as dores do delegado Protógenes e do juiz De Sanctis, responsáveis pelas prisões de Daniel Dantas, Naji Nahas e Celso Pita. Apesar de todas as provas , as coisas caminham para uma inversão de valores. Já imaginou o juiz e o delegado presos e os peixes graúdos fisgados pelos anzóis da Satiagraha, livres, leves e soltos? Soltos já estão.

Somatizando a indignação do povo brasileiro , o pequenino PSOL, da guerreira Eloísa Helena, decidiu agir junto à Procuradoria Geral da República contra os descaminhos da operaçãoo da Polícia Federal.

Oh, my God!

"A Justiça termina de ouvir neste mês os depoimentos das 41 testemunhas de acusação do escândalo do mensalão. Avanço? Nem tanto. O relator do caso, o ministro do STF Joaquim Barbosa, anda muito preocupado. Motivo: se foram ouvidas somente 41 pessoas desde julho, imagine quando começarem os depoimentos das 641 testemunhas de defesa, a partir de dezembro. Pela média de tempo até agora, seriam mais seis anos. O pior está por vir. Com tantas testemunhas de defesa, vão ficar ainda mais eficientes as tradicionais estratégias dos advogados de fornecer endereços errados para atrasar o processo. O plano original de Barbosa de julgar os 39 acusados em 2011 fatalmente será adiado".

. Postado por Angelo Rigon. Fonte: Radar (revista Veja)

Meu comentário: Esta constatação é, desgraçadamente, desanimadora. A proocupação do ministro Joaquim Barbosa deve ser transferida para a sociedade como um todo, porque tais embaraços jurídicos só beneficiam os delinquentes de colarinho branco. Nos reportemos pois ao "mensalão", apenas como um caso emblemático, posto que antes, durante e depois dele, outra gama enorme de abutres do erário surfa tranquila na onda de impunidade. Que país é este, onde o crime compensa?

14 de novembro de 2008

Quem diria!

Informa Rigon que o presidente da Câmara dos Deputados, o petista Arlindo Chinaglia (PT-SP), estará em Maringá amanhã. Ele vem para o jantar de aniversário do deputado federal Ricardo Barros.
Em outros tempos, ainda que a liturgia do cargo recomendasse sua presença, Chinaglia e outros petistas que com ele estarão no Clube Olímpico, poderiam ter na Paella um prato meio indigesto.

Vai vetar

Recebo em forma de pitaco este comentário do amigo José Maschio, o "Ganchão", correspondente da Folha de São Paulo em Londrina, comentando nota que dei no blog sobre a tentativa do senador Paulo Paim de acabar com o fator previdenciário:

"Mané
O fim do fator previdenciário já passou no Senado e estã em regime de urgência (hehehe) na Câmara.
O diabo é que o Lula já avisou: vai vetar.
E depois se fala, entre petistas, em distribuição de renda no país.
Imagine como o fim do fator previdenciário iria servir para alavancar as economias municipais no país?
sorte".

O que será que aconteceu?

Estou tentando encontrar informações sobre os motivos pelos quais o Conversa Afiada, do Paulo Henrique Amorim está fora do ar. Amorim tem feito críticas muito duras contra o presidente do STF e mostrado irritaçãi (e indignação) com o mole que a justiça, o governo e a mídia vem dando a Daniel Dantas. Será que foi censurado de novo, como aconteceu no início do ano com o IG?
Na ocasião, o criador das revistas Veja, Isto É e Carta Capital, Mino Carta, se solidarizou com Amorim, escrevendo:"Solidarizo-me com Paulo Henrique Amorim por razões que transcendem a nossa amizade de 41 anos. O abrupto rompimento do contrato que ligava o jornalista ao portal ecoa situações inaceitáveis que tanto Paulo Henrique quanto eu conhecemos de sobejo, de sorte a lhes entender os motivos em um piscar de olhos. Não me permitirei conjecturas em relação ao poder mais alto que se alevanta e exige o afastamento. O leque das possibilidades não é, porém, muito amplo. Basta averiguar quais foram os alvos das críticas negativas de Paulo Henrique neste tempo de Conversa Afiada".

Deus e o diabo...

... E Deus fez a mulher...
Houve harmonia no paraíso.
O diabo vendo isso, resolveu complicar...
Deus deu à mulher cabelos sedosos e esvoaçantes.
O diabo deu pontas duplas e ressecadas.
Deus deu à mulher seios firmes e bonitos.
O diabo os fez crescer e cair.
Deus deu à mulher um corpo esbelto e provocante.
O diabo inventou a celulite, as estrias e o culote.
Deus deu à mulher músculos perfeitos.
E o diabo os cobriu com lipoglicerídios.
Deus deu à mulher uma voz suave, doce e melodiosa.
O diabo a fez falar demais!...
Deus deu à mulher um temperamento dócil.
E o diabo inventou a TPM.
Deus deu à mulher um andar elegante.
O diabo investiu no sapato de salto alto.
Então, Deus deu à mulher infinita beleza interior.
E o diabo fez o homem perceber só o lado de fora.
Só pode haver uma explicação para isso:
O diabo é V I A D O!!!

Pincei essa ode à mulher do blog A Abiose Maringaense

Questão semântica

"Do saudoso Carlito Maia, publicitário e petista honrado, ao ser perguntado se o Brasil não deu certo: “Não. Temos sido enrabados errados”.
. Do blog do Zé Beto

Bola dentro lá, bola fora cá

14.11.08
"Barack Obama deu duas bolas dentro: esnobou a Fox na primeira entrevista coletiva que deu. A Fox é porta-voz extra-oficial do Partido Republicano.
Agora, o presidente-eleito dos Estados Unidos escolheu o programa 60 Minutos, da rede CBS, para a primeira entrevista desde que venceu as eleições. É um programa sério, que faz jornalismo de verdade, numa era em que o telejornalismo cai pelas tabelas e ninguém sabe mais discernir entre telejornalismo e entretenimento.

Enquanto Lula, fascinado, foi sentar na bancada do Jornal Nacional, Barack Obama receberá o correspondente do 60 Minutos em sua casa de Chicago".
. Do log do Azenha

13 de novembro de 2008

Eu só queria entender!

A Petrobras anunciou lucro no último trimestre de R$10,8 bilhões; A Vale ,que o governo FHC deu de presente ao grupo do empresário Benjamin Steinbruch, também lucrou uma barbaridade. E como pode as ações dessas empresas terem despencado? Coisas do mercado financeiro, que se explicaria pela existência de espertos investidores ambiciosos e trouxas gananciosos? Como diria aquele macaco de um programa humorístico de passado recente:"Não precisa explicar, eu só queria entender!".

A propósito da pilantropia

"Descobriram (só agora?) que os chamados FILANTRÓPICOS deram rombos de BILHÕES sonegando impostos. Foram imediatamente PERDOADOS através de uma medida provisória. E ainda mais inacreditável: todos esses FILANTRÓPICOS, mesmo culpados sem qualquer dúvida, assim que pedirem a renovação, terão que ser atendidos i-m-e-d-i-a-t-a-m-e-n-t-e. Sem qualquer exame ou restrição. É o surrealismo brasileiro.
Só para não esquecer ou para lembrar: José Serra era senador, tinha um desses movimentos intitulados de FILANTRÓPICOS. O senador Ornellas, num discurso no Senado, revelou: "O senhor José Serra não é FILANTRÓPICO e sim PILANTRÓPICO".
. De Hélio Fernandes (Tribuna da Imprensa)

O buraco é mais embaixo

Ta lá no site do STJ, onde se espera que o buraco seja mais embaixo:

"Princípio da insignificância não se aplica aos atos de improbidade administrativa
O princípio da insignificância não pode ser aplicado para afastar as condutas judicialmente reconhecidas como ímprobas. O entendimento unânime da Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) restabelece a condenação de um agente público municipal que utilizou carros e funcionários públicos para fins particulares".

Portanto, não faz sentido o argumento minimizador, segundo o qual, " buscar o filho na escola com carro do gabinete é uma bobagem ante tanta coisa grave que acontece na gestão pública". Está provado que faz sentido sim, o que significa dizer que a impugnação do prefeito reeleito Silvio Barros , mantida pelo Tribunal de Justiça do Paraná, ainda vai dar muito pano pra manga. E também, muita dor de barriga alí pelos lados da Praça Renato Celidônio.

Ó PAIM, Ó!!!


O senador Paulo Paim, do PT, é na avaliaçao de sindicatos obreiros e trabalhistas em geral, o melhor senador da república. Isso devido ao seu histórico de lutas a favor da dignidade no trabalho, inclusive na questão salarial. Agora ele está em rota de colisão com o governo Lula por causa de dois projetos que terão forte impacto financeiro na previdência, mas corrige uma grande injustiça que tem sido praticada contra os aposentados.
Um dos projetos, já aprovado pelo Senado, prevê um indexador que evita defasagem na aposentadoria.
O outro projeto ainda não passou de propsta, mas já tramita no Congresso com grande chance de se tornar realidade. Aprovado, será o fim do fator previdenciário, um mecanismo de redução de salário para quem se aposenta por tempo de contribuição mas ainda sem completar a idade mínima de 55 anos. O fator previdenciário (é aí que está a grande distorção) continua valendo depois que o aposentado atinge a idade mínima de 55 anos. É pra vida toda, uma espécie de sacanagem ad eterna.
O governo já está se articulando contra as duas propostas, com o argumento de que eles aumentam de maneira absurda o déficit da Previdência. Neste caso, a pergunta que não quer calar é a seguinte: se a melhoria de condições de vida de milhões de aposentados quebra a previdência, não estaria quebrando o estado brasileiro sangrias como a liberação de bilhões para empresas e bancos e a anistia de mais de 2.000 entidades filantrópicas acusadas de fraudar o caixa da Previdência e do fisco?

O senador Paulo é gaúcho, se fosse baiano ele sim, faria juz ao título de PAIM.

Viva a literatura de cordel!

Edmar Melo não sei quem é, mas imagino tratar-se de um repentista nordestino, desses bem porretas. Ele mostra em versos a sua indignação com os rumos da Operação Satiagraha. Pincei algumas trovas do blog do Luis Nassif, que postou o repente com o título:

INVERSÃO DE VALORES NA OPERAÇÃO SATIAGRAHA:

Na operação Satiagraha
Da Polícia Federal
Prenderam um peixe graúdo
Um mensageiro do mal
O mundo quase acabou
E o homem que investigou
É o único marginal.

Nessa inversão de conduta
Já vejo dois condenados
O juiz, Fausto De Sanctis
E Protógenes, o delegado
Vez que o astuto banqueiro
Vai gastar um bom dinheiro
Mas não vai ser enjaulado.

Tudo indica que Protógenes
É o primeiro culpado
Junto com o juiz De Sanctis
Deve ser sacrificado
Até porque Daniel
Só não vai entrar no céu
Mais vai ser canonizado.

A Justiça, embora cega
Enxergou argueiro em rico
Soprou no olho do mal
Tirou tudo quanto é cisco
É que o Ministro Gilmar
Quando quer se superar
Usa o plenário pra isso.

O Supremo decidiu
Que o Gilmar tem razão
O Ministro Marco Aurélio
Foi à única dissensão
Mas o espírito de corpo
Corou até quem tá morto
De tanta decepção.

Eles mereeeeeecem!

"Que me desculpem as fãs e os fãs de Fábio Jr, mas “o mala” está de volta a Maringá. Amanhã à noite ele tem um show marcado para o Teatro Marista, claro, se estiver lúcido. Vamos ver se desta vez ele consegue cumprir a sua parte, respeitando o consumidor".
. Do blog do Lauro Barbosa

PS: Sinceridade? Quem se dá ao trabalho de assistir a um show de Fábio Jr e ainda gasta uma grana preta pra sentar-se na fila do gargarejo, merece mesmo uma bafejada de mau humor e uma dose cavalar de péssimas músicas, com interpretações de estourar tímpanos.

Desandou a maionese

A aliança PT PMDB está fazendo água no Paraná. Críticas do governadort Requião à política econômica do presidente Lula desandaram a maionese, principalmente depois da reação da presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Offmann. O que se pergunta nos meios do colunismo político da capital é o seguinte: será que os secrerários Ênio Verri, Lygia Puppato e Walter Bianchini, do PT, vão continuar por muito tempo nas respectivas pastas?

Maringá " ecológica"

Não tinha atentado para isso: Maringá está se tornando a cidade dos bichos de plástico. Vi no Rigon o pitaco de um leitor, que me chamou a atençao:
" Essa de acabar com bichos de verdade e substituí-los com bichos de plásticos, gesso ou concreto foi interessante. Estáticos nas calçadas, são olhados com certo desdém. Como não se alimentam nem precisam de frutas, logo, nem de árvores...
Isso aqui oh oh, é um pedação de Brasil iá, iá, [...]terra de nosso imperador...
Nem parece que vão para a europa pelo menos umas 3 vezes por ano...".

Melô da hipocrisia consentida

"A Câmara dos Deputados divulgou matéria sobre o IX Conferência das Cidades com uma declaração de Silvio II: “Como levamos muito a sério as diretrizes do plano diretor da cidade, hoje temos um microclima fantástico, devido à arborização exigida para cada empreendimento imobiliário”. Silvio II, que esqueceu que sua gestão responde ação civil pública por ter mudado a lei de ocupação do solo para beneficiar alguns privilegiados, foi citado como representante da Frente Nacional dos Prefeitos, embora nem faça parte da diretoria da entidade".

. Do blog do Angelo Rigon
Meu comentário: O que dizer do absurdo que estão fazendo com as ZEIS? como avaliar a alteração feita no Código de Posturas para beneficiar um empresário que construiu prédio no centro da cidade totalmente fora dos padrões? O que dizer do corte indiscriminado de árvores, para livrar fachadas de estabelecimentos comerciais?
E como encarar agressões ao meio ambiente como aquela do corte da canafístula na propriedade particular da família Vilanova? E o descaso com os fundos de vale?
Pois, pois, Maringá aceita isso numa boa, dançando ao rítmo do "melô da hipocrisia consentida".

12 de novembro de 2008

Descortesia


O auditório Luz Amor ficou lotado ontem a noite para a palestra da Dra. Zilda Arns. Ela veio falar no Simpoósio Maringaense de Gerontologia. A palestra começaria às 21 horas, mas a falação da solenidade de abertura jogou a palestra da convidada paras 10 da noite. O prefeito Silvio Barros II explanou todo o seu programa de governo para a terceira idade, contou piadas, extrapolou no tempo. O reitor da UEM Décio Sperandio também falou um monte. Quando chegou a vez da estrela do evento, estava todo mundo cansado, inclusive ela, uma admirável senhora de 74 anos de idade. A descortesia não parou por aí: logo após desfeita a mesa, as autoridades presentes (SBII puxando a fila) foram embora.
Dra. Zilda sentiu o baque, não conseguiu disfarçar um certo desapontamento e tratou de apressar sua conferência, "devido ao adiantado da hora".
Por questão de justiça ressalto que o Arcebispo Metropolitano, Dom Anuar, foi o único que falou pouco e ficou até o final do evento.

Retrato falado do descaso

A pesquisa da biomédica Ana Carla Zarpelon, abordada em matéria de O Diário, revela claramente o descaso da administração municipal com o problema da dengue. Maquiaram a estatística, mentiram sobre o quadro real da epidemia que se instalou em Maringá este ano.O número de pessoas infectadas foi bem maior do que os alarmantes 5.680 divulgados. Há indícios claros de negligência na elaboração dos diagnósticos, o que deixa o caminho pronto para que o mosquito transmissor volte turbinado, em assustadores vôos rasantes sobre nossa fragilidade.

Vão dizer: "Mas a dengue é um problema nacional, boa parte do país está sob ameaça de novas epidemias". Infelizmente isso é verdade, mas a dengue só se agiganta e apavora os centros urbanos, quando os gestores públicos deixam de fazer o dever de casa. E o dever de casa aqui em Maringá não vem sendo feito desde 2005, quando a "administração cidadã" desmontou as equipes de agentes sanitários, que vinham funcionando bem nos anos anteriores.
Não cabe aqui discutir as razões e os detalhes da negligência criminosa, mas o fato é que a irresponsabilidade se deu e quando foram se dar conta, já era tarde.

11 de novembro de 2008

Prêmio para a velhacaria

"Sem alarde, o Palácio do Planalto fez publicar no “Diário Oficial” desta segunda (10) uma medida provisória que premia a falsa filantropia.
A pretexto de aperfeiçoar o modelo de concessão de benesses tributárias, o governo concedeu perdão amplo, geral e irrestrito a malfeitores filantrópicos".
. Do blog do Josias de Souza

PS: informa ainda Josias: " Para fugir dos guichês do fisco, é preciso comprovar a dedicação à filantropia. Inúmeras entidades são pilhadas malversando verbas públicas. Quando isso ocorre, cassa-se o CEBAS. E cobra-se o imposto sonegado.
Pois o governo acaba de mandar ao lixo uma pilha de documentos com o resultado de investigações do fisco, do INSS, da PF e do Ministério Público.Deu-se prontuário limpo a entidades que a máquina de fiscalização do Estado comprovara sujas".

A pasteurização matou a reportagem

11.11.08
Vivemos a era do jornalismo pasteurizado. Todos os jornais têm a mesma cara. Leu um parece que leu todos. Exceto quando algum matutino, geralmente dos chamados jornalões, resolve incursionar pela reportagem, papel que ficou restrito às revistas semanais, que não têm a mesma dinâmica.
Sou de um tempo em que a reportagem era o carro-chefe dos jornais diários. Não é mais, talvez pelo comodismo da visão empresarial dos donos ou pela formação de "jornalistas descartáveis" proporcionada pelos cursos de comunicação.
Reportagem dá trabalho, gera dores de cabeça e exige investimentos - nos profissionais e na estrutura das redações. Acho que esta definição do Luiz Cláudio Cunha , autor do livro " Operação Condor – O Seqüestro dos Uruguaios: Uma reportagem dos tempos da ditadura" diz tudo:

"A reportagem é uma longa travessia que contraria as práticas e os limites de tempo sempre estritos da notícia. Se a notícia é o urgente relato de um fato, a reportagem é a descrição ampliada e circunstanciada desse acontecimento. É um jogo de paciência onde a investigação vence a ancestral impaciência da redação pelo resultado diário, pela apuração cotidiana de um tema sujeito ao maldito destino de virar embrulho de peixe como jornal velho do dia que passou".

Meu engov, por favor!



"O presidente Lula desenha um projeto que é de todos os petistas nativos. Lançar a candidatura do senador Osmar Dias a governador, pelo PDT, com um vice de seu partido, que poderia ser Jorge Samek ou Paulo Bernardo.

Para completar a chapa, que Lula considera imbatível, a dupla que disputaria as duas vagas do Senado seriam Roberto Requião, pelo PMDB, e Ricardo Barros, pelo PP.

A chapa agrada e muito Requião, que assim tiraria Osmar Dias de seu caminho na disputa do Senado".


. Do blog do Fábio Campana

10 de novembro de 2008

Depois dos bancos...

Itaú e Unibanco se fundiram para "alegria" do Bradesco. Agora é o Globo que ameaça comprar o Estado de São Paulo, para "delírio" da Folha.
O Estadão tem só 129 anos de idade,é o matutino de maior credibilidade do país (ainda). Mas não é só a família Marinho que quer comprar O “Estadão”,não. Os Saad, do grupo Band, também estão na parada. Claro que os Marinho levam vantagem, porque têm maior cacife. A pedida é de (chupa essa manga!) R$ 1 bilhão. E essa outra manguinha? Olhe só, o empresário Paulo Pimentel, que já vendeu sua rede de TV para o Ratinho, quer se desfazer também do jornal O Estado do Paraná. E pode novamente dar Ratinho na cabeça. Depois dizem que está em Minas o "império do queijo!".

Qualquer semelhança...

A notícia, pinçada a partir de um post no blog do Rigon, está no site da Justiça Eleitoral:

"A candidata derrotada à prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy (PT), recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo a cassação do registro de Gilberto Kassab (DEM), prefeito reeleito da capital paulista, pela prática de conduta vedada a agente público. O motivo seria a edição de junho da revista “Um olhar sobre São Paulo”. O ministro Joaquim Barbosa (foto) é o relator.
A revista, financiada com recursos públicos da Secretaria Municipal de Planejamento, serviu para veicular propaganda eleitoral de Kassab antes do prazo que a lei permite, afirma Marta. Dessa forma, estariam configuradas as práticas de propaganda antecipada e conduta vedada a agente público, ambas previstas na Lei 9.504/97.
As penas previstas na Lei 9504/97 seriam de multa de 50 a 100 mil Ufir – ou R$ 53,2 a R$ 106,4 mil (artigo 36, parágrafo 3º), pela propaganda antecipada, e cassação do registro de candidatura (artigo 73, parágrafo 5º), pela prática de conduta vedada a agente público, salientam os advogados de Marta".

. Se este caso gerar as consequências previstas na Lei 9504/97, algum partido ou candidato a prefeito de Maringá pode se assanhar. E aí, diante de uma jurisprudência, haja papel higiênico pra tanto desarranjo intestinal nesta nossa capitania.

Dos males o menor...

Apertem os cintos porque 2010 vem aí. E ele, o tucano Serra, deve disputar com todo o gás e toda a força da sua arrogância. Dizem lá por São Paulo que José Serra "é hoje a personagem de si própio" . Um ex-esquerdista que virou direitista e que hoje manca mais do que os que o ensinaram a mancar. "Não dá para ser tucano impunemente, com a agravante de que Serra está disposto a aliar-se com Satanás para ser presidente da República", adverte Mino Carta. Isso me leva a torcer por Aécio Neves. Nenhuma simpatia pelo neto de Tancredo , mas é que a possibilidade do Brasil ter José Serra na presidência chega a ser apavorante.

Não tem remédio!

"Agora pela manhã está sendo retirada a árvore que mataram (provavelmente com veneno) em frente à Farmácia Nissei, próximo ao Centro Médico Nilo Cairo, na rua Néo Martins. A rua foi interditada para a retirada da árvore.
Além dela também havia um pé de caju que, diz leitor, era o xodó dos porteiros, estava todo florido e também foi vítima de um fdp que todos desconfiam onde trabalha. Para a retirada da árvore foram mobilizados 12 operários, três caminhões e dois tratores".
. Do blog do Rigon

Acabar com as árvores que atrapalham fachadas de empresas amigas, farmácias principalmente, é um mal sem remédio nesta "administração cidadã".
Em tempo: o que estaria acontecendo com aquela pequena reserva de mata tropical da av. Teixeira Mendes esquina com Carlos Borges? Dr. Ilicir, Paulino Mexia: cadê vocês?

Relação simbiótica

Informa Fábio Campana:"Os deputados Ricardo Barros e Cida Borghetti viajaram neste sábado para Itália. Os parlamentares integram a comitiva do presidente Lula em viagem oficial".

Como o mundo dá voltas, ehim?. Ricardo foi, em passado recente, um crítico feroz do presidente-metalúrgico. Chegou a dizer em 2002 que Lula foi um estelionado eleitoral. Ninguém como ele alimentou tanto nesta cidade o preconceito contra o líder petista e o PT. Hoje, há uma simbiose perfeita entre os dois partidos (PP/PT) por conta da protocooperação governo-base aliada.

9 de novembro de 2008

Só de sacanagem



Protógenes Queiroz, delegado da Polícia Federal e ex-responsável pela Operação Satiagraha botou pra quebrar numa palestra na PUC de Brasília. Relata Paulo Henrique Amorim no CONVERSA AFIADA:
"Durante a palestra, Protógenes fez questão de repetir que a Operação Satiagraha rachou o Brasil em dois: o lado dele, com a maioria, e o de Dantas, com os poderosos. E aí aproveitou para criticar o habeas corpus concedido ao banqueiro ontem pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF):
- Daniel Dantas tumultua tudo e sempre acaba conseguindo sair de foco. A busca na minha casa foi perto da liberação de Dantas de propósito. Isso faz parte da patranha armada pelo Supremo. Lá existe o pacto do silêncio -, acrescentou.
Protógenes falou livremente sobre o que queria. Foi irônico, criticou, falou da família, e garantiu que volta à área de investigações da Polícia Federal no próximo dia 26. E diz que “há um temor pela sua volta”.
Ao final da palestra, ele levantou o tom de voz e declamou o poema "Só de Sacanagem", de Elisa Lucinda:
Meu coração está aos pulos!
Quantas vezes minha esperança será posta à prova?
Por quantas provas terá ela que passar?
Tudo isso que está aí no ar, malas, cuecas que voam entupidas de dinheiro, do meu dinheiro, que reservo duramente para educar os meninos mais pobres que eu, para cuidar gratuitamente da saúde deles e dos seus pais, esse dinheiro viaja na bagagem da impunidade e eu não posso mais.
Quantas vezes, meu amigo, meu rapaz, minha confiança vai ser posta à prova? Quantas vezes minha esperança vai esperar no cais?
É certo que tempos difíceis existem para aperfeiçoar o aprendiz, mas não é certo que a mentira dos maus brasileiros venha quebrar no nosso nariz.
Meu coração está no escuro, a luz é simples, regada ao conselho simples de meu pai, minha mãe, minha avó e dos justos que os precederam: “Não roubarás”, “Devolva o lápis do coleguinha”, Esse apontador não é seu, minha filhinha”.
Ao invés disso, tanta coisa nojenta e torpe tenho tido que escutar.
Até habeas corpus preventivo, coisa da qual nunca tinha ouvido falar e sobre a qual minha pobre lógica ainda insiste: esse é o tipo de benefício que só ao culpado interessará.
Pois bem, se mexeram comigo, com a velha e fiel fé do meu povo sofrido, então agora eu vou sacanear: mais honesta ainda vou ficar.
Só de sacanagem!
Dirão: “Deixa de ser boba, desde Cabral que aqui todo o mundo rouba” e eu vou dizer: Não importa, será esse o meu carnaval, vou confiar mais e outra vez. Eu, meu irmão, meu filho e meus amigos, vamos pagar limpo a quem a gente deve e receber limpo do nosso freguês.
Com o tempo a gente consegue ser livre, ético e o escambau.
Dirão: “É inútil, todo o mundo aqui é corrupto, desde o primeiro homem que veio de Portugal”.
Eu direi: Não admito, minha esperança é imortal.
Eu repito, ouviram? IMORTAL!
Sei que não dá para mudar o começo mas, se a gente quiser, vai dar para mudar o final!

7 de novembro de 2008

Acredite se quiser

O deputado Ricardo Barros está propondo, e pelo número de assinaturas conquistado vai conseguir, a CPI dos institutos de pesquisas eleitorais.É pra rir ou pra chorar?
Como os sábios de Pintadas diziam sempre que rir é o melhor remédio, então vamos lá:
QUÁ,QUÁ,QUÁ,QUÁ...

Carapuça que vem do Vaticano

"Aqueles que buscam sucesso, carreira ou dinheiro, estão construindo sobre areia". .Papa Bento XVI

Nezo fala do Paraíso



"No dia 16 de maio deste ano, com pompa e circustância, o prefeito Silvio Barros assinou a ordem de serviços para a execução das obras de asfaltamento e drenagem em 26 trechos do Jardim Paraíso. Hoje, cerca de seis meses depois, as ruas continuam sem asfalto. Pior. Como houve a remoção do cascalho, quando chove, a situação é caótica. Por isso mesmo, os moradores se sentem esquecidos, abandonados".
. Do Blog de Ronaldo Nezo/ foto de Walter Rocha

Agentes unidos...

Quinta-feira que vem agentes penitenciários do Brasil inteiro vão se reunir em Curitiba. Querem melhores condições de trabalho. O encontro será na sede da FEPAEP, , bairro Rebouças. Um dos palestrantes será o deputado federal Arnaldo Faria de Sá, relator da PEC 308, que trata da Polícia Penal. A Proposta de Emenda Constitucional pode significar o início um processo de reformulação total (e profunda) do sistema carcerário do país. Os agentes vão se mobilizar para cobrar agilidade do Congresso Nacional na apreciação dessa matéria.

Cultura útil

7.11.08


Estudo publicado na revista Neurology levanta a possibilidade de que a cafeína retarda o envelhecimento, protege as pessoas de vários tipos de doença e pode até proteger contra o desenvolvimento de demência.
Subtraí esta informação do blog IDÉIAS & LETRAS da minha ex-colega da diretoria do Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná, Carina Paccola. Achei o assunto interessante e decidi postá-lo, ante a suposição maluca de que, de repente, pode ser útil a alguém que não gosta de café.

6 de novembro de 2008

É daqui a pouco

Informa Pedriali que o TSE analisa mais uma vez o caso da eleição de Londrina. A sessão começa às 19 horas e parece que a definição dessa quinta-feira pode sepultar as esperanças de Belinati, ou quem sabe, decepcionar a grande parte da população que torce pela cassação. Se justiça for feita, Belinati dança de vez.

Paçoca com cebola no dos outros é refresco

"O deputado maringaense, Ricardo Lamas, quer dizer, Barros, está fazendo a maior cena, mas, pelo jeito, nem ele acredita que Belinati conseguirá reverter sua situação e assumir a prefeitura de Londrina.
Mas que ele vai brigar ah isso vai. Dizem que tem a ver com a rixa entre as duas cidades. Maringá sempre quis passar Londrina em tamanho e arrecadação. Com o pupilo de Lamas, quer dizer Barros, seria mais fácil concretizar o sonho maringaense".

. Ô Cláudio Osti, quanta maldade meu caro! Você se esqueceu que foi graças à mão que os irmãos Ricardo e Silvio deram ao tio Bili, que ele se elegeu e vocês ganharam uma fonte inesgotável de assuntos pra deitar falação?
Não tenha tanta certeza de que Londrina se livrará de Belinati, não. Quanto a nós, guarde seu sarcasmo pra depois, porque nosso filme é em CinemaScope e temos ainda mais 4 anos de tela pela frente.

A culpa é dele


Lixo gera ação do Ministério Público; perdão de dívida fiscal vai parar na Justiça; construção de prédio no centro é objeto de investigação de promotores; retrato na parede acaba em processo; solicitação de informações sobre transporte coletivo tem o mesmo destino; carro do gabinete torna-se objeto de condenação judicial e até de impugnação de candidatura; ciclovia vira escândalo nacional; verba do PAC gera polêmica e vai para a mídia nacional com status de grande escândalo; o blog do Carlos Maringá relaciona 12 processos,mas pode chegar a 13 com o dos tachões.

Alguém disse que essa tal Lei da Inércia exerceu grande influência no último pleito municipal. Então, culpemos Isaac Newton pelo resultado.
.

Mandela


O líder sul-africano Nelson Mandela aplaudiu a vitória de Barack Obama mas chamou o novo pop star à responsabilidade: "Confiamos em que também, durante sua Presidência, adotará como missão a luta contra a pobreza e a doença".
O Prêmio Nobel da Paz , que colocou a pá de cal no regime segregacionista do apartheid enviou carta a Obama , desejando-lhe "força e resistência nos dias e anos de desafio que tem pela frente".
Pode apostar: Mandela será convidado especial do próprio presidente-eleito na posse de 20 de janeiro.

Palavras são palavras, nada mais do que palavras?

O governo Brasileiro define com duas palavras a diferença fundamental das relaçoes Brasil-Estados Unidos na era Bush e na era Obama: com o atual presidente americano é relação PRAGMÁTICA; com o futuro, relação de AFINIDADE.

Melô da falsa cidadania

6.11.08

"Motorista maringaense não acreditou no que viu: hoje às 7h30 já tinha agente de trânsito de bloquinho na mão, na esquina da Néo Martins com Basílio Saultchuck".
. Blog do Rigon

PS: a prova cabal de que o objetivo da Setran é multar, multar e multar, está na inexistência de uma sinalização adequada nas proximidades dos semáforos com câmeras. E essas câmeras, que devem assegurar ao motorista um intervalo de dois segundos na transição do verde para o vermelho, teriam tido esse tempo reduzido para apenas um segundo, o que explica as mais de 100 mil multas nos últimos 12 meses.
O monitoramento eletrônico tem o objetivo de advertir antes de multar, mas ocorre o contrário.O sistema em Maringá é meio parecido com o velho oeste americano, onde se atirava primeiro para perguntar depois.
O resultado dessa obsessão pela arrecadação é que o trânsito maringaense não produz nenhum efeito pedagógico, como provam os índices alarmantes de acidentes.
Então é assim: a administração finge que é cidadã e a cidadania finge que acredita.

5 de novembro de 2008

Intercâmbio cultural

"John entregou o ouro: O vereador Walter Guerlles deverá ser mesmo o futuro Secretário de Transportes do município, porque na semana que vem vai com o prefeito Silvio Barros para os Estados Unidos, para conhecer o moderno sistema de transportes daquele país, e que tem tudo para vir para Maringá".
. Do blog do Lauro Barbosa

PS: Será uma boa troca. Eles nos ensinam como viabilizar um sistema viário civilizado e nós ensinamos a eles, como multar sem educar. Nossa "indústria" vai de vento em popa, a despeito da crise das bolsas. Se algum investidor viu a matéria do jornal O Diário sobre a previsão de arrecadação para o próximo ano, vem correndo comprar ações da Fábrica Maringá de Multas.

Será que essa moda pega por aqui?

"O voto do juiz Reginaldo Joca definiu o julgamento do governador Ivo Cassol (sem partido), no Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, na noite de ontem. O governador de Rondônia perdeu o mandato por compra de votos e abuso de poder econômico nas eleições de 2006. O presidente do TRE, Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes, acompanhou o voto da relatora “sem o menor reparo”.
. Da Agência Amazônia

Mea culpa

Depois da mea culpa os americanos foram às ruas comemorar o fim da era Bush. Um maringaense espirituoso não perdeu tempo e lamentou:"Infelizmente teremos que esperar mais quatro anos para consertar nossa segunda cagada e celebrar o fim da era Barros".

Ao ouvir o desabafo esta manhã na esquina da Av. Getúlio Vargas com rua Santos Dumont,um irreverente admirador de Jorge F. Duque Estrada, murmurou:"Será que a Justiça nos fará esperar tanto?".

Londrina ainda no aguardo

Informa o jornal Gazeta do Povo que a decisão sobre o futuro prefeito de Londrina sai entre amanhã e sábado. Ninguém sabe o que vai acontecer, mas o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Ayres Britto, prometeu apressar o julgamento de uma consulta que se aplicaria ao caso. A expectativa é que haja uma nova eleição , em princípio com o segundo e o terceiro colocado do primeiro turno. Mas não se descarta a diplomação já, de Luis Carlos Hauly ou um novo pleito com todos os concorrentes do primeiro turno, menos Belinati, claro.
A pergunta que fica pra nós maringaenses é a seguinte: a favor de quem o deputado Ricardo Barros colocaria o seu bloco nas ruas de Londrina, como fez com Belinati? Ora,ora,ora!...Barbosa Neto, que fez parte do arco de apoios que garantiu vitória de pirro a Belinati deverá ser o escolhido, por razões pra lá de óbvias.

Quase irreversível

"Cassação de Belinati é fato consumado
O deputado Antonio Belinati pode até reverter a cassação de sua candidatura no Supremo Tribunal Federal porque, no Tribunal Superior Eleitoral, é
um fato consumado. A avaliação é de alguns políticos que participaram de uma audiência com o presidente
do TSE, ministro Ayres Britto, que disse que espera
ter em mãos até quinta-feira o resultado de uma consulta feita à própria Corte sobre como “executar
a sentença” do dia 28 de outubro. Britto quer saber
se a Justiça Eleitoral deve declarar o tucano Luiz
Carlos Hauly como prefeito eleito, se será realizado
um novo segundo turno ou se a eleição começa do zero".
. Hora H News

4 de novembro de 2008

Um fato, duas versões

"Almoço de Beto e Osmar provoca má digestão no PT e no PMDB.

Osmar Dias passou a ser a grande esperança de petistas e peemedebistas que se vêem sem perspectiva depois da derrota eleitoral e mergulham nesta fase de fim-de-feira de Requião. Nos últimos dias, os esforços de aproximação com o senador do PDT foram grandes, especialmente através do deputado Augustinho Zucchi, do PDT, que tem largo trânsito no território de Requião.
O almoço de ontem que reuniu Beto, Osmar e Rosssoni caiu como pedra no estômago de petistas e peemedebistas que sonham com a aproximação com Osmar".

. Do blog de Fábio Campana


"Almoço com Beto foi indigesto para Osmar

Nesta segunda-feira, o senador Osmar Dias foi até Beto Richa e almoçou
em seu gabinete. Não foi desta vez que Osmar ouviu de Beto o apoio que
sonha obter para 2010. Assessores de ambos negam que o tema sucessão
de Requião tenha sido debatido, apesar do deputado Augustinho Zucchi, do
PDT, ter vazado a informação de que teria sido fechado um acordo entre ambos"
. do jornal online Hora H News

3 de novembro de 2008

Zé prefeito

Vi agora de manhã na Av. Carlos Borges um corsa com um adesivo do saudoso Zé Cláudio no vidro traseiro. Não consegui ver direito se a propaganda eleitoral era de 96 ou 2000.

De mudança

Ainda tem gente na casa, só não dá pra saber se é o próprio. Mas o fato é que a residência de Jairo de Moraes Gianoto, localizada na Zona 5,está com duas placas - uma de vende-se e outra de aluga. Estaria o ex-prefeito indo embora de Maringá, para uma cidade onde ninguém o conhece e ele possa andar na rua? Ou decidiu morar de vez na sua fazenda no Mato Grosso?

2 de novembro de 2008

Diga-me com quem andas...



Ficha-suja

"Belinati é réu em quase 100 ações judiciais.
Além de o TSE ter impugnado sua candidatura à prefeitura de Londrina, outros processos pedem a cassação de seus direitos políticos" (Gazeta do Povo, edição de 2/10/08)

1 de novembro de 2008

Assim foi, assim teria sido


"Uma tarde de 1970, o governador do Paraná, Paulo Pimentel, conversou longamente com o deputado da Arena, Haroldo Leon Peres, no escritório da representação do Estado, na esquina da Rua da Assembléia com a Avenida Rio Branco, no Rio. Saiu Peres, Pimentel estava furioso:
- Nery, esse Haroldo é um idiota. Imagina que veio aqui me dizer que vai ser o próximo governador. Já está escolhido, mas gostaria de ter o meu apoio. Em troca, assegura para mim o Ministério da Agricultura. Mal conseguiu eleger-se deputado, não tem prestígio, eu não o quero, o Ney não o aceita, como é que ele vai ser governador e negociando ministério?

Uma semana depois, ao fim de um jantar, em Brasília, o general presidente Médici dizia à mulher do deputado Haroldo Leon Peres:
- A senhora está de parabéns. Amanhã, saberá".
. Sebastião Nery, colunista da Tribuna da Imprensa (link ao lado)

Remember: Haroldo Leon Peres, que entrevistei para Folha de Londrina e mais tarde para a revista Pois É, recebeu o governo do Paraná como prêmio por ter defendido na Câmara Federal a invasão que o governo Médici fizera à Universidade de Brasília. Sua permanência no Palácio Iguaçu durou cerca de sete meses. Motivo da queda: uma gravação que o empresário Cecílio Rego Almeida , também já falecido, fizera de uma conversa com Leon Peres na Praia de Copacabana. O governador recém-empossado teria pedido propina para pagar a dívida que o Governo do Estado tinha com a CR Almeida pela construção da Central do Paraná. Haroldo ficou anos "confinado" no Rio e quando voltou ao Paraná, mais precisamente a Maringá, eu fui um dos primeiros jornalistas e entrevistá-lo. A entrevista foi no Bandeirantes Hotel. Ele se irritou com algumas perguntas que fiz, mas partiu pro ataque, acusando Paulo Pimentel e Ney Braga de terem armado uma cilada contra ele. A lembrança feita acima por Sebastião Nery explica, até certo ponto, as razões da cilada.
Aliás, Ney Braga fora acusado de armar ciladas também contra Moisés Lupion, com quem tentei fazer uma entrevista para a POIS É e não consegui. Mas cheguei a conversar com ele por telefone. Lupion, que entrou para a história do Paraná como o político mais corrupto que este estado já teve, morreu negando tudo e acusando Ney de ser o grande responsável pela construção dessa imagem negativa.
Meu sonho era fazer uma capa da revista com Moisés Lupion, com uma foto dele em frente ao Palácio do Batel , em Curitiba. Com a ajuda do Luiz Geraldo Mazza, cheguei a conversar com dona Vilma, esposa de Lupion. Mas não teve jeito. Mesmo eu argumentando que a reportagem poderia ser uma oportunidade dele resgatar sua imagem perante a população paranaense.
Lupion teve seus bens expropriados, mas muitos anos depois, já no fim da vida, conseguiu ganhar na justiça o Palácio do Batel, que até então era ocupado pela Rede Paranaense de Televisão.

Prêmio merecido


O maringaense Laurentino Gomes é um dos ganhadores de um dos prêmios mais importantes da literatura brasileira, o Jabuti. Quem leu 1808 já esperava isso. O livro é um primor. O texto é maravilhoso e a profundidade da pesquisa histórica que o jornalista realizou, assegura à obra, um grande rigor científico. Quem ainda não leu, não sabe o que está perdendo.

O passado te condena

"Se a conclusão do parágrafo precedente não fosse correta, e se a licitação fosse mesmo dispensável, ou inexigível, no caso em exame, ainda assim o pagamento feito à Aeroservice consistiu em ato ímprobo e lesivo ao patrimônio público. É que a Aeroservice não prestou nenhum serviço ao município, ou ao Saop, ou seja, não cumpriu qualquer das prestações prometidas no contrato questionado. Recebeu, pois, dinheiro em troca de nada, em troca de serviço nenhum. Os réus dizem que a Aeroservice foi remunerada por serviços efetivamente prestados. Ora, a Aeroservice foi contratada para serviços de planejamento, gerenciamento e fiscalização da obra. Como nenhuma parte da obra foi executada, certamente a Aeroservice não gerenciou nem fiscalizou obra alguma. Isso é, aliás, admitido, ainda que com relutância, e nas entrelinhas, pelos réus. Mesmo porque contra fatos não valem argumentos".

. Trecho da sentença do juiz Alberto Marques dos Santos, da 4ª Vara Cível, que julgou o caso Aeroservice. Vale a lembrança de que o Hospital Metropolitano seria construído no Jardim Alvorada, mas devido às ilegalidades denunciadas na época, não saiu do chão. Anos mais tarde, o prefeito Jairo Gianoto aproveitou o mesmo projeto, a mesma licitação e fez o Hospital Municipal, do outro lado da cidade. Diga-se a bem do resgate histórico, que estão na origem desse projeto do Metropolitano as investigações iniciadas pelo Ministério Público contra Gianoto. O escândalo Jairo-Paolich começou quando o Conselho Municipal de Saúde questionou o Secretário de Saúde da época sobre o sumiço de R$ 1 milhão do SUS. O dinheiro, teria explicado o secretário, foi usado nas obras do Hospital Municipal. Não podia, pois era verba carimbada do Sistema Único para a assistência médica.Foi exatamente naquele momento que começou aparecer a ponta do icebeg.

Antes tarde do que nunca

O julgamento do escandaloso caso do Hospital Metropolitano (a íntegra da sentença está no blog do Rigon), 15 anos depois, mostra efetivamente que a justiça tarda mas não falha, felizmente. Quem acompanhou o caso há de se lembrar o tamanho das consequências geradas por aquele e tantos outros ilícitos cometidos na gestão
89/92. Tanto que o prefeito precisou fugir pela janela do Paço Municipal com medo dos servidoeres por ele enganado. A pena foi pecuniária, o que não deve significar grandes dificuldades ao principal apenado. Mas de processo em processo, de pena em pena, uma hora a casa cai de vez. Afinal, ensina o provérbio luso-brasileiro:"Não há mal que sempre dure, nem bem que nunca se acabe".