28 de fevereiro de 2010

Vice de Sarandi ameaçado de morte

Hilário Gomes relata em seu blogue que o vice-prefeito de Sarandi, Carlos Alberto de Paula Jr, teria recebido ameaça de morte:

"Do outro lado da linha uma voz aterrorizadora. Foi assim que descreveu Carlos de Paula a um dos seus amigos que me contou, que de Paula, assim descrever: Nunca tive medo das ameaças que já recebi, mas essa me deu um certo medo. A voz era bem macabra e disse que se eu assumir serei "apagado", isto é, morto. Se isso é verdade, a coisa tá mais feia que em pensava".

Ex-prefeitos sobre a possível cassação de Martini

"Diante da possível cassação do prefeito Milton Martini(PP), ouso fazer uma síntese satirizada das futuras declarações dos ex-prefeitos da cidade sobre o assunto. Evidentemente é uma brincadeira, mas baseada em entrevistas em que eles comentaram o assunto.

Júlio Bifon: “Eu sou radicalmente contra qualquer tipo de cassação, haja o que houver.”

Hélio Gremes: ” Eu acreditava que ele ia dar a volta por cima e fazer um bom governo, não deu!.”

Cido Spada: “Eu não disse? Eu não disse?”

. Do blog do Rogério Rodrigues , de Sarandi

Piada, nada mais do que piada...

Três empreiteiros foram chamado para uma licitação da Olimpíada Rio 2016: um japonês, um americano e um brasileiro.
- Faço por US$ 3 milhões - disse o japonês.
- Um pela mão-de-obra, um pelo material e um para meu lucro.
- Faço por US$ 6 milhões - propôs o americano.
- Dois pela mão-de-obra, dois pelo material e dois para mim, mas garanto serviço de primeira!
- Faço por US$ 9 milhões - disse o brasileiro.
- Nove milhões ?,espantou-se o licitador. Por quê?
- Três para mim, três para você e três pro japonês fazer a obra.
- Negocio fechado!

. Do blog do Juca Kfouri

A Globo foge da notícia como o diabo foge da cruz

Os Jogos de Inverno de Vancouver (Canadá) não existem para a Rede Globo. A Record deu um banho de cobertura, teve boa audiência. Mas o fato de uma rede concorrente transmitir não justifica a competição sumir do noticiário esportivo da maior (e ainda mais poderosa) rede de televisão do Brasil. E onde fica o fato jornalístico? Para onde vai a notícia, para a lixeira dos telejornais globais? A Fórmula 1 é notícia no mundo todo e no Brasil tem cobertura de todos os veículos de comunicação, mesmo sendo exclusividade da Globo. Mas a Fórmula Indy, que também é notícia, não existe para a Globo por ser exclusividade da Band. Falta de compromisso com a noticia é o mínimo que se poderia dizer desse absurdo. Já imaginou se essa idiotice fosse levada ao pé da letra por todos os veículos de comunicação do país? Se fosse, o desfile das escolas de samba do Rio só seriam notícia na Globo. E os jogos da Seleção Brasileira de Futebol,inclusive nas Eliminatórias? A Copa do Mundo, até onde se sabe, só será transmitida pela Globo e Band. Um dos maiores eventos esportivos do Planeta, então, só seria notícia nessas duas redes?
Ora, ora, televisão é concessão pública e este tipo de comportamento significa desrespeito ao telespectador. É sonegação de informação, na cara dura. É crime de lesa pátria. Fugir da notícia desse jeito tão vergonhoso e injustificável, deveria merecer atenção do Ministério Público Federal.

27 de fevereiro de 2010

Dilemas amargos


"A reunião tucana no Hotel Bourbon, no dia 22, que sagrou Beto Richa candidato do PSDB ao governo do Estado, colocou o senador Osmar Dias num inferno de dúvidas e questionamentos.

O senador sabe que para ser candidato ao governo só lhe resta um caminho: cerrar fileiras com o PT e ir para a disputa de braços dados com políticos que não gostam dele, abominam seu pensamento e de quem Osmar foi antagonista a vida inteira.


Osmar forjou sua carreira política a partir de atuação direta no setor rural. Sobre a reforma agrária, por exemplo, Osmar está muito mais próximo da senadora Kátia Abreu, do DEM, do que do deputado Doutor Rosinha".

. Do jornal online Hora H News

Meu comentário: eis aí uma espécie de constrangimento de mão dupla. Não será nada fácil também, as bases petistas conviverem com o senador do agronegócio. Mas, tudo em nome do palanque de Dilma.

Rindo atoa


Ela tem motivos de sobra pra rir. Dilma Rousseff encosta em Serra , segundo pesquisa que a Folha de São Paulo publica neste domingo. A presidenciável petista cresceu cinco pontos nas pesquisas de intenção de voto de dezembro para janeiro, atingindo 28%. No mesmo período, a taxa de intenção de voto no governador de São Paulo, José Serra, do PSDB, recuou de 37% para 32%. O tucanato está em polvorosa.

O povo vai à Câmara

Um carro de som corria Sarandi hoje a tarde chamando a população para a sessão da Câmara que pode cassar o mandato do prefeito Milton Maritni segunda-feira.Dizem que a Mesa Executiva solicitou 10 PMs pra fazer a segurança. É pouco.

A esperteza come o esperto

Ensinava Tancredo Neves que “a esperteza, quando é muita, come o dono”.
. Tem umas figurinhas carimbadas por essas bandas no ponto de serem comidas

Guerra declarada ou guerra arranjada?

"A manchete principal de O Diário do Norte do Paraná, edição de hoje é: ‘PT omite denúncias contra si e culpa Silvio’ – Novo Centro: Após 14 dias de o TCU mandar suspender pagamentos, o PT emite nota responsabilizando a atual administração pelas irregularidades, mas se esquiva de atos ocorridos durante o seu governo.
E agora? Qual será a reação de Mário Verri, como presidente do partido em Maringá? Qual foi a participação de Ricardo na manchete? A guerra está declarada? Com reagirá EnioVerri? Está confirmado que Barros não é mais vice-líder de Lula?
Falando em Novo Centro, lembrei da Urbamar. Qual a posição de Mário Verri, como vereador, sobre as questões que temos levantado e a proposta de extinção?".

.Akino Maringá, colaborador do site do Rigon

PS: Não há guerra nenhuma, meu caro Akino, que nem conheço. Muito menos guerra de notas. A nota do PT veio tarde, esclarecedora , mas demorou demais para ser feita. O que existe sobre este assunto são fatos concretos, de um convênio assinado com o governo federal no valor de R$ 45 milhões e uma licitação, fechada em R$ 43,6 milhões, portanto, R$ 1,4 milhão abaixo do valor máximo do edital. E existe um contrato de execução da obra com a empresa vencedora (CR Almeida|), que estabelecia 40 meses de prazo para a conclusão do projeto, incluindo rebaixamento da linha férrea, a supervia (Av. Horácio Racanello) e sete viadutos. Existe o fato concreto de que já se passaram 84 meses e até gora a obra não terminou. Existe o fato de que foram feitos aditivos ao convênio e existe a suspeita sim, de que há algo de podre, de muito podre, neste reino da Dinamarca.

26 de fevereiro de 2010

Da série " cutuca que eu cutuco"


O líder do PMDB na Assembléia Legislativa, Luiz Cláudio Romanelli, não conseguiu disfarçar seu sentimento hemofóbico durante um bate-boca com um colega petista e disse , sem meias palavras, que "ator é coisa de viado". Não deu outra, chamou para si a ira de uma grande comunidade e realimentou uma polêmica que o governador Requião gostaria de esquecer, ainda mais neste ano eleitoral. Veja só o que escreveu sobre o episódio , o Floris do PT:
"Não faz muito tempo, o governador Requião protagonizou o ‘momento homofóbico’. Agora, o líder do governo na Assembleia, deputado Luiz Claudio Romanelli, demonstrou ter a mesma ‘disfunção’ moral. Preconceito é uma forma de repulsa a determinado segmento da sociedade. No caso, os homossexuais, que dela também fazem parte.

No entanto, a política excludente ou pelo menos o modo de se expressar ‘xiita’, e o Romanelli sabe disso, é porque a chefia assim o quer. É lamentável que fatos como esse ocorram justo em espaço público, financiado pela população e sustentado por meio da arrecadação de impostos".

"Botafogo é bem mais que um clube. É uma predestinação celestial."
-Armando Nogueira, jornalista.
. Direto do Bar do Bulga, o boteco mais botafoguense do planeta

Um recado para Lula

O jornalista Jorges Bourdoukan , especialista em questões do Oriente Médio,está chamando a atenção do governo brasileiro para o seguinte: "Assim que desembarcar em Israel, Lula está proibido de se manifestar a favor da paz.


Mas os israelenses o liberaram para criticar o Iran.


Realmente, a arrogância dos israelenses não tem limite.


Querer decidir o que um chefe de Estado pode ou não falar.


Muito melhor fariam se respondessem sobre o envenenamento de água que eles fornecem aos palestinos.


Ou sobre o bombardeio de aldeias palestinas por agrotóxicos, o que, segundo os cientistas, está vitimando os palestinos com o Mal de Parkinson.


E essa acusação não é de nenhum inimigo de Israel, mas de um dos mais importantes jornais de país, o Haaretz".

Marmitex sim, pizza não!

"Quem quiser ganhar um bom dinheiro que monte um stand de salgados e até marmitex em frente da Câmara,porque tem gente que não vai arrendar o pé do "pedaço".

. Do blogueiro sarandiense Hilário Gomes referindo-se à sessão de cassação do prefeito Milton Martini, segunda-feira próxima.

Antes tarde do que nunca

Finalmente o PT emitiu uma nota sobre as denúncias de superfaturamento das obas do Novo Centro. Já não era sem tempo, até porque a "administração cidadã", por meio principalmente da sua procuradoria jurídica, vinha distorcendo deliberadamente os fatos. Reproduzo aqui uma parte da nota, justamente os trechos que acho mais esclarecedores:


"O partido considera que, para evitar desvio de verba e corrupção, faz-se indispensável a existência de mecanismos de fiscalização da atuação dos gestores públicos, tais como Controladorias, Tribunais de Contas, Ministério Público, além da própria sociedade civil organizada, que em Maringá tem atuação exemplar.

Segundo o acórdão do TCU nº 000.543/2008-0, a maioria das 15 irregularidades apontadas nas obras do Novo Centro implica a administração 2005 – 2010, que efetuou o pagamento e celebrou os contratos considerados irregulares pelo TCU. Recaem sobre a atual gestão municipal as seguintes acusações: superfaturamento na execução dos contratos com a construtora C. R. Almeida; restrição à competitividade no contrato nº 134/2008, também da C. R. Almeida; fuga de processo licitatório mediante assinatura de aditivo de objeto e de valor no contrato com a Vega Engenharia e pagamento de serviços em dissonância com quantitativos projetados ou com os quantitativos reais, mais uma vez em beneficio da C. R. Almeida.

A gestão municipal do PT (2001-2004) é equivocadamente acusada de restrições à competitividade, ao fazer exigências relacionadas à índices de liquidez de empresas participantes das licitações, grau de endividamento e capital social. A gestão do PT não impediu ou restringiu a competição, mas agiu com o objetivo de selecionar uma empresa solvente para evitar futuros prejuízos para a gestão pública do município, evitando que companhias inidôneas, sem condições de executar a obra, lograssem êxito.
O Partido dos Trabalhadores afirma que a gestão municipal 2001 – 2004 foi pautada pela absoluta transparência e honestidade em suas ações, tanto que, passados mais de cinco anos do término do mandato, rigorosamente todas as ações de improbidade administrativa ajuizadas pelo Ministério Público Estadual foram julgadas improcedentes pelo Poder Judiciário, fato que se repetirá no presente caso, que ainda está sujeito ao contraditório e a ampla defesa, assegurados pela Constituição Federal.

O Partido dos Trabalhadores de Maringá classifica como má fé a reação da atual administração municipal no sentido de apressar-se a emitir Nota Oficial com a intenção de transferir para a administração do PT a responsabilidade pelas irregularidades apontadas pelo TCU nas obras do Novo Centro.

O ensejo do Partido dos Trabalhadores de Maringá é que os gestores públicos responsáveis pelas irregularidades apontadas no relatório do TCU tenham garantido o direito constitucional do contraditório e ampla defesa, mas que assumam e respondam por todos os atos praticados".

PS: aproveito a deixa para relembrar que:
1 - O convênio assinado pelo prefeito João Ivo em dezembrpo de 2003 com o Dnit era de R$ 45 milhões. A empresa CR Almeida venceu a concorrência pública com a proposta de R$ 43,6 milhões e a partir da assinatura do contrato , já em 2004, o rebaixamento da linha férrea e a supervia (Avenida Horácio Racanello) ficariam prontos em 40 meses, mas já se vão 84 meses.
Cabe uma investigação do Ministério Púiblico Federal sobre o atraso e sobre a elevação do custo original para mais de R$ 60 milhões.

Justa homenagem


Zilda Arns,morta no terremoto do Haiti vai virar sêlo. O lançamento será dia 24 de março na Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz, em Curitiba. O sêlo , desenvolvido pela artista Thereza Regina Barja Fidalgo, traz o rosto da homenageada e as logomarcas da Pastoral da Criança e do Mercosul. O Correio mandou imprimir 600 mil exemplares na primeira remessa. Preço de cada selo: R$1,45.

O tucanato em polvorosa

“Enquanto no campo do governo tudo parece dar certo, no da oposição é um desastre atrás do outro... Nas pesquisas, Dilma vem crescendo consistentemente, alimentando a argumentação de que é possível fazer uma eleição plebiscitária. Já no campo da oposição, o inferno astral do governador José Serra parece não ter fim. Estacionado nas pesquisas em 35%, pouco mais ou pouco menos, Serra desperta suspeitas, até entre os tucanos de alta plumagem, de que tenha atingido seu teto. Se Dilma continuar em tendência de alta, as coisas podem ficar feias”.

. Comentário de Lúcia Hipólito, porta-voz do tucanato, na Rádio CBN

A interpretação é livre

Trocados na maternidade



"Vote num careca e leve dois". Palavras de Serra, quando ele ainda sonhava em ter Arruda como seu vice.

Poeta de cordel sobre Dilma

Dilma a todos conquistou,
Digo com toda certeza:
De Zé Dirceu a Geddel,
Do plebeu à realeza.
E, para a coisa melhorar,
Só falta ela conquistar
O Miguezim de Princesa!

Comendo pelas beradas


Orlando Pessuti corre o Paraná, em agenda de pré-candidato a governador. Esta semana palmilhou o Sudoeste e ainda vai a Ponta Grossa , onde deverá ter Roberto Requião ao seu lado no palanque. Pessutão não se preocupa com o baixo percentual que tem nas pesquisas, porque só agora está ganhando espaço na mídia e em abril assume o governo, com a desincompatibilização do titular. Como ele poderá disputar sem se afastar, já se imagina um PMDB unido em torno de seu nome e uma máquina azeitada para voar baixo daqui até o dia da eleição. Isso é o que se chama de comer o angu pelas beradas.

Qualquer semelhança...

"Reza a lenda que, quando deixou de escrever editoriais para se dedicar exclusivamente à política, Serra teria ouvido de "seu" Frias (é assim que os súditos da Barão de Limeira chamam o falecido Otavio Frias de Oliveira - que virou nome de ponte em São Paulo) a seguinte previsão: "você um dia voltará a esse jornal como presidente da República".

Pode ser folclore, mas Serra parece ter acreditado.

Reza a lenda, também, que o agora governador de São Paulo costuma ligar ao jornal tarde da noite, para comentar - com os editores mais "chegados" - as manchetes, as notícias e os números de pesquisas eleitorais.

Não sei se Serra dá palpite também no DataFolha. Pode ser. Trata-se de uma longa e profícua amizade".

. Do b log Escrevinhador (Rodrigo Viana)

PS: Guardadas as devidas proporções, qualquer semelhança com algo que acontece por essas paragens, será mera coincidência

Pizza lá. E cá?



Em São Paulo, Kassab foi cassado pela justiça mas tudo pode acabar em pizza. Cá, alguém também teve uma cassação de primeira instância e a pizza já estaria sendo servida. Mas em Sarandi, onde a Câmara está sendo pressionada a cassar o prefeito Milton Martini, a cassação pode acontecer segunda-feira. Haverá pressão também para que os pizzaiolos da cidade vizinha cruzem os braços.

As casas do PAC




Essas são as casas do PAC que a Prefeitura de Maringá constrói , cujos riscos de desabamento o professor Elias Brandão denunciou, via email, ao chefe de gabinete do presidente Lula, seu amigo Gilberto de Carvalho.

Pelas chuvas não, mas pelos alagamentos...

"A chuva que atingiu Maringá hoje à tarde infernizou a vida de muita gente.

Várias ruas ficaram alagadas, com veículos enguiçados e o povo ilhado, molhado –conforme mostrou reportagem da RPC.

Parecia São Paulo. Nunca pensei que chegaríamos a este ponto.

Só faltou ligar na Band e ver o José Luiz Datena mostrando, exaustivamente, as imagens e culpando os políticos pelas chuvas".

. Do blog do Edson Lima

PS: Bem Edson, pelas chuvas não há que se culpar o gestor. Seria até leviandade. Mas vem cá: os alagamentos podem, pelo ,menos, ser minimizados. Sabe como? Mantendo limpas as galerias de águas pluviais (cadê o "Tatu"?); fazendo serviços permanentes de desobstrução das bocas de lobo, enfim, cuidando da cidade. A pergunta é: será que limpar galerias dá voto? E mais: fazer um trabalho preventivo com relação às árvores, substituindo as árvores doentes, também não dá voto. Talvez o que dê voto , ou pelo menos ajuda financeira na campanha, seja cortar árvores sãs , mas que atrapalham fachadas comerciais.
Não culpemos São Pedro e nem as rajadas de vento pela queda, às vezes desastrosa, de árvores na cidade, mas que a população saiba cobrar mais responsabilidade do gestor negligente.

Compromisso social, a gente vê por aqui


"Melhorar a qualidade de vida, ampliar o apoio oferecido pela prefeitura, fazer um grande projeto e oferecer condições para agregar valor. Essas foram algumas das promessas feitas pelo atual prefeito de Maringá durante a campanha eleitoral de 2004 para fortalecer as cooperativas de material reciclável e a coleta seletiva. Passados mais de cinco anos, as promessas não foram cumpridas, duas cooperativas já encerraram as atividades e as demais lutam para continuar os trabalhos".
. Do site do vereador Humberto Henrique

25 de fevereiro de 2010

Elias relata descaminhos do PAC ao amigo Gilberto Carvalho

"Havia esquecido de informar ao leitor de um e-mail sobre as casas do PAC, em Maringá, que encaminhei ao Gil, chefe de Gabinete do presidente Lula, no final da tarde do dia 18. Eis o teor:
Oi Gilberto de Carvalho (Gil). Como colega, gostaria que tomasse conhecimento sobre algumas situações em Maringá/PR. Caso não saiba, informo-lhe que boa parte do dinheiro público do PAC aqui em nossa cidade está sendo desperdiçado. Antes mesmo da conclusão, dezenas delas correm risco de desabarem. Exemplos: Jardim Indaiá e Conjunto Paulino Filho (ver site do Rigon, elém do blog Ambiose Maringaense). Não gostaríamos que Maringá fosse - no futuro próximo - pauta de noticiário nacional por motivo de desabamento de casas do PAC. Mas tudo caminha para fatalidades previstas. Outra informação é sobre o Restaurante Popular. Está uma novela e já consumiu tanto dinheiro que o mais simples do cidadão maringaense desconfia. O Ministério das Cidades e a Casa Civil precisam ficar atentos a determinadas ações municipais que prejudicam o governo federal. Abraços".

. Elias Brandão

Não cutuca que eu cutuco!

Se havia alguma chance do PMDB fazer uma tabela com o PT na disputa pelo governo do Paraná esta chance desapareceu no embalo do "cutuca de lá que eu cutuco de cá" entre o governador Requião e o ministro Paulo Bernardo. Requião bate, Bernardo rebate e Pessuti, preocupado com o arco de aliança que poderá não ter, assopra.

A caixa , a mega e a irresponsabilidade consentida

Sobre o caso do bolão da mega, que foi ganho sem nunca ter sido , escreve o intrépido Hélio Fernandes, na sua Tribuna da Imprensa (online):
"A Caixa Econômica tem que pagar aos apostadores.
Ninguém escreveu tanto sobre essa tentativa de cidadãos de ganharem na Megasena, quanto este repórter. Durante mais de 10 anos denunciava todas as brechas do sistema. Quando houve um fato igual em Campo Grande, culpei a Caixa.

Ela “assumiu” a culpa, entrou na Justiça, PERDEU em primeira instância, recorreu, sabe que levará mais 20 anos. E a questão não tem nada a ver com BOLÕES, feitos pela autorizada ou pelos próprios apostadores.

A questão é a falta de fiscalização. Agora, a Caixa “descredenciou” o agente, quer dizer, tirou o sofá da sala. Mas só o fato de “descredenciar” prova a C-U-L-P-A da Caixa.

É uma frustração que dinheiro algum do mundo, (nem os dólares de Fort Knox) pode pagar. Fizeram o jogo, ganharam, festejaram, vem a Caixa, informa: “Não podem receber, NÃO FISCALIZAMOS”. Devia haver um recurso RAPIDÍSSIMO, que em 20 ou 30 dias, tribunais decidissem: ‘A CAIXA TEM QUE PAGAR, IMEDIATAMENTE”. Depois, se quiser, tome os bens do agente.

No caso passado, revelei: o agente recebe, digamos, mil apostas a 10 reais, 10 mil reais. Registra a metade, fica com o resto. Conforme eles dizem, gastando fábulas de publicidade: “VEM PRA CAIXA VOCÊ TAMBÉM”.

Pressão popular pode levar Câmara a cassar prefeito de Sarandi

A Câmara Municipal de Sarandi vai decidir pela cassação (ou não) do prefeito Milton Martini. A cidade está agitada. A oposição esfrega as mãos e os partidários do prefeito soam frio.O julgamento começa às 7 e 40 da noite de segunda-feira, 1o. de março. Informam blogueiros da cidade vizinha que a Mesa Executiva da Câmara vai barrar a entrada no plenário de quem não tiver cadastrado.O cadastramento será dfeito até o fim da tarde dessa sexta-feira.
Escreve o blogueiro Hilário Gomes: " Dizem que cerca de 4 ou 5 vereadores já deram no pé, estão fora da cidade. Segundo as informações seriam para não receber pressão da parte do MM, que agora vai com tudo.Dizem também que existe outra finalidade, eu não acredito.Acredito que todos vereadores comparecerão e a votação será pela cassação".

Gelatina ou sem vértebras?

Gustavo Fruet, um dos bons deputados federais que o Paraná tem, lutava para ser candidato ao Senado pelo PSDB. Até que ia bem, ficando em terceiro lugar em todas as pesquisas, atrás de Requião e Gleisi. Mas o prefeito de Curitiba , Beto Richa, decidiu detonar a candidatura do filho do lendário Maurício Fruet para usar a vaga como moeda de troca na formação do arco de alianças que pretende formar visando a disputa do governo estadual. Estaria então negociando com o PP, que tem o maringaense Ricardo Barros como pré-candidato ao Senado.
Ricardo era Osmar, se insinuou para Beto , teria piscado para Pessuti e agora coloca um pé na canoa do prefeito de Curitiba e outro no barco de Osmar, que deverá fazer dobradinha com o PT. Fruet o chamou um dia de político gelatina. O saudoso Naby Zacarias, que foi secretário de saúde de Silvio Barros I , pai de Ricardo, teria outra definição: político invertebrado.

Para jornalista que se preza refletir na cama

"Jornalismo não é Ciência exata. Jornais erram. Jornalistas erram. Erros admitidos e reparados, tocamos em frente. Às vezes o erro tem consequências gravíssimas, como no caso paradigmático da Escola Base. O famoso "espírito de manada" muitas vezes contribui para que pecados originais de pequena dimensão se agravem. O espírito de manada funciona assim: por decisão superior ou por interesse próprio, um jornalista decide "repercutir" uma notícia que dá como fato, sem fazer a confirmação independente daquela informação. Corre o risco de repercutir o erro. De ampliar o erro. De reproduzir a premissa falsa. Já vivi essa situação, "repercutindo" reportagens da revista "Veja", na TV Globo: é como se você validasse um bilhete premiado sem ter tido a oportunidade de confirmar antes a premiação.

Assim se deram algumas das grandes "crises" que o Brasil enfrentou desde que o governo Lula se instalou no poder, como o "caos aéreo", a "epidemia de febre amarela" e a "gripe suína". Má fé, incapacidade técnica, preguiça, preconceito ideológico e a crença de que a mídia deve ser "de oposição" a qualquer custo, mesmo que ao fazer isso atropele a verdade, levaram a mídia corporativa a exagerar, distorcer ou repercutir acriticamente informações que, mais tarde, se demonstrou serem exageradas ou simplesmente fictícias.

No episódio da febre amarela, por exemplo, o texto-símbolo em minha opinião foi o "Alerta Amarelo", de Eliane Cantanhêde, da Folha de S. Paulo, em que a jornalista incentivou todos os brasileiros a correr para o posto de saúde e tomar a vacina, independentemente das contra-indicações existentes.

Nesse conjunto de critérios que relacionei acima cabe a publicação de qualquer coisa: dossiês até que sejam autenticados, dossiês cujo conteúdo a gente não consegue provar, nem desprovar; dossiês que a gente acredite, honestamente, serem verdadeiros. O novo jornalismo nos pede licença para mentir, distorcer, omitir, descontextualizar, exagerar, especular, espalhar boatos, lendas e fantasias.

É a vitória da verossimilhança sobre a verdade factual. Assim é se lhe parece".

. Por Luiz Carlos Azenha (Blog Vi o Mundo)

Facci não iria gostar

A administração municipal de Maringá resolveu descumprir a lei 8.359, de junho de 2009 (abaixo), e mudou por conta própria a denominação da creche do Jardim Quebec, que foi inaugurada na manhã de hoje. De acordo com lei votada pelos vereadores no ano passado, de autoria de Belino Bravin (PP), o Centro Municipal de Educação Infantil daquele bairro deveria receber o nome do pioneiro maringaense Mário Baveloni. No entanto, o prefeito Silvio Barros II (PP) deu ao prédio o nome do ex-deputado estadual Antonio Facci, ignorando a lei aprovada no ano passado. Lauro Barbosa, em seu blog, diz que o autor da lei está revoltado com a mudança, embora Bravin tenha parentesco com Facci, falecido em 10 de março de 2008, aos 67 anos".
. Do site do Ângelo Rigon

PS: Conhecendo o Facci como conheci tenho terteza que ele criticaria uma alteração como esta. Portanto, acho uma agressão à memória do ex-deputado e um desrespeito à memória do pioneiro homenageado por lei do vereador Bravin.

23 de fevereiro de 2010

Milton pode ser cassado

Vereadores da Comissão Processante optam pelo pedido de cassação do prefeito de Sarandi. Significa dizer que as chances de Milton Martini ser cassado aumentam muito. É o que a maioria da população espera.

22 de fevereiro de 2010

O PP, o DEM e um galho de arruda...

A Câmara de Sarandi deve decidir logo o futuro do prefeito Milton Martini. Tem vereador tremendo na base, outros edis estariam pen$ando sobre que posição tomar. Mas o fato é que já tem em Sarnadi quem pense assim :"Se por muito menos o prefeito de São Paulo foi cassado pela justiça, porque haveriam os vereadores de poupar o Milton?".
A propósito, o PP está feio na foto. Teve Kassab cassado; o prefeito de Maringá, Silvio Magalhães Barros II já tem uma cassação de primeira instância e um monte de processos sobre sua cabeça".
PP e DEM podem se abraçar e lançar mão de um galho de ARRUDA pra se proteger do mau olhado da justiça cega.

PSDB escolhe Beto e Álvaro sai de pau na cúpula

O PSDB do Paraná definiu que Beto Richa será o candidato do partido a governador. O senador Álvaro Dias, que também pleiteia a candidatura não compareceu hoje à pré-convenção, mas já se rebelou contra a decisão:
“Não concordo. Não posso compactuar com ilegalidade. Afronta a legislação. O Diretório não tem competência legal para escolher candidato. Ele foi montado e composto por amigos do prefeito e por pessoas que têm cargos comissionados na Prefeitura. Não sabemos em que circunstancias este diretório foi montado”.

Para Dias, Richa traiu os curitibanos que o reelegeram, em 2008, para cumprir quatro anos de mandato: “A população de Curitiba é esbofeteada com este ato. Todas as peças publicitárias da campanha falavam em quatro anos de mandato. Há aí sim um desdém em relação a prefeitura de Curitiba. Talvez esse seja o melhor cargo do país. A população de Curitiba não pode ser desprezada. O partido errou e o prefeito também errou”.

Madrid é outro papo

Passei a tarde de ontem aqui em casa na agradável companhia do meu sobrinho Anderson que está na Espanha há exatos 6 anos e veio a passeio, principalmente aproveitando a oportunidade para estar presente no casamento da minha filha Danielle, ocorrido em 30 de janeiro. Anderson mora em Madrid, onde já dirige pra todo lado e diz que ficou assutado com o trânsito de Maringá. Segundo ele, não há congestionamento na capital espanhola, pela simples razão de que lá o plano viário funciona de verdade e o transporte coletivo é uma marvilha, que dispensa o automóvel para se ir ao trabalho.Sem contar o fato de que os motoristas são disciplinados, respeitam a sinalização e praticam muito a direção defensiva. Quem sabe o Guerles não pudesse mandar seus engenheiros de tráfico passar uns dias em Madrid para que tragam pelo menos algumna coisa boa par aplicar aqui, onde tudo, inclusive o sistema binário, é feito sem estudo aprofundado, meio que na base da improvisação.

21 de fevereiro de 2010

Só pra lembrar

O presidente Lula deve visitar Israel e a Palestina entre 10 e 16 de março. A propósito da ênfase que a agenda presidencial dá ao Estado de Israel, o jornalista Jorges Bourdoukan lembra: "Entre os brasileiros com direito e voto em Israel, o presidente teve apenas 10,2% dos votos para o seu segundo mandato.
Geraldo Alckimin teve 82% dos votos.
Na Palestina, entre os brasileiros com direito a voto, o presidente teve 79,5% dos votos,Alckmin teve apenas 6,4% dos votos.
Apenas para lembrar...".

Tucanos do Paraná e a guerra do babuínos

“A decisão a ser tomada na segunda-feira (22) não surtirá qualquer efeito legal junto ao TRE, sendo que a escolha do candidato só ocorrerá na convenção (em junho).” (Dr. Rogério de Assis, juiz da 21a. Vara Cível de Curitiba).
Isto significa que Álvaro Dias não está nem aí com esta pré-convenção de amanhã, provavelmente com a ausência da maioria dos convencionais e ante a perspectiva de muito barulho e troca de acusações a partir de terça-feira.
A guerra de babuínos no ninho tucano do Paraná deve deixar Osmar Dias esperançoso, ante a possibilidade de reconstituir a aliança de 2006 , ao mesmo tempo em que enche de esperança a candidatura Pessuti, do PMDB.
Na guerra de babuínos, um joga cocô no outro da mesma espécie e todos se lambrecam. Sinceramente, tendo o PSDB como oposição, Lula vai dormir tranquilo e calmo até o último dia do seu gopverno.

"Fora Martini"


Informam blogueiros de Sarandi que está nas ruas o comitê "fora Martini!". Já teve passeata no centro da cidade. O objetivo primeiro é pressionar os vereadores para que eles cassem o prefeito. As denúncias de improbidade pipocam por todo canto e a população, incentivada pela punição do governador de Brasíla se inflama. Vai ser duro Miltom Martini segurar a onda.

20 de fevereiro de 2010

Ainda o caso do Novo Centro de Maringá

Sobre o superfaturamento da sobras do Novo Centro que está sendo questionado pelo Tribunal de contas da União, volto a lembrar:
O convênio com o Dnit , assinado em dezembro de 2003, estabelecia um valor de R$ 45 milhões para as obras de rebaixamento da linha férrea e construção da Via Expressa, que viria se chamar Avenida Horácio Racanello. O edital de concorrência pública foi publicado nacionalmente, saiu inclusive na Folha de São Paulo. Pelo menos 20 grandes empreiteiras compraram o edital mas na reta final sobraram, se não me engano, 8 empresas. Venceu a CR Almeida, com a proposta de R$ 43,6 milhões. Hora, se a proposta vencedora estava abaixo do valor máximo estabelecido em edital, como poderia ter havido sobrepreço no contrato de origem, assinado já em 2004?
Como a obra atrasou mais de dois anos (era pra terminar em 40 meses e lá se vão 84 meses), muita coisa aconteceu de 2004 pra cá. Houve aditivo, alteração do projeto e o valor que era de R$ 43,6 milhões saltou para mais de R$ 60 milhões.
Hoje conversei com o ex-prefeito João Ivo e ele disse que não recebeu ainda nenhuma intimação. Na hora que for convocado vai falar e provar que o convênio que ele celebrou e o contrato que assinou com a vencedora daquela licitação, estão rigorosamente dentro da legalidade. E que portanto, quem deve explicação é quem veio depois.

Kassado Kassab



O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM) teve seu mandato cassado pelo juiz Aloísio Sérgio Resende, da 1a. Zona Eleitoral da capital paulista. Motivo: doações consideradas ilegais que recebeu na campanha de 2008. Ah se a moda pega!!!

Câmara se desmoraliza se não cassar Martini

Saiu no blog do Hilário Gomes, um dos comunicadores mais antigos de Sarandi:
"Segundo um cietista politico ,se os vereadores deixar de cassar o prefeito Milton Martini, ficarão desmoralizados para o resto de suas vidas.E disse mais, a própria cidade fica desmoralizada,por mostrar que sua população não se empenhou para tanto. Ainda nesta conjutura,o prefeito enfrentaria dificuldades para continuar governando,porque não é como, o primeiro dia de seu governo.confidenciou até que, seria mais sensato da parte do MM, renunciar o seu mandato".

Recordar é viver

"Este jornal defende causas que o povo abomina. Foi o sustentáculo da ditadura, ajudou a implantar a ditadura, foi à sombra da ditadura que este jornal se tornou o centro de um império de comunicação, as organizações globo. Claro, eles querem continuar com seus mistérios e com seus cartórios. Por isso é que temem a eleição de um cidadão independente como Leonel Brizola".
. Palavras do próprio Brizolla, com o jornal O Globo nas mãos, durante programa eleitoral do PDT nas eleições presidenciais de 1989. O vídeo está no YouTube.

Liberdade de expressão, segundo quem mesmo?

O jornalista e cartunista Gilberto Maringoni ironiza o Fórum Democracia e Liberdade de Expressão programado para 1 de março em São Paulo:


"Acabou o carnaval, mas a festa continua. Vem aí, gente, o Fórum Democracia e Liberdade de Expressão, promovido pelo Instituto Millenium. O acontecimento será no dia 1º de março, no Hotel Golden Tulip, na capital paulista. A inscrição é uma pechincha: R$ 500 por cabeça.

A lista de palestrantes é de primeira. Lá estarão o dr. Roberto Civita (Abril), o ministro Hélio Costa (Globo), Marcel Granier (dono da RCTV, famosa por tramar e propagar o golpe de 2002 na Venezuela), Demétrio Magnoli (venerando Libelu de direita, que está decidindo se o melhor é ser contra a política de cotas ou contra a política de quotas), Denis Rosenfield (entidade do folclore gaúcho que ainda não tomou conhecimento do fim da Guerra Fria), Arnaldo Jabor (o espirituoso), Carlos Alberto Di Franco (dirigente da organização democrática Opus Dei), Marcelo Madureira (humorista neocon), Reinaldo Azevedo (claro!), Roberto Romano (ético ao quadrado) e os modernos deputados Fernando Gabeira e Miro Teixeira".


Fonte: Blog do Miro

Blogueiro pede respeito às memórias da cidade



Este post é dedicado aos maringaenses de bom senso, aos cidadãos que adotaram esta Cidade e zela por ela. Também quer mostrar aos jovens não contemporâneos de um passado marcante na história de Maringá, a importância que foi, e é, do edifício não-religioso mais marcante da cidade, um ícone importantíssimo!

Muito antes da conclusão da Catedral, a Rodoviária Municipal era o maior SÍMBOLO de Maringá.

Por razões de apadrinhamentos de políticos, promessas de campanhas políticas, esquemas de empreiteiros e imobiliaristas, querem aleijar, descaracterizar nossa já sofrida memória, história e arquitetura marcante de Maringá. A cidade ficou refém de gringos e grileiros oficiais.

Salvem nossas memórias!"

. Do blog Planeta JC ( JC Cecílio)

Essa briga traz alívio a Pessuti


Matéria da Gazeta do Povo, criticando a falta de ação política do governo do Estado na busca de verbas federais é atribuída a duas lideranças estaduais, por coincidência, adversária uma da outra. Paulo Pernardo (PT) não poupou o governo Requião e Alvaro Dias (PSDB) teria sido um dos articuladores da pauta, na versão difundida nos corredores do Palácio das Araucárias.Requião está espumando com Bernardo e rangendo os dentes para Álvaro, seu velho companheiro e possível aliado nas eleições de outubro.
A briga beneficia o vice candidato do PMDB à sucessão estadual, Orlando Pessuti. Pela simples razão de que se Requião mantiver os maus bofes, tanto com relação a Bernardo quanto a Dias, os riscos de Pessuti ser "cristianizado" diminui muito.

Se correr o bicho pega, se ficar...


“Eu nao discuto decisões que outros partidos irão tomar, principalmente quando a gente sabe que esses partidos estão discutindo nomes para o governo e também sabendo que sou candidato desde 2006. Procuro fazer meu trabalho com muita humildade e respeito, mas acho muito natural que sendo candidato, Álvaro me apóie já que, como irmão, ele deve adotar essa postura”, disse Osmar Dias em entrevista a Rádio Banda B, de Curitiba.
Álvaro pensa da mesma maneira: se conseguir a proeza de derrotar Beto Richa dentro do ninho tucano será candidato a governador também. E aí, como fica a situação? Vai medir força com o irmão, um do lado da candidatura Dilma e outro , de Serra? Álvaro aposta que Osmar desiste, porque haveria um acordo de família, segundo o qual, não haveria briga tipo Caim x Abel?
De qualquer forma se não disputar, Álvaro estará numa situação muito desconfortável: apoiar Osmar signifricará incorrer em infidelidade partidária, já que o seu PSDB terá o prefeito de Curitiba Beto Richa na disputa. Se por dever partidário subir no palanque de Beto, estará se contraponto aos laços de família. Na hipótese de simplesmente se omitir, estará sob tiroteio dos dois lados e será cobrada por Osmar, se Beto vencer e será massacrado dentro do PSDM estadual se Osmar sair-se vencedor. Que barafunda, ehim senador!

Percalços grilídeos

Corre pelas esquinas da cidade que o PMDB maringaense, ainda sem rumo e sem juízo, vai lançar Miguel Grilo pra deputado estadual e o diretório estadual lançaria João Ivo, nome da preferência do vice governador Orlando Pessuti e do presidente estadual Valdir Pugliesi. Grilo atrapalharia João? Pode ser, mas é próprio da espécie masgryllidae só fazer ruído. O problema é que o ruído, dependendo do local e do momento, é ensurdecedor.
Quando digo falta de juízo do PMDB local é que, gostem ou não, o partido não dispõe de nenhum outro nome em condições de se eleger. João Ivo continua tendo voto, mas não tem dinheiro pra fazer campanha. Como a cúpula local do PMDB quer ver o ôco e um grilo cantando dentro, dá pra imaginar o cenário de percalços que o ex-prefeito terá pela frente.

19 de fevereiro de 2010

Senador critica a justiça brasileira


A propósito da perseguição ao delegado Protógines e ao juiz De Santis, o senador Pedro Simon criticou duramente a justiça brasileira ontem no Senado. Simon leu um artigo da procuradora Janice Ascari, publicado na jornal Folha de S.Paulo em que ela afirma: " Nunca se viu tamanho massacre contra os responsáveis pela investigação e julgamento do caso. Em vez do apoio à rigorosa apuração e punição, buscou-se desacreditar e desqualificar a investigação criminal colocando em xeque, com ataques vis e informações orquestradas e falaciosas, o sério trabalho conjunto do Ministério Público Federal e da Polícia Federal, bem como a atuação da Justiça Federal”.
O senador Simon questinou: " Será que em outros países é assim, será que na França, nos Estados Unidos, um ministro da Corte Suprema revoga a decisão de um juiz e dá em seguida declarações bombásticas quanto a esse mesmo magistrado? O problema, em poucas palavras, é o seguinte: estarão as decisões dos Tribunais Superiores brasileiros travando investigações contra poderosos, ao mesmo tempo em que desprestigiam policiais competentes, humilham magistrados inflexíveis?".

Tentando vencer pelo constrangimento


O delegado Protógenes Queiroz, aquele que comandou a Operação Satiagraha e conseguiu levar o banqueiro Daniel Dantas pra cadeia, vem sofrendo perseguições seguidas, uma atrás da outra. Punido pela própria direção a Polícia Federal pelo suposto crime de vasamento de informações, o Eliot Nesse tupiniquim recebeu mais uma intimação durante o carnaval e desta vez em pleno sambódromo paulista quando desfilava por uma escola. Escreveu ele depois no seu blog:" Os colegas policiais, como sempre, chegaram de forma educada e constrangidos por estarem cumprindo determinação superior de intimar em mais um processo administrativo instaurado relativo a operação Satiagraha".
A avaliação que se faz é que tentam desqualificar os trabalhos de investigação do delegado ao mesmo tempo em que enfraquece a força punitiva do próprio estado contra o banqueiro condenado.
Em tempo: o juiz Fausto De Santi, que por duas vezes mandou encarcerar o banqueiro, também tem tido problemas por conta disso.

Caos é pouco

"É de espantar o estágio de avançada putrefação da saúde sarandiense. São doentes que morrem na fila de espera, ambulâncias sucateadas nos “porões” da prefeitura, falta de agentes de combate a dengue, farmácia popula dfechada, enfermeira que rouba cabelo dos falecidos e, agora, a mais nova “invensão” do governo do PP é “hospedar” cavalos no pátio do posto de saúde. Pensando bem, tem médico que atenderia melhor um quadrupede do que um ser humano. Coisa de louco".

. Do blog de Rogério Rodrigues

18 de fevereiro de 2010

Quem és tu Coriolano?


O tucano Álvaro Dias escreve em seu blog:
"Lula foge do debate com FHC
Convidado por Augusto Nunes, de Veja, Lula não aceitou debater com Fernando Henrique Cardoso. Prefere o monólogo desonesto. Franklin Martins, o porta-voz, disse: “O presidente Lula, quando deixar a Presidência e se tornar um ex-presidente, aceitará debater com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso”. Augusto Nunes, o promotor do debate, rebate: “Se Lula estivesse apenas presidindo o processo sucessório, como costumam fazer em países civilizados chefes de governo em fim de mandato, o convite nem teria existido. Se tivesse apenas optado por uma candidatura, sem se envolver ostensivamente na disputa, a recusa até seria aceitável. Como os fatos informam que o presidente se enfiou até o pescoço na campanha que antecipou ilegalmente, a rejeição do convite deixa de fazer sentido. A opção pelo monólogo confirma a suspeita de que foi descoberta a kriptonita do SuperLula. Chama-se FHC".

PS: Fernando Henrique deveria se preservar e na condição de ex-presidente fazer o que fazem os ex de qualquer país democrático, ou seja, ficar recolhido e atuar apenas no papel de conselheiro,quando as circusntâncias lhe recomendarem.Ocorre que ele não se cabe de vaidade e o ostracismo lhe é mortal. O presidente Lula passaria recibo se aceitase o debate, ainda mais vindo de FHC, que entregou as reservas minerais do país para grupos multinacionais (vide caso Vale do Rio Doce)e de quebra, promoveu um processo de privatização simplesmente escandaloso. Apesar de todo o seu cabedal cultural, do status de intelectual e de lupanar dos banqueiros, FHC não aconteceu como personalidade internacional. Agora, cheio de ressentimentos e ciúmes, quer ressuscitar politicamente a qualquer preço, mas não é mais levado a sério nem mesmo por tucanos de plumagem mais vistosa. Estranha que um jornalista do calibre de Augusto Nunes, hoje atuando como rebotalho do PIG, se preste a papel tão ridículo.
Invoco o espírito de William Shakespeare para uma clássica pergunta: "Quem és tu Coriolano?".

Walbinho escreve...

...sobre os gastos (exagerados) com propaganda em Maingá:
Caro amigo Messias,
A questão é ainda mais grave, além de envolver desperdício de recursos, que podem fazer falta em setores cruciais, compromete a atuação da imprensa.
Não dá pra acreditar em independência com um polpudo cheque a espera no fim do mês.
Maringá não é caso isolado. Em Cianorte, com orçamento dez vezes menor, o gasto de R$ 1,318 mil.
A CIA FM, emissora que dirijo, sistematicamente rejeita contratos sem fim específico (divulgamos exclusivamente campanhas de interesse público). Nossa independência, e por consequência credibilidade, não tem preço.
Walber Guimarães Junior.

PS: Salvo engano, a Lei Orgânica do Município de Maringá permite gastos de até 5% do orçamento. Lembro que o saudoso Zé Cláudio e depois o João Ivo, tentaram reduzir o percentual escandaloso, mas a Câmara de Vereadores não aprovou. Sendo assim, o montante é gasto legalmente, consusbtanciando aí uma legalidade imoral. O volume de dinheiro gasto com publicidade é uma afronta ao bom senso , mas o pior de tudo é a maneira como a pulverização da verba se dá. A bajulação do gestor, por programas ditos independentes, principalmente na TV, é de dar náusea.

17 de fevereiro de 2010

Serra e Kassab encontram uma forma bem "humana" de tirar da rua os moradores de rua

"Na contramão das políticas de inclusão lançadas pelo presidente Lula em todo o país, em São Paulo os governos de José Serra (PSDB) e de Gilberto Kassab (DEM) se tornam, a cada dia, mais excludentes. Além de frequentes cortes de gastos com programas sociais, particularmente na capital paulista a Prefeitura tornou rotineiro um tratamento cruel aos miseráveis, inclusive com o uso de jatos de água fria sobre colchões e papelões que homens, mulheres e crianças juntam para para vender e usam para dormir. Um levantamento de Brasília Confidencial mostra que até marcas da propaganda nacional do Governo Serra, como os programas Renda Cidadã e Ação Jovem, foram reduzidos em todo o estado".

. Brasília Confidencial via blog Vi o Mundo

Vermelho, pero no mucho!


A foto é de uma passagem de Lula por Maringá em 1982. Está no site do Rigon, que diz ter sido o ex-vereador Francisco Timbó de Souza (também de barba), filiado ao PT. Disso não me lembro , mas se é vero, alguns petistas hão de querer apagar da memória.
Lembro, a propósito, que Timbó (hoje no DEM) tinha fama de comunista, chegou a ser monitorado pelos aparelhos de repressão, que sabiam tanto das coisas que nunca levaram a sério a coloração ideológica do polêmico vereador do MDB (1972/1976).

Como o diabo gosta

A sucessão estadual no Paraná está do jeitinho que o diabo gosta. Richa pretende isolar Osmar Dias, que sairia para o Senado. Já Osmar pretende fritar Beto Richa, convencendo o PSDB a continuar com a prefeitura de Curitiba, o que significaria a implosão da aliança PDT-PT. Neste caso, Osmar seria nomeado governador.
E como ignorar a astúcia de Álvaro, que colocou a faca no pescoço da cúpula nacional do tucanato para ser ele o candidato?
Até as convenções que definirão os candidatos, ainda vamos ver boi voar, urubu pastar, jacaré nadar de costa,tucano dar rasante e maritaca virar papagaio.

Ciro na tv


Vamos ter 10 minutos de Ciro Gomes no rádio e na TV nesta quinta-feira. O programa eleiotoral do PSB será uma espécie de plataforma de lançamento da campanha de Ciro a presidente. Ele não quer nem ouvir falar em disputar o governo de São Paulo. Pelo menos por enquanto.

Gasto com propaganda

A Lei Orgânica do Município de Maringá,
em seu artigo 74, parágrafo 2º, diz que a administração publicará a cada 6 meses relatóriodas despesas com propaganda e publicidade, especificando os nomes dos órgãos veiculadores, no entanto nos relatórios divulgados aparece apenas a Meta
Propaganda Ltda, não aparece o nome das rádios, televisões, jornais. Seria isto
descumprimento? Acredito que sim, pois o ideal seria sabermos quanto recebe o
Pinga Fogo, O Díário, o Fabretti, e todos os demais órgãos de comunicação e
quanto fica para a Meta, que tipo de divulgação foi feita, pois a descrição
publicada é genérica. Com a palavra a Câmara, principalmente os vereadores que
se interessam em fiscalizar a correta aplicação do dinheiro dos nossos
impostos.

. Akino Maringá, colaborador do site do Rigon

Meu comentário: É caso para a Câmara, para o Tribunal de Contas ou para o Ministério Público? Para os três.

O torcedor, o flanelinha...

José Roberto Toreiro é um dos melhores textos da imprensa esportiva. Escreve na folha de São Paulo, onde acaba de definir em artigo, a figura do flanelinha de estádio, para onde o torcedor vai na condição de "trouxedor" ( mistura de torcedor com trouxa):
"Para começar, a ida ao estádio é um suplício. Se você vai de ônibus, fica com inveja das sardinhas. Se vai de carro, tem que deixar algum dinheiro com o flanelinha, o primeiro de vários malandros que você encontrará em seu caminho até o campo. Este personagem não passa de um chantagista. O dinheiro que você lhe paga não é para que ele cuide do seu carro, mas para que não o risque".

Tostão, que belo exemplo!


O tri-campeão (Copa de 70) Tostão, ídolo do Cruzeiro e do Brasil, exerce a medicina e escreve artigos para grandes jornais. Tem um texto maravilhoso e um senso ético que deveria servir de exemplo a muita gente. Veja o que ele disse sobre a intenção do governo de indenizar os atletas que ganharam copas do mundo, com valores que podem chegar a meio milhão de reais:

“Não há razão para isso. Podem tirar meu nome da lista, mesmo sabendo que preciso trabalhar durante anos para ganhar essa quantia.
O governo não pode distribuir dinheiro público. Se fosse assim, os campeões de outros esportes teriam o mesmo direito. Além disso, todos os campeões foram premiados pelos títulos.
O que precisa ser feito pelo governo, CBF e clubes por onde atuaram esses atletas é ajudar os que passam por grandes dificuldades, além de criar e aprimorar leis de proteção aos jogadores e suas famílias, como pensões e aposentadorias. É necessário ainda preparar os atletas em atividade para o futuro, para terem condições técnicas e emocionais de exercer outras atividades".

. Já tinha lido este texto no Jornal de Minas e em alguns blogs nacionais, mas me ocorreu de transcrever o trecho acima nesta manhã de vacas magras, ao vê-lo postado no blog do amigo Lauro Barbosa

Gazeta, o próximo alvo

O secretario Heron,da Fazenda está escalado para detonar o jornal Gazeta do Povo, terça-feira próxima na escolinha do governador Requião. Sai de baixo!

.Pincei do blog Tudo Em Cima

Jornal El País, da Espanha, lança Serra


"Está lançada a candidatura de José Serra ao Planalto. É estranho que isso tenha sido feito em um jornal estrangeiro, por um correspondente. Mas o Juan Arias deu conta de articular, talvez com o dom da clarividência, como será a campanha do PSDB: Dilma, nesse roteiro, é a anti-Lula. Serra, uma espécie de "sucessor natural" de Lula, para dar continuidade à democracia brasileira, inventada durante os oito anos de FHC no poder. Notem a menção a um caco estranho, a origem "húngara" de Dilma. Será que a direita vai repetir com Dilma a tática usada contra Barack Obama, acusado de não ter nem nascido nos Estados Unidos?

Ler o texto do Arias me lembrou do livro do Ali Kamel sobre o Lula, aquele que reproduz discursos do presidente e, a partir deles, conclui que Lula é quase um ser apolítico, "mais ou menos" crente em Deus, um acidente de percurso. É um tom condescendente, como se Lula tivesse apenas cumprido um "mandato-tampão" para o PSDB, tendo chegado agora a hora de entregar o poder a seu "sucessor natural", José Serra. Arias se refere a Dilma duas vezes como ex-guerrilheira, "sombra", mais esquerdista que Lula, petista de última hora, que ficaria "sob controle" de Lula -- em resumo, uma mulher que não sabe bem o que quer, manipulável e ao mesmo tempo sinistra, uma espécie de mulher-bomba".


. Carlos Azenha (Blog Vi o mundo)

A base e o rigor da lei como redenção

"Os jogadores revelados nas divisões inferiores do Peixe foram responsáveis por 17 dos 19 gols marcados pelos santistas no Paulistão" (Gazeta Esportiva).

Independente desse escriba ser santista, a nota acima é importante para o futebol brasileiro. O Santos, seguindo o belo exemplo do Vitória da Bahia e do Sâo Paulo (em passado recente), investe nas categorias de base e revela craques que tem feito a diferença. Isso não é de agora, lembrando que Diego, Robinho,Renato,o próprio Giovani, que chegou à Vila ainda menino, vindo do Pará, sâo apenas alguns exemplos.O futebol está inflacionado demais, os times brasileiros estão quebrados , vendem seus artistas e como muita gente ganha rios de dinheiro com o mercado da bola, os cartolas preferem vender a peso de prata e comprar a peso de ouro. As categorias de base dão retorno, mas a médio e longo prazo, mas infelizmente quando vem a colheita, logo as revelações vão embora, para encher os bolsos deles jogadores e de inermediários que fazem fortuna com o talento alheio. Se todos os grandes clubes investissem nas categorias de base como hoje o Santos investe e pugnassem por uma legislação esportiva menos flexível com este "mercado persa", poderiamos ter a volta do futebol alegre e mais povo, que tivemos até pouco tempo. A volta inclusive do futebol do interior, que sobrevive só em alguns campeonatos regionais, privando cidades do porte de Maringá, por exemplo de um bom time. Estou falando de time e não de arremedos, fruto de ações picaretas, como tem ocorrido por aqui.

Prefeito de Sarandi no bico do urubu

Informa o blogueiro Hilário Gomes que " se melar a presente Comissão Processante os vereadores já teria na "bica" uma outra, sobre a compra de material de construção sem licitação e olha que essa teria lances muito mais fortes que os motivos da primeira. Muitos depoimentos e provas estão guardados e colhidos pelo MP".

A melhor fantasia desse carnaval

Tentando recuperar receita perdida

Informa Edson Lima que "a Prefeitura de Maringá, através da Secretaria de Transportes, quer voltar a fiscalizar a Avenida Colombo —que é uma rodovia fiscalizada pela Polícia Rodoviária Federal".

PS: Imagino que perder a Colombo para a Polícia Rodoviária Federal foi um baque na arrecadação de multas.

Chico dá um tapa com luva de pelica no Boris


O jornalista Chico Pinheiro levou no início da madrugada desta terça-feira para o “Esquina do Samba” – espécie de aquário suspenso sobre a Marquês de Sapucaí – o carioca Renato Luís Feliciano Lourenço, mais conhecido como Renato Sorriso. O gari foi tratado como uma estrela e a pergunta "há quanto tempo desfilando nessa passarela, encantando o Brasil e o mundo, do alto da sua vassoura?”, é como se o apresentador da Globo cravasse uma fassoura no peito de Boris Casoy, o âncora da Band, traído pelo subconsciente ao deixar escapar todo o seu desprezo por esta categoria profissional.

16 de fevereiro de 2010

Oxenti bichim!


Serra, Dilma, Ciro. Os tres presidenciáveis do momento marcaram presença em Recife e Salvador. Na capital pernambucana foram ver o "Galo da Madrugada", espécie de amuleto na rinha eleitoral. Em Salvador, foram atrás do trio elétrico, sabedores de que "Atrás do trio elétrico/só não vai quem ja morreu...". Serra até posou de cangaceiro.

14 de fevereiro de 2010

Crítica ao sistema binário

Incompetência e ingerência administrativa! Esse filme vocês já assistiram! Um dos resultados, agora, é que nós perdemos a nossa linda avenida Tamandaré, com enormes palmeiras. Ceifaram parte da beleza e da história de Maringá. O sistema binário é um exagero! é “desnecessário”.
Desafogaram o trânsito de quatro avenidas e simplesmente transferiram este movimento para o resto da cidade e está dando um “nó” na cabeça dos motoristas, sem falar nos riscos para os pedestres, e no prejuízo que os comerciantes ainda não contabilizaram.
Estão destruindo o sistema viário mais bem planejado do Brasil, onde cada via pode circular dois carros juntos e o outro estacionado.
Isso é o que faz a administração pública, ao invés de se preocupar com os congestionamentos das filas dos postos de saúde e do desemprego, essas sim filas de prioridades e de “mão única”. Sistema binário para o qual o povo não teve o direito de opinar e simplesmente tem que se adaptar.
O povo tem que ser consultado, sua supremacia é que deve ser soberana.

. José Fuji ( site do Rigon)

PS: pois é, destravaram as avenidas São Paulo, Herval, Duque e Paraná mas travaram,de forma absurda, as paralelas e transversais. O trânsito de Maringá piorou.

Vale a pena ver de novo

Vi agora (via site do Rigon) o clipe We are the world 2010. Bem adaptado à modernidade, inclusive à música eletrônica, vai vender muito, até porque a força da mídia hoje é maior que a de 1985, quando estrelas da música internacional gravaram a primeira versão,para socorrer vítimas da fome na África. Dessa vez o objetivo é o Haiti.
O clipe é lindo, não resta dúvida, mas o vocal não chega nem aos pés do primeiro. Mas vale a pena assistir.

Cultura etílica II

Continuando a peregrinação pelos botecos “pés sujos”, lembro a xiboca, ou xiboquinha para os íntimos. Tradicionalmente ela é composta de guaraná, mel, pinga e canela, mas em Maringá, segundo informações do botequeiro Edivaldo Magro, há uma versão diferente, composta de cachaça, açúcar cristal e limão rosa. O coquetel foi criado pelo próprio numa noite de grande inspiração etílica.

. Ivana Veraldo

PS:Esta tal xiboca deve ser prima-irmã do xibiu. Como faz subir!!!

Cultura etílica

Misture uma dose de vermute e uma de cachaça e está pronta uma das bebidas mais consumidas em boteco: o rabo de galo. Sabem porquê essa bebida tem esse nome esdrúxulo? Uma teoria fascinante (talvez improvável) explica que a palavra coquetel vem do inglês “cocktails” que quer dizer rabo de galo e relaciona a palavra às rinhas que ocorriam na região do Mississipi (EUA) onde as penas retiradas do animal vencedor eram usadas para mexer os drinques dos apostadores vitoriosos.

. Ivana Veraldo (site do Rigon)

PS: a professora-pesquisadora Ivana tem se especializado em dar receitas de bebidas populares. Mas não sabia que o rabo de galo, que tanto aprecio, tem origem tão sofisticada. A dupla Antônio Carlos e Jocafi usou o rabo de galo para dar dicas de um bom despacho à moda baiana, numa música de grande sucesso, nas encruzilhadas e nos bataclans da vida:"Um rabo de galo, um dente de alho é bom patuá/ E pra brochadeira, chá de cidreira faz lenvantá...

13 de fevereiro de 2010

Lauro responde

“Lauro, meu garoto, e a Marly aceitou um absurdo desse? Então, está reclamando de que?
Questionamento feito pelo Messias Mendes em seu Blog, após reproduzir nota aqui do Blog sobre o esclarecimento da vereadora Marly, ao atendimento do pedido do prefeito Sílvio Barros - feito pessoalmente a ela em seu Gabinte - para que abrisse mão do projeto de sua autoria, sobre benefícios do Passe do Estudante, para que o dele - uma promessa de campanha sobre o mesmo assunto - pudesse tramitar. Marly tinha protocolado primeiro, bem antes da eleição.
Não houve absurdo Messias, muito menos reclamação por parte da vereadora. Foi para se defender da acusação da última quinta-feira de que teria retido esse projeto em seu Gabinete, e somente agora, cinco anos depois, soltado para tramitar - na verdade ela pediu o arquivamento em 2004 - é que ela relembrou o fato, conforme publicado aqui no Blog. Ocorre que na época - começo de 2004 - como Marly tinha apoiado a eleição de Sílvio Barros à Prefeitura de Maringá, por acreditar na seriedade e lisura de sua proposta - era a primeira eleição dele e estava no início - ela não viu problema algum em poder colaborar. Tudo muito natural e lógico".

. Do blog do Lauro Barbosa


. Tá registrado

Arruda banca a Beija-Flor mas estará na cadeia e não na Sapucaí

"A agenda do homem público José Roberto Arruda foi atropelada pelo prontuário do delinquente José Roberto Arruda. Governador do Distrito Federal desde 2006, já deveria estar no Rio nesta sexta-feira, pronto para brilhar na Marquês de Sapucaí. Criminoso irrecuperável desde o berçário, cancelou passagens aéreas e reservas no hotel para hospedar-se involuntariamente na Polícia Federal. Em vez de desfrutar das noites cariocas, vai pensar na vida durante as madrugadas na cadeia.

Para os brasileiros honestos, a prisão de um corrupto da classe executiva é mais animadora que qualquer samba-enredo. Pelo menos não serão afrontados pelo sorriso do bandido no camarote, pago com dinheiro público, assistindo à passagem da Beija-Flor, que escolheu o 50° aniversário de Brasília como tema do enredo para que o governo pilantra pagasse a conta da festa".


. De Augusto Nunes (Revista Veja)

O suplente Matos faz figa para Álvaro vencer Beto no ninho tucano


O reitor do Cesumar Wilson Matos, presidente do PSDB local está na maior torcida para o senador Álvaro Dias vencer a parada interna e ser o candidato tucano ao governo do Paraná. Alguém sabe porque? Ora, Álvaro governador, Matos ganha de presente um mandato de 4 anos no Senado. Ele já assumiu a cadeira durante quatro meses quando Dias se licenciou para operar um joelho.

Do blog do Ricardo Noblat

"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sitiou o socialista Ciro Gomes para forçá-lo a desistir da disputa pelo Planalto.

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, deu início ao ataque, tentando isolar Ciro de seus velhos aliados.

Padilha cobrou do presidente do PCdoB, Renato Rabelo, uma declaração de apoio à candidata petista, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff.

Lula também orientou o PT paulista a fazer um apelo para que Ciro troque sua candidatura a presidente pela de governador de São Paulo.

Uma dezena de partidos foi arregimentada para entrar em ação, entre eles o próprio PSB de Ciro. O cearense adiou a reunião para depois do Carnaval".

PS: Pois é, aquela história da costura feita por Tasso Jereyssati para levar Ciro a uma dobradinha com Aécio Neves, partindo do pressuposto de que Serra acabará fugindo da raia, faz sentido.

Presidente do STF faz oposição, diz jornal argentino

O jornal Página 12 diz que o presidente do Supremo Trubunal Federal do Brasil é de oposição ao presidente Lula:

“Cinco años después, todo se había olvidado y el ahora militante del conservador Partido Demócrata asumía nuevamente un cargo, esta vez la gobernación de la capital de la nación. Arruda depende ahora de la simpatía del Supremo Tribunal Federal, la máxima corte liderada por otro acérrimo opositor a Lula, el juez Gilmar Mendes.”

O Caso do Novo Centro

"A atual administração fará questão de mostrar que a licitação e a assinatura do contrato – bem como o início das obras – aconteceram na gestão do governo antecessor, de João Ivo prefeito e Ênio Verri secretário de Fazenda.
Mas não há como fugir: as obras transcorreram em sua maioria, nesta gestão. A bomba lá do primeiro parágrafo atinge as duas administrações e deixam a todos com a difícil missão de convencer o eleitor de que não têm participação em eventuais desvios. Escolado, escaldado e esfolado com a roubalheira endêmica da política brasileira, o eleitor dificilmente será convencido do contrário. Este é daqueles eventos em que não adianta ter razão. E talvez nem até provar que se tem razão. Depois que a suspeita nasce ela passa a ter vida própria. É como o dilema de Otelo, o personagem de Shakespeare, com as suspeitas da traição de sua Desdêmona. Provar que não há irregularidades, ante a enorme suspeita lançada pelos ministros do TCU, já não será tarefa fácil. Mais ainda convencer a população de que não houve acordos espúrios para livrar a cara dos possíveis responsáveis, em caso de uma decisão favorável do Tribunal.
Em suma, a bomba explodiu e seus estilhaços cortaram fundo na imagem das duas administrações.
O estrago já está feito".

. Do Milton Ravagnani, no O Diário de hoje

PS: Mas existem algumas perguntinhas que não querem calar, né Milton? Por que o cronograma da obra, estabelecido para 40 meses por ocasião da assinatura do contrato foi jogado no lixo pela "administração cidadã"? E se havia um projeto, uma obra licitada (o edital previa custo máximo de R$ 45 milhões e a CR Almeida venceu com a proposta de R$ 43,6 milhões)porque não seguir o contrato a risca? E o que houve que precisou de um novo convênio com o Dnit em 2008, quando a obra, com 7 viadutos, deveria ter terminado em janeiro daquele ano?
Repare que o atraso já é de 84 meses e vai mais um tanto para o rebaixamento ser concluído. Então onde está o erro? Quem superfaturou o que?
Como eu disse no primeiro comentário que fiz aqui a esse respeito, há algo de muito podre neste reino da Dinamarca.

Candidatos a governador em tempo de carnaval

Como vão sair neste carnaval os pré-candidatos a governador do Paraná, segundo o blogueiro Zé Beto:

. Beto Richa sai no carro alegórico “Eu sou”. Mas, por uma questão de genética tucana, desfilará em cima de um muro largo e reforçado;
. Alvaro Dias vai no mesmo carro. Mas escondido e subindo o muro num local onde Beto Richa sabe que ele está, mas não consegue enxergar e muito menos derrubá-lo.
. Osmar Dias Dias entrou na avenida há muito tempo, ao contrário do que fez na eleição passada, quando quase leva. Não é de fazer muito ruído. Por isso, nessa hora de folia, foi para a arquibancada ver a bagunça passar. Tem gente da turma que segura o muro do prefeito mas olha para ele e dá uma piscadinha, dizendo há muito espaço ali.
. Orlando Pessuti vai sair de governador do Estado, coisa que será, de fato, em abril, quando o atual, Roberto Requião, caso não mude de idéia, saia para concorrer ao Senado ou, quem sabe, à presidência da República. É azarão que sabe que é azarão e pintado de zebra. Talvez apareça assim na avenida para atrair os candidatos mais fortes, pois, em caso de um segundo turno, com, por exemplo, Osmar Dias brigando com Beto Richa, vai pesar o balaio de votos que fizer no primeiro

É namoro ou amizade?

"O casamento ainda não saiu, mas o noivado entre o PT de Cido Spada e o PDT de Carlos de Paula está assinado. Tudo em nome do palanque para a ministra Dilma.

Será muito “engraçado” ver Carlos de Paula e Cido Spada no mesmo palanque nas eleições deste ano.

. Do blog do petista Rogério Rodrigues, de Sarandi

Álvaro Dias sobre Arruda

"Arruda não fez barganha. Não instalou um balcão de negócios para oferecer a este ou àquele partido".
. Do blog Escrevinhador (Rodrigo Viana)


Por quantos mais as grades estão a espera?

Está no twitter do Paraná Online

"Antes de Almoçar com Dilma, Osmar tentou acerto com tucanos ".

Arruda deu azar

Com certeza o gvernador Arruda, do Distrito Federal, torcia para seu processo cair nas mãos do presidente do Supremo. Felizmente para a sociedade caiu nas mãos de outro ministro.E Marco Aurélio Mello não é Gilmar Mendes e nem Arruda tem o cacife de Daniel Dantas.

Inversão térmica na sucessão presidencial


O tempo parece querer mudar,com ameaça de inversão térmica. Ciro Gomes, que Lula tenta convencer a se candidatar ao governo de São Paulo, surge no cenário com uma costura com Aécio Neves, com possibilidade de dobradinha caso o indeciso Serra desista. Issopode acontecer porque o governador de Sâo Paulo está assustado com o crescimentode Dilma. A aliança PSB-PSDB estaria sendo costurada por Tasso Gereissati, que sempre jogou junto com Ciro Gomes.Este, aliás, sucedeu aquele no governo do Ceará e segundo dizem as mas línguas, sâo unha e carne. Michel Temmer (foto) que sonha com a vice de Dilma, reza dia e noite para que isso aconteça. porque aí é que o PT não poderá mesmo abrir mão do PMDB.

12 de fevereiro de 2010

Bloco da Mentira

Sobre o caso do Novo Centro de Maringá, escreve Ângelo Rigon em seu site:
"O que diz trecho do acórdão do TCU sobre as obras do Novo Centro de Maringá:

(…) determinar, cautelarmente, ao Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes, na pessoa do seu Diretor Geral, Sr. Luiz Antonio Pagot, que, até ulterior deliberação desta Corte, se abstenha de repassar recursos à Prefeitura Municipal de Maringá/PR, no âmbito das obras de execução do prolongamento do rebaixamento da via férrea e da via expressa (convênios nºs 234/2003 e 298/2008), tendo em vista terem sido detectadas irregularidades referentes a sobrepreço e superfaturamento na execução dos contratos nºs 72/2004, 134/2008 e 73/2004, firmados com as empresas C.R. Almeida S/A Engenharia de Obras e Vega Engenharia e Consultoria Ltda.

O que diz trecho da nota oficial da administração Barros:

Os indicativos de irregularidades se referem a convênios, licitações e contratos assinados em 2003 e 2004. Embora não sejam da atual gestão, entendemos que a obra é de interesse de toda a comunidade e portanto os problemas precisam ser resolvidos para que ela seja concluída o mais rápido possível".

. Essa nota da prefeitura é um escândalo.E dá-lhe Gepeto!

Pessutâo animadão


O PMDB fez ontem a noite o seu primeiro encontro macro-regional. Foi em Cascavel, com a participação de mais de mil pessoas e cerca de 50 prefeitos da região. O vice-governador e pré-candidato ao governo Orlando Pessuti, que está patinando nas pesquisas saiu animado. Segurem o Pessutão!

Vote num, leve os dois...


"Em nome de verdade histórica, quando se verifica uma ação nobre e decisiva da Justiça contra a corrupção, é bom não esquecer que José Roberto Arruda participou de evento recente em Brasília com o governador de São Paulo.Nesse memorável evento, Zé Alagão pronunciou a frase histórica: vote num careca e leve dois".
. Do blog Conversa Afiada (Paulo Henrique Amorim)

De que reclama a vereadora?

"A vereadora Marly revelou ontem na Câmara que o projeto que ampliava os benefícios do Passe do Estudante - de sua autoria - foi arquivado por ela mesma em 2004 a pedido do prefeito Sílvio Barros, que foi a seu gabinete especificamente para tratar do assunto. Como era promessa de campanha do prefeito, de implantar o benefício, Marly teria que abrir mão da autoria - ela protocolou primeiro - para que o Executivo ficasse como o pai da idéia".

. Do blog do Lauro Brbosa

PS: Lauro, meu garoto, e a Marli aceitou um absurdo desse? Então, está reclamando de que?

Novo Centro II

O ACÓRDÃO Nº 189/2010 – TCU não explicita aonde está o superfaturamento, se na licitação de 2003 e contrato de 2004 ou no convênio 298/2008, dando a entender que os dois tem problemas. Espero que o PT e João Ivo se unam e se munam dos respectivos editais, ata da reunião de abertura dos envelopes e contratos com a CR Almeida e a Vega, para contestar. Até porque, se não fizerem isso, fatalmente sairão chamuscados pelo noticiário, que pelo que já deu pra perceber, é meio dúbio. E como dizem os advogados criminalistas, "em dúbio, pró réu".

Sobre as obras do novo Centro

Segundo a auditoria da Secex, que levou o TCU a suspender os repasses do Dnit para o município de Maringá, o valor total previsto para o rebaixamento da linha férrea e construção das pistas paralelas aos trilhos é de R$ 54,5 milhões. A "administração cidadã" insinua, com base no parecer do TCU, que o superfaturamento vem de 2003, quando a obra foi licitada pela administração do PT. Mas há nesses números algo de muito intrigante: o valor contratado com a CR Almeida foi de R$ 43,6 milhões, incluindo a contrapartida. O projeto realizado pela Vega custou exatos R$ 600 mil, salvo engano R$ 480 do governo do Estado e R$ 120 mil do município. O valor máximo da licitação divulgado em edital era de R$ 45 milhões, portanto a empresa vencedora ganhou por apresentar a menor proposta. Os valores a mais que chegariam aos R$ 54,5 não podem ter ,portanto, origem na licitação original.
Como é a administração do PT que está sendo citada, seria bom o partido se posicionar. Indispensável também a palavra do ex-prefeito Joâo Ivo, que assinou o contrato com a CR Almeida, lembrando que o prazo para execução dessa obra era de 40 meses e já se vão 7 anos, portanto, cerca de 84 meses. Por que atrasou, atrasou porque?
Estive no início de 2008 com o João Ivo na Vega, em Curitiba, e o diretor proprietário da empresa de engenharia (uma das mais conceituadas da América do Sul), um mineiro de fala mansa, se não me engano, conhecido por "Seu Zé", se queixou:"Quando o Silvio assumiu em 2005 ele e o irmão, deputado Ricardo Barros estiveram aqui para ver o projeto. O deputado, que é engenheiro, viu e disse que o nosso projeto era uma merda e que iria mudar tudo. Eu disse a ele que isso não seria possível, pois a obra já tinha sido licitada, contratada e estava em andamento. Mas ele insistiu que ia alterar o projeto, o que certamente encareceria a obra".

Sinceramente, há algo de muito estranho (e podre) neste reino da Dinamarca.

A hora das fantasias

.Por Carlos Chagas (Blog do Cláudio Humberto)

Com o Carnaval, amplia-se a irreverência. É tempo de fantasias. Por que deixaríamos os políticos de fora?

José Serra desfilará como o “Sombra”. Dilma Rousseff, de “Boneca Barbie”, Ciro Gomes, de “Biruta de Aeroporto” e Marina Silva, de “Guarda Florestal”. Roberto Requião, de “A Volta do Zorro”.
Já Michel Temer envergará o tradicional uniforme de “Mordomo De Filme De Vampiro”. José Sarney como “Fenix, Renascido Das Próprias Cinzas”. Marco Maciel, “Mapa Do Chile”. Renan Calheiros, “Pirata Do Caribe”. Pedro Simon, “O Espadachim Do Rei”. Tasso Jereissatti, “Garrafa De Coca-Cola”.
O vice-presidente José Alencar usará o camisolão do “Anjo Gabriel”, Aécio Neves de “Capitão América”. Sérgio Cabral de “O Viajante Desconhecido”. Marta Suplicy, de “Mulher Maravilha”, Eduardo Suplicy, de “Super-Homem”, Gilberto Kassab, de “Príncipe Submarino”. O governador José Roberto Arruda, de “Ali Babá”, Durval Barbosa, de “Ali Babão”. Fernando Henrique Cardoso, de “Imperador Do Universo”. Fernando Collor, de “Depois Da Tempestade” e Itamar Franco, de “Olha Nós Aqui Outra Vez”.
O PSDB passará entoando o samba-enredo “O Retorno Dos Que Não Partiram”. O PMDB, cantando “Os Cavaleiros Do Apocalipse”, e o PT, com a marchinha “Daqui Não Saio, Daqui Ninguém Me Tira”. O DEM, mais uma vez berrando “Mamãe Eu Quero Mamar”.
Carlos Minc de “Dr. Silvana”, Marco Aurélio Garcia de “Esse Lugar É Meu” e Celso Amorin de “O Fantasma Da Ópera”. Patrus Ananias, de “O Mártir Das Gerais”, Nelson Jobim de “Rambo” e José Dirceu de “A Volta Da Múmia”. Luiz Dulci, de “O Pequeno Príncipe”.

E ele? Ele pode desfilar de “Raposa No Galinheiro” ou melhor, de “Napoleão”...

Municipalizando a festa pagã, poderiamos imaginar algumas fantasias para os bailes locais:

Silvio Barros (Que rei sou eu?)
Ricardo (Nesse povo que eu piso)
Cida Borgheti (Rainha de Sabá)
Mário Hossokawa (Nacionaro Kid)
John (Justo Veríssimo)
Haine Macieira (O súdito)
Marli Martin (Água mole em pedra dura)
Paulo Mantovani (Guarda Belo)
Zebrão (Bento Carneiro, o vampiro brasileiro)

O Lukas é mesmo um bravo

"Vamo lá
Hoje tive minha primeira sessão de radioterapia no HC. A princípio serão 37, todos os dias, menos finais de semana. Pelas minhas contas termina em 31 de março. É tempo praca.
A coisa é meio incômoda, deita-se no "pareio" e coloca-se a mascara. Dura de 12 a 15 minutos. Hoje me deu coceira no nariz, que já está entupido, e eu não podia fazer nada. Foi uma tortura. Me receitaram uma pomada pra passar no pescoço três vezes ao dia. Cara pra caramba. Não posso nem pensar em tomar sol.
Fiz a gastrostomia na terça, que é outra coisa incômoda. Tenho me alimentado com um nutriente diluido em água através da sonda, cinco vezes ao dia, sempre com a ajuda da Isa. Apesar que já peguei as manhas e estou si virando sozinho. Mas é um saco. Ruim ontem à noite foi a dor no local, quando me deitei. Nunca senti algo tão violento e gemi um monte. Acho que em alguns dias melhora, tomara.
A médica disse que lá pela 15ª sessão minha garganta vai ficar hipérsensível e inchada. Não vou conseguir comer nada. Daí a importância da sonda, que leva nutrientes pro organismo. Há cerca de 4 meses eu pesava 79 quilos. Hoje a moça do HC me pesou: 67 quilinhos, antes de começar o tratamento. Acho que vou virar uma tauba. Mas depois eu recupero, com a graça de Deus.
Vou poder tomar cerveja... sem álcool. Já estou aceitando a vida de eremita que vou levar por uns tempos. TV, internet, livros, e ainda bem que comprei 14 jogos de game na semana passada. Tô bem servido.
Amanhã às 8 tem sessão, depois vou pra Unimed pra encarar a químio, que não sei quantas vezes vai ser".
. Do blog Casa do Noca

PS: encarar um problema desse com tanta coragem e bom humor só podia ser mesmo coisa do Lukas. Acho que o senso de humor, temperado com a coragem e o amor pela vida vai ser um ótimo remédio para o nosso guerreiro cartunista.

11 de fevereiro de 2010

Campanha da Fraternidade

A Campanha da Fraternidade este ano será sobre economia, falará da dívida interna e até do PAC. Que bom se o caráter ecumênico da campanha fosse direcionada para o processo eleitoral, bombardeando os fichas sujas.

Ele é Barros mas corre com o andor....


Informa Fábio Campana em seu blog que "Ricardo Barros não está nem aí para o debate entre tucanos para definir o candidato a governador. Resolveu observar de longe e cuidar de sua candidatura ao Senado.

Hoje está em Itambaracá, a 38ª cidade do Paraná que ele visita nos últimos dias. Ele pretende visitar todos os municípios até o dia 21 de abril para consolidar sua candidatura ao Senado.

Na semana que vem, depois do carnaval, vai percorrer 22 cidades do sudoeste do Paraná. Em três dias".

PS: Se canela ganhar eleição RB é imbatível.Reconheça-se, afinal, que ele é um político de sorte, porque o projeto de iniciativa popular a favor dos fichas limpas dificilmente irá se transformar em lei antes de outubro.Para Barros não importa que o santo seja de barro, o que vale é correr com o andor.

Foi há 20 anos


Hoje faz 20 anos que Nelson Mandela deixou a prisão para se tornar presidente da África do Sul e se tornar um dos políticos mais importantes do século XX. Hoje, com 91 anos e raramente aparecendo em público, Mandela é a grande referência da atualidade na luta contra a segregação racial.

Pisca alerta

O governador Requião, que vinha encarando sua cadeira no Senado como favas contadas, agora está de cabelo em pé. É que pesquisa encomendada por ele mesmo, para consumo interno, emite um sinal amarelo de advertência, tão desagradável quanto preocupante. A avaliação inicial é de que a queda estaria relacionada a pré-candidatura a presidência.
O fato é que Requião está com insônia, principalmente porque perde em Curitiba para o deputado Gustavio Fruet e empata com Gleisi Hoffmann.
O sinal de alerta leva preocupação também para o vice-governador e candidato do PMDB à sucessão estadual, Orlando Pessuti. Se Requião se sentir ameaçado, pode fazer acordo branco com um de seus adversários, no mínimo para tirar Furet ou Gleisi do seu caminho. Com Gleisi é mais difíil , porque nem ela e nem a direção estadual do PT admitem abandonar o sonho de conquistar uma vaga no Senado da República.E aí, pode sobrar pra cabeça do deputado que acabará convencido a colaborar com a vitória tucana no Estado, seja com Beto ou com Álvaro. Se o candidato do PSDB for Álvaro, podem estar certos: Requião fará tudo o que puder para "cristianizar" o Pessutão.

O estado sou eu...


O ex-stalinista Alberto Goldman é quem deve assumir o governo de São Paulo a partir de abril quando José Serra se desencompatibilizar. Uma curiosidade histórica: Goldman foi ex-camarada do Zé Dirceu, outro stalinista que não chegou a mandar em São Paulo mas mandou no Brasil em boa parte do primjeiro govberno Lula.E que competência tem os "camaradas" para dominar a máquina do Estado!

10 de fevereiro de 2010

Lauro diz que SB II falou grosso

"Sobre a polêmica questão do lixo em Maringá - uma novela que nunca se acaba - o prefeito Silvio Barros falou grosso hoje na CBN. Disse que não vai mais querer saber de discussão na justiça. Chega! Vai ele mesmo - por conta própria - correr atrás da solução, sem ligar para os questionamentos. E no final arrematou: “Sou engenheiro ambiental e desse assunto eu entendo um pouco”.

PS: A solução como se sabe não é técnica, é política, com um forte componente jurídico e uma boa dose de senso ético. É aí que o bicho pega e o falar gorsso soa ridículo.

Só em 2012?

Informa Cláudio Humberto em seu blog que "o relator do grupo de trabalho que vai analisar o projeto Ficha Limpa, deputado Índio da Costa (DEM-RJ), acredita que as mudanças nas regras de inelegibilidade, se aprovadas, só valerão a partir das eleições de 2012. A idéia é votar o projeto ainda no primeiro semestre deste ano. Mas já que leis que alterem o processo eleitoral só são aplicadas um ano após o início de sua vigência, apenas nas eleições de 2012 o projeto que prevê inelegibilidade caso o candidato tenha sido condenado em primeira instância em processo criminal".


PS: Pois é, e a sociedade que se mobilizou no país inteiro para ver os "fichas sujas" fora das eleiçlões desse ano vai mais uma vez ostentar nariz de palhaço?

Carta de princípios define acordo Osmar-PT

O petista Florisvaldo (Flores)informa que o PT vai mesmo de Osmar pra governador nas eleições desse ano:

"O casamento foi decidido há pouco em reunião entre o deputado federal Angelo Vanhoni, o estadual Enio Verri, o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra e o senador Osmar Dias.

Por meio de Dutra, o presidente Lula reiterou estar empenhado em construir um palanque forte no Paraná. Não só com o PDT, mas com toda a base aliada.

A Carta de Princípios, que vai ser elaborada, tem como eixos a manutenção dos 30% na educação, o fortalecimento das empresas públicas e a ampliação das políticas sociais já existentes".

PS: Fico pensando como será o relacionamento de Osmar com o agronegócio e sobretudo, com a falida UDR, representada no Paraná pelo deputado Abelardo Lupion.

O que estaria pensando o patriarca?

Osmar Dias bateu o pé e disse em entrevista ao jornal Estado do Paraná que é candidato a governador e não abre mão em favor do irmão Álvaro em hipótese alguma. Isso reduz as chances de Álvaro, que tem como argumento forte para vencer a disputa interna com Beto Richa o fato de haver um pacto de família que leva Osmar para a disputa de uma das duas cadeiras do Senado. A declaração deixou os seguidores do prefeito de Curitiba eufóricos. O suspense toma conta da sucessão estadual e com a promessa de um confronto a Caim x Abel, ganha contornos hitchcockianos.
Volto a frisar que se Beto Richa perder a queda de braço no PSDB é mais fácil o Osmar recuar do que o Álvaro. Se vivo ainda estivesse, o que estaria pensando a esse respeito o seu Silvino, patriarca da família Dias?

Quando a emenda fica pior que o soneto

"Leitor, morador da Zona 2, em Maringá, desabafa, ao constatar que continua impraticável rodar na região central da cidade: o trânsito da cidade era uma m… e agora virou uma bim…” Com a mudança do sistema de trânsito, os veículos passaram a circular mais, e consequentemente atrapalham mais ainda o trânsito, entopem os sinaleiros etc. Na minha opinião foi o mesmo que liberar o intestino grosso para o intestino fino, sabendo que no final só uma saída”.
. Do site do Rigon

Meu comentário: não dá pra discordar do leitor. Temos que reconhecer que os binários deixaram as avenidas São Paulo, Herval, Duque de Caxias e Paraná bem mais ágeis, com o trânsito fluindo bem. Mas em compensação, as ruas paralelas e transversais viraram um verdadeiro caos. A Néo Martins e a Santos Dumont estão intransitáveis. O novo sistema conseguiu uma proeza: fazer com que a Av.XV registrasse engarrafementos a todo instante.O número de veículos triplicou nas Avenidas XIX de Dezembro e Mandacaru.Isto porque, quem vem da região Norte para o centro, não tem como seguir pela São Paulo. Então prefere pegar a Av. Dr. Alexandre, sair no final da Mandacaru (região do antigo Nobel) e de lá chegar até o centro. A volta é considerável, mas a Prefeitura não deixou outra alternativa aos motoristas.
Resumo da ópera: os binários deram bons resultados? Deram sim, mas só nas três avenidas centrais aonde o sistema foi implantado. A verdade é que pioraram muito a situação do trânsito de um modo geral. Quem anda de carro pela região central sabe o quanto o trânsito em Maringá piorou depois da implantação do novo sistema viário. Não sou especialista em trânsito, mas gostaria de entender porque colocaram mão única em várias ruas que nem movimento de carro tinha. E porque não previram o óbvio, ou seja, as dificuldades dos moradores da região Norte chegarem a centro , via Morangueira? Nunca foi tão verdadeira a máxima da emenda que, quando mal feita fica pior que o soneto.

Competência, a gente vê por aquí

"Maringá é a capital da dengue no Paraná: matéria de Vanessa Belei em O Diário informa que quase 33% dos casos registrados em todo o Estado estão aqui".
. Do site do Rigon

PS: Maringá vem sendo o paraíso do mosquito da dengue não é de hoje. Desde 2006, como consequência da desmontagem das equipes de agentes de saúde, que o Aedes deita e rola. O que acontece hoje é a consequência natural do descaso da "gestão cidadã" com a saúde pública.

9 de fevereiro de 2010

Criatividade soteropolitana


Cansado de ser assaltado este comerciante de Salvador mandou um recado bastante original aos meliantes. Mas na Bahia, o cartaz está sendo considerado um verdadeiro tapa na cara dos governantes de lá e d'acolá.

"Achei que o Lerner estava preso", ironiza Requião

O ex-governador Jaime Lerner escreveu artigo defendendo a privatização do Banestado, que no governo dele foi vendido ao Banco Itaú (há quem diga que foi quase uma doação). Ao ler o artigo, o governador Roberto Requião mandou uma tamancada, de bate-pronto: “Na verdade achei que o Lerner estava preso. Ele está condenado a nove anos de cadeia, mas entrou com recurso e conseguiu efeito suspensivo. Pelo artigo, fiquei sabendo que estava solto".

FHC entra com tudo na campanha para ajudar Serra

Recordar é viver


Leonel Brizola falava com indignação das perdas internacionais. Sem meias palavras, disse uma vez que as privatizações de FHC criavam saqueadores e , portanto, eram privatizações criminosas. Num debate da sucessão presidencial de 1994 na Band, reduziu "meu nome é Enéa!!" a estrato de pó de bosta. Lembro bem que o "presidenciável cacareco" (que Deus o tenha), tripudiou em cima de Lula, instando-o a responder o que era balchita refratária. Depois partiu pra cima de Leonel Brizola, tentando embaraçá-lo com uma pergunta capciosa. Brizola deu uma resposta a seu estilo e ante a réplica de Enéas, que disse não ter entendido a resposta, Brizola foi na jugular:"Olha meu caro Enéas, qualquer cidadão medianamente inteligente entendeu o que eu disse. Até você, se tivesse no pleno gozo das suas faculdades mentais, também teria entendido".

Já não se faz mais líderes políticos como antigamente. Lembro a propósito, que apesar do resultado desastroso das eleições de 1989, aquele pleito foi um marco na história da nossa sempre capenga democracia. O debate político, que por mais paradoxal que pareça não incluiu o vencedor Fernando Colollor de Melo, foi riquíssimo. Tinha Brizola, Lula, Aureliano, Afif, Maluf, Speridião Amim, o próprio Enéas, Dr. Ulysses e Mário Covas. Inesquecível.

Nem tudo está perdido


O senador Heráclito Fortes (DEM-PI) processou o jornalisa Paulo Henrique Amorim por danos morais, por ter sido chamado de "homem de recado do banqueiro Daniel Dantas". PH foi absolvido e o senador condenado a pagar custas do processo e honórários advocatícios. Às vezes no Brasil, falar a verdade não merece castigo.

Dilma-Ciro, a chapa do sonho de Lula. Mas há um PMDB no meio do caminho, no meio do caminho há um PMDB e uma mala chamada michel Temer



" O deputado Ciro Gomes é o nome preferido do presidente Lula para ser o vice na chapa da ministra Dilma Rousseff à Presidência da República. Se o PMDB aceitasse a indicação, a questão estaria resolvida, garante um auxiliar do presidente da República.

Ciro aceita ser vice, mas é praticamente impossível o PMDB concordar com essa proposta, avalia o Palácio do Planalto. Uma das razões de Ciro bater tanto na aliança PT-PMDB é justamente o fato de ele sonhar com essa possibilidade.

Nos próximos dias, Lula deve conversar com Ciro. O presidente tem um carinho especial pelo seu ex-ministro da Integração Nacional. Em um jantar com a cúpula do PSB em novembro do ano passado, Lula emocionou-se ao falar do deputado cearense. O presidente é muito grato a Ciro por ele ter vindo a público defendê-lo durante a crise do mensalão, enquanto outros ministros petistas “se escondiam”, no entender de integrantes do próprio governo.

Diante da dificuldade de Ciro ser o vice de Dilma, Lula e o PT devem insistir na idéia de lançá-lo candidato a governador em São Paulo. O presidente deve fazer um apelo pessoal ao ex-ministro. Há um outro empecilho: Ciro assumiu um compromisso de apoiar o empresário Paulo Skaf, presidente da Fiesp, em sua candidatura ao governo paulista".

. Trecho de artigo de Gilberto Nascimento na revista Carta Capital