14 de outubro de 2010

A baixaria ainda influi

Ouvi há pouco na CBN um diretor do Instituto Sensus, que anuncia empate técnico entre Dilma e Serra, que os motivos da queda da candidata petista foi o processo de desconstrução da sua imagem. Disse que houve muito boatos, várias calúnias, mas se absteve de mencionar a origem da boataria. Mas pelo menos ele deu uma dica à coordenação da campanha de Dilma Rousseff: ainda há tempo para desconstruir a desconastrução. Resta saber se a comunicação da candidata será suficientemente hábil e competente para desmontar a bomba relógio do tucanato.
Uma coisa fica evidenciada nesse resultado das pesquisas da Sensus: a baixaria ainda tem muito peso numa campanha eleitoral. A cultura do "rádio pião" continua firme, a serviço da sacanagem.

Um comentário:

Wilson Rezende disse...
Este comentário foi removido pelo autor.