29 de outubro de 2010

A lei que pegou e vai pegar ainda mais


Nenhum outro partido tem tanto motivo para comemorar a Lei da Ficha Limpa quanto o Psol, de Plínio de Arruda Sampaio. É que a inelegibilidade de Jader Barbalho deu uma das vagas do Pará no Senado à vereadora de Belém Marinor Brito. Barbalho gastou R$V 10 milhões na campanha e Marinor, apenas R$ 200 mil. Viva a iniciativa popular, que viabilizou uma lei que ainda vai nos dar muita alegria. Amém.

Nenhum comentário: