13 de outubro de 2010

Teu passado te condena II

"Eles foram amigos, muito amigos. Mas no meio do caminho a amizade se rompeu e sobrou o ressentimento de quem se sentiu traído, sacaneado. José Serra e Flavio Flores da Cunha Bierrenbach são contemporâneos de faculdade. Foram na mesma época para o esílio. Hoje não se falam, não se cumprimentam.
Os amigos começaram a se tornar ex-amigos no governo Montoro (1983 a 1987), quando Serra era secretário de Planejamento e Bierrenbach, deputado federal. A briga foi consequência do exagerado apetite de Serra pela ocupação de espaços.
O ex-amigo desabafa:
- José Serra entrou pobre na Secretaria de Planejamento do Governo Montoro e saiu rico.Ele usa o poder de forma cruel, corrupta e prepotente. Poucos o conhecem. Engana muita gente.
Bierrenbach não se dedica mais à política partidária. Há dois anos tornou-se membro do Poder Judiciário. Nomeado pelo presidente Fernando Henrique Cardoso, é ministro do Superior Tribunal Militar (STM).

Bierrenbach foi procurado pela revista Carta Capital para falar de Serra. Ele foi lacônico:
- A única possibilidade de conversa civilizada que eu tenho com José Serra é o silêncio".

Fonte: Blog do Paulo Henrique Amorim

Nenhum comentário: