26 de novembro de 2010

Empregado teve muleta negada por assistente social da Sanepar

Um funcionário da Sanepar teve negado um par de muletas solicitado ao Departamento de Assistencia Social da Empresa em Maringá, que existe exatamente para prestar apôio aos empregados em circunstâncias de dificuldade como foi o caso. A resposta que obteve ao seu pedido é que só teria emprestado o equipamento se a operação tivesse sido consequência de acidente de trabalho. Não era acidente de trabalho, mas tinha a ver com o trabalho, pois o uso excessivo de botas provocou desgaste no osso do dedo operado.É um assunto aparentemente irrelevante, mas que pelo inusitado da negativa, pode virar notícia, ainda mais neste momento de tanta pendenga entre a Sanepar e o munucípio de Maringá.

Nenhum comentário: