4 de novembro de 2010

Vá de retro!

Hitler nunca foi tão lembrado e cultuado no Brasil como agora nesses dias de pós-eleição. A vitória de Dilma, que realçou ainda mais a força popular do pernambucano Lula, reacendeu de maneira assustadora o sentimento xenófobo de setores da elite, principalmente da elite paulista. Há um vídeo com dezenas de frases e pensamentos racistas que estão bombando no twitter esta semana. O alvo é o povo nordestino, mas mas fica claro o pano de fundo é o preconceito social, que continua muito forte na elite econômica e em segmentos da classe média metida a besta.
A seção Pernambuco da OAB está ingressando com representação criminal na Justiça de São Paulo contra a onda de ataques aos nordestinos divulgada por meio do Twitter após a vitória de Dilma Roussef.
A manifestação explícita de preconceito vem de muitos lados, de muitas pessoas, mas a Ordem dos Advogados mirou numa estudante de Direito chamada Mayara Petruso, tida como a responsável pelo início dos ataques.

Entre as mensagens postadas ppor Mayara, há frases como: “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP, mate um nordestino afogado!”.
Xenofobia é um crime inaceitável. Em rede, então, nem se fala. A onda xonófoba, que se espalha como um rastilho de pólvora pretende também estimular a pregação separatista. Um horror.

Um comentário:

Henry disse...

Tudo isso provocado pelo "Coiso" antes chamado de Zé Baixaria!
O coiso inconformado com a derrota do dia 31 convocou seu exército de neonzistas e neofacistas para atacar os nordestinos!
Que ironia não! Quem acreditou naquela estória de candidato do "bem" não sabe agora onde enfiar a cara!