17 de dezembro de 2010

Não dá pra entender


O Tribunal Superior Eleitoral absolveu Paulo Maluff e vejam só, manteve cassado o senador eleito pelo Amapá, João Capiberibe. Quando o assunto é corrupção, o primeiro dispensa comentário. O segundo é um socialista convicto, autor nada mais, nada menos do que a Lei da Transparência. Foi cassado sob acusação de compra de votos. Teria dado durante a campanha de 2004 R$ 26,00 a duas eleirtoras.
O ex-governador do Amapá diz ter sido vítima de armação. Lembremos que na época, ambientalistas e políticos como Marina Silva (PV-AC) e Cristovam Buarque (PDT-DF), além dos músicos Chico Buarque e Chico César, saíram em defesa de Capiberibe.

Sinceramente, dá pra entender uma coisa dessa?

Um comentário:

Jeferson Damascena disse...

Esse paradoxo não é um privilégio do Brasil.No mesmo mundo, temos um George Bush Jr, que "inventa" o argumento das armas de destruição em massa para destinar dinheiro para a indústria da guerra (empresas de segurança que contratam mercenários e que contam com um lobby de políticos) , invade um país e mata milhares de civis, está "solto" e ainda escreve um livro. De outro lado, Julian Assange (Wikileaks), que traz à tona informações (vazadas, não roubadas) dos escândalos das diplomacias do mundo todo, fica preso por "sexo consentido sem preservativo", pode?
È um mundo hipócrita, com valores (?) invertidos e desmoralizado .
Como dizia José Hernandez , poeta argentino, nascido em 1834, em “Marin Fierro”, “la ley es como un cuchillo que no hace daño a los que ejercen el” , ( a lei é uma faca que não fere quem a maneja.)