1 de dezembro de 2010

Não precisa explicar, eu só queria entender...


"Foi publicado ontem o anúncio de licença prévia do Instituto Ambiental do Página (à página C5 da edição de ontem de O Diário), autorizando a Rádio Jornal a fazer o loteamento do Jardim Pinhais no lote 35 A da Gleba Patrimônio Maringá. A empresa pertence ao deputado federal Ricardo Barros (PP), é aquela que ficou 26 meses sem pagar a conta de luz para a Copel, dívida que está sendo cobrada judicialmente. O endereço, avenida Prudente de Moraes, 740, é o mesmo do escritório do casal de deputados, imóvel que foi comprado num leilão da Justiça Federal e pago com cheque frio, o que chegou a gerar um pedido de prisão".

. Do site do Rigon


Entenderam alguma coisa?

Nenhum comentário: