23 de fevereiro de 2011

O castigo pode vir a cavalo

O Ministério Público quer cassar o mandato do prefeito de Paiçandu, o Vladão (PMDB). Motivo: ele não cumpriu sentenças judiciais anteriores, que pediam pela regularização do lixão, das redes de água e esgoto e do gerenciamento das bacias hidrográficas.
Por muito menos, quase nada se comparado a isso, a Câmara de Paiçandu cassou o mandato do prefeito Moacir de Oliveira. Aliás, Moacir move ação contra a Câmara e ganhando, o que é muito provável, vai provocar ranger de dentes na cidade. Vale a lembrança de que Vladão era vereador e, mesmo sendo do partido do prefeito,ajudou a fritá-lo em fogo nada brando.

2 comentários:

Anônimo disse...

mas, o Moacir também por quase nada tirou o Jonas Lima , e pagou com a mesma moeda, força de querer o poder na marra, que tristeza para os moradores de paiçandu, não consegue ter um prefeito até o fim do mandato.

Anônimo disse...

Além do prefeito não cumprir a determinação do MP com relação ao aterro sanitário ele ainda consentiu que um chegado seu plantasse soja nas áreas que deveria ser o aterro sanitário sem o devido processo de licitação que se faz necessário as coisas de domínio público. Será que o Dr. Cruz tem conhecimento disso? Tá ai um motivo mais do que justo para a Câmara Municipal fazer a cassação política do prefeito improbo.