26 de março de 2011

Dom Murilo, no reino do candomblé



Saiu no Correio da Bahia

"O novo arcebispo de Salvador, dom Murilo Krieger, tomou posse do cargo na noite desta sexta-feira (25), em cerimônia na Catedral Basília de Salvador, no Terreiro de Jesus. Desde 1999, o cargo pertencia a dom Geraldo Majella.

Catarinense, nascido na cidade de Brusque, dom Murilo já tem 14 anos de experiência no cargo. Sua primeira Arquidiocese, em Maringá (PR), assumiu em 1997, aos 53 anos. Cinco anos depois, em 2002, foi transferido para Florianópolis e hoje, aos 67, dom Murilo Sebastião Ramos Kriger assume a Arquidiocese de Salvador".


PS: ao tornar-se arcebispo de Salvador, Dom Murilo ganha o status de Primaz do Brasil, espécie de representante direto do Papa no país. Certamente de hábitos e costumes sulistas, Dom Murilo tem jogo de cintura suficiente para conviver pacifica e harmoniosamente com a cultura afro, no reino do candomblé.

2 comentários:

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Mas tem nada não; ACM já "foi-se"... O abaianamento agora é molim molim. (rsrsrsrs)

Anônimo disse...

sobre ser representante direto do Papa no País o comentário é improcedente.
A Diocese Primaz de um País é aquela que foi instalada primeiro nesse território. A Dioecese de Salvador foi a primeira, até porque a colonização começou na Bahia.
O Representante do Papa em um País é chama do Núncio Apostólico. É claro que muitas vezes o Papa reinante escolhe um dos bispos para expressar suas ideias, há tempos era D. Eugenio Sales, da diocese do RJ, e ele não era de nenhuma diocese primaz.
Hoje parece que não temos nenhum bispo com relação tão estreita com o Vaticano como naquela época.