24 de março de 2011

Jairo e Paulichi, aprendizes de feiticeiro?

"Que explicação a prefeitura poderá dar para a nova descoberta, desta vez, feita pelo Observatório Social sobre o uso de verba indevida de um programa destinado ao transporte escolar rural, para fazer a manutenção de um carro usado com outras finalidades? A verba em questão é do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate). O carro, conforme relatou o Observatório Social, foi comprado com recursos da Secretaria de Saúde e leva adesivos da Secretaria de Serviços Públicos. Conforme o Observatório, teriam sido gastos aproximadamente R$ 7 mil na troca de peças, sem que houvesse necessidade. Lembrando que este mesmo veículo já foi objeto de uma investigação do Observatório em 2009, que redundou em um processo movido pelo Ministério Público, por ter recebido assessórios desnecessários, como película para proteção do vidro, comprados com verba pública.
Deve ser por isso que a gente sempre ouve na cidade a frase que Jairo e Paulicchi seriam aprendizes de feiticeiro diante de tanta mumunha".

. Do blog do Lauro Barbosa

PS: Bem, a julgar pelo número de procedimentos investigatórios abertos pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e pelo número de processos em andamento, de ações já distribuídas no Fórum e até de algumas condenações de primeira e segunda instâncias, realmente o Jairo Gianoto e o Paulichi são aprendizes de feiticeiro.
A propósito, Lauro, será que essa questão da manutenção dos carros da Câmara Municipal também não seria objeto de investigação do Ministério Público? E a oficina que faz reparos nos carros do Poder Legislativo não seria a mesma? Vá saber,né?

Nenhum comentário: