16 de março de 2011

Lauro informa:

"Procurado pela Gazeta Maringá para falar sobre a contratação dos serviços da Dataprom, empresa citada na “Fantástico” como uma das que operam radares e que estariam envolvidas com manipulação de licitações, o diretor de licitações da prefeitura, Valdir Pignata preferiu não comentar o assunto. Quem falou foi o diretor de engenharia de trânsito da Secretaria dos Transportes, Gilberto Purpur. Ele disse que o processo licitatório realizado em Maringá foi feito corretamente e não está relacionado com as denúncias exibidas pela TV. A Dataprom Equipamentos e Serviços de Informática Industrial Ltda foi a única participante em uma licitação (por registro de preços) para aquisição de controladores de semáforos destinados à sinalização semafórica de Maringá. A empresa comercializou vinte controladores semafóricos pelo valor de R$ 248 mil (R$ 12,4 mil por unidade)".

. Do blog do Lauro Barbosa


PS: De qualquer forma, é bom o Ministério Público investigar. Os precedentes da empresa,mostrados no Fantástico indicam essa necessidade.
Bem, até poderia ser a Câmara Municipal, por meio de uma comissão de inquérito.Mas como imaginar que o Amém F.C. iria aceitar isso? Nunquinha.

Nenhum comentário: