24 de março de 2011

Uma derrota do povo

O jornalista Mauro Santayana disse:

"Ao decidir, pelo voto do novo ministro Luis Fux, pela não validade da Lei da Ficha Limpa no pleito passado, o STF contribui para o desalento do povo e sua descrença no processo político nacional. Espera-se que, diante da decisão, o STF dê prioridade aos processos já instaurados e acelere o julgamento dos ladrões do Erário, que agora se acobertam pela decisão do tribunal. Os cidadãos honrados (entre eles os políticos decentes) sentem-se pessoalmente ofendidos pela impunidade dos corruptos, corruptores e peculatários".

Desalento, esta é a melhor palavra para definir também o que causou no coração de muitos maringaenses a decisão do presidente do Tribunal de Justiça do Paraná sobre o processo de licitação do sistema de transporte coletivo urbano de Maringá.

Um comentário:

Prof. Luiz Gonzaga disse...

Creio que foi uma facada nas costas do usuário de transporte coletivo em Maringá. Mas, creio que embora haja Gilmar Mendes e fux em Brasília e este outro aqui no paraná, a população não deve perder as esperanças.A pergunta fica no ar e todos estes são contra o povo, quem será a favor?
Penso que só a consciencia politica de cada eleitor poderá evitar representantes que agem desta forma. creio que a cidade deveria obrigatoriamente, ter no mínimo 3 empresas e preferencialmente que os Vereadores,criassem uma lei,que permitisse a criação de uma Cooperativa de trabalho de motoristas, que pudessem concorrer nesta "licitação". Só Deus poderá nos salvar destes gananciosos de plantão.