30 de abril de 2011

Agora é tarde, Solange!

Informa o Rigon em seu site que "a Prefeitura de Maringáe o Hospital Santa Rita acordaram em reunião realizada ontem que o atendimento ao servidor municipal será mantido, através de um contrato emergencial por mais 30 dias. O diretor superintendente do Santa Rita, Hiran Castilho, aceitou a solicitação do prefeito em dar continuidade ao atendimento nos mesmos termos constantes no edital de licitação proposto pela administração municipal em respeito aos servidores, pois o valor apresentado pela prefeitura não é suficiente para cobrir os custos. O prefeito disse que nesses 30 dias a administração municipal estará empenhada em encontrar outra solução".

Meu comentário: continuo estranhando o solêncio obsequioso do SISMMAR com relação ao extermínio da Capsema, assassinada na primeira gestão do prefeito Silvio Magalhães Barros II. Na época andei escrevendo sobre "a crônica da desatistência anunciada", mas não me lembro ter visto qualquer mobilização dos servidores por parte do seu sindicato contra o crime (de lesa pátria) cometido.Agora não adianta chorar o leite derramado, minha cara Solange Marega.

Requião morde Pessuti e assopra a sua farinha...


O ex-governador Orlando Pessuti é toda amargura. Continua vagando, em busca de um cargo no governo federal.Mas para onde ele pende, com boas perspectivas, vem o senador Requião e assopra, tirando toda a farinha do prato do Pessutão, que agora namora uma vaga no Conselho Administrativo da Itaipu Binacional.Melhor seria o ex-vice e ex-governador calçar as sandálias da humildade e voltar a trabalhar na Emater, seu lugar de direito.

29 de abril de 2011

Segóvia

Vi agora num blog chamado Esquerdopada um vídeo do mestre espanhol do violão clássico Andrés Segóvia. Maravilha.
Agora entendo porque meu irmão Antônio Mendes, exímio violonista, é um discípulo de Segóvia.

TCE no pé dos prefeitos

Informa Cláudio Osti em seu "Paçoca com Cebola:

"A partir do próximo dia 27 de maio, 15 municípios do Paraná terão de disponibilizar, na internet, em tempo real, todas as informações sobre receitas e despesas. O alerta é da Diretoria de Contas Municipais (DCM) do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR). Quem não cumprir a determinação, estabelecida pela Lei Complementar 131/09, estará impedido de receber transferências voluntárias.

O propósito da norma é dar transparência aos gastos públicos, informando o cidadão sobre o que é feito com o dinheiro que ele recolhe por meio dos impostos. No Paraná, são dezessete os municípios que devem cumprir a obrigação: Apucarana, Arapongas, Araucária, Campo Largo, Cascavel, Colombo, Curitiba, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Londrina, Maringá, Paranaguá, Pinhais, Ponta Grossa, São José dos Pinhais, Toledo e Umuarama".

PS: Quanto a Maringá não creio que haverá qualquer tipo problema, pelo menos do ponto de vista técnico. Eu disse, do ponto de vista técnico. O setor de contabilidade da Prefeitura é um dos mais competentes do Estado, não é de hoje.
O Marcos Carmona é um craque.

Lukas dá boas notícias sobre Lukas

Fiquei feliz hoje vendo o blog do tio Lukas, o Casa do Noca. Pelo jeito ele está se recuperando bem. Tanto que até foi ao sebo garimpar gibis do Tex Ouro;

O PMDB, a peça-chave do xadrez de 2012 em Maringá



Depois de muito tempo, Umberto Crispim deverá enfrentar uma chapa de peso na disputa do diretório do PMDB, que ele preside desde o milênio passado. O bate-chapa ocorrerá ainda neste primeiro semestre e Crispim deverá enfrentar o presidente da Câmara Máiro Hossokawa e alguns nomes de peso ainda existentes no partido, como Cláudio Ferdinandi, Renato Cardoso Machado, Oscar Batista, Everaldo Belo Moreno e o médico Carlos Amador, superintendente do HU.
Mas que esses "luminares" não menosprezem Crispim, que manipula a máquina partidária como ninguém. Apesar da sua baixa estatura partidária, ele tem o controle do PMDB local, onde raramente é dado encaminhamento às filiações que o grupo suspeita seja de oposição.

Apesar de na chapa "Rebovação" do Hossokawa contar com um Amador, não esqueçamos que alí tem muito profissional da luta partidária, o que justifica as precauções que a esta altura Crispim já deve estar se preparando para tomar.
Tem outro detalhe que o presidente da Câmara e seu grupo não podem ignorar: Crispim já estaria negociando uma aliança com o PT, de olho na vice de Ênio Verri.
Claro, nem o PT e nem Verri pensam em Crispim como vice, porque isso pode ter consequências eleitorais para a candidatura majoritária tida como uma das mais fortes até o momento. Porém, Hossokawa, que seria um ótimo vice, quer mesmo é ser cabeça de chapa. Mas só será se conseguir ganhar o diretório nas eleições de junho próximo.
De qualquer forma, haverá muito spinafre na candidatura Ênio Verri, a rigor,o único nome capaz de derrotar o grupo dos Barros, seja quem for o candidato que Ricardo bafejar.
O jogo de xadrez está apenas começando e se conseguir, com Crispim ou com Mário Hossokawa, atrair o PMDB para uma composição em 2012, o deputado Verri terá meio caminho andado.

28 de abril de 2011

PT pode ir de Veneri em Curitiba

O PT, que por pouco não ganha a Prefeitura de Curitiba com Ângelo Vanhoni na eleição de 2000, deve ir de Tadeu Veneri em 2012.Tadeu é deputado estadual dos bons.

Futebol, etc e tal...

Olha só: o clássico Real Madri e Barcelona, transmitido pela televisão para todo o mundo, era pra ser um belo espetáculo de futebol. Teve de tudo , mas de arte mesmo só sobrou o segundo gol de Messi. Voltando ao Brasil da era Pelé/Garrincha, os confrontos Santos x Botafogo do Rio eram espetáculos futebolísticos verdadeiros, coisa de encher os olhos.Se fosse hoje, com televisionamento direto para além mar, o Brasil seria vitrine do mundo, colocando no chinelo o futebol europeu. Aliás, em matéria de futebol, o velho mundo só é o que é graças à política estúpida dos clubes brasileiros e argentinos de venderem seus artistas ao invés do espetáculo.
Ainda bem que a capacidade dos dois países produzirem grandes artistas da bola é inesgotável.

Renúncia e desfiliação


Ana Estela Codato Silva era presidente do PPS local e não só renunciou ao cargo como pediu desfiliação do partido, com o devido pedido de desculpas ao presidente estadual Rubens Bueno. Ela não revela claramente os motivos, mas fica implícito que tem a ver com amarrações paroquianas, onde Ricardo Barros continua reinando com seu condomínio, que já conta com uma pá de pequenos partidos. Ana, certamente, percebeu algum movimento estranho de cooptação da sigla que presidia e bateu em retirada.
Afinal, ela ainda não deve ter provado da Paeja mais famosa de Maringá.

Fonte: Site do Rigon

Protógenes tenta mobilizar a sociedade pela volta da Satiagraha


O delegado da Polícia Federal e agora deputado, Protógenes Queiroz, está enviando emails para veículos de comunicação e blogs, com a informação de que a Operação Satiagraha, que levou à prisão o banqueiro Daniel Dantas, pode ser retomada, caso haja apoio da sociedade para isso. Vejam:

"O ministro temporário do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Adilson Vieira Macabu, está prestes a enterrar a operação que desvendou um dos maiores esquemas de desvios de verbas públicas e crimes financeiros do país. O Ministro e relator do processo no STJ aceitou o pedido de Habeas Corpos do acusado de corrupção e preso pela Polícia Federal, o banqueiro Daniel Dantas, e votou pela anulação de todo o processo penal contra o banqueiro.

O esquema foi denunciado pelo deputado Federal Delegado Protógenes (PCdoB-SP) no Plenário da Câmara dos Deputados, que mostrou documentos que provam ser o filho de ministro temporário do STJ, Adilson Macabu Filho, empregado do advogado Sérgio Bermudes patrocinador das causas de Daniel Dantas.

O ministro Napoleão Nunes Maia Filho acompanhou integralmente o voto de Macabu, o que estabeleceu o placar em dois a zero para a tese da anulação. O ministro Gilson Dipp pediu vista do processo e o julgamento foi suspenso. A previsão é que a análise do processo seja retomada no mês de maio. Além de Gilson Dipp, faltam votar mais dois ministros da 5ª turma do STJ: Jorge Mussi e Laurita Vaz.

Para impedir que o trabalho do Ministério Público e da Polícia Federal e de todos os brasileiros seja sepultado, o deputado Delegado Protógenes está organizando uma campanha de apoio à Satiagraha e contra a corrupção. Os ministros não podem aceitar que um banqueiro preso e acusado por desvio de dinheiro público seja inocentado.

DIGA SIM À SATIAGRAHA E NÃO À CORRUPÇÃO

Assine o nosso abaixo assinado (http://www.abaixoassinado.org) e mande um email para os ministros Gilson Dipp, Jorge Mussi, Laurita Vaz e para o presidente do STJ, Ari Pargendler, e diga que o povo não aceita o fim da Satiagraha.

Presidente do STJ Ari Pargendler presidencia@stj.jus.br

Ministro Gilson Dipp

stj.gmgd@stj.jus.br"

Meu comentário: Protógenes não é um Dom Quixote e nem são de ventos os moinhos contra os quais guerreia. Os escândalos levantados pela operação que ele comandou são reais, não são delírios e nem exigem que nós brasileiros, façamos o papel de
Sancho Pança.

Valei-me, São Serapião!

Informa Ângelo Rigon em seu site que "o prefeito Silvassinou tomada de preços, anteontem, para contratar 'empresa especializada para prestação de serviços de assessoria e consultoria para levantamento mais amplo e retroativo possível dos dados financeiros, contábeis e comerciais, relativos à prestação dos serviços em dimensão necessária e suficiente para a realização do cálculo de eventual indenização relativas aos investimentos ainda não amortizados pelas receitas emergentes da concessão decorrentes do encerramento do termo contratual firmado entre o município de Maringá e a Companhia de Saneamento do Paraná – Sanepar, nos termos das Leis nº 8.987/1995 e 11.445/2007'.

A licitação está marcada para o próximo dia 16 e, no dia seguinte, acontecerá outra: a que contratará empresa para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico, referente aos serviços de Abastecimento de Água Potável e Esgotamento Sanitário – PMAE".

PS: Está confirmada a suspeita de que, ao anunciar a retomada do sistema de água que há três décadas é administrado pela SANEPAR, a administração liberal de SB2 pensava mesmo em privatizar o saneamento básico da cidade. Estava escrito nas estrelas.
Agora, o que há por trás disso só Deus sabe.
Tomo emprestada a expressão (em tom de espanto) do amigo Balestra para rogar:"Valei-me, meu São Serapião!"

Isso não é bom

A presidente Dilma Roussef voa em céu de brigadeiro sobre o Congresso Nacional, onde a oposição jogou a toalha, ao ponto inclusive de DEM e PSDB pensarem na auto-dissolução. Mas a calmaria pode ser interrompida pela revolta de deputados fisiológicos contra o fim anunciado das emendas parlamentares.
A menos que esses partidos morram para ressuscitarem com mais vigor, uma democracia sem oposição não é democracia. O pensamento único já é um horror, imagine um partido único, ao estilo PRI, do México. A presidente eleita jamais será uma ditadora, posto que chegou lá pela força do voto, além de já ter sentido na pele, a força maligna de uma ditadura. Porém, o quadro político tão favorável quanto o de hoje, pode produzir no Planalto, uma déspota esclarecida.

27 de abril de 2011

História triste da triste história de um golpe de estado

"Impossibilitado de governar em função de uma trombose cerebral, o segundo general-presidente, Costa e Silva, não foi substituído pelo vice-presidente Pedro Aleixo. Uma Junta usurpou o poder, constituída pelos ministros do Exército, Lyra Tavares, da Marinha, Augusto Rademaker, e da Aeronáutica, Marcio Mello. Foi o patamar institucional mais baixo que vivemos. Começaram prendendo o vice-presidente, para que não assumisse. Desvirtuaram o objetivo maior de Costa e Silva, que era revogar o Ato Institucional número 5, que ainda iria durar dez anos".

Este é apenas o primeiro parágrafo de um artigo do jornalista Carlos Chagas, que sabe tudo do Golpe Militar de 1964.Chagas, que escreve para a Tribuna da Imprensa (online) e para o blog do Cláudio Humberto, foi porta voz do presidente Costa e Silva.

Cidadania, a gente vê por aquí

Lauro Barbosa relata em seu blog:

"A atual administração é uma das piores em termos de zêlo, cuidado e manutenção de bens públicos. Vejam que até goteira tem no Hospital Municipal. E pasmem! no Centro Cirúrgico… Na última segunda-feira, enquanto chovia, os funcionários tiveram que improvisar panos e vasilhames dentro do Centro Cirúrgico para evitar que tudo se alagasse. Foi o maior sufoco porque naquele exato momento um paciente estava sendo operado.
É o fim. É a bancarrota dessa infeliz ‘des-administração’.

Meu comentário: estive lá há um mês e pouco , levando um parente que passou mal e fiquei horrorizado. O desleixo alí chega a ser criminoso.

Stalinistas pós Stálin é outro papo

"Conheci Dilma o suficiente para arriscar algumas previsões sobre seu governo. Se o câncer não a pegar, vai trair Lula em menos de dois anos. Logo logo os ministros com espinha-dorsal vão cair fora por não aguentarem humilhações e maus-tratos; e seu governo será integrado exclusivamente por invertebrados".

. Do jornalista político Hugo Stuart

Meu comentário: Seria Dilma uma stalinista de quatro costados ou esse estilo tem mais a ver com a personalidade da presidente e menos com a sua formação ideológica?
Fico com a primeira hipótese, pela simples e boa razão de que todo stalinista pós-Stálin é mais pragmático do que "emocionático" (viva Odorico!). Há inclusive, Stalinista que, enfrente o que enfrentar, sequer move um músculo do rosto. Alguém viu desespero em José Dirceu durante o período em que ele foi encurralado por conta do escândalo do "Mensalão"?
Vi o "Roda Viva" com Dirceu e nem o ácido (e às vezes estúpido) Augusto Nunes conseguiu deixá-lo irritado.

26 de abril de 2011

Vítima do próprio temperamento

Gosto de vê-lo na tribuna do Senado, aonde é um leão.Bom de discurso, Requião empolga, pelas suas´idéias firmes, pelo conhecimento que tem do estado, pela abordagem dos problemas sociais. Mas hoje, seu discurso foi patético. Ao tentar se defender das críticas que atrairam seu gesto truculento contra um repórter de rádio, confundiu democracia com autocracia, deselegância e falta de educação com firmeza. Se fez vítima quando vítima não foi; socou um inimigo que jamais esteve à sua frente; retrucou uma agressão verbal que não sofrera, mostrou destempero diante de uma pergunta desconfortável, sem se dar conta de que perguntar não ofende, ainda mais quando o perguntado é um homem público, que deve estar sempre prestando contas de seu comportamento e de suas ações.
Ao desenvolver sua atividade parlamentar impulsionado pela bilis e não pela cabeça pensante que, inquestionavelmente é, Requião frustra seus eleitores, embota o conceito de brilhante tribuno que sempre teve. Uma pena.

O estilo "não bateu, mas levou" sai caro para Requião

Me liga um amigo logo depois das 18h:
- você está assistindo ao programa do Datena?
- Não, não estou
- Então ligue a tv porque ele está ripando a madeira no Requião.

Corri pra sala, peguei o controle e pá!!
O Datena estava terminando a saraivada.
Mas o amigo que assistiu disse que nunca o senador Requião levou tanto cacete de um apresentador de televisão.
Datena estava furibundo pela maneira agressiva de Requião tratar um repórter da Rádio Bandeirantes. E, deitando falação, esculhambou o irmão do ex-governador, Eduardo, por conta do Porto de Paranaguá. Se não viu, claro, vai ver. E pode esperar que Roberto Requião irá pra cima do Datenão, babando. Se fizer isso, tá na roça.

Quem sabe,né?

Essa do Ministério da Justiça trabalhar para que se viabilize os hipercados como pontos de venda de combustíveis é uma boa. Pode estar aí o arsenal de bombas que implodiria os cartéis, derrubando os preços do álcool e a da gasolina nos postos.


Pincei da Casa do Noka, onde o amigo Lukas parece cada dia melhor, se recuperando bem e com o humor de sempre

Em alta? Pois, pois...

Do Akino Maringá :
"Li no blog do Milton Ravagnani e reproduzo: “E a Câmara de Maringá pode ter nova mudança na sua composição. O nome de Flávio Vicente (PSDB) está forte para assumir a Secretaria de Educação do município. Em seu lugar entraria o atual chefe do Procon, Dorival Dias.’’
Meu comentário: Assim como Pupin, acreditamos que Flávio Vicente está em alta, também".

Meu pitaco: Flávio Vicente tem que ficar de olho em quem segura a escada. Como tantos outros bafejados pelo Barros mais novo, pode ficar pendurado na brocha.

Memórias do Araguaia. E por aqui passou Leonardo


O mais profundo registro histórico sobre a Guerrilha do Araguaia está na reportagem de capa da revista Carta Capital. "O dia a dia na selva é narrado por Maurício Grabois, líder da guerrilha, em escritos mantidos sob sigilo pelo exército há 38 anos".
Vale aqui a lembrança de que Maurício era irmão de Leonardo Grabois, um dos mais combativos vereadores que Maringá já teve. Médico de sólida formação política e grande consistência ideológica, Dr. Leonardo fez parte de uma Câmara séria, aguerrida, onde tinha ainda, salvo engano, Egídio Asmann, José Carlos Rosas, Antenor Sanches, Renato Bernardi e Ary de Lima, entre outros. Bons tempos aqueles, de legislaturas que enriqueceram Maringá também com presenças como as de José Bonifácio Martins, Mário Clapier Urbinatti e Helenton Borba Côrtes. Comparar esta legislatura com aquelas dos anos 60 é blasfêmia.

Servidores com saudade da Capsema

Os servidores públicos de Maringá podem ficar sem plano de saúde. A Prefeitura abriu licitação para contratar uma nova prestadora, mas nenhum interessado apareceu. A presidente do SISMMAR Solange Marega está preocupada , pois o contrato atual vence dia 30 e a partir daí os servidores estarão sem cobertura. A licitação deveria ter sido feita em outubro do ano passado, mas a "administração cidadã" pouco se lixou.

Não me lembro ter visto uma tomada firme de posição do sindicato dos servidores quando o prefeito Silvio Barros simplesmente liquidou a Capsema.Era previsto que mais dia, menos dia, os empregados da Prefeitura iriam sofrer as consequências daquele processo de extermínio. Muitos estão com saudade da assistência que lhe era dada pela Capsema, mas agora, a Inêz é morta.

Cutucado, ele vira fera. Dessa vez, exagerou na dose


Repercute em todo o país o gesto tresloucado de Roberto Requião contra um jornalista. Ontem, o senador tomou o gravador das mãos do repórter da Rádio Bandeirantes, Victor Boyadjian. Requião ficou inconformado com as perguntas sobre sua aposentadoria como governador de estado. A reação do Sinicato dos Jornalistas de Brasília e da Federação Nacional dos Jornalistas foi imadiata.
Requião sempre reagiu de forma deseducada sempre quando questionado em entrevistas sobre assuntos que o aborrecem. Lembro de um episódio desagradável ocorrido em Mandaguaçu no seu primeiro governo. Ele destratou a repórter da Folha de Londrina Lucinéia Parra porque ela insistia numa pergunta sobre o primo Wallace de Melo e Silva, envolvido à época num escândalo do Banestado.

Anotem este nome

Adriana Beraldo, que trabalhou uns três anos na Coordenação da Região Metropolitana como secretária do coordenador vai agora se dedicar à organizãção do PV de Maringá. Presidente da Pastoral do Idoso, Adriana é nome fortíssimo para as eleições de vereador em 2012.

RMM já tem coordenador

O deputado Evandro Júnior, que tem força de mando no governo Beto Richa, havia indicado o agropecuarista João Carvalho Pinto para a SEAB/Maringá. Mas, sabe-se lá por que cargas d'água decidiu trocar seu amigo de função. O colocou na Coordenação da Região Metropolitana. O salário é um pouco maior, mas a questão, certamente, não é salarial. O coordenador da RMM tem livre trânsito com os prefeitos dos 25 municípios que integram a entidade.Carvalho Pinto está no aguardo da publicação do decreto de nomeação para assumir o cargo, que até ano passado tinha status de secretaria de estado.
Só pra lembrar: Os irmãos Ricardo e Silvio Barros tentaram encaixar o secretário municipal José Roberto Ruiz na COMEM , mas o salário não agradou e o ex-prefeito de Floresta torceu a cara para o cargo. Rápido no gatilho, Evandro Júnior tomou pra si a incumbência de nomear o substituto de Renato Cardoso Machado.

25 de abril de 2011

Lauro e as bombinhas que deixam muita gente com desarranjo intestinal

O Lauro Barbosa, blogueiro de primeira, tem muita informação de bastidores sobre a política local. Asssessor da vereadora Marly Martin, volta e meia ele ameaça acender pavios de bombas, que nem sempre explodem, mas assustam muita gente. Vejam estas, que estariam para explodir, com promessa de provocar alguns desarranjos intestinais:

"Essa semana a destemida e corajosa vereadora Marly revela porque o custo da construção civil subiu tanto em Maringá. Ao que parece tem ‘mandraquismo’ no meio. Vamos aguardar";


"Temos uma ‘bombinha’ para esta semana. Coisinha assim de milhõezinhos… Virá em forma de imagens".

"Na mesa de Ricardo Barros foi ventilada a possibilidade de Walter Guerlles suibstituir Edith Dias na Secretaria de Esportes. O motivo seria a preocupação com uma tal de ‘dona justa’.

20 de abril de 2011

Câmara atua....mas em Curitiba

"Gostei da proibição da camara de ctba impedindo motorista de ônibus de cobrar passagem. Mais segurança e mais empregos".

. Do senador Requião em seu twitter

Meu comentário: quando a TCCC aboliu o cobrador em Maringá, desempregando mais de 200 trabalhadores e deixando os motoristas à beira de um ataque de nervos, por terem que dirigir e cobrar ao mesmo tempo, nossa Câmara não falou um A.

Adesão via degustação

Ainda sobre a rodinha de "corneteiros" da Getúlio Vargas:

- Por que será que o Quinteiro "barreou"?
- Ora, ninguém que saboreia a paeja do Ricardo fica imune

Talavez a sabedoria fictícia do Conselheiro Acácio tenha uma explicação razoável para isso:

"O Quinteiro é, provavelmente, portador de uma etiopatonogênese complexa e multifactorial".

Análises de "analistas" que, em se tratando de "boca" pode ser uma boa pista

Numa rodinha de "corneteiros" ontem a tarde na Avenida Getúlio Vargas, eterna "boca maldita" de Maringá:

- Acho que o próximo prefeito vai ser o Quinteiro, porque ele é dos Barros e com os Barros não se brinca;
- O Pupin? Esquece, ele não é o cara da preferência do Ricardo´,não;
- O Dr. Batista?Tá no condomínio barreado também,como o Quinteiro, mas quando o assunto é eleição de prefeito, ele é o mais vistoso "cavalo paraguaio" que Maringá já teve;
- O Ênio não perde essa nem que queira;
- Acho bom o Ênio colocar as barbas de molho, porque não vai ser fácil o PT ganhar mais em Maringá, não.

Cheguei na roda meio como quem não quer nada e vieram logo me perguntando:

- E aí, Messias, quem vai ser o próximo prefeito?
Respondi, antes de sair de fininho, como cheguei:

- Depois da eleição eu te digo.

Tá no DNA, meu irmão!

De um ex-funcionário da Câmara (cargo comissionado) sobre o líder do prefeito Haine Macieira:"A arrogância dele é uma coisa inacreditável. Não sei como pode um político ter o comportamento desse líder, que é líder também nem entendo porque".

Bem: acho que a arrogância do líder do prefeito na Câmara Municipal é parte do DNA da "administração cidadã". Tudo a ver.

19 de abril de 2011

Sem ilusões com o tapete

Um parente de Roberto Pupim, que não gostaria de vê-lo candidato a prefeito pelo grupo dos irmãos Barros, me disse hoje que se engana quem pensa que o vice-prefeito se ilude com o tapete vermelho que agora estentem para ele. Até porque, sabe que basta Pupim se encantar com a mesura , mas decidir conduzir o processo com certa independência, para puxarem-lhe o tapete.

CRISTÃOS e cristãos

Supermercados e algumas lojas de departamentos brigaram na justiça contra a disposição do Sindicato dos Comerciários de impedir a abertura desses estabelecimentos na sexta-feira santa. E pelo jeito, conseguiram hoje a tarde derrubar no Tribunal de Justiça do Estado a liminar de primeira instância. Já não se faz mais cristãos como antigamente.
Sou de um tempo em que o cristão, realmente temente a Deus, respeitava o dia da Paixão de Cristo.

18 de abril de 2011

Esperem um pouco, só um pouquinho mais...

Vi no blog do Lauro Barbosa que moradores do Conjunto Céu Azul estão cansados de esperar pelo asfalto. Foram muitas as promessas, mas tudo não passou de promessa,porque prometer mundos e fundos foi a tônica das duas campanhas que conduziram SB II ao poder local. Mas calmem, logo o asfalto chega. Só não chega se o bairro tiver baixa densidade eleitoral.

Negócio da China

Fernando Henrique fez palestra em Maringá onde lhe estenderam tapetes vermelhos e de onde ele saiu com 150 mil pilas no bolso. Lula está regressando do exterior, fez várias palestras na Europa e retorna ao Brasil com mais de R$ 1 milhão na conta. Ser
Ex-presidente parece mesmo um negócio da China.

Voto em lista, confusão a vista?

O PT praticamente fechou questão no voto em lista para eleições proporcionais. É este, seguramente, um dos temas mais polêmicos da reforma política em andamento no Congresso Nacional. Pelo voto em lista, o eleitor elege a lista de candidatos de cada partido e não a pessoa que ele escolher. Isso tem um lado bom e outro péssimo.
O lado bom: fortalece o voto de legenda, da musculatura aos partidos, fortalece a instituição partidária, o que é ótimo para a democracia. O lado péssimo: cria problemas internos muito sérios dentro dos diretórios, onde os grupos que estiverem no comando dificilmente darão chance a adversários internos. Isso pode sepultar carreiras promissoras, estimulando verdadeiras guerras de babuínos. Como resolver este problema? Talvez haja solução se o texto a ser aprovado trouxer mecanismos jurídicos que forcem, padagogicamente, a prática do bom senso.

17 de abril de 2011

Uma vez Vandré, sempre Vandré


Eu já tinha ouvido falar da entrevista que Geraldo Vandré concedeu a Geneton de Morais Neto na Globo News. Mas hoje vi o vt no blog do Lauro Barbosa. Uma entrevista imperdível.
Vandré saiu de cena há mais de 30 anos e só reapareceu agora, aos 75 anos de idade, e muito lúcido, diga se de passagem. Não concorda que fazia música de protesto, por achar que "protesto é coisa de quem não tem poder". Diz ele:"O que eu fiz foi música popular brasileira".
Alegremo-nos, pois Vandré quer voltar a cantar. Já tem 30 músicas novas compostas e pretende gravá-las em um país da América do Sul, em bom espanhol.
Cutucado pelo excelente repórter Geneton, voltou a criticar a tropicália, dizendo com todas as letras que acha a música de Gil e Caetano uma porcaria. Concordemos ou não, o fato é que Vandré continua o mesmo, sem fazer média com ninguém e dizendo tudo o que pensa.´Reconheçamos: com propriedade.

Já vi este filme


A propósito desse caminhão que se partiu no meio, colocando em risco a vida de servidores da coleta de lixo em Maringá, nunca é demais lembrar a política de sucateamento propositado da frota da antiga Secretaria de Serviços Públicos,pelo prefeito Ricardo Barros (1989/1992). O objetivo era justificar a privatização da coleta do lixo urbano, o que acabou acontecendo por meio da Sotecol. Lembro que ao passar o cargo para Ricardo em janeiro de 89, Said Ferreira deixou, salvo engano, uma frota enorme de caminhões kuka. Quando retornou 4 anos depois e nem recebeu o cargo das mãos de Barros, que fugira antes pela janela, a frota de caminhões de lixo estava no bagaço. E além de romper com a terceirizada, Said (in memorian)teve que pedir socorro ao governador Roberto Requião, que entregou ao município, uma dezena de novos caminhões coletores.
Notaram uma coisa? O enredo do filme dirigido pelo irmão Silvio é o mesmo, embora a competência , decididamemnte, não seja.

Nossos políticos são família até debaixo d' água

A política paranaense, que não se diga o contrário, continua respeitosa, coisa de família mesmo. Só lembrando alguns casos: Antônio Anibelli saiu da Assembléia Legislativa e fez do filho Anibelinho, seu sucessor na cadeira; Edgar Bueno fez o mesmo com o filho André; Hermas Brandão foi além: colocou lá um filho e um neto. Antes, Aníbal Kury tinha deixado o neto ocupando um espaço que lhe pertenceu, embora sem aquela conhecida astúcia. Quem se dispuser a puxar pela memória ou pesquisar, verá que a vocação familiar da nossa política paroquiana e fisiológica vai muito longe.
Ah, ia me esquecendo: Requião ainda se encontra na lida, mas já está preparando o sucessor. Como nenhum dos irmãos deu certo, ele jogou suas fichas no sobrinho João Arruda, muito parecido, até no topete e na falta de modéstia.

16 de abril de 2011

Blog continua censurado

O Blog do Esmael continua fora do ar, por ordem judicial. A justiça concedeu liminar no dia 7 último a mandado de segurança impetrado pelo governador Beto Richa.

FHC, hilário

"Ele [Lula] se esquece que eu o derrotei duas vezes. Quem sabe ele queira uma terceira. Eu topo".

. Fernando Henrique Cardoso, em entrevista a Alexandre Machado

Assassinatos em profusão no Brasil indulgente

. por João Paulo Charleaux (Blog Escrevinhador)

"Hoje, 94 brasileiros morrerão depois de receber um disparo de arma de fogo. É como se a tragédia ocorrida há uma semana na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, se repetisse oito vezes por dia. Todos os dias.

Por não compor um enredo comovente, esta hecatombe a granel passa para os registros sorrateiramente – não há cartas de psicopatas suicidas, nem há vídeos no Youtube mostrando parentes gritando na rua e estudantes fugindo. Não é notícia. E, por isso, os 60 milhões de brasileiros que foram contra a proibição do comércio de armas no Brasil, no referendo de 2005, não se sentem responsáveis por nada disso.

Agora, uma nova iniciativa parlamentar pretende convocar mais um referendo sobre o tema, provavelmente, para o dia 2 de outubro. A proposta, apresentada pelo senador José Sarney depois da tragédia de Realengo, já está na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado e deve ir a plenário na sequência. Com sorte, os brasileiros terão uma segunda chance de decidir sobre um assunto vital e negligenciado.

Em todo o mundo, a produção, o comércio e o tráfico de pequenas armas de fogo e munição constituem um dos aspectos mais obscuros, menos regulados e mais cinicamente ignorados pela opinião pública.

O Brasil é um grande produtor de armas. Três empresas privadas continuam produzindo a cluster bomb, um tipo de munição altamente letal e imprecisa, proibida pela Convenção sobre Munições em Cacho, da qual o Estado brasileiro não é signatário.

O país é também um grande produtor de revólveres e pistolas. Por dia, são produzidas aqui 2.800 armas de cano curto, das quais 320 ficam no País e o restante é exportado. De cada dez armas apreendidas pela polícia no Brasil, oito são de fabricação nacional. E 70% das mortes por armas de fogo registradas aqui em 2010 foram provocadas pelo uso de armas que entraram legalmente no mercado, ou seja, entraram nas ruas pelas mãos de “pessoas de bem”.

Os assassinos, aliás, também são, na maioria dos casos, “pessoas de bem”. Pesquisadores norte-americanos e australianos realizaram uma pesquisa sobre o perfil dos crimes com armas de fogo em seus países e chegaram à conclusão de que em apenas 15% dos casos as vítimas não conheciam os assassinos. Na maioria das cidades brasileiras, os homicídios também ocorrem entre pessoas que se conheciam, em finais de semana, em brigas de bar ou de família e por motivos fúteis.

Um dos entraves para frear esse massacre é o lobby das empresas produtoras de armas. No referendo brasileiro de 2005, a Taurus doou 2,8 milhões de reais para a campanha do “não” e a CBC (Companhia Brasileira de Cartuchos) doou outros 2,7 milhões de reais. A soma corresponde quase à totalidade do custo da vitoriosa campanha do “não”.

A lógica do jogo fisiológico ilógico

O bom senso recomendaria critérios políticos e tambem técnicos para a nomeação dos cargos de cheffias regionais no governo do Estado. Nesse início de governo Beto Richa, os critérios passaram a ser curralisticamente partidários. E nesse jogo ilógico da lógica fisiológica, quem está dando as cartas em Maringá é um político da região de Londrina e outro de Curitiba. Durval Amaral, Chefe da Casa Civil, deita e rola com as nomeações por aqui. E Luiz Cláudio Romanelli, o peemedebista que deu uma banana para o seu PMDB e apoiou Beto Richa, do PSDB, fica com parte considerável desse quinhão. Ainda sobra alguma coisa para ser dividida entre entre Ricardo Barros, Dr. Batista e Evandro Júnior.

Maringá perde importância no governo Beto

A Coordenação da Região Metropolitana de Maringá continua sem coordenador. A Comel foi mantida com status de secretaria, com salário de primeiro escalão para o ocoordenador. A COMEM caiu de nível e ao ficar o coordenador afeto à Secretaria de Desenvolvimento Urbano,teve sua importância reduzida, na mesma proporção do salário que caiu de R$13 mil para R$5 mil. O ex-prefeito de Floresta, José Roberto Ruiz, indicado pelo daputado Evandro Júnior, dispensou o cargo.

Inquietações tucanas

Tucanos de bico pequeno andam preocupados com a executiva municipal do PSDB, que parece não se lembrar que 2012 é ano de eleições municipais. Do jeito que a coisa vai, o partido dirigido pelo professor Wilson Matos pode não ter nem chapa de vereador.

15 de abril de 2011

Cultura útil


Essa eu pincei do blog do Bourdoukan:"Para se informar sobre os rigores do inverno, basta observar o comportamento das formigas. Colheita incessante e trilha extensa são uma indicação clara. A intensidade do frio e a instabilidade do tempo serão equivalentes à quantidade de alimentos que elas recolhem para o armazenamento. E como o homem agradece tão preciosa informação? Esmagando as operárias com os pés ou jogando veneno no formigueiro. Isto, não sem antes praguejar e proferir uma série de adjetivos nada abonadores contra a existência da "praga". Mal sabe ele que as formigas raramente atacam plantas saudáveis.
Ao invés de cuidar das plantas doentes, ele elimina quem o alerta".

"Trio parada dura"

Informa Ângelo Rigon em seu blog que o "trio parada dura" da Prefeitura de Maringá Leopoldo Fiewski, José Bovo e Vagner Mússio ganhou mais poderes dentro da "administração cidadã". Ministério Público? Qual o que, sô!

ACM disse, sobre FHC

" Messias, reduzir as cabeças pensantes de Maringá a 250 pessoas é um crime. Pra começar, quem pensa por Maringá ou pelo Brasil não iria ouvir FHC. Onde chegou a a ACIM, hein? Grande cabeças já passaram por lá! Qualquer candidato que queira ter algum sucesso pelo PSDB tem que mandar, publicamente, que FHC cale a boca e assinar um documento, registrado em cartório, que revisará as privatizações de seu governo. É lógico que não poderá ser o Serra, porque o Serra assinou documento dizendo que não seria candidato ao governo de São Paulo e não honrou. Enquanto FHC continuar abrindo a boca...".
.ACM, vem a ser meu amigo Antônio Carlos Moretti

Quando o vice assume, ele é o prefeito. Ou em Maringá é diferente?

" Silvio Barros II (PP) entregou o cargo ao vice Pupin na tarde do último dia 7 e desde então encontra-se de férias reais, devendo visitar o município novamente no próximo domingo; se não aparecer nenhuma outra viagem internacional daqui até lá, na segunda ele reassume a cadeira. Nas publicações oficiais, no entanto, lá do Canadá, é Silvio II e não Pupin quem assine alguns dos avisos de licitação da Prefeitura de Maringá. Seis deles foram publicados hoje com data do dia 13 e “assinados” pelo prefeito Silvio II, quando, no dia 13, e até a próxima segunda-feira, o prefeito é Pupin".

. Do site do Rigon

Meu comentário: Ué, esses avisos não são nulos? Se nesses dias SB II é prefeito licenciado (e ausente do país),como pode apor sua assinatura a documentos oficiais?
Será que estão brincando de administrar Maringá? Ô Pupin, cadê você?

14 de abril de 2011

O parto da montanha

De um amigo sobre a palestra de FHC em Maringá:
"A cabeça dirigente da cidade estava lá em 80% - as chamadas
"forças vivas". A "chamada" de nome a nome foi um pé no saco.
Pelo menos 250 pessoas foram nominadas ou convidadas à mesa.
Suntuosidade com preciosismos narcisistas, ao melhor estilo
nóis é nóis e o resto é a rapa.
Foram inacreditáveis 70 minutos de cerimonia e 50 minutos de FHC. A montanha
pariu um rato, sem exagero".

Até os tucanos estão p da vida com FHC


Do blog do Carlos Azenha:

"FHC desagrada a tucanos e escancara viés elitista do PSDB.
O polêmico artigo “O Papel da Oposição”, assinado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e divulgado nesta terça-feira (12), constrangeu lideranças do PSDB e acirrou a crise dos partidos oposicionistas. Num momento em que tucanos como o governador Geraldo Alckmin (SP) e o senador Aécio Neves (MG) tentam se aproximar das centrais sindicais e de segmentos populares, FHC apregoa, no texto, que o PSDB deve abrir mão tanto dos movimentos sociais quanto do “povão”.

PS: Esse é o mesmo FHC que veio a Maringá proferir uma palestra xoxa nos 58 anos da ACIM. O empresariado, como não poderia ser diferente, estendeu tapete vermelho para recepcionar o rei da soberba, que cobrou pequena fortuna para falar o óbvio a uma seleta platéia.

13 de abril de 2011

O crime vai ser, enfim, consumado


Aqui havia um monumento histórico, um dos poucos que Maringá ainda preservava. Mas a febre imobiliária levou a "administração cidadã" a demolir o prédio da rodoviária velha, inclusive desrespeitando decisão judicial, para que no lugar surja um grande prédio, feito pela iniciativa privada e com o argumento falacioso de transformação do lugar um espaço cultural. A Câmara Municipal, sempre cordata, graças a um time chamado Amém F.C., está em vias de autorizar a desafetação, e por conseguinte, autorizar a consumação de um crime contra a memória da cidade.

Pra contato

messiasmendes@bol.com.br
messiasmendes50@hotmail.com

12 de abril de 2011

Fazendo o gênero " me engana que eu gosto"

O O Diário online acompanha a palestra de FHC em Maringá em tempo real. Às 22h45 - ele ressaltou a importância da ética: “Não podemos continuar sendo um país frouxo, que vê a corrupção e não protesta, não se indigna. Não se pode aceitar as coisas. Um país maduro é um país que protesta”.

FHC continua assumindo a paternidade do Real

Fernando Henrique Cardoso, cuja palestra em Maringá começoiu com duas horas de atraso,acaba de afirmar:"Quando assumi o Ministério da Fazenda recebi muita pressão para não abrir mais a economia, não abaixar mais as tarifas alfandegárias, pois industriais de todo o País diziam que nós não íamos conseguir competir. Mas eu resisti e persisti. Assim nasceu o Plano Real".

Meu comentário: ele continua afirmando e reafirmando que o Plano Real é da sua lavra.FHC estava nos Estados Unidos como embaixador quando foi trazido de volta para pilotar o Plano Real, cujo pai era o então presidente Itamar Franco. FHC chegou quando tudo já estava pronto, em projeto pilotado pelo economista André Lara Rezenda. FHC apenas assinou a URV e as notas do real, que sob seu comando quase naufragou. Ele saiu para ser candidato a presidente em 2004 e foi substituído por Rubem Ricúpero, o da parabólica, este sim, com muitos méritos sobre o sucesso do Plano Real. Depois veio Ciro Gomes e a coisa tomou o rumo que deveria tomar. Quem acompanha o noticiário político nacional, sabe da mágoa que Itamar Franco tinha de FHC por ele assumir indevidamente a paternidade do Real, sem atribuir o devido crédito a quem realmente ou criou e por ele se responsabilizou, ou seja, o próprio Itamar Franco.

Frescura pouca é bobagem

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso acabou de conceder uma entrevista coletiva no auditório da Acim, em Maringá. Para participar, os repórteres precisaram ir de terno e gravata. Exigência da assessoria de FHC. Apenas seis perguntas deveriam ser feitas sobre assuntos selecionados previamente pela assessoria dele. E mais. Quem podia perguntar eram apenas órgãos de comunicação com expressão estadual (confesso que não entendi muito bem). FHC pisou no molhado. Falou, falou e não disse nada de novo. Também, pudera, com tantas exigências. Logo mais à noite tem palestra dele na cidade.

. Donizete Oliveira (que participou da coletiva sem terno e gravata)
(site do Rigon)

PS: Mas afinal, ele é o principe dos sociólogos e com a realeza não tem senão e nem talvez. Se FHC não falou nada de interessante na coletiva, haveria de falar na palestra que custará R$ 500,00 a cada espectador? Com certeza vai dizer que o Brasil é o que é graças a ele e ao Plano Real que ele diz ser pai, sem ser. O que será que falou na coletiva ou falará na palestra sobre as privatizações tenebrosas da Vale e quetais? Não vou assistir, até porque quem sou eu pra ter quinhentão pra este fim? Mas algum amigo há de me reproduzir algo que sua ex-excelência disser. Aí eu conto proceis.

Para contato

messiasmendes@bol.com.br
messiasmendes50@hotmail.com

A nova fábrica de craques

O Lance anunciou hoje que o Corinthians vai mesmo levar Paulo Henrique Ganso para o Parque São Jorge. O Santos desmente e Ganso não confirma. Mas escrevam aí esses dois nomes, que no máximo em dois anos estarão matando a pau no "Peixe", tanto quanto Ganso, tanto quanto Neymar: Tiago Alves e Victor Andrade, os dois próximos de completar 17 anos. O primeiro era do Tunaluso (Pará) e o segundo é sergipano mas já andou por Portugual, jogando nas categorias de base do Benfica.
Em tempo: o Jean Chera, aquele menino que foi tirado da Adap de Campo Mourão com 9 anos, hoje tem 15 e é considerado um futuro Zico.
Lembro, a propósito, que em passado recente o grande produtor de craques era o Vitória da Bahia. De lá saíram Vampeta, Dida, Edilson (capetinha), Alex Alves, Júnior Baiano e tantos outros. Hoje, quando se fala em fábrica de craques, fala-se em Santos F.C. Só para lembrar os mais conhecidos dos últimos 10anos: Robinho, Diego, Neymar e Ganso.

HU: é preciso mudar o foco da discussão

O jornal O Diário mostra hoje mais uma reportagem sobre o caos da saúde em Maringá, colocando o HU no centro da discussão. De fato o Hospital Universitário não dá conta da demanda e sintetiza todo o estado de abandono em que se encontra a saúde pública na cidade. Mas é preciso mudar um pouco o foco da discussão, com a mídia cobrando melhorias não apenas em Maringá mas em toda a região, que manda pacientes pra cá. É um crime o que fizeram nos pequenos municípios, onde há anos não se investe na construção de hospitais para atendimento , pelo menos da média complexidade. É mais cômodo aos prefeitos receberem ambulâncias das mãos de deputados despachantes para alimentar o turismo da dor.
O diretor do HU, Dr. Carlos Amador, celebra a vinda, por esses dias, de uma verba de mais de R$ 2 milhões para o hospital. Vai dar para algumas ampliações, melhoria de setores importantes do HU e consequentemente, melhoria do atendimento.Mas não nos iludamos: o caos do HU, que é um hospital escola e não um pronto socorro regional, tem origem, claro, na falta de investimento, mas principalmente no aumento irracional da demanda. É preciso que a mídia cumpra seu papel de informar, mas não caia no erro primário de mostrar apenas um lado da moeda. Enfocar o problema do hospital sem bater pesado na negligência criminosa dos agentes públicos da nossa Região Metropolitana é "comer barriga" (expressão que nós jornalistas usamos para definir nossos próprios cochilos na arte de informar).
Quem sabe este seja o momento para a imprensa local iniciar uma campanha contra o fim do "turismo da dor"? O O DIÁRIO, pela sua importância e pelo seu peso, enquanto principal jornal do Norte-Noroeste, é o veículo certo para, nesta hora certa, iniciar o grande debate.

Beto paz e amor

Continua censurado o blog do Esmael Morais, de Curitiba, um dos mais visitados do Paraná. O blog está fora do ar por ordem judicial, a pedido do governador Beto Richa. Só lembrando: ontem na Assemnbléia Legislativa o deputado Ademar Troiano (PSDB) fez um apaixonado discurso dizendo que "o Paraná não tem mais o governador do ranço, da raiva, do ódio...".
Imagine se tivesse!

11 de abril de 2011

Teatro do horror no Araguaia

"Reportagem de Lucas Figueiredo com fotos de Daniel Kfouri publicada na revista GQ denuncia que o Exército brasileiro usou (mediante coação e pagamento) índios e mateiros para perseguir, executar, matar e até cortar a cabeça de guerrilheiros que lutavam no Araguaia contra a ditadura civil-militar que golpeou o país em 1964.

O índio Warani declarou que "[Soldados] levaram índio dizendo que era para caçar macacos e caititus. Mentira! Era para caçar terrorista." Terrorista é como a ditadura chamava (e seus seguidores de hoje chamam) os que pegaram em armas para combater o golpe".


. Do Blog do Mello

Mau gosto


Li no site da Arquidiocese de Maringá,após ver postagem (chamada) no site do Rigon, este ótimo artigo do padre Orivaldo Robles. A abordagem, longe de ser moralista, é interessante e vale a pena ser lida. Por isso, faço questão de reproduzir o texto na íntegra:

"Tenho certeza que, ao final desta leitura, serei malhado. Já aconteceu antes. Padre se abre a boca, vem paulada na moleira. “Entendidos” de plantão sacam requentadas fichas da Inquisição, da pedofilia de clérigos e coisas que tais. Fatos que ouviram, embora nunca revelem interesse por conhecer. Melhor deitar falação inconseqüente do que investigar com serenidade. Estudar dá trabalho. Além do quê, vai que a pesquisa chegue a conclusão diferente daquela que a gente aceita. Aí, toca mudar de opinião e enrolar a bandeira agitada com tanto gosto.

A verdade, não custa lembrar, independe de preferências. Por si mesma se impõe. Muita gente, porém, tenta o malabarismo de montar, sobre fato único, várias verdades excludentes entre si. Ajeita a realidade àquilo que lhe convém. Será que exatidão factual só tem valor para peritos, como nossos Reginaldo Benedito Dias e Ângelo Priori? Os outros podem usar uma História light descompromissada da objetividade?

No atropelo em que vivemos, é mais rápido engolir versões do que investigar fatos. Sujeitos à autocracia do mercado, esse deus feroz e sem rosto, os veículos de massa perseguem as variações sociais, que se alternam com rapidez de dar vertigem. O humor mercadológico agita um tema ou expõe um produto enquanto há consumo. Logo o substitui por outro mais recente. Os meios de comunicação se nutrem de contínuos dados novos. Inusitados ou impactantes, melhor ainda. Se criam polêmica, aí é sopa no mel.

Caso de capa da Folha de São Paulo, quarta-feira passada, dia 6. No centro, foto com a chamada: “Loja vende sutiã com enchimento para meninas de 6 anos”. No caderno Ilustrada, coluninha de 5,5 x 4,0 cm, em 15 linhas, informa que a peça vem com calcinha, ao preço de R$ 15,90 o conjunto.

Não me considero falso moralista. Nem puritano nem arcaico. Tampouco venho de outro planeta. Mas alguém pode me explicar que necessidade tem de sutiã uma garotinha de seis anos? É ou não tremenda forçada de barra com o único objetivo de ganhar dinheiro? Que reações vai provocar na mente de uma menina dessa idade o uso de tal peça? Gente, não se atropela impunemente o ritmo natural da vida. Estamos lidando com pessoas humanas, não com ratinhos de laboratório. Qual o proveito de irresponsavelmente queimar etapas do desenvolvimento infantil? Profissionais sérios de distintos campos da ciência se esgoelam contra o hábito de tratar criança como um adulto em miniatura. Pais há com olhos voltados só para lançamentos da moda. Mas é unicamente isso que importa?

Quanto mais alto o nível socioeconômico, revelou-me médico da área, tanto mais cedo ocorre a menarca. Além de outras causas, também por conta do excesso de estímulos que hoje recebem, há menininhas menstruando aos nove anos. Não será fruto da desinformação de pais, que acham lindo manipular crianças como clones de adultos? Vivemos numa sociedade em que, a pretexto de liberdade ou de progresso, gente grande se empenha em despertar, por todas as formas, o erotismo infantil. Depois, com cínica indignação, vocifera contra barbaridades que vêm cobrir de vergonha e dor a sociedade brasileira.

Muitos se lembram da propaganda do primeiro sutiã, feita há alguns anos. Um primor de criatividade e beleza. A matéria desta semana, ao contrário, revelou um atestado de mau gosto.


. Padre Orivaldo é sacerdote na Arquidiocese de Maringá

Senador, senador!

“Como escritor, o Sarney é muito melhor do que o Gabriel García Márquez”, diz Requião.


Já imaginou os marimbondos de fogo atacando Macondo? Aí é pra acabar,né , senador?

Que paz mais besta é essa, sô!

"Enquanto as forças armadas de Israel matam crianças palestinas, o governo daquele Estado apregoa mundo afora, e com a cumplicidade da mídia, que quer a paz".
. Bourdoukan

Não, Freud não explica não

"O empresário Roberto Iantorno (Construtora Vale Azul), que chegou a ser aventado como um possível candidato a prefeito em 2012, já não faz mais parte dos planos do PMDB crispiniano. Depois de analisar bem a proposta, ele teria recuado. Agora, é a filiação de Léo Ruggeri (Laboratório São Camilo) o novo objetivo do diretório, para que possa ser apresentado como vice do deputado estadual Enio Verri (PT), que, cá entre nós, preferiria alguém do PDT. Crispim, de seu lado, continua aguardando a nomeação para a superintendência do Ibama no Paraná.

De qualquer forma, o PMDB espera, além do cargo, a vice do PT. Por sinal, o PMDB tem uma queda por endinheirado que talvez Freud explique".


. Do site do Rigon

PS: Não meu caro Rigon, Freud não ousaria tentar explicar a lógica crispiniana.Só o próprio Crispim, e talvez o Grillo, possuem a chave desse mistério.

10 de abril de 2011

Sobre o rapaz que matou 12 crianças e se matou


Diego Peterson, colega de escola de Wellington, comenta em pitaco no blog do Rodrigo Viana o seguinte:"Lembro que ele tinha um único amigo.Era um tal de Bruno, que era fanho. Sempre andavam juntos e, quando a gente os chamava de “retardados”, sorriam aquele sorriso amarelo.Mas eram brincadeiras inocentes.Wellington nem jogava futebol, apesar do campinho na frente da casa em que morava. Só andava para cima e para baixo com a mãe, que ele amava.
A mãe Dicéa Menezes de Oliveira era Testemunha de Jeová -a família frequentava o salão da igreja que ficava da mesma rua. Dicéa andava pelo bairro todo oferecendo as publicações do grupo religioso, e Wellington, filho adotivo caçula, ia com ela.

O ensino médio, que fez no colégio Madre Tereza de Calcutá, também em Realengo, Wellington viveu ainda na sombra. Tirava boas notas, nunca foi expulso de classe, mas estava sempre calado. Sumia entre os 50 alunos.
Até a irmã Rosilane, com quem Wellington viveu até o ano passado, achava-o diferente: “Era muito estranho mesmo. Não era de sair. Vivia no computador e não tinha amigos".

Jornal se desculpa por mentir

Calma, o jornal não é daquí,não, é da Bolívia:

"Para evitar sanções mais duras, como levar o dono para a cadeia, o jornal boliviano La Voz, de Cochabamba, pediu desculpas públicas por disseminar uma notícia falsa sobre a suposta quebra de um banco local".

Jornalista desmascara revista Época em reportagem sobre o "mensalão" e deixa no ar a pergunta: por que a mídia poupa tanto o banqueiro Daniel Dantas?

. por Leandro Fortes, em Carta Capital

"O escândalo do mensalão voltou à cena. Em páginas recheadas de gráficos, infográficos, tabelas e quadros de todos os tipos e tamanhos, a revista Época anunciou, na edição que chegou às bancas no sábado 2, ter encontrado a pedra fundamental da mais grave crise política do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre 2005 e 2006. Com base em um relatório sigiloso da Polícia Federal, encaminhado ao Supremo Tribunal Federal, a semanal da Editora Globo concluiu sem mais delongas: a PF havia provado a existência do mensalão e o uso de dinheiro público no esquema administrado pelo publicitário Marcos Valério de Souza. Outro aspecto da reportagem chamada atenção: o esforço comovente em esconder o papel do banqueiro Daniel Dantas no financiamento do valerioduto. Alguns trechos pareciam escritos para beatificar o dono do Opportunity, apresentado como um empresário achacado pela sanha petista por dinheiro.

As provas do descalabro estariam nas 332 páginas do inquérito 2.474, tocado pelo delegado Luiz Flávio Zampronha, da Divisão de Combate a Crimes Financeiros da PF e encaminhado ao ministro Joaquim Barbosa, relator no STF do processo do “mensalão”. Inspirados no relato de Época, editorialistas, colunistas e demais istas não tiveram dúvidas: o mensalão estava provado. Estranhamente, a mesma turma praticamente silenciou a respeito dos trechos que tratavam de Dantas.

Infelizmente, os leitores de Época não foram informados corretamente a respeito do conteúdo do relatório escrito, com bastante rigor e minúcias, pelo delegado Zampronha. Em certa medida, sobretudo na informação básica mais propalada, a de que o “mensalão” havia sido confirmado, esses mesmos leitores foram enganados. Não há uma única linha no texto que confirme a existência do tal esquema de pagamentos mensais a parlamentares da base governista em troca de apoio a projetos do governo no Congresso Nacional.

Ao contrário. Em mais de uma passagem, o policial faz questão de frisar que o inquérito, longe de ser o “relatório final do mensalão”, é uma investigação suplementar do chamado “valerioduto”, solicitada pela Procuradoria Geral da República, para dar suporte à denúncia inicial, esta sim baseada na tese dos pagamentos mensais. Trata, portanto, da complexa rede de arrecadação, distribuição e lavagem de dinheiro sujo montada por Marcos Valério. Zampronha teve, inclusive, o trabalho de relatar como esse esquema a envolver financiamento ilegal de campanha e lobbies privados começou em 1999, ainda no governo Fernando Henrique Cardoso, e terminou em 2005, na administração Lula, após ser denunciado pelo deputado Roberto Jefferson, do PTB. Ao longo do texto, fica clara a percepção do delegado de que nunca houve “mensalão” (o pagamento mensal a parlamentares), mas uma estratégia mafiosa de formação de caixa 2 e que avançaria sobre o dinheiro público de forma voraz caso não tivesse sido interrompida pela eclosão do escândalo".

O verde não será tão verde em Sarandi


Informa Hilário Gomes em seu blog que Cido Spada foi recebido com festa no PV, principalmente por ter levado junto com ele algumas lideranças que o acompanhavam no PT quando era prefeito. É o caso do seu vice no primeiro mandato, Claudionei Vitorino e do seu secretário de saúde, Nei Sordi. O PT anuncia processo de expulsão de Cido, mas o ex-prefeito de Sarandi já pediu desfiliação.Porém, problema é o que nao vai faltar para o novo Partido Verde da vizinha cidade. O maior deles é a suspensão dos direitos políticos de Cido Spada,por três anos, segundo informa hoje o blog do Rigon.

Bem , meu caro Alberto Abrãao, foi uma grande conquista,sem dúvida, mas o PV terá algumas dificuldades a superar na vizinha Sarandi, onde reina tudo, menos a paz dos cemitérios.

Trocadalho ideológico


Genial esse cartum do Spon Holz que acabo de pinçar do blog da Marta. Cuba, que vivia muito bem enquanto existiu a URSS, nao renegava Mao, mas rejeitava Coca-Cola, preferindo a (pode ser?) Pepsi.

Florestan rejeitou a guerrilha


O professor Florestan Fernandes, um dos mais qualificados intérpretes de Marx no Brasil tinha muita reserva ao radicalismo de esquerda, mesmo não transigindo com o reformismo. Era,pois, um revolucionário de verdade, um utópico por excelência. Tive a honra de entrevistá-lo para a revista Pois É em uma de suas vindas a Maringá. Agora, vejo no blog da professora Marta Bellini trechos de uma entrevista do saudoso acadêmico, publicada em 2008 , com uma revelação surpreeendente:"Fui convidado para fazer parte da guerrilha. Foi-me oferecida a sua chefia. Aí eu disse: “Olha, devido à minha visão marxista da luta de classes eu não posso aceitar fazer parte da guerrilha. Como tal, eu não podia aceitar, porque se a guerrilha não existisse, a ditadura precisaria criá-la para aprofundar a repressão e a contra-revolução. Não havia condições para uma ruptura no plano político, suficientemente profunda, para que a guerrilha pudesse ser o detonador de uma rebelião das classes trabalhadoras e das massas populares. Então, eu disse: “Não, eu não entro nessa.”

Notícia para os inimigos dos blogs lerem na cama

Acredite se quiser, mas vai haver um encontro mundial dos "blogueiros do senhor". Por meio do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, o encntro deve acontecer em Roma no próximo dia 2 de maio.Diz o cardeal Gianfranco Ravasi, presidente do Conselho de Cultura, organizador do encontro:"no geral, os blogueiros são um pouco provocadores. Como seria possível ignorá-los? São sujeitos fundamentais da nova comunicação”.

Fonte: Cloaca News

9 de abril de 2011

Governador tira blog do ar novamente

Prezado leitor:

O blog do Esmael Morais tem esta mensagem em fundo preto:

Em respeito à decisão do MM. Juiz de Direito, Austregésilo Trevisan, exarada nos autos nº 049.205/2010, da 17ª Vara Civel de Curitiba, a pedido do senhor Carlos Alberto Richa e familiares, este blog encontra-se fora do ar, e assim permanecerá até ulterior decisão em sentido contrário.

Peço desculpa ao leitor pelo transtorno, ao mesmo tempo em que informo que providências estão sendo tomadas para a normalização do blog.

Atenciosamente,



Esmael Alves de Morais

No problem, Marta pode ser chamada de "perua"

A justiça libera a revista Veja para chamar a senadora Marta Suplcy de "perua". A nota é do Claudio Humberto:

"A senadora e ex-prefeita paulistana Marta Suplicy (PT) pode ser chamada de “perua” sem que isso implique em “indenização por dano moral”, como ela pretendia. A indenização foi negada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo e ela recorreu, mas o Superior Tribunal de Justiça decidiu que seu recurso é “incabível”. O TJ entendeu que a revista Veja utilizou a expressão apenas para ressaltar o “estilo pessoal” de Marta".

É cada coisa!

PT quer expulsar Cido antes que ingresse no PV


Informa o petista Rogértio Rodrigues em seu blog que a direção municipal do PT vai encaminhar à comissão de ética do partido o pedido de expulsão do ex-prefeito Cido Spada.
Cido ainda não oficializou sua saída, embora já tenha conversado com o PV que deve fazer uam festa para recepcioná-lo.

Petistas orgânicos, como o Rogério, gritam em coro:"va con dios hombre".

Bons tempos aqueles

Estava eu hoje de manhã no Café Cremoso conversando com os ex-vereadores Eli Diniz e Antenor Sanches. Falamos da qualidade da Câmara Municipal, que na época de Eli , e mais ainda de Antenor, vereador de 7 mandatos, as comissões permanentes funcionavam de verdade. "Pois é, debatiamos, emitiamos parecerem bem elaborados, às vezes até quebrávamos o pau. Mas não me lembro de nenhum vereador da minha época atuar pensando em vantagens pecuniárias. E olha que exerci meus mandatos numa época em que o vereador não tinha salário", lembrou Sanches, recordista nacional em apresentação de requerimentos e indicações.

Chaves e o tesouro do Orinoco


Há hexatos dois anos dei uma nota neste blog sobre a descoberta de um lençol petrolífero gingantesco na Venezuela. Li isso numa notinha de pé de página do jornal O Estado de São Paulo. E na época comentei: "Está explicado o esforço dos Estados Unidos para satanizar Hugo Chaves". Pois não é que agora a mídia internacional começou a dar destaque à descoberta do Vale do Orinoco? É um lençol que abriga cerca de 300 bilhões de barris de petróleo. Agora sim, é que Chaves vai mesmo virar o demônio.
Acabo de ver no blog do Azenha reportagem que ele fez para a Rede Record na área cobiçada, às margens do Rio Orinoco. É um tesouro incalculável que, de certa forma, justifica o endurecimento de Hugo Chaves contra o olho gordo de Tio San.
Ah, ia esquecendo: a Venezuela, segundo Carlos Azenha, tem a gasolina mais barada do mundo - o equivalente a 2 centavos o litro. Com 2 reais lá, se enche um tanque de 50 litros de nafta. Que inveja!

"Professor" Bolsonaro

"Degradante, o espetáculo degradante da torcida do time de vôlei do Cruzeiro, chamando um jogador de “bicha”, em coro, revela que a hipocrisia brasileira vai além das críticas ao deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ)".

. Do blog do Cláudio Humberto


PS: Mas vamos e venhamos: que o Bolsonaro anda fazendo escola, ah isso anda!

Airton Camargo disse...

...sobre a candidatura de Cido Spada a prefeito de Sarandi pelo PV em 2012:

"Cido Spada também não tem chance alguma caro Messias, o PT praticamente expurgou os filiados com mandatos relativos ao ano em que se deu a instalação da Pajuan no municipio de Sarandi.
Cido Spada é o pai da criança, concluindo, quem tem juizo não vota em Cido, em qualquer partido que seja.
Não é o partido que faz o homem, mas o inverso.
O PT ficou manchado em Sarandi com ações do ex-administrador, hoje está dilacerado, sem chances de se reestruturar, a maioria debandou com os fiéis Cidistas, que já se tornou uma quantia insiguinificante".

Meu comentário: concordo em parte, realmente não é o partido que faz o homem, o homem faz o partido. Então, temos péssimos partidos porque temos péssimos políticos.
No caso de Sarandi, meu caro, há que se concluir, infeliz e desgraçadamente, que o município nunca teve sorte com seus prefeitos. Mas convenhamos: as administrações que antecederam as duas do PT foram péssimas e o que veio depois, nem se fala.

Lá não é como cá e nem cá é como lá

Informa Cláudio Osti no blog Paçoca com Cebola que "o presidente da Sanepar Fernando Ghignone participou em Londrina de uma reunião de trabalho com o prefeito Barbosa Neto. O objetivo foi ouvir demandas da prefeitura e discutir cláusulas do contrato com o município, que tem validade até 2033".
Hoje Londrina conta com 100% de atendimento com distribuição de água. O índice de coleta e tratamento de esgoto é de 87,30%. Com os investimentos anunciados por Ghignone em fevereiro, de R$ 94,03 milhões até 2013, o atendimento em esgoto chegará a 93%.

Nesse quesito Maringá está na frente: deve chegar ainda este ano a 98% de coleta e tratamento de esgoto. Em Londrina, a Administração Municipal se reuniu com a diretoria de empresa e renovou o contrato, claro com o aval da Câmara. Aqui, aproveitando-se da polêmica sobre um aditivo que pra mim nunca existiu, o prefeito SB II simplesmente ameaçou retomar o sistema, sem qualquer consulta à população.

Êpa, temos um dia! Valeu pela lembrança, Dani

"Parabéns pelo seu dia, o meu só um pouco - Jornalista!".

Recebo esta mensagem logo cedo da minha filha Danielle, formada em jornalismo pelo Cesumar,mas que não exerce, pois optou pela área da publicidade.

Na verdade, eu acho que todo dia é dia do jornalista, todo dia é dia da mãe,do pai,do trablhador, etc,etc,etc. Mas se há um dia específico, ressaltado às vezes com emoção por quem cultua efemérides, então que seja assim: viva nosso dia, o dia do jornalista. Valeu, Dani, pela lembrança.

8 de abril de 2011



. Pincei a "morbicharge" do blog do Pedrialli

Escárnio. Em Londrina, porque em Maringá não tem disso não, não tem disso não!

"O gabinete do prefeito de Londrina envia à Câmara documento ilegível para defendê-lo da acusação de promoção pessoal em festa do final do ano paga com dinheiro público. A Câmara analisa a possibilidade de abrir uma comissão de investigação e aguarda a defesa do prefeito para tomar a decisão.
O documento ilegível, o suposto contrato com a empresa que promoveu a festa, é a principal peça da defesa...

A Secretaria de Saúde extrapola todos os prazos determinados pelo Ministério Público para explicar o que está fazendo para atenuar o caos na Saúde. O promotor dá novo prazo, o prazo é desrespeitado...

O prefeito Homero joga a culpa do caos na Saúde sobre o SUS...

É a política do escárnio".


. Do blog do José Pedrialli

Que leiam na cama os tietes de FHC, que fará concorrida palestra em Maringá

"Daniel Dantas sempre soube quais as hortas a serem regadas, daí ter começado pela tucana à sombra de FHC, para ser premiado na hora das privatizações. Ao se concluir, o enredo encena um jantar com o presidente e príncipe dos sociólogos em 2002, destinado a traçar os caminhos do futuro. O banqueiro acabava de regressar de Cayman, onde guarda e põe a fermentar as contas secretas de inúmeros graúdos. No dia seguinte, FHC trocou as diretorias dos fundos de pensão, que até então eram entrave poderoso aos negócios dantescos".

Trecho de editorial da revista Carta Capital, explicando porque o banqueiro Daniel Dantas, pai biológico do "mensalão" e de tantos outros esquemas de corrupção no Brasil, tornou-se inviolável.

A região pode ter um prefeito do PV

O PV vai , enfim, disputar a prefeitura de uma grande cidade da região em condições reais de vitória. A cidade: Sarandi. O candidato: Cido Spada. Vale a lembrança de que Cido foi prefeito do município por duas vezes, pelo PT.

7 de abril de 2011

A.A.de Assis


A.A. de Assis é, desde hoje, cidadão benemérito de Maringá. A solenidade foi agora a nointe na câmara, cujo cerimonial teve o cuidado de marcar a data da entrega no dia em que o grande trovador faria 78 anos.Ao encerrar seu discurso, Assis se emocionou e emocionou os presentes, pedindo que todos cantassem com ele a canção Maringá,Maringá de Joubert Carvalho.
Como sempre surpreendendo, Assis tirou com a sua simpatia e jeito simples de ser, a sizudez do protocolo. E arrancou aplausos quando o amigo Adhemar Schiavoni anunciou que haveria um coquetel alí mesmo na Câmara, mas A.A.de Assis sugeriu que o dinheiro a ser gasto com bebidas e salgados fosse transformado em doação para o Lar Escola da Criança, uma das instituições filantrópicas que ele mais admira.

Assis, benemérito com mérito

Estarei daqui a pouco na Câmara Municipal para assistir a solenidade de entrega do título de Cidadão Benemérito de Maringá ao jornalista,professor e poeta A.A. de Assis, meu guru e guru de tanta gente boa que ,em Maringá, se dedica à escrita.Enfim, uma homenagem merecida e uma honraria que o nosso poder legislativo concede e à qual não há que se fazer qualquer restrição.

Médicos páram: lucro aos planos e ferro no SUS

Cerca de 11 mil médicos pararam nesta quinta-feira em todo o país. O protesto é contra os convênios, que os remunera mal, R$ 42,00 por consulta. Eles querem R$ 100,00. Já imaginou quantos R$ 42,00 os convênios não deixaram de desembolsar hoje? A conta certamente caiu sobre os cofres do SUS, que se já atende mal os que dele necessitam, imagine com a enxurrada de pacientes egressos da medicina de grupo?
Em algumas cidades os médicos anunciam paralisação por tempo indeterminado a partir do dia 23 próximo. É o caso de Ivaiporã (PR), onde os profissionais vão cobrar as consultas e emitir recibos para que os pacientes busquem ressarcimento junto aos seus planos.

Coisa feia, ehim Noblat?

"Linchar Bolsonaro é fácil. Ele é um símbolo, uma síntese do mal e do feio. É um Judas para ser malhado. Difícil é, discordando radicalmente de cada palavra dele, defender seu direito de pensar e de dizer as maiores barbaridades".

Quem escreveu esse absurdo aí foi o colunista e blogueiro Ricardo Noblat ( Globo). Ele defende o direito de Bolsonaro propagar seu discurso fascista, fazer apologia da tortura, disseminar o ódio e a segregação racial e étnica.Enfim, o deputado faz ode ao crime e isso é inaceitável. Voltaire, claro, jamais assinaria embaixo, por mais profundas que fossem suas reflexões a cerca da democracia.

Aécio demarcou terreno, mas...


Aécio Neves será o grande líder da oposição no Senado ao governo Dilma. Seu discurso de ontem à tarde demarcou este terreno. Aécio foi crítico e incisivo, mas pode ter cometido alguns erros táticos que lhe custarão caro em 2014, quando pretende disputar a presidência. Ele defendeu abertamente a privatizaçao de estradas e do sistema de água e esgoto do país. Quer dizer: o Brasil vai continuar sem uma oposição séria e competente no Congresso Nacional.

E se a moda pega?

Os professores da rede municipal de Londrina estão em pé de guerra com o prefeito Homero Barbosa, porque sua secretária de educação exige que em sala eles cumpram a hora relógio e não a hora aula. A diferença é a seguinte, esclarece Cláudio Hosti (Paçoca com Cebola): " a hora aula tem 50 minutos e a hora relógio 60 minutos".
Não se tem notícia de que em algum lugar do Brasil os professores cumpram a hora rleógio. Mas Homero quer que seja assim, porque nisso a Prefeitura economiza alguns trocados a custa dos trabalhadores na educação.
Tomara que o prefeito Silvio Barros II não leia esta notícia.Já pensou se a moda pega?

Professor Luiz Gonzaga disse:

Sobre o salário base dos professores:

"Até que emfim, embora continue sendo uma miséria, tratando-se da remuneração de quem educa ou educará nossos filhos.Penso que devríamos ter vergonha da remuneração que recebem os professores em nosso País. E depois vem o requião, falar em carta de Puebla e contra o piso nacional de salários para os professores. pense nisto, caso ele ainda resolva, ser acandidato a alguma coisa".

6 de abril de 2011

Não tem mais choro e nem vela, o salário mínimo de um professor é desde hoje R$ 1.184,14

Enfim, o piso nacional do professor vale para todo o país, inclusive para o Paraná, um dos dos cinco estados que não aceitavam pagar salário base de R$ 1.187,14 para professores da educação básica da rede pública. Até os municípios devem respeitar este piso. Os que não dispõem de orçamento para cobrir suas folhas, terão complementações do MEC, que só este ano deverá liberar R$ 1 bilhão de reais.
Não tem choro, nem vela, o novo salário mínimo do professor tornou-se lei nacional a partir de hoje, quando o Supremo Tribunal Federal rejeitou ações de inconstitucionalidade da lei, impetrada pelo Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Ceará.

Quem sabe, um refresco à "bolsa da viúva"


A Comissão de Reforma Política do Senado aprovou o financiamento público de campanhas eleitorais em todos os níveis. Essa é uma exigência da nova ordem, porque se funcionar pra valer (duvido, mas não faço pouco)a política brasileira toma um novo rumo. Teoricamente (vejam bem, teoricamente), o financiamento público acabaria com as relações promíscuas entre governos e financiadores privados de campanhas, geralmente prestadores de serviço para o Estado e, evidentemente, agentes contumazes do superfaturamento que tanto assalta a "bolsa da viúva".

A$$OMBRO


Informa o Lauro Barbosa em seu blog que o vereador Mário Verri assombrou a Câmara Municipal ontem à tarde com a informação de que a administração "cidadã" gastou mais de meio milhão de reais para instalar quatro painéis eletrônicos nas entradas de Maringá.
Vendo aquela matéria do jornal O Diário de domingo sobre o "Silvômetro", me ocorreu trocar a vogal "e" pela "i" e suprimir o "r".

Passaportes x Vale

"Vamos fazer assim:os filhos do Lula devolvem passaporte e FHC devolve a Vale e o patrimonio nacional alienado. Combinado panacas".


. Requião, sobre o bombardeio dos twitteros no caso do passaporte dos filhos do ex-presidente Lula.

5 de abril de 2011

Enfim, no governo Dilma


Segundo o blogueiro Esmael Morais, finalmente vai sair a nomeação do ex-senador Osmar Dias para um cargo no governo Dilma. Chamado para uma conversina nesta quarta-feira com o ministro Guido Mantega, Osmar será anunciado vice-presidente de Crédito Agrícola do Banco do Brasil. Pessutão continua no aguardo. E pode ser que tenha que esperar sentado, principalmente porque tem lá em Brasília um adversário encardido: o ex-amigo, colega de governo e de PMDB, senador Roberto Requião.

É de dar inveja nos babuínos


O senador Requião e o ex-governador Pessuti estão em pé de guerra. Há entre os dois uma luta encarniçada pelo comando do PMDB de Curitiba. Pessuti quer repatriar Gustavo Fruet para o partido , para que ele seja candidato a prefeito em 2012. Requião vai para o enfrentamento, lançando Rafael Greca. Com esses dois, o PMDB do Paraná está mais frito do que tem estado nos últimos anos. Guerra de babuínos é pouco.

2 de abril de 2011

Entenda a " tenda "


O STF manteve a condenação do Secretário da Indústria e Comércio do governo Beto Richa, em crime cometido quando Ricardo Barros era prefeito de Maringá. O episódio que gerou a ação do Ministério Público, deu processo e depois condenação de primeira e segunda instâncias. Refere-se àquela cortesia com chapéu do povo, aos devedores de IPTU que fossem amigos do rei. Até vereadores davam desconto em carnês, geralmente de aliados, muitos deles financiadores de campanha. O escândalo ficou conhecido como "Tenda dos Milagres", nome inspirado em um romance de Jorge Amado, que virou seriado da Rede Globo.
Esse fato mostra quão generosa é a nossa justiça para com "amigos" do erário. Em um país sério, daria cadeia, ao invés de pena meramente pecuniária.

Acoooorda prefeito!

"Se eu fosse o prefeito Silvio Barros, sério até que se prove o contrário, eu não perderia mais tempo. Como forma de livrar a própria pele, determinaria uma varredura na prefeitura, a fim de detectar possíveis focos de irregularidades, haja vista a enorme quantidade de denúncias pipocando quase todo santo dia. As últimas foram as do Observatório Social, que deixaram meio mundo estarrecido. Acooooorda prefeito !!!!!"

. Do blog do Lauro Babrosa

Coincidências. Peraí, coincidências?

Jorge Bourdoukan recebeu e repassou e eu peguei do seu blog e também repasso:

"Dois meses depois do seqüestro e assassinato do ex-presidente boliviano Juan José Torres, que fora deposto por golpe militar, exilando-se na Argentina, morria na Rio-São Paulo (Via Dutra) o ex-presidente Kubitschek.

Um mês depois, era vítima de atentado em Washington o ex-ministro de Allende, Orlando Letelier.

Mais três meses, em dezembro de 76, morria no interior da Argentina o ex-presidente João Goulart e, cinco meses mais tarde, o ex-governador Lacerda".

1 de abril de 2011

E daí, abestado?


A imprensa nacional divulga hoje que Tiririca contratou humoristas do progrma A Praça É Nossa para assessorá-lo. O que há de errado nisso? Tiririca é o deboche na política debochada do Brasil hilário.Tiririca é uma comédia. E, convenhamos, lá no Congresso tem muita gente "boa" que nunca faz rir, mesmo sendo suas ações políticas, verdadeiras tragicomédias.

Ignomínia

"Quanto vale um judeu?


De acordo com o governo de Israel 250 mil dólares.

É repugnante, não?

Mas o que há de se fazer?

Em se tratando de Israel deve-se esperar tudo, até essa ignomínia sobre o preço dos judeus.

O governo de Israel, querendo ocupar toda a Palestina, precisa de moradores, já que os que ele importou das antigas nações da União Soviética não foram o suficiente.

Razão porque está oferecendo 250 mil dólares para cada um dos um milhão e 600 mil judeus que vivem na Tunísia".


. Do jornalista e escritor Jorge Bourdoukan

Perguntar não ofende

"Fruet poderia ser a “redenção” do PMDB de Curitiba "

. Do Hora H News


E quem viria para redimir o PMDB de Maringá?

É possível que sim, é possível que não

"Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las".

Será que se Voltaire (1694-1778) tivesse conhecido Jair Bolsonaro teria ido tão longe nos fundamentos da democracia?

A notícia do dia

O parque do Ingá será reaberto oficialmente hoje, após dois anos de fechamento e muito mistério. Informa Lauro Barbosa em seu blog:

"A informação foi divulgada ontem pelo prefeito Silvio Barros (PP) durante entrevista coletiva à imprensa. Na entrevista foi divulgada a seguinte lista de novidades e revitalização

Loja de souvenir
Lanchonete e deck
Espaço de massagem
Campo de minigolfe
Autopista para carrinhos elétricos
Pista de aventura
Palco aberto
Academia da Primeira Idade
Guerra de água:
Jardim da Mata Atlântica
Museu, banheiros e ambulatório
Anfiteatro
Gruta
Nautimodelismo
Jardim japonês
Aluguel de bicicletas
Estátua do ex-prefeito Adriano Valente
Tirolesa e arborismo".

Que bom que hoje é 1o. abril.