30 de abril de 2011

Agora é tarde, Solange!

Informa o Rigon em seu site que "a Prefeitura de Maringáe o Hospital Santa Rita acordaram em reunião realizada ontem que o atendimento ao servidor municipal será mantido, através de um contrato emergencial por mais 30 dias. O diretor superintendente do Santa Rita, Hiran Castilho, aceitou a solicitação do prefeito em dar continuidade ao atendimento nos mesmos termos constantes no edital de licitação proposto pela administração municipal em respeito aos servidores, pois o valor apresentado pela prefeitura não é suficiente para cobrir os custos. O prefeito disse que nesses 30 dias a administração municipal estará empenhada em encontrar outra solução".

Meu comentário: continuo estranhando o solêncio obsequioso do SISMMAR com relação ao extermínio da Capsema, assassinada na primeira gestão do prefeito Silvio Magalhães Barros II. Na época andei escrevendo sobre "a crônica da desatistência anunciada", mas não me lembro ter visto qualquer mobilização dos servidores por parte do seu sindicato contra o crime (de lesa pátria) cometido.Agora não adianta chorar o leite derramado, minha cara Solange Marega.

Um comentário:

Marcos disse...

Quando a Capsema acabou a presidente do SISMMAR era a Ana Pagamunici do PSTU e realmente não fez nada para impedir.