17 de abril de 2011

Já vi este filme


A propósito desse caminhão que se partiu no meio, colocando em risco a vida de servidores da coleta de lixo em Maringá, nunca é demais lembrar a política de sucateamento propositado da frota da antiga Secretaria de Serviços Públicos,pelo prefeito Ricardo Barros (1989/1992). O objetivo era justificar a privatização da coleta do lixo urbano, o que acabou acontecendo por meio da Sotecol. Lembro que ao passar o cargo para Ricardo em janeiro de 89, Said Ferreira deixou, salvo engano, uma frota enorme de caminhões kuka. Quando retornou 4 anos depois e nem recebeu o cargo das mãos de Barros, que fugira antes pela janela, a frota de caminhões de lixo estava no bagaço. E além de romper com a terceirizada, Said (in memorian)teve que pedir socorro ao governador Roberto Requião, que entregou ao município, uma dezena de novos caminhões coletores.
Notaram uma coisa? O enredo do filme dirigido pelo irmão Silvio é o mesmo, embora a competência , decididamemnte, não seja.

Nenhum comentário: