Pular para o conteúdo principal

O crime vai ser, enfim, consumado


Aqui havia um monumento histórico, um dos poucos que Maringá ainda preservava. Mas a febre imobiliária levou a "administração cidadã" a demolir o prédio da rodoviária velha, inclusive desrespeitando decisão judicial, para que no lugar surja um grande prédio, feito pela iniciativa privada e com o argumento falacioso de transformação do lugar um espaço cultural. A Câmara Municipal, sempre cordata, graças a um time chamado Amém F.C., está em vias de autorizar a desafetação, e por conseguinte, autorizar a consumação de um crime contra a memória da cidade.

Comentários

Anônimo disse…
Boa tarde amigos, Sou um empresário de maringá e hoje me deparei com uma boa noticia de empreendimento voltado para internet e quero deixar essa pauta para matéria. Um empreededor resolveu utilizar wordpress e algumas ferramentas próprias para oferecer a todos usuários blogs gratuitos, foruns, grupos e mais, vale a pena esta divulgação, podemos ter um blog com dominio de Maringá, bem bacana valorizar nossa cidade. o endereço é http://www.maringa.blog.br

abraços do seu leitor
Anônimo disse…
afavordavida1.blogspot.com
Prof. Luiz Gonzaga disse…
Infelizmente, o nível de debate e opin~ião crítica da maioria dos nossos vereadores estar muito aquem, do que pensam a comunidade e a maioria dos "eleitos" câmara comporta-se de uma forma alienada.Por isto que eu digo, não basta nós criticarmos, cada um de nós, eleitores ditos conscientes, devemos resgatar um eleitor na próxima eleição, através da conscientização e ai a situação tende a melhorar. Com a palavra nós eleitores conscientes e sociedade civil organizada.

Postagens mais visitadas deste blog

Eudes venceu a Covid e está em casa. Parabéns, grande santista!

O Eudes Januário, ex-secretário municipal do Meio Ambiente (gestão Zé Cláudio/João Ivo) ficou 51 dias na UTI do Hospital Municipal com a Covid 19. Foi entubado e passou por momentos difíceis. Hoje de manhã ele recebeu alta e já está em casa com a família. Venceu o coronavírus, o grande santista Eudes.

Tal pai, tal filho?

Mera coincidência ?
--------- Um professor da UEM ia todo sábado pegar filmes em uma locadora da Avenida Morangueira. Certo dia, durante um período eleitoral, ele chegou no balcão e escolheu um monte de fitas. Quando o funcionário relacionava os filmes que seriam levados pelo professor para devolução na segunda-feira , chegou o dono da locadora, vestindo uma camiseta com a sigla PT em vermelho no peito. Enfurecido, o professor deixou as fitas no balcão, saiu bravo e mandou que cancelassem sua ficha que ali não voltaria mais. Acreditem, a história é verídica. Nome do professor: Dalto Moro (+), que aliás foi meu professor de Geografia no curso de Estudos Sociais na UEM. Dalto, muito bom na matéria que lecionava, diga-se de passagem, nutria um ódio inexplicável do PT e seu líder máximo. Aliás , o mesmo ódio que nutre seu filho Sérgio, que anos mais tarde acabou colocando Lula na cadeia.

Coisa de governador cagão

Incluir os estados na reforma da previdência é um esforço que só governadores medrosos fazem. Se o Brasil é uma federação e cada estado tem seu parlamento, qual o problema dos governadores proporem reformas próprias para as previdências estaduais e submeter seus projetos ao debate com os deputados estaduais?