8 de abril de 2011

Que leiam na cama os tietes de FHC, que fará concorrida palestra em Maringá

"Daniel Dantas sempre soube quais as hortas a serem regadas, daí ter começado pela tucana à sombra de FHC, para ser premiado na hora das privatizações. Ao se concluir, o enredo encena um jantar com o presidente e príncipe dos sociólogos em 2002, destinado a traçar os caminhos do futuro. O banqueiro acabava de regressar de Cayman, onde guarda e põe a fermentar as contas secretas de inúmeros graúdos. No dia seguinte, FHC trocou as diretorias dos fundos de pensão, que até então eram entrave poderoso aos negócios dantescos".

Trecho de editorial da revista Carta Capital, explicando porque o banqueiro Daniel Dantas, pai biológico do "mensalão" e de tantos outros esquemas de corrupção no Brasil, tornou-se inviolável.

Um comentário:

Prof. Luiz Gonzaga disse...

A corrupção é generalizada, imaginem os valores que circularam com as privatizações, sem falar nos acordos para a reeleição e agora cobra-se R$150.000,00 para palestrar.