28 de maio de 2011

Saudade do grande Karan


"Sempre que ia assistir filme do Chaplin no cinema, sentava na última fila. É que um amigo me dizia sempre que ri melhor quem ri por último"

. Manoel Carlos Karan (escritor, cineasta e jornalista paranaense).

Sobre Karan: era uma grande figura, um cara pedra 90. Tive o privilégio de trabalhar com ele nos anos 80, nas várias oportunidades que fui a Curitiba cobrir férias no Canal 12 (RPC). Com ele aprendi muito, porque além de um grande escritor, era um jornalista top de linha. Falecido em 2007 aos 60 anos, Manoel Carlos Karan deixou uma obra literária formidável. É dele, por exemplo "Fontes Murmurantes", "O Impostor no Baile de Máscaras" e "Sujeito Oculto". Tenho "Fontes Murmurantes", com uma dedicatória que me emociona toda vez que leio.

Nenhum comentário: