26 de junho de 2011

Coisa de sabujo

OLha só isso: o atual governador Beto Richa e seus aliados (Rubens Bueno à frente) sempre foram ácidos nas críticas ao nepotismo. Ótimo, porque ainda que a legislação não tipifique a nomeação de parentes para escalões superiores da gestão pública como crime, isso não deixa de ser uma imoralidade. No jornalismo estadual, um dos blogueiros que mais bateram no nepotismo patrocinado pelo ex-governador Roberto Requião foi Fábio Campana. E é o mesmo Campana que agora sai de pau em cima de quem critica o nepotismo do governador Beto Richa, que criou duas super-secretarias para a mulher e um irmão. Vejam:

"O governo Beto Richa conseguiu aprovar os projetos que fundem quatro secretarias e as converte em duas e isso fez muito mal a cabeça dos petistas que é claro, brigam e lutam agora para que este governo não vá tão bem já olhando lá na frente, a eleição de 2014, quando Beto Richa tentará a reeleição contra uma candidata do PT que certamente será a ministra Gleisi Hoffmann".

Como diria MIno Carta: isso é ou não é coisa de sabujo?

Nenhum comentário: