24 de junho de 2011

Data venia, Dr!

. Carlos Newton (Rribuna da Imprensa - online)

Existe um velho ditado jurídico que diz o seguinte: “Quando dois brigam, quem ganha é o advogado”. Nada mais verdadeiro, e podemos até adaptar o ditado, afirmando: “Quando uma autoridade se torna corrupta, vai ganhar muito dinheiro, mas não pode esquecer que mais na frente terá de pagar a um grande advogado”. O mesmo ditado vale para o corruptor, seja empreiteiro ou fornecedor do poder público.

Um dos advogados que se destacam hoje na defesa de autoridades corruptas é o paulista José Roberto Batocchio, que simultaneamente defende o ex-ministro Antonio Palocci, o prefeito de Campinas, Dr. Helio, que colocou a primeira-dama para conduzir seus negócios paralelos, a dupla de pai e filho Paulo e Flávio Maluf, e mais e mais.

Do jeito que a corrupção está grassando na administração pública, corroendo os níveis federal, estadual e municipal, independentemente de partido ou ideologia, advogados como Batocchio podem dizer, sem medo de errar, que já estão com a vida ganha, porque realmente não há de faltar clientes.

Nenhum comentário: