14 de julho de 2011

Ele foi fazer campanha mas deixou o paletó na cadeira...



Tá no blog do Esmael:

"Barros está ganhando salário sem trabalhar.
Pasme, caro leitor!

O secretário de Indústria e Comércio, Ricardo Barros (PP), está fazendo campanha pela presidência da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) em pleno horário de expediente.

Eu explico melhor esta história.

No último dia 29 de junho, Barros fez um estardalhaço danado dizendo que estava deixando a Secretaria. Anunciou que o conterrâneo Ercílio Santonini, diretor-geral da pasta, seria o secretário interino.

O diabo é que não há ato oficial do governador Beto Richa (PSDB) exonerando Barros e nomeando Santonini. Ou seja, era tudo mentirinha.

No expediente do Diário Oficial, edição digital nº 8504, de 11 de julho de 2011, ainda consta o nome de Barros como titular e de Santonini como diretor-geral da Secretaria.

Ricardo Barros permanece secretário da Indústria e Comércio. Continua ganhando salário pago pelo contribuinte para fazer campanha pela Fiep em pleno horário de expediente.

Enquanto isso, na Secretaria, está tudo paralisado. Nada anda, segundo funcionários do órgão, “porque o secretário está em campanha.”

A “exoneração de gaveta” de Barros tem uma explicação óbvia. Ele teme não retornar ao posto se consumada a derrota na Fiep, pois Santonini, nomeado titular, poderia gostar da cadeira.

Para Ricardo Barros, o seguro já morreu de velho.

No âmbito da administração pública, não existe a figura da “licença” para ocupantes de cargos em comissão. As únicas exceções são para casos de doenças ou férias depois de um ano de trabalho. Não é o caso do secretário que continua na função — e recebendo — sem comparecer ao trabalho".

Um comentário:

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

O MP deve saber mais que ele. Esperemos pois, a ação do custus legis diante da denúncia.