4 de julho de 2011

O perigo com pronúncias francesa e americana

Pão de Açúcar e Carrefour juntos no controle da quase totalidade dos produtos vendidos em supermercados da grande São Paulo. A capital paulista, claro, é um polo irradiador dese gigantismo comercial, que se completa com o americano Wal Mart tomando conta do comércio de gêneros alimentícios das principais cidades brasileiras. Maringá, que já tem Wal Mart, vai ter Carreifour em futuro breve.

E daí, qual o problema? O problema, cara pálida, é que tamanha concentração do setor terciário em mãos estrangeiras é um risco para a política de preços, principalmente de produtos básicos. O que será que o CADE anda fazendo que não detecta o perigo?
Pior de tudo é que o novo gigante do supermercadismo deve nascer embalado por dinheiro do BNDES, ou seja, dinheiro do povo para ferrar o próprio povo.

Nenhum comentário: