21 de julho de 2011

Templo é dinheiro...

"Para abrir uma Igreja são necessários apenas R$ 418,42 em taxas e emolumentos e cinco dias úteis. Simples. Não existem requisitos teológicos ou doutrinários para criar um culto religioso. Tampouco se exige número mínimo de fiéis. Com o registro da Igreja pode-se abrir uma conta bancária e realizar aplicações financeiras isentas de Imposto de Renda e Imposto de Operações Financeiras.

Esses não são os únicos benefícios fiscais da empreitada. Nos termos do artigo 150 da Constituição, templos de qualquer
culto são imunes a todos os impostos que incidam sobre o patrimônio, a renda ou os serviços relacionados com suas finalidades essenciais, as quais são definidas pelos próprios criadores. Ou seja, todos os bens colocados em nome da Igreja estão livres de IPVA, IPTU, ISS, ITR e vários outros impostos".

. Trecho da reportagem de capa da revista IDÉIAS desse mes, que mostra o crescimento das igrejas neo-pentecostais no Paraná. Em Curitiba há uma dessas igrejas em cada esquina. Na maioria delas, o pregador , de Bíblia na mão, já trabalha com boletos e cartões de crédito.Os templos se proliferam e crescem porque, afinal, "a fé move montanha$".

Nenhum comentário: