10 de agosto de 2011

Akino compara Maringá com Brogodó



Para quem acompanha a novela Cordel Encantado a comparação é pertinente, Maringá ficou muito parecida com Brogodó. Na cidade fictícia, da novela, há um tirano chamado Timóteo Cabral que manda e desmanda na maior autoridade que é o delegado de polícia, o Batoré. Este faz tudo que pseudo rei manda, não importa que seja ilegal. Batoré admite que é fraco, que para permanecer no cargo precisa ser um capacho, que manda quem pode e obedece quem tem juízo e no dia que se recusou a cumprir uma ordem de Timóteo, para prender a própria irmã, que não estava cometendo crime algum, acabou preso.
Na sessão de ontem, da Câmara, as ordem do palácio era evitar a votação do projeto das casas geminadas e quase todos do amém acataram, menos Bravin e W. Andrade. O papel mais triste coube ao presidente Hossokawa, que não precisa votar e só deve atuar em caso de desempate, mas temendo o desgaste maior, quando teria que pronunciar seu voto em favor de Timóteo, digo, Ricardo, não teve dúvidas, votou junto com os demais colegas subservientes.

Akino Marigá, colaborador
(Site do Rigon)


Meu comentário: boa comparação. Seria o Humbero Henrique o Jesuíno?

Nenhum comentário: