30 de setembro de 2011

Falta de decoro explícita

Não importa o que está por tras da atitude do vereador John de tirar a camisa no plenário da Câmara de Maringá e ameaçar ficar nu caso o presidente Mário Hossokawa não encerrasse aquela sessão. Importa é que este episódio vergonhoso tenha consequência para o "nobre edil"... no mínimo, um pedido de cassação de mandato por falta de decoro.
O gesto foi uma agressão barata à instituição e um desrespeito claro aos colegas e à população que, teoricamente, John representa.

Quanto aos motivos que levaram o vereador a pensar no atendado ao pudor como forma de impedir a correção do grave erro estratégia, são igualmente condenáveis. Ele queria impedir que o plenário derrubasse a proibição das casas geminadas, por meio da revogação do argigo que gerou toda a polêmica. O que se pergunta agora é: a tática saiu da cabeça do vereador ou foi coisa combinada entre ele e os maiores interessados na poibição?
Isso ainda vai dar muito pano pra manga. Ah se vai!

29 de setembro de 2011

Home, tome quuuuá!!!

O JOrnal Nacional fez um estardalhaço com uma sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal que aprovou 118 projetos com a presença de apenas 2 deputados. A notícia deixou a popolação indignada, mas depois o presidente da Casa, Marco Maia, explicou que é regimental e que as matérias em pauta eram irrelevantes. Tratava-se de concessões de emissoras de rádio e TV. Irrelevante? Eu ehim.

De qualquer forma a posição da Globo é questionável se atentarmos para o fato de que a apreciação enfocada beneficiava as Redes Bandeirantes e Record. Ademais, no mês de maio desse ano, igual procedimento foi feito com relação a pedidos do grupo Globo. Mas dessa feita, nenhuma linha, nada foi divulgado.
Então é assim: se é para o adversário, imoral; se é para nós, tudo legal e ético.
Home seu menino, tome quuuuá que não me deixe!!!

28 de setembro de 2011

Agressão à consciência dos povos


Os EUA, claro, vetarão o Estado da Palestina. Os israelenses não querem e está claro que Israel conduz Obama pela coleira.Enquanto isso, o mundo assiste mas finge não ver, cenas como esta do soldado israelense pisando uma criança palestina depois de agredir a mãe com um bebê no colo.
Tudo isso acontecendo e a Organização das Nações Unidas pronta para se sujeitar ao rotundo não do presidente americano, que um dia o mundo pensou tratar-se do novo Mandela.

Fonte: Blog do Bourdoukan

27 de setembro de 2011

Os números da tragédia

"Aproximadamente três bilhões de seres humanos em todo o mundo vivem com menos de 2,5 dólares por dia; e mais de um bilhão de seres humanos não comem sequer uma refeição suficiente, e regularmente, por dia. 40% das populações mais pobres do mundo partilham apenas 5% da renda global. E 20% dos mais ricos do mundo dividem entre eles 75% da renda global total. Mais de 20 mil crianças inocentes e pobres morrem diariamente no mundo, por causa da pobreza. 80% dos recursos financeiros dos EUA são controlados por 10% da população dos EUA; 90% da população tem de sobreviver com apenas 20% desses recursos".

. Blog do Bourdoukan

Cadê o Pensador?

"Pega Ladrão" e "É pra rir ou pra chorar?". Gabriel Pensador incendiaria a cidade do rock com esses dois libelos musicais. Mas a alienação e a reflexão não se misturam,camaradas.

O clima começou a esquentar em Curitiba


A definição do ex-deputado Gustavo Fruet de se filiar ao PDT para disputar a prefeitura de Curitiba já está tirando o sono do atual prefeito Luciano Ducci,candidato à reeleição com o apoio do governador Beto Richa. Fruet lidera as pesquisas, com Ratinho Júnior em segundo lugar e Ducci em terceiro.

Guerra ao agrotóxico


A Escola Milton Santos, em Maringá, é uma referência estadual na formação de tecnicos agrícolas especializados na agricultura limpa. E vai ser justamente lá o lançamento para o Paraná da Campanha Nacional e Permanente contra o agrotóxico.Será dia 5 próximo com a presença do líder do MST, João Pedro Stédile.

26 de setembro de 2011

Errata

Me esclarece o professor e historiador Reginaldo Dias, a propósito da nota sobre o Fernando Serrano: "O Fernando Serrano foi secretário da Agricultura do Said Ferreira, na segunda passagem pelo Executivo. Ficou pouco tempo. O mesmo Said que,curiosamente, também passou pelo PC do B".

A lenda do corpo fechado

No Nordeste quando o cabra é valente, faz o diabo e nada acontece com ele costuma-se dizer que tem corpo fechado. E quando o agente político se move sempre nas sombras, cometendo um desvio ético atrás do outro e nada lhe acontece? Corpo fechado também? Não creio. O que eu creio é que uma hora a casa cai. E o gato já subiu no telhado.

Copa de 2014 pode não ser aqui

Informa o bem informado Cláudio Humberto (ex-bateu, levou) que a Fifa ameaça não realizar mais a Copa de 2014 no Brasil. A alegação é a lentidão no cronograma de obras dos estádios que sediarão os jogos. Diz Humberto que "o presidente da entidade, Joseph Blatter, mandou carta em tom ameaçador à presidenta Dilma Rousseff. Em outras palavras, disse que se o país não acelerasse as obras dos estádios e não enviasse a Lei Geral da Copa para o Congresso, a FIFA não terá outra alternativa a não ser cancelar o evento até ano que vem, prazo estipulado em acordo com o Brasil, e anunciar a Copa em outro país". Estados Unidos e Alemanha, que sediaram Copas recentes, estariam sob alerta.

OLha isso!!!


Leio no blog do curitibano Esmael Morais a seguinte nota:

"O empresário Fernando Serrano, dono da tradicional Leilões Serrano, colocou o nome à disposição na convenção municipal do PCdoB, realizada neste final de semana, para disputar a prefeitura de Maringá.

Serrano tem “bala na agulha” e pode embolar a disputa em 2012".

Meu comentário: Serrano, que foi do primeiro escalão do prefeito Ricardo Barros
(1989/1992), candidato a prefeito e pelo PC do B? Morro e não vejo tudo.

Será que agora o gato subiu no telhado?

"Gaeco estaria prestes a denunciar um grande esquema.
Foi a informação que nos passou um empresário. Alguém já teria entregue provas contundentes de acertos envolvendo alterações no plano diretor, com pagamento de propinas a agentes públicos, ex-deputado, e outros.
Tudo isso numa determinada cidade da região noroeste. A bomba, como diria Lauro Barbosa, estaria prestes a estourar.

.Akino Maringá, colaborador do site do Rigon

24 de setembro de 2011

De um amigo espirituoso: "O Gugu e o Luciano Huk são os verdadeiros criadores e executores do programa minha casa, minha vida"

Hoje amanheci assim

Fazendo um passeio pela MPB, via YouTube. Ouvi Cartola, Roberto Ribeiro, Clara Nunes, Elis, Cesar Costa Filho, Jackson do Pandeiro, João do Vale e Xangai.Maravilha!!!

O mau exemplo que o mundo deve abominar


Troy Davis morreu com uma injeção letal, condenado a morte pela justiça americana. Morreu em silêncio, recusando-se à última refeição e apenas repetindo a frase que vinha dizendo há 22 anos: “sou inocente”.
A pena capital é uma agressão brutal aos direitos humanos. O homicida não pode ficar impune e a punição tem que ser pesada para quem tira a vida de alguém. Mas que o peso seja a supressão da liberdade. Violência maior é quando o inquérito deixa dúvidas sobre a autoria do crime que levou à condenação, como parece ser o caso.
Agora, já imaginou se amanhã ou depois conclui-se pela inocência de Troy? Como reparar o erro?
Que esta execução absurda sirva de exemplo para o resto do mundo, principalmente para o Brasil, onde o que não falta é idióta defendendo a pena de morte.

Livre pensar

Saiu pelado e foi ter com a rua. No boteco bebeu pinga, na praça leu jornal e não foi notado. Cantarolou, pediu fogo, trocou olhares, trocou ideias, se despediu alegremente. Tudo tão normal. Feliz, foi para casa, olhou para si, para as paredes. Estupefato, caiu de costas e morreu de vergonha.

. Antônio Roberto de Paula

23 de setembro de 2011

Greve de bancários pode parar o Brasil

A Fenban ofereceu 8% e os bancários querem 12,8% como forma de terem recomposta a inflação e um ganho real de 5%. Diante da resistência dos banqueiros, os bancários já anunciaram: entram em greve (nacional) na próxima terça-feira.

O Brasil quer o Estado Palestino


"Apenas uma Palestina livre e soberana poderá atender aos legítimos anseios de Israel por paz com seus vizinhos, segurança em suas fronteiras e estabilidade política em seu entorno regional.

Venho de um país onde descendentes de árabes e judeus são compatriotas e convivem em harmonia - como deve ser.”

A presidente Dilma Roussef, primeira mulher a discursar na abertura da Assembléia Geral da ONU, foi bastante enfática na defesa do Estado Palestino. Viva o Brasil!

Qualquer semelhança será mera coincidência. Ou não?



"Um grupo de peemedebistas defende que o partido se alie ao deputado estadual dr. Batista. O sonho, antigo, tem chances de virar realidade, já que hoje o PMDB está “assim” com o PSDB e, garantem, o próprio governador Beto Richa vê com muita simpatia a candidatura do PMN em 2012.

Neste caso, o PMDB cederia o vice para o dr. Batista".

. Do site do Ângelo Rigon

Meu ponto de vista: a possibilidade dessa aliança se concretizar é mais ou menos equivalente ao rompimento do vereador Heine Macieira com seu ídolo e ser superior, Silvio Magalhães Barros II. Como em política tudo é possível, inclusive boa voar...

Pobre Paiçandu

O prefeito de Paiçandu está para ser afastado do cargo por uma comissão processante da Câmara de Vereadores. A situação no vizinho município precisa melhorar muito para ser ruim, segundo o Rigon.
Há muito tempo que o prefeito Vladão vem fazendo Paiçandu ter uma saudade danada do Moacir.

Pra inglês ver...

foto: Blog do Lauro Barbosa

Esta é a cúpula do PMDB que veio a Maringá formar uma comissão provisória para tocar o barco do partido até as eleições de 2012. Os dois primeiros da esquerda são daqui, os agora adversários internos Mário Hossokawa e Umberto Crispim. O terceiro é o deputado Nereu Moura; o quarto, o também deputado Teruo Kato (interventor) e o quinto, Hudson Caleff. Com excessão do Crispim, os demais são pela candidatura própria em Maringá.Na ordem natural das coisas,o diretório regional atropela o municipal e o nacional, se quiser, atropela os dois. No caso de Maringá, o Nacional pode querer. Quem haverá de duvidar que o apoio à candidatura Ênio Verri já não foi costurada no Palácio Jaburu, residência oficial do vice-presidente da república?
Não se pode esquecer que o relacionamento dos ministros Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo com Michel Temmer é dos melhores.
Eu não apostaria deizão (como diria o saudoso Lukas) contra vintão, na candidatura própria do Partido do Movimento Democrático Brasileiro.

21 de setembro de 2011

Negativa de transparência

A vereadora Marly Matin contestou na sessão de ontem da Câmara Municipal de Maringá o aumento da passagem do transporte coletivo urbano. E, por meio de requerimento, pediu a planilha de custos da TCCC. Não terá, porque o plenário rejeitou seu pedido. Em discurso na tribuna, a combativa vereadoras expressou sua estranheza com o reajuste: "Acabaram de fazer a licitação e renovar o contrato de concessão e já vêm com este aumento. Como, se nem inflação houve nesse curto período?".

Claro, os vereadores que negaram o pedido de informação foram todos da base aliada, do Amém F.C. A saber: Belino Bravin, Heine Macieira, Paulo Soni, John, Sabóia, Márcia Socreppa e Flávio Vicente. A favor do requerimento: Marly, Dr. Manoel, Humberto Henrique, Mário Verri, Luiz do Postinho e Zebrão.

Aliás, é intrigante essa falta de transparência na planilha de custos da TCCC. Eu gostaria de saber, por exemplo, e por certo a vereadora também:

a - Qual a receita que a empresa tem com o bus door (propagandas nos ônibus);
b - Quanto a empresa economisa com o não pagamento de luvas (percentual a ser recolhido aos cofres públicos a cada ônibus novo que adquire);
c - Qual é o peso que tem nessa planilha os mais de R$ 300 mil por mês que o munucípio repassa a título de subsídio do passe de estudante;
d - Que tipo de isenção fiscal a Prefeitura dá para a empresa, se ela paga ISSQN dentro dos critérios estabelecidos pela Lei Orgânica do Município ;
e - Se, uma vez esgotado o tempo de uso de um ônibus, o veículo é repassado para a Prefeitura, como manda a Lei das Concessões.

Acho que a Câmara deveria tomar uma atitude quanto a isso, ainda mais agora que consolidou-se o monopólio. Ou será que os a maioria que respalda esta omissão, vai esperar que o Ministério Público entre em ação?

Como perguntar não ofende, pergunto:

Cadê a sociedade organizada? Aonde estão o Observatório Social, a SER, a OAB e a ACIM?

20 de setembro de 2011

Manoel puxou a faca...

Em discussão de um dos ítens da pauta na sessão da Câmara de Maringá hoje à tarde, o líder da maioria Heine Macieira criticou o colega médico Manoel Sobrinho, dizendo algo parecido: "Quem fala tanto em ética, faltou com a ética". Sobrinho engoliu seco, como se estivesse disposto a esperar a hora certa de dar o trôco. Foi o que aconteceu. Minutos depois, ele se referiu ao líder como "o vereador Heine Macieira". E numa demonstração clara de total falta de modéstia, Heine corrigiu: "Dr. Heine, por favor". Foi aí que o vereador do PC do B, que alguns colegas chamam carinhosamente de Manoelzinho, puxou a faca:"Até onde eu sei, Dr. é quem faz doutorado, Vossa Excelência é médico, se diz cirurgião mas nem diploma de cirurgião possui. Eu por exemplo não sou Dr., sou médico, pois não fiz doutorado".
Houve um ligeiro clima de silêncio no plenário; Heine passou a mão na barba, cochichou aos ouvidos de um assessor e calou-se.

Palmas para Bravin. Mas cadê o ICMS Ecológico?

A Câmara de Maringá deve aprecciar em sua sessão ordinária de hoje, anteprojeto autorizativo do vereador Belino Bravin (PP), que prevê a abertura de crédito adicional especial no orçamento deste ano no valor de R$ 100 mil. O dinheiro seria destinado a convênios para recuperação das nascentes.

Fonte: Site do Rigon

Meu comentário: Merece cumprimentos o vereador Bravin, mas seria interessante que ele verificasse direitinho o que andam fazendo com a grana que o município de Maringá recebe relativa ao ICMS ecológico. Não sei quanto, mas uma coisa é certeza: os valores passam de R$ 100 ao mês. O objetivo do ICMS ecológico é exatamente preservar as reservas nativas, aí incluindo os mananciais de água doce que cortam o perímetro urbano.

Ainda há tempo para o verdadeiro debate

Informa Lauro Barbosa em seu ótimo blog que "reunidas ontem a noite na Câmara, as entidades que integram o Movimento em Defesa do Fortalecimento da Democracia decidiram ingressar com ação na justiça para fazer valer a proporcionalidade no número de vereadores em Maringá, conforme estabelece a Constituição. A expectativa é que até o final do mês a ação já esteja protocolada na justiça. A corrida é contra o tempo".

Meu comentário: se o critério da constitucionalidade for reconhecido pela Justiça, muitas câmaras municipais terão que rever decisões dos vereadores atuais que, pressionados por autodenominados "setores organizados da sociedade" barraram aumentos de cadeiras.

Eu continuo achando que o debate sobre o número de vereadores nos municipios brasileiros continua sendo uma ótima oportunidade de se travar a discussão que realmente importa: a da qualidade da representação parlamentar no primeiro degrau do poder político. Afinal, é no município onde nascem as verdadeiras lideranças e se a qualidade é ruim a partir da base, claro que no segundo degrau será ruim também e no terceiro, pior ainda.

19 de setembro de 2011

O que é o que é?

O PSD de Kassab, que deve fazer JK se virar no túmulo, é, por definição do próprio prefeito de São Paulo um partido que pode ser governo ou oposição. Se não é esquerda e não é direita, é de centro? O baiano Gedel Vieira Lima não pode ser considerado nennum exemplo de ética a ser seguido, mas é autor de uma definição interessante:"Se é um partido onde entra quem quiser, não é partido político, é casa de tolerância”.

Fonte: site do Rigon

17 de setembro de 2011

Estão matando o Bioma da Amazônia lelgal

O líder do MST, João Pedro Stédile denuncia, em entrevistga ao blog do Zé Dirceu: "Os métodos dos desmatadores no país desafiam a imaginação. Agora, utilizam aviões para despejar herbicidas em vastas regiões da Amazônia. Um crime dos mais graves que revela a prepotência dos grandes proprietários de terra na região".


Segundo Stédile, "trata-se de um duplo crime. Primeiro porque desmataram além do permitido e por isso foram multados pelo IBAMA. Segundo, porque usam um veneno com uma composição de origem química, que mata todas as formas de vida vegetal e animal, o que altera o equilíbro da natureza. Tudo para implantar o monocultivo da pastagem, criar boi e buscar sempre o lucro máximo, sem nenhum compromisso com os demais".

Isso é grave, gravíssimo. Não é possível que o governo federal vá negligenciar a fiscalização e que a justiça deixe de punir os responsáveis com os rigores da lei.

Coisas de fundo de quintal

"A pá de cal que faltava veio nesta sexta-feira quando barraram a fala do deputado estadual Enio Verrri (PT), durante a inauguração de um conjunto de casas populares e de apartamentos no distrito de Iguatemi. Só permitiram a fala do Dr Batista. Enio e Evandro Jr estavam presentes. O petista, que já ajudou a trazer uma montanha de recursos para Maringá, prometeu dar o trôco".

. Blog do Lauro Barbosa

Meu comentário: Boicotar adversários do embate eleitoral é prática comum da política resteira e de fundo de quintal.

16 de setembro de 2011


Pincei do Cloaca News

Evandro/Iraclézia

Li na coluna do Edson Lima (O Diário) que o deputado estadual Evandro Júnior quer ser candidato a prefeito de Maringá. Por dedução lógica, concluo que a esta altura alguns partidos pensam em atrair a presidente da Sociedade Rural , Maria Iraclézia, para ela formar dobradinha com o jovem parlamentar. Difícil imaginatr que Iraclézia aceitaria ser vice de alguém. A menos que o seu horizonte seja uma cadeira na Assembléia Legislativa ou na Câmara dos Deputados em 2014.Olha, uma chapa dessa poderia surgir como o fato novo da eleição do ano que vem. E fato novo em campanha é um perigo danado.

Pode vir de cima

Apesar da decisão da cúpula regional do PMDB pela candidatura própria em Maringá, o barco do presidente da Câmara Mário Hossokawa tende a fazer água. A decisão de manter a aliança com o PT pode vir de Brasília. Isso explica porque as notícias da candidatrua própria nem chegaram a queimar as orelhas do deputado Ênio Verri.

15 de setembro de 2011

A Guerra de Porecatu

O jornalista Marcelo Oikawa fez uma minuciosa pesquisa durante 20 anos sobre a guerrilha de Porecatu, ocorrida na década de 1950. O resultado foi um livro de 400 páginas, editado pela Editora Expressão Popular, que será lançado em Maringá nesta sexta-feira na Livraria Espaço Maringá Park. "Porecatu - a guerrilha que os comunistas esqueceram" não é uma provocação ao PC do B, embora o título dê a entender isso. Ao contrário, é um resgate da história daqueles anos de luta pela terra no Norte do Paraná, em que o Partido Comunista do Brasil se envolveu até a medula. Entre os líderes comunistas que estiveram à frente do movimento, ninguém menos de que João Saldanha, imortal comentarista esportivo e técnico da Seleção Brasileira nas eliminátórias de 1969.Vale a pena conferir o lançamento , adquirir e ler o primeiro livro editado sobre este fato de grande relevância na história do Paraná.

Médica bate em paciente na maca

O serralheiro Jeisivaldo Anselmo dos Santos apanhou da médica que deveria atendê-lo. Estava na maca e levou várias bofetadas. Foi no Hospital Municipal Doutor Arthur Ribeiro Saboya, em Jabaquara (SP). A cirurgiã Maria Cristina de Carvalho foi detida pela PM, sendo liberada logo depois de prestar depoimento no Distrito Policial de Sacomã.

. Fonte: Bondenews

13 de setembro de 2011

O perigo mora ao lado

A rebelião na Casa de Custódia de Maringá mostrou que aquele o prédio ao lado da Penitenciária, que já abriga 900 presos, foi tão mal construído que as patantes são assentadas sobre a terra e que sem muito esforço podem ser arrancadas. As grades que dividem os pavilhões são frágeis e para alcançar o solário, bastou os presos fazerem uma pirâmide e cortarem a tela de proteção. O agente feito refém estava sozinho e como a escolta da PM é externa, ficou fácil o quebra-quebra interno.
Os agentes penitenciários já vinham chamando a atenção da fragilidade da PCC, que torna-se um barril de pólvoda com a presença de presos condenados. Do jeito que vai indo, logo estará superlotada, com ameaça constante às comunidades do seu entorno.

Deixando como está para ver como é que fica...

O plenário da Câmara de Maringá estava lotado hoje a tarde, com torcida organizada e uniformizada e tendo na ponta da língua o discurso único da "redução em nome da economia". Os organizadores da "mobilização popular" até distribuíram chocolate e suflair para a seleta platéia, que defendia a manutenção dos 15 vereadores com um ardor cívico de dar inveja a qualquer pracinha da FEB. Afinal, prevaleceu a manutenção do número atual, comemorado como se fosse uma vitória da sociedade maringaense. Assim , passou-se por cima do critério da proporcionalidade, deixando aberta a porta dos questionamentos jurídicos da limitação.

Até concordo que 23 não seria de bom tom, devido à reação dos setores embalados pela mídia, mas então que ficassem nos 21, como era antes.

Foco distorcido


A campanha da dita sociedade civil organizada contra 23 vereadores na Câmara de Maringá pode chegar ao final hoje ou pode tomar outro rumo, mais perigoso, caso a maioria decida pelo aumento do número de cadeiras.
É um direito de todos discutir e se posicionar, contra ou a favor o aumento. Mas daí até chegar a investir em campanhas de desqualificação da representatividade política, com reflexos na instituição Poder Legislativo, vai uma diferença enorme. Particularmente, sempre achei esse debate uma coisa despropositada e inútil. E pela simples razão de que a cidade precisa se ocupar da discussão sobre a qualidade dos vereadores que queremos e nao da quantidade que a Constituição permite. No tocante a custos, não faz a menor diferença o número. Porque uma Câmara com 15, como é o caso atual, pode ficar mais cara para a cidade do que uma com 23 vereadores. Apenas acho que com 23, seriam maiores as possibilidades de termos gente nova e de valor que, qualificando a ação parlamentar, daria um ganho extraordinário para cidade.
Com um número menor de cadeiras, são enormes as possibilidades de reeleição da esmagadora maioria, o que significaria continuar tudo como está. E a a gente sabe que está péssimo, que a atual Câmara tem aprovado leis que mais prejudicam do que beneficiam o conjunto da sociedade. Sem contar a omissão da maioria governista nos casos de improbidade. O X da questão está aí, na manipulação da maioria por que tem a chave do cofre. É por aí que a dita sociedade civil que mete a mão no bolso para bancar uma campanha como esta que o jornal estampa em manchete, deveria caminhar.

11 de setembro de 2011

Dr. Manoel dispensa...

"Conforme a Portaria 342/2011,foi dispensado do cargo de chefe de Gabinete do vereador dr. Manoel o comissionado Fábio Alexandre Pereira de Souza. Não se sabe os motivos e seria como parte da política de economia pregada pelo vereador, que defende a redução dos salários dos vereadores. Como cargo de chefe de Gabinete (CCL-4), é remunerado com R$ 3.914,00 mensais, pode ser que não fique vago. Ou seria a prática do ‘comunismo’, com o rodízio entre os assessores? Não se tem notícia da nomeação de substituto".

Akino Maringá, colaborador

Sobre a nota acima acabei de postar um pitaco no site do Rigon, onde o Akino é um qualificado colaborador. Esclareço que o Fábio, de quem sou amigo particular, passou em concurso do Banco do Brasil e foi embora para Colombo (Região Metropolitana de Curitiba) assumir a vaga.

De mulher para mulher



A presidente Dilma Rousseff, descontraída, se permitiu, enfim, falar um pouco do seu dia-a-dia, da sua vida pessoal. A conversa, bem informal, foi com a bela apresentadora do Fantástico, Patrícia Poeta, que passou algumas horas com a presidente na última quinta-feira. Quase nada de política, mas um bate papo tipo
" de mulher-para mulher". Na verdade, mostra outra Dilma, longe da "dama de ferro" que aparenta ser no exercício do cargo. Antes que meus amigos petistas me olhem torto, falo em "dama de ferro" sem nenhuma pretensão de comparar a chefe da nação brasileira à ex-chefe do estado britânico, Margareth Tatcher.

Não creu neu?


Esta semana dei uma rápida passada pela Av. Getúlio Vargas, região da antiga Boca Maldita, e ouvi algumas pérolas sobre a política local em rodinhas de esquina. Hoje, amanheci meio bravo com meus ouvidos, que sequer se deram o trabalho de filtrar algumas conversas do tipo "pra boi dormir".
Pensa que deixei barato? Não, fui caminhar e liguei meu celular numa dessas FMs que só tocam o que há de pior na música. Foi um show de lixo musical, pelo menos meia hora de agressão aos tímpanos. Mas fiz de birra, para castigar meus ouvidos.
Numa das músicas (?) que ouvi, uma falava de butecologia. A letra é uma apologia ao alcoolismo no meio universitário. Musicalidade zero e poesia zero em todas as baladonas que me impus ouvir.
Como masoquismo pouco é bobagem, fui ouvir o que os pastores evangélicos, que ocupam boa parte da Frequência Modulada, estavam dizendo. Parei sabe aonde? Numa rádio da Igreja Universal. E completei a caminhada ouvindo Edir Macedo, aquele que está sendo acionado pelo Ministério Público por lavação de dinheiro dos fiéis e formação de quadrilha.
De agora em diante, que meus ouvidos não se metam mais a besta, porque a próxima vingança será "maligrina", bem ao estilo Bento Carneiro (foto), o vampiro brasileiro.

10 de setembro de 2011

Que são Serapião nos acuda

Leio no site do Rigon que já vai para 833 dias o atraso nas obras de reforma e ampliação do Centro de Educação Infantil Nilza de Oliveira Pipino, localizado na rua Bem-te-vi, Conjunto Ney Braga. Como se isso não bastasse, já se vão 12 aditivos assinados entre a Prefeitura e a Just Construções e Empreendimentos Ltda.
Mas esse atraso absurdo é apenas mais um na conta do prefeito SBII, que há três anos deveria ter concluído as obras de rebaixamento da linha férrea, contratadas em 2004 por R$ 43,8 milhões e que já ultrapassaram a barreira dos R$ 100 milhões.
Mas calmem-se, acautelem-se, vocês ainda vão ouvir falar muito do Contorno Norte.
Por falar em aditivo, quantos aditivos será que já foram assinados entre o governo municipal e a agência que desde 2005 cuida da propaganda (isso mesmo, propaganda), da
"administração cidadã"?

Quando falo da irrelevância do número de vereadores é por coisas como esta.Temos só 15, mas nunca uma legislatura custou tão caro à comunidade maringaense, se considerarmos que o Amém FC leva o Poder Legislativo a silenciar diante de tantos desmandos.
E onde está a SER, o Observatório Social e a OAB?
De novo, peço vênia ao Dr. Balestra, para rogar a São Serapião.

Um exemplo prosáico me fez lembrar o grande Rubens Ávila


"Apesar de não ter sido punido pelo soco desferido em Liedson pelo árbiro"

. Do jornal Lance, sobre a agressão de Gustavo sobre o atacante corintiano quarta-feira no Pacaembu

O que a frase dá a entender? Que foi o juiz quem deu o soco. Mesmo no jornalismo esportivo, a falta de clareza pode significar distorções de avaliação e confusão na cabeça de um torcedor menos avisado. Imagine o mesmo árbitro passando na frente de um corintiano exaltado, que não viu o lance na TV, apenas leu no jornal exposto na banca da esquina?
Aproveitei este pequeno e prosáico exemplo de texto truncado para lembrar o saudoso mestre Rubens Ávila (foto), que revisando um script que redigi para o Jornal das Sete, da TV Cultura, me corrigiu com sabedoria:"O que você quiz dizer com isso aqui?". Antes que eu tentasse me justificar, ele arrematou:"olha aqui, meu caro, em jornalismo você não tem que querer dizer, voce tem que dizer, com clareza e objetividade".
Grande (literalmente) Rubão! Aprendi muito com ele.

Palavra de pai


Atenção nação santista, o pai do menino, seu Neymar da Silva Santos, deu declaração ontem, desmentindo jornais esportivos da Europa, que seu filho deve ficar no Santos pelo menos até metade de 2012.
Se é verdade que palavra de pai é como palavra de rei, Neymar ainda vai tirar muitos zagueiros pra dançar nos campeonatos brasileiro e paulista.

Livre pensar...

Dirigentes políticos são jogadores pouco honestos que "mudam as regras do jogo quando estão perdendo".

. Extraído de artigo do professor Roberto Romano

9 de setembro de 2011

Pessuti e Fruet, as noivas do momento

Vários partidos namoram Gustavo Fruet , que será candidato a prefeito de Curitiba pela legenda que ele escolher. Por enquanto, ele está próximo do PDT e do PV. Mas outro personagem surge no cenário estadual, com igual poder de sedução: é o ex-governador Orlando Pessuti, que depois de décadas está deixando o PMDB por conta de sua pendenga com o ex-parceiro Roberto Requião.
É importante acompanhar a movimentação dessas pedras, porque as jogadas de 2012 podem ter reflexos em 2014.

Marketing e o circo dos horrores

“Sem comunicação não haveria terrorismo”
Esta é uma afirmação atribuída ao filósofo canadense Marshall McLuhan.Encaixa direitinho no marketing do terrorismo que a mídia ocidental tem feito de maneira exagerada a partir do 11 de setembro. Se é verdade que a promoção da violência fomenta a violência, é passada a hora dos brasileiros refletirem sobre os efeitos danosos dos programas de rádio e tv que fazem da crônica policial verdadeiro circo dos horrores. Existe consenso sobre as consequências aterradoras da divulgação da violência pela grande mídia. Quando a luta pelo ibope leva os apresentadores de programas policiais ao nonsense, chega-se à violência instrumental, ao medo generalizado. E o medo generalizado é a banalização do próprio medo, que nos aproxima muito do reino da barbárie.

A força da lei e a lei da força contra quem nem força tem

A reintegração de posse de uma fazenda de Americana (SP)foi prova cabal de que no Brasil a justiça pune mais quem ocupa terras devolutas de que quem das terras se ocupam. Sentença de uma júíza de primeira instância despejou trabalhadores sem terra que ocuparam uma propriedade pertencente ao INSS, mas que vinha servindo de área de plantio de cana para uma usina de álcool. Não adiantou o pedido do Ouvidor Agrário Nacional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária , desembargador Gercino José da Silva Filho. Ele solicitara que o cumprimento da limiminar fosse adiado, até que o Incra concluísse investigação sobre a situação da área.Não teve contemplação: os trabalhadores foram expulsos pela força da lei e pela lei da força.
Sobre este assunto, comentou em seu blog o professor Elias Canuto Brandão, de Maringá:

"Justiça despeja sem terra e não despeja quem grilou a terra. Reportagens mostram como o Estado de direito se comporta diante do estado do dinheiro. E muitos dizem que a justiça pratica justiça. Tudo bem. Pratica. Mas beneficiando quem?".

Força policial, porque todo o cuidado é pouco

O presidente Mário Hossokawa é o tipo de pessoa que gosta de cautela e adora caldo de galinha. Por isso vai pedir proteção policial durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Maringá na terça-feira, quando o plenário discute e vota o polêmico projeto de fixação do número de cadeiras para as eleições do ano que vem.
Os defensores da manutenção de 15 vereadores prometem agitar e os defensores dos 23, também.
O clima será tenso e por isso todo o cuidado é pouco. A polêmica, volto a insistir, é desprovida de qualquer sentido. Sentido teria se a dita sociedade organizada houvesse conduzido a discussção para a a melhoria da qualidade da Câmara ao invés de se preocupar com a quantidade. O argumento, estúpido, é todo ele alinhavado em cima da redução de custos, o que a meu ver nao se dá pelo menor número de vereadores. O que encarece é a ruindade dos representantes, que não cumprem seu papel constitucional, de fiscalizar o poder executivo e votar leis que beneficiem o todo e não apenas grupos.

Sem refresco

O PT estadual não tem dúvidas de que o PSDB estaria por trás dos ataques à ministra Gleisi Hoffmann, provável adversária do governador Beto Richa nas eleições de 2014. Por isso, a bancada do partido na Assembléia Legislativa, liderada pelo maringaense Ênio Verri, volta do feriadão prolongado na próxima segunda-feira, com baterias carregadas. Assim, a oposição que o governador não terá por parte do PMDB, agora aliado, estará concentrada nas mãos do Partido dos Trabalhadores, disposto a não deixar pedra sobre pedra.

8 de setembro de 2011

Competência, a gente vê por aquí

"As mesmas falhas verificadas no desfile do aniversário de Maringá, em maio, quando ocorreram diversos espaçamentos entre as alas – buracos – voltaram a se repetir no desfile deste 7 de setembro. Como daquela vez, o povo ficou irritado. De saco cheio. infelizmente é caso perdido. Essa gente não aprende nunca".

. Blog do Lauro Barbosa

7 de setembro de 2011

Uma boa dobrada, mas não dá samba


Há especulações sobre uma possível aliança dos irmãos Verri com a vereadora Marly Martin, que seria uma boa vice para Ênio. Sinceramente, seria uma boa dobradinha, Marly agregaria muito à candidatura do presidente estadual do PT, mas tem um porém: Marly é do DEM, oposição ao governo Dilma no Congresso. Por isso, acho difícil dar samba.

6 de setembro de 2011

Em defesa do vereador Manoel Sobrinho

O colunista do O Diáiro Milton Ravagnani desceu a borduna no vereador Manoel Sobrinho por este ter tido a coragem cívica de defender abertamente 23 cadeiras para a próxima legislatura. Eu continuo achando que o debate tem que ser em torno da qualidade e não da quantidade. Para mim 15, 21 ou 23 tanto faz, importa é a qualidade da próxima Câmara. Imagino que com 23 serão maiores as possibilidades de Maringá vir a ter pelo menos mais um Manoel Sobrinho, bem ao contrário do que acha o Milton, um político ideológico, sério e extremamente ético.

Pode ou não pode?

Me informa Reginaldo Souza que mesmo que Silvio renuncie Ricardo não pode ser candidato a prefeito, porque se caracterizaria sucessão familiar.
Já ouvi advogados falarem que renunciando seis meses antes, pode sim. Mas por via das dúvidas, registro a observação do leitor.

Odílio e Ricardo na cena? Não duvidem

A decisão do diretório regional do PMDB de lançar candidato próprio a prefeito em Maringá complicou um pouco a situação do líder das pesquisas Ênio Verri. Estava certa a aliança PT-PMDB, com o médico João Batista Rugeri na vice. Para recompor tempo de televisão, por exemplo, Verri terá que correr atrás de outras alianças.
Sobre o PMDB, o que se sabe é que o único pré-candidato do partido até agora é o presidente da Câmara Municipal, Mário Hossokawa. Mas este não é o nome da predileção dos "cumpadre" Crispim e Grillo, que tentarão convencer o ex-deputado federal Odílio Balbinotti tentar pela terceira vez ser prefeito de Maringá.
Constata-se com esta nova posição do PMDB uma ligeira alteração do cenário local para 2012. A coisa tá caminhando para a família Barros rever a pre-ecandidatura do vice de Silvio, Roberto Pupim. Não precisaria ir atrás de uma guia de internação no Sanatório Maringá quem imaginasse que o próprio Ricardo já andou consultando seus botões sobre a possibilidade dele mesmo disputar. Legalmente haveria impedimento, mas quem pode apostar que Silvio II não renunciaria ao mandato seis meses antes?

A presidente não resistiu às pressões

A presidente Dilma Roussef sucumbiu à pressão da base e vai liberar RS$ 400 milhões de emendas parlamentares relativas aos anos de 2007, 2008 e 2009. Informa Josias de Souza que o ex-presidente Lula tinha cancelado essas emendas, mas a pressão foi grande pra cima da sua sucessora que, sem condições políticas de resistir, quedou-se. O resultado disso é que a Caixa Econômica Federal está concluindo a análise dos lotes de projetos financiados por meio dessas emendas, para depois liberar o dinheiro. Mas a grana vai sair.
O PMDB, dos partidos da base aliada o mais faminto, adverte a presidente que esta liberação de agora não esgota o passivo, de R$ 550 milhões relativo a emendas velhas.
Emenda parlamentar é aquele tipo de dinheiro que os deputados arrancam do orçamento da União para repassar aos prefeitos de suas bases em forma de projetos, nem sempre importantes para os municípios. Na verdade, trata-se de um mecanismo de oxigenação das bases eleitorais de parlamentares que se eternizam na Câmara Federal graças a ações fisiológicas como esta.Uma vergonha.

5 de setembro de 2011

Assino embaixo

Eu juro por Deus que abraçaria sem temor algum e seria um dos primeiros a empunhar a bandeira da tal Sociedade Civil Organizada de Maringá, se da mesma forma que está fazendo a campanha contra o aumento do número de vereadores, fizesse o mesmo para apurar as denúncias de irregularidades na administração, como o Contorno Norte, R$ 1,028 milhões da saúde, rebaixamento da linha férrea, corte e poda de árvores, caso Almenara e tantas outras. Como é samba de uma nota só fico, na minha.
. Lauro Barbosa

Meu comentário: assino embaixo, carimbo e dou fé

3 de setembro de 2011

Elomar, Maringá e a ópera- bufa

A ópera, como define o sábio compositor baiano Elomar Figueira de Mello, é a forma mais completa que existe da arte. Nela está o teatro, a representação, a orquestra, a sinfonia, a dança, o canto, o enredo, a poesia e a história, tudo no palco.
E aí, refletindo sobre o assunto, pensei o que seria o contrário disso? Por exemplo: o espaço onde há desvios éticos, discussões torpes, escalas de valores inviesadas, conceitos equivocados aos magotes e falta de apego a valores que são caros a qualquer sociedade civilizada.
Colocando tudo no caldeirão do extraordinário criador de bode do Sul da Bahia e mexendo com a colher de pau de "dindinha Alvinha", chego à conclusão de que nossa Maringá vive hoje o seu grande momento de ópera bufa.

Cruzes!!!


Do médico Paulo Soni, ontem, da tribuna da Câmara de Maringá:

- Tem criança que come que nem um porco, fica enorme e fica fazendo gesto pra outra pessoa que só quer fazer o bem para a população.

. Site do Rigon

Meu comentário: o homem é pediatra,imagine como seria sua comparação se fosse veterinário.

Assino embaixo

Circula pela internet um institucional, bancado pela autodenominada sociedade organizada, contra o aumento do número de vereadores de Maringá. Sobre isso, acabo de ler comentário de Maria Newnum no site do Rigon:
" O que Maringá “mais” precisa é que fiquemos mais espertos. Essa propaganda é uma indução ao erro, já que as necessidades anunciadas não são de competência do Legislativo e sim do Executivo… Eu tenho estudado o caso da recomposição do número de vereadores e participado de fóruns de discussões sobre o tema. Não sou burra! E detesto promover ignorâncias… O que Maringá precisa é de menos ingenuidade… Se o Movimento Sociedade Civil Maringá está tão preocupado com os gastos, por que não faz campanha contra os 6% que o Executivo gasta com propaganda? São 14 mil reais por dia, a maior parte, segundo fontes inconclusas, são destinadas ao jornal O Diário e ao programa do Pinga Fogo. Mas não é possível afirmar com certeza esses gastos, porque o Executivo não disponibiliza essas despesas no portal de “transparência”. Pelo que sei, os vereadores Humberto Henrique e Marly Martins já entraram várias vezes em ações junto ao Ministério Público, pedindo que os valores gastos com propaganda obedeçam a Lei de Transparência. Sem sucesso… Então por que o Movimento Sociedade Civil Maringá não se movimenta pedindo que a Lei da Transparência se cumpra? Por que não faz campanha para que a recomposição de 23 cadeiras da representatividade na Câmara ocorra, com redução dos gastos, por exemplo? A resposta é uma só: Não há interesse em economizar nada. Esse movimento, muito contrário ao Observatório das Metrópoles da UEM (ligado ao Ministério das Cidades, órgão oficial do Governo Federal), visa somente a economia da representatividade da Câmara; ou seja, visa somente enfraquecer o poder Legislativo. Visa somente promover o emburrecimento político da maioria pobre que, como sempre, paga o preço mais caro. Nosso povo pobre, sofre por falta de entendimento. E isso é lastimável! Por isso, sou adepta ao Movimento pelo Fortalecimento da Democracia, amparada pelo Observatório das Metrópoles, partidos políticos, entidades sindicais e associações de bairros".


PS: não conheço Maria Newnum, mas gostei do que li e assino embaixo.

2 de setembro de 2011

Arafat e o ramo de oliveira



Dia 23 próximo a Assembléia Nacional da ONU deverá decidir sobre a criação do Estado Palestino. Haverão manifestações no mundo todo, em apoio ao novo país. No Brasil, a concentração será no centro de São Paulo, tendo como símbolo essas duas bandeiras, aí.
É histórico um pronunciamento do ex-líder da autoridade palestina, Yasser Arafat, quando ele conclamou na Organização das Nações Unidas:

“Trago um ramo de oliveira e a arma de quem luta pela liberdade e pela paz. Não permitam que o ramo de oliveira caia de minhas mãos.”

Arafat morreu mas o ramo continua nas mãos dos que lutam pela paz no Oriente Médio.

Vereadora chama prefeito de mentiroso

"Ontem, durante a reunião reservada com vereadores, o prefeito disse que não estava proibindo casa geminada e que não admitia os que estão mentindo, e que se algum deles, não concordasse, que falasse naquele instante. Imediatamente a vereadora Marly erguei o dedo e perguntou:
- Daqui há um ano poderá construir casa geminada?
- NÃO, respondeu ele.
- Então Senhor Prefeito, quem está mentindo não somos nós, arrematou ela.
Foi a segunda invertida consecutiva, que o prefeito Silvio Barros II teve ontem".
. Do blog do Lauro Barbosa

Que o Mário fique esperto

O PMDB terá candidato próprio a prefeito de Maringá em 2012.Nada mais natural para um partido tão grande , quantitativamente falando.Se o diretório regional devolver para a campanha do Mário Hossokawa o dinheiro arrecadado aqui, o presidente da Câmara terá viabilidade eleitoral.Mas se matar a candidatura a mingua como fez com a de joão Ivo em 2008, aí corre o risco de,mais uma vez, fazer papel de mero figurante no processo sucessório de Maringá.

1 de setembro de 2011

Rompante autoritário e o debate torto da redução

“Esse idiota aí. Você vai se ver comigo”. Foi o que o vereador Paulo Soni acabou de falar pra mim, em tom claro de ameaça (em oito anos como repórter nunca tinha ouvido uma dessas). O motivo da tensão é o fato de ter sido publicado aqui no blog, outro dia, a frase “ainda bem que saiu o cheiro do PT”, dita por Soni, enquanto subia as escadas da Câmara. A frase foi uma referência à mobilização em defesa das casas geminadas. Soni também é autor de outra frase que lhe rendeu dor de cabeça, sobre os adesivos contra o aumento do número de vereadores. Durante sessão da Câmara, ele disse que quem usar os adesivos é criminoso".

. Do blog do Fãbio Linjardi (pinçado do site do Rigon)

É por essa e por outras que fico me perguntando às vezes: reduzir o número de vereadores é aumentar a possibilidade de termos mais Paulo Soni na Câmarta de que Humberto Henrique,Dr.Manoel , Mário Verri ou mesmo Marly.

Desrespeito com o telespectador

Impressionante a falta de respeito da TV Maringá para com o telespectador do Band Esportes. Para entrar o programa do Pinga Fogo, a emissora corta a matéria que estiver no ar, com ou sem deixa. Agora há pouco eu estava vendo a matéria sobre o empate heróico do Santos com o Inter no Beira Rio e o corte veio quando o ataque do peixe partia para fazer o terceiro gol. Será que a direção da Rede Bandeirantes sabe desses absurdos?