13 de setembro de 2011

Deixando como está para ver como é que fica...

O plenário da Câmara de Maringá estava lotado hoje a tarde, com torcida organizada e uniformizada e tendo na ponta da língua o discurso único da "redução em nome da economia". Os organizadores da "mobilização popular" até distribuíram chocolate e suflair para a seleta platéia, que defendia a manutenção dos 15 vereadores com um ardor cívico de dar inveja a qualquer pracinha da FEB. Afinal, prevaleceu a manutenção do número atual, comemorado como se fosse uma vitória da sociedade maringaense. Assim , passou-se por cima do critério da proporcionalidade, deixando aberta a porta dos questionamentos jurídicos da limitação.

Até concordo que 23 não seria de bom tom, devido à reação dos setores embalados pela mídia, mas então que ficassem nos 21, como era antes.

Nenhum comentário: