30 de setembro de 2011

Falta de decoro explícita

Não importa o que está por tras da atitude do vereador John de tirar a camisa no plenário da Câmara de Maringá e ameaçar ficar nu caso o presidente Mário Hossokawa não encerrasse aquela sessão. Importa é que este episódio vergonhoso tenha consequência para o "nobre edil"... no mínimo, um pedido de cassação de mandato por falta de decoro.
O gesto foi uma agressão barata à instituição e um desrespeito claro aos colegas e à população que, teoricamente, John representa.

Quanto aos motivos que levaram o vereador a pensar no atendado ao pudor como forma de impedir a correção do grave erro estratégia, são igualmente condenáveis. Ele queria impedir que o plenário derrubasse a proibição das casas geminadas, por meio da revogação do argigo que gerou toda a polêmica. O que se pergunta agora é: a tática saiu da cabeça do vereador ou foi coisa combinada entre ele e os maiores interessados na poibição?
Isso ainda vai dar muito pano pra manga. Ah se vai!

Um comentário:

Anônimo disse...

Fiz uma música sobre os últimos acontecimentos na política maringaense. Chama-se “Tiro a camisa sim”.

O vídeo tá no youtube aqui: http://www.youtube.com/watch?v=_4em5dmAgBI

E no meu blog:
www.blogdopaulovidigal.blogspot.coom

Paulo Vidigal