26 de outubro de 2011

Como tragédia ou como farsa?

O inferno astral de Jairo Gianoto começou com o desvio de dinheiro da saúde, mais precisamente, o sumiço de R$ 1 milhão, constatado em reunião mensal do Conselho Municipal da Saúde no início de 2000; o inferno astral do atual prefeito de Londrina, Barbosa Neto, está começando agora, com a aprovação na Câmara Municipal de uma comissão processante pelo mesmo motivo: desvio de dinheiro da saúde. Em Maringá há na atualidade problemas de superfaturamento na saúde, investigados pelo Ministério Público. Por mais que saibamos que desviar dinheiro da saúde pode fazer muito mal à saúde, nunca é demais lembrar que a história acontece como tragédia, mas mas pode se repetir como farsa.

Nenhum comentário: