1 de dezembro de 2011

Caso de CPI ou de polícia?

Ontem no Bom Dia Brasil a comentarista de economia Míriam Leitão insinuou que o governo Dilma estava manipulando a taxa de inflação, devido a uma mudança de método de aferição pelo IBGE. Ontem mesmo o Instituto emitiu nota explicando a mudança, que é de praxe e obedece a critérios meramente técnicos.
A insinuação soou como uma denúncia muito grave, já que manipular a taxa de inflação é manipular os títulos financeiros do país, segundo os especialistas no assunto.
Leitão usou o termo "jabuti na árvore" para dizer claramente que se há jabuti é porque o bicho na árvore foi colocado, pois todo mundo sabe que jabuti não sobe em árvore.
O IBGE, é bom que se diga, é um órgão de pesquisa acima de qualquer suspeita. Tem sido até aqui, pelo menos. Mas a credibilidade do instituto foi colocada em xeque pela "urubóloga" analista global que, dizem seus críticos "tem o hábito de confundir Maranhão com Minas, só porque os dois começam com M".

Se Míriam Leitão estiver correta, é caso de CPI. Se fez o comentário apenas para atingir o governo, a mando de alguém, aí é caso de Polícia Federal.

Nenhum comentário: