28 de dezembro de 2011

Excrescência

Saiu no jornalão O Globo:

"Líderes e parlamentares deram uma pausa no recesso e correram a Brasília para fazer uma romaria por ministérios na tentativa de garantir o empenho (promessa de pagamento) das emendas parlamentares ao Orçamento da União de 2011.

Eles podem manter a pressão até o final da semana. Os técnicos do governo estão escalados para trabalhar e garantir o maior número de empenhos até as 20h da sexta-feira, último dia útil do ano.

Segundo o governo, houve empenho de 10% das emendas ao Orçamento de 2011 (cerca de R$ 19 bilhões), incluindo as individuais e de bancadas. A expectativa é fechar o ano com empenho de cerca de 20% do total (de R$ 3,5 bilhões a R$ 4 bilhões)".


Meu comentário: o expediente das emendas parlamentares é vergonhso. Ainda mais das emendas individuais. É por meio delas que a maioria fisiológica do Congresso Nacional, deputados principalmente, alimenta suas bases eleitorais, entregando cheques a prefeitos das suas bases, para fazer obras nem sempre necessárias à população. As emendas é a expressão maior doo "toma lá dá cá" em que se transformou a política nacional. Sem as emendas,que garantem oxigenação dos currais eleitorais e até financiamentos de campanhas, muitos parlamentares não teriam chance de se reeleger indefinidamente. E aí, quem sabe aumentariam as chances de renovação mais consistentes do parlamento brasileiro.
As emendas parlamentares estão para o processo político brasileiro como o cancro cítrico está para a laranja.

Nenhum comentário: