10 de dezembro de 2011

Se há corruptos, há corruptores. E onde estão eles?

No reino da corrupção, se há corrupto há corruptor. Uma coisa não vive sem a outra. Diante das denúncias de tráfico de influência contra o ministro Pimentel, o blogueiro Lucas Figueiredo lembra Palocci e questiona: "por que esqueceram Antônio Palocci? Por que nunca foram atrás dos clientes de Palocci, até para saber que tipo de serviço contrataram com ele?".
Elementar, meu caro Watson: os clientes a quem Palocci prestou consultoria, ganhando deles uma fortuna, são pesos pesados da economia brasileira. Como por exemplo:

Itaú Unibanco,Pão de Açúcar,Íbis,LG,Samsung,Claro-Embratel,TIM,Oi,Sadia Holding,Embraer Holding,Hyundai Naval,Volkswagen,Gol,Toyota,Azul,Vinícola Aurora e Siemens.

É poucou ou querem mais?

Nenhum comentário: