19 de dezembro de 2011

Súbito interesse por uma morte súbita

"Morre Kim Jong-il". Eis uma manchete padrão em quase todos os jornalões do Ocidente, que abriram grandes espaços para noticiar o falecimento do líder norte-coreano. Ora, ora, porque tanto destaque para um país sempre ignorado pela mídia durante décadas?

Elementar, meu caro Watson. A Coréia do Norte, que tem tido menos destaque do que a Ilha de Nauru ou o Sririlanka, é detentora da bomba atômica.

Nenhum comentário: