13 de janeiro de 2012

Joel Coimbra, no facebook:


"SENSACIONALISMO MEDÍOCRE E OPORTUNISTA: Há seis dias a BAND está dedicando quase todo o horário do seu "Brasil Urgente" para comentar um acidente de trânsito, em que o marido provocou a morte da mulher grávida e do filho que esperava, ao ultrapassar o cruzamento com o sinal fechado. Isso não é informação, é exploração sensacionalista e medíocre da tragédia que atingiu uma família".

Meu comentário: Joel está corretíssimo, o sensacionalismo barato do setor urubulino da mídia não contribui em nada para reduzir os índices de violência no país, muito pelo contrário.

As redes de TV precisam urgentemente rever suas grades de programação. Preocupadas com o Ibope, que equivocadamente serve de referência para a distribuição das verbas publicitárias, elas passam ao largo da qualidade, enfiando "lixo" goela abaixo do telespectador. Os programas policiais, em seus formatos vampirescos, só servem para turbinar o reino da barbárie em que vivemos.

Nenhum comentário: