21 de janeiro de 2012

Não há semelhança e nem mera coincidência


Por falar em debate televisivo, que tal a mini-série O BRADO RETUMBANTE? Muito boa e nos leva à reflexão sobre o sistema presidencialista brasileiro, que estabelece uma relação promíscua do Executivo com o Legislativo. Até o capítulo de ontem a determinação de Paulo Ventura em combater o mal feito não dava sinais de enfraquecimento. No mundo real, os políticos de Brasília alternam suas avaliações do texto de Euclides Marinho entre o deboche e o medo de que o comportamento do presidente da ficção contamine o país.

O jornalista político Josias de Souza escreveu que andam tentando colar a imagem de Paulo Ventura a Aécio Neves. Isso sim é uma piada. Talvez a única semelhança seja a fama de mulherengo que tem o ex-governador de Mina e hoje senador.O próprio Aécio estaria preocupado com tal associação de imagem. " Aécio revelou uma ponta de preocupação com o desfecho da minissérie. Receia um final trágico para o destemido Paulo Ventura", informou Josias.

Nenhum comentário: