13 de fevereiro de 2012

Foi-se um pedaço da história


Em Londrina, foi um incêndio que destruiu o histórico prédio do Cineteatro Ouro Verde nesta manhã. Construído em 1952, havia sido tombado pelo patrimônio histórico, a exemplo do que aconteceu com os prédios da rodoviária e da ferroviária.Em Maringá não houve tombamento nem da rodoviária e nem da ferroviária, demolidas pela família Barros. A Ferroviária, onde está hoje o terminal urbano, foi jogada na chon pelo então prefeito Ricardo; a rodoviária, um prédio histórico importante, foi demolida pelo irmão mais velho de Ricardo, atual prefeito de Maringá, Silvio Magalhães Barros II, o exterminador de canafístula. O Cineteatro Plazza, hoje totalmente abandonado, corre perigo.

Nenhum comentário: