31 de março de 2012

O Contorno Norte e seus males de origem


O Observatório das Metrópoles da UEM fez um estudo detalhado sobre o impacto do Contorno Norte na vida da cidade, sobretudo da população pobre . A conclusão é de que a obra aprofunda o processo de segregação socioespacial. É o Contorno, na conclusão dos pesquisadores, “uma trincheira no tecido urbano, impactando profundamente na vida cotidiana dos moradores do entorno da via e de toda a região”.
Lembro a propósito, que conversei algumas vezes sobre o assunto com o ex-prefeito Said Ferreira (+), que tentou fazer o contorno há mais de 20 anos, quando aquela parte da cidade ainda podia ser considerada área rural. “Hoje, eu não faria a obra com o mesmo traçado, porque iria afetar de maneira dramática a vida nos bairros que surgiram depois e que hoje ficam do lado de lá da via expressa”, disse-me Dr. Said.

Lógico que depois que chegou no estágio em que está, a obra não pode parar, tem que ser concluída. O governo Federal, por meio do ministro Paulo Bernardo manda dizer que não tem dinheiro no momento para a continuidade do Contorno Norte. Notícia ruim para Maringá, que vai ficando com aquele elefante branco a atrapalhar-le o sábado. Mas convenhamos, não tivessem indícios de irregularidade no seu processo licitatório, o Ministério Público Federal não teria entrado no circuito para tentar barrar o andamento dos trabalhos.

Eis que a vida parece imitar a arte


O deputado federal Stepan Nercessian (PPS-RJ) recebeu dinheiro de Carlinhos Cachoeira. Descoberto na Operação Monte Carlos, da Polícia Federal, o ator global não negou ter recebido R$ 150 mil em 2011, mas exibiu extrato bancário em que prova a devolução da grana.Mas ele sabe que isso minimiza, mas não o isenta do envolvimento com o contraventor.
A vida realmente imita a arte: nos anos 70, Stepan interpretou na novela Bandeira 2 , de Dias Gomes, o papel de filho do bicheiro Jovelino Sabonete (Felipe Carone), rival de Tucão (Paulo Gracindo) na disputa pelos pontos do jogo do bicho no Rio de Janeiro. Mantendo um romance proibido com a filha de Tucão (Elisângela) o personagem do jovem Stepan Nercessian é assassinado no último capítulo por Kidóca (Milton Morais), chefe da jagunçada de Tucão.


Autor e intérprete: Tijojo (servidor da Universidade Estadual de Maringá)

A intervenção providencial do presidente do TJ

IMPACTO É um tablóide de críticas e denúncias pesadas contra lideranças políticas do Paraná que circula gratuitamente em todo o Estado. Em Maringá, pode ser encontrado naquela banca da Praça Renato Celidônio, em frente ao Correio.
A última edição revela um detalhe interessante sobre a intenção dos irmãos Ricardo e Silvio Barros ao tentarem retomar para o município o gerenciamento do sistema de saneamento básico, há mais de 30 anos nas mãos da Sanepar.
Que intenção seria essa? Segundo o jornal, era de entregar o serviço de água e esgoto para a empresa alemã Concord Blue. Neste caso, claro, a licitação seria meio Mandrake, para inglês ver.
Ainda bem que Deus escreve certo por linhas tortas. E foi na curva de uma linha por ELE escrita, que o presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, Miguel Kfouri Neto, barrou o processo de entrega desse grande patrimônio do povo, a uma empresa privada, e pasmem, estrangeira.

Quem disse que a corrupção não tem cara?


Pincei do blog da professora Marta Bellini

30 de março de 2012

Incineração de lixo: a sentença condenatória de quem sabe das coisas

O dedicado blogueiro Dinor Chagas entra pra valer na discussão sobre a usina de incineração de lixo , brindando seus leitores com a íntegra da conferência “Uma solução pobre para o século 21” do DR. Paul Connet (St. Lawrence University, de Cantão – NY). O texto é extenso, mas tomo a liberdade de pinçar dois parágrafos da conclusão, que resume bem a posição do ilustre professor de Química:


“Longe de ser uma tecnologia provada universalmente como defendem seus promotores, a incineração de lixo municipal com recuperação de energia foi uma vivência, que depois de 20 anos, deixou aos cidadãos dos países industrializados um legado de níveis inaceitavelmente altos de dioxinas e compostos a elas relacionados, nos alimentos, nos tecidos, em seus bebês e na vida silvestre”.


“A maioria dos químicos treme de medo quando vêem mais de três substâncias químicas em um tubo de teste. A tarefa esperada de um incinerador moderno é tanto queimar em uma máquina enorme todas as substâncias que a sociedade produz, como também aproveitar eficazmente a energia liberada para gerar calor e/ou eletricidade. Neste processo extremamente complicado, várias coisas acontecem.

Na minha visão, quando você constrói um incinerador em sua comunidade, você está anunciando para o mundo que você não foi bastante inteligente, politicamente ou tecnicamente, para recuperar seus recursos descartados, considerando que você é responsável pela comunidade local e pelas gerações futuras”.

O DEM e seus "guardiões da moral"

Demóstenes Torres sempre pousou de homem sério, de uma das vozes mais ouvidas da oposição aos governo Lula e Dilma. Caiu em desgraça e tem hoje como um de seus algozes, o também senador Agripino Maia, igualmente na mira do Ministério Público. O senador potiguar é acusado de receber doação ilegal de R$ 1 milhão na campanha de 2010. Quem será o próximo "guardião da moral" do Democratas?

O "leão" é perverso

O senador Requião está propondo a eliminação da cobrança de imposto de renda da empregada doméstica. É pouco: e dos aposentados? E de quem recebe um salário, que mesmo na faixa de tributação, mal dá pra comer,vestir,morar e pagar as contas? Me incluo nesse time e falo com conhecimento de causa que é uma indignidade o “leão” atacar assalariado.
Além de considerar o salário como renda o Governo veda deduções essenciais à sobrevivência do trabalhador, como: despesas com alimentação, vestuário, transporte e remédio.
A propósito, em que pé está a questão do imposto sobre fortuna

Cascavel terá dois turnos

Mais uma cidade do Paraná terá segundo turno. Cascavel ultrapassou a barreira dos 200 mil eleitores e deverá escolher o próximo prefeito em dois turnos, como já fazem Curitiba,Londrina, Mqringá e Ponta Grossa.

Problemas a perder de vista nas penitenciárias do Paraná

Com a presença do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o governador Beto Richa inaugura daqui a pouco a Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste. Com essa unidade penal, que vai abrigar condenados que ajudam a superlotar os cadeiões da região noroeste o Estado cria quase 1.500 vagas no seu sistema prisional. Mas há um problema: as penitenciárias já existentes, inclusive a de Maringá, têm problemas sérios de estrutura e uma defasagem absurda no quadro de agentes penitenciários.
A julgar pela série de reportagens da RPCTV de Foz do Iguaçu, sobre as condições atuais do presídio inaugurado há 10 anos naquela cidade, as unidades penais do Paraná são verdadeiras bombas-relógio, susceptíveis a fugas cada vez mais freqüentes.
Os agentes penitenciários trabalham em condições muito precárias e no dia-a-dia da lida com presos perigosíssimos estão sempre correndo risco de vida. Pode acreditar, mas o diretor do Departamento Penitenciário do Paraná, Maurício Kuehene, trata com desdém os perigos que os agentes correm. Pelo menos foi o que ele deixou claro na entrevista que deu à RPCTV .
A Penitenciária de Foz do Iguaçu era tida como de segurança máxima quando foi inaugurada. Enfim, um modelo de modernidade na área prisional. Hoje, está caindo pelas tabelas, de acordo com a série de reportagem da televisão.Essa de Cruzeiro do Oeste também, novinha em folha é muito segura . Mas é a velha história: vassoura nova varre bem que é uma beleza.

Passou da hora de prevenir



A Prefeitura de Maringá vai implementar novas reformas no Estádio Willie Davids, mas segundo o bem informado blogueiro Lauro Barbosa, no pacote anunciando não consta nenhum trabalho de reforço da estrutura da arquibancada coberta.O próprio Lauro disse que alertara dos perigos em postagem que fez em 2007:"‘A estrtutura metálica da cobertura do estádio regional Willie Davids pode desabar a qualquer momento. O término do tempo de vida útil do material e a falta de manutenção adequada seriam as principais causas’.

Na mesma época eu postei aqui um comentário sobre o mesmo assunto, com base em informações que eu recebera de um engenheiro aposentado. Num bate-papo que tivemos durante um cafezinho na cozinha do DER, o engenheiro Milton , que trabalhou muitos anos com o Dr. Barnabé no DOE - Departamento de Obras do Estado,manifestou duas preocupações básicas: "Temo pelo que possa aocntecer no túnel do Novo Centro, onde não há dissipadores para a fumaça que as locomotivas soltam lá embaixo e também com a arquibancada coberta do estádio, que foi contsruída há mais de 30 anos e nunca passou por uma reforma, um reforço em sua estrutura. No caso do Willie Davids, temos que considerar que é muito mijo em dia dia de jogo, que se infiltra naquele piso quebrado e por consequência, afetando a estrutura de ferro da arquibancada. Tem que ser feito algo urgente alí, porque corremos o risco de um desabamento, que se for em dia de evento esportivo, pode significar uma grande tragédia para a cidade".

Aleluia, vão recuperar o Horto!


Leio agora no blog do Rigon que, finalmente, a Prefeitura de Maringá vai assumir a administração do Horto Florestal e iniciar um processo de recuperação da reserva, tomada por uma erosão gigantesca. Tudo bem que estão aproveitando o mote do ano eleitoral, mas o fundamental é não deixar que uma área verde tão importante como aquela se perca na esteira do descaso e da irresponsabilidade cívica de gestores nada comprometidos com a sustentabilidade.

29 de março de 2012

Toda pedofilia será perdoada...

Foi mesmo de estarrecer a decisão do Superior Tribunal de Justiça de confirmar absolvição de um homem processado por abusar sexualmente de duas meninas de 12 anos. O argumento é um tapa na cara da sociedade: “As meninas já praticavam prostituição e que por tanto, não cabe a presunção de violência”.
Meu Deus, o fato de duas crianças estarem no mundo da prostituição já é uma violência. Os ministros do STJ fizeram crer que a conduta do estuprador foi apenas imoral e reprovável, Crime não houve porque as meninas “estavam longe de serem inocentes, ingênuas, inconscientes e desinformadas a respeito do sexo”. Pior, muito pior foi o fato de ser uma mulher a relatora do processo, a ministra Maria Thereza de Assis Moura.
Fonte: Blog o Tijolaço

Capital e trabalho na mesma trincheira

Acredite se quiser, as indústrias de todo o Paraná vão parar na próxima terça-feira, 3 de abril. É o chamado Grito de Alerta em Defesa da Produção e do Emprego no Estado, que coloca patrões e empregados juntos para protestar.Trata-se de um movimento nacional contra o processo de desindustrialização do país.No Paraná as máquinas devem parrar em Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Ponta Grossa, Toledo, Pato Branco, Francisco Beltrão e Capanema.

HU, o alívio que a retirada do bode nos traz

A notícia da prorrogação do contrato da maioria dos 141 servidores do HU que deixariam seus postos de trabalho segunda-feira, soou como um alívio para os maringaenses. No caso daqueles trabalhadores cujos contratos não poderão mais ser prorrogados, o Estado autorizou um processo seletivo simplificado que permitirá a recomposição integral do quadro hoje existente.
Tudo ótimo, maravilha, estamos todos contentes e agradecidos ao governador. Mas o Hospital Universitário continuará com os velhos problemas, de defasagem em seu quadro funcional e também de sua estrutura física. A luta para melhorar as condições de atendimento e também para reduzir a absurda demanda, com incentivo à estruturação da rede pública de saúde em outros municípios da região, não pode parar. Lembremos pois: o que o governador fez hoje, foi tirar o bode da nossa sala.

Os tempos são outros

Houve um tempo em que as comissões permanentes da Câmara Municipal de Maringá realmente estudavam as matérias e davam parecerem abalizados antes de qualquer projeto ir a plenário. Atualmente, boa parte dos pareceres são verbais e, com perdão da expressão chula, nas coxas . Veja este singelo exemplo dado pelo vereador Zebrão, ao emitir parecer em projeto da vereadora Márcia Socrepa: “Eu dei parecer favorável, mas o projeto é inconstitucional. Vou votar a favor, mas se o prefeito vetar, vou com o prefeito. Admiro a coragem de V. Excia em fazer um projeto inconstitucional.”

Prioridade petista faz do PMDB a dama mais disputada do baile

O PT escolheu 10 cidades brasileiras, a maioria capitais, que são prioridade 1 nessas eleições municipais. Entre elas está Maringá, o foco principal no Paraná. Teoricamente seria Curitiba, mas na capital o Partido dos Trabalhadores não dispõe de nenhum nome viável no momento, apesar do esforço do deputado Tadeu Veneri em trabalhar a candidatura própria. Por isso, vai de Gustavo Fruet, devendo fornecer o vice.

Diante desse quadro, o xadrez político-partidário indica que lançar candidato próprio ou ir de Quinteiro não é uma questão resolvida para o PMDB maringaense. Os ministro Gleisi Hofmann e Paulo Bernardo, que estarão amanhã por essas bandas para prestigiar a festa de aniversário do deputado Ênio Verri, deverão ter aqui algumas conversas a portas fechadas, com petistas e peemedebistas. Umberto Crispim, que joga com o estatuto do partido para continuar na presidência do diretório municipal, em vias de dissolução, até já teria recebido um telefonema da ministra-chefe do Gabinete Civil da presidente Dilma.

Venho insistindo nessa tecla já faz algum tempo: o caso do PMDB de Maringá deve ser resolvido a partir de Brasília, onde está o manda-chuva Michel Temmer, vice-presidente da república. Acrescento a este ingrediente, o empenho pró-Ênio dos ex-governadores Orlando Pessuti e Roberto Requião. Principalmente o senador ainda tem o comando do PMDB, graças à presença forte e sempre decisiva na Executiva Estadual do manobrista João Arruda, seu sobrinho.

Puts grila!!!

Informa Verdelírio Barbosa em sua coluna no Jornal do Povo que Maringá está entre as 10 cidades que mais receberam verbas nos 15 meses do governo Dilma. Dessas," nove são da base aliada, com Maringá sendo a única que não apoiou Dilma. Porto Velho é a primeira no Brasil tendo recebido R$ 93,66 milhões e Maringá foi a primeira no Estado e a Quinta no Brasil com R$ 45,98 milhões. Londrina é a décima com apenas R$ 4,40 milhões".

Puts grila, aonde foi parar tanta grana, que nada se vê?

28 de março de 2012

Túnel do tempo


O ano não me lembro, mas foi na década de 70. Um grupo de jornalistas e radialistas foi pedir ao reitor Neumar Adélio Godoy (de costas), a criação do curso de Comunicação Social em Maringá. Da esquerda para a direita: Frambel de Carvalho, Marly (colunista social da Folha de Londrina), Tatá Cabral, Teófilo Ruiz de Andrade, Francisco Timbó de Souza, José Carlos Goulart (assessor de imprensa da Universidade) e eu.
A foto me foi enviada pelo amigo Locatelli, fotógrafo da ASC/UEM.

O exemplo FHC está vivinho da silva

O Secretário de Assistência Social e Cidadania de Maringá, Ulisses Maia (PP), vai se desincompatibilizar depois de amanhã, renunciando ao cargo que exerce na administração municipal para disputar uma cadeira na Câmara. Se verdadeira a informação de bastidores de que ele estaria conversando com outros pré-candidatos já de olho na presidência do Legislativo, aí, convenhamos, seria muita pretensão. Nunca é demais lembrar que uma vez candidato a prefeito de São Paulo, Fernando Henrique Cardoso sentou-se na cadeira que era ocupada por Mário Covas e pousou de prefeito- eleito, faltando um mês para a eleição. Perdeu para Jânio Quadros.

A UMES dá sinal de vida

Enfim , a velha UMES (União dos Estudantes Secundaristas de Maringá) deu sinal de que está respirando.Aproveitou o fato de ser esta quarta-feira Dia Nacional de Luta dos Estudantes e tomou a frente na organização de uma passeada de alunos dos colégios Gastão Vidigal, Instituto de Educação e Brasílio Itiberê , por mais verbas para a educação.
E pra não dizer que não falaram das flores, protestaram em frente ao Paço Municipal contra a usina de incineração de lixo e de quebra, queimaram fotos do prefeito Silvio Barros II. A maioria tinha cara pintada, lembrando a época do impeachment de Collor. Viva a democracia!

Fonte: Folha de Maringá

27 de março de 2012

Recordar é viver

Não sei porque, hoje acordei com saudade da minha primeira infância na Fazenda Canto, Pintadas (Bahia).O meu pai, seu Domingos, foi tropeiro nos anos 40 e já nos 50, aboiador e cantador de samba de roda nas festas da redondeza. Menino, alí pelos meus 8,9 anos , eu ajudava meu avô materno a recolher as vacas leiteiras no curral, todo fim de tarde. E também apreciava os aboios do velho Alicério, que eu e meu primo Joãozinho tentávamos acompanhar ,com voz esganiçada de menino. Rememorando isso, matei saudade, indo ao YouTube e ouvindo esse aboio com Vavá Machado e Marcolino.

26 de março de 2012

Ainda não foi dessa vez

Informa o Rigon que a reunião decisiva do PMDB estadual com relação ao diretório de Maringá não decidiu nada: " Com a viagem do deputado federal João Arruda (PMDB) para o exterior, a questão da dissolução do diretório municipal de Maringá ficou para a próxima segunda-feira".

É mais uma semana de expectativa para uns e agonia para outros.

Aécio, com um pé atrás


Serra venceu as prévias e será candidato a prefeito de São Paulo pelo PSDB. Ante a promessa de, dessa vez cumprir os quatro anos de mandato, deixou implícito seu apoio a Aécio Neves para presidente em 2014. O senador mineiro, que já recebeu um "beijo de judas" do colega tucano, tem lá suas dúvidas.

Bastidores

Há uma briga surda, bem de bastidores mesmo,entre a família Barros e o grupo da Sociedade Rural que trabalha para colocar a atual presidente Iraclésia Araújo no cenário político- partidário de Maringá. Pela simples razão de que Iraclésia, primeira mulher no país a presidir uma sociedade rural, pode emplacar e, naturalmente, tomar espaço da deputada Cida Borghetti.
Talvez para evitar o constrangimento que causaria ao colocar azeitona na empada da ruralista, o governador Beto Richa não apareceu em Maringá no lançamento da Expoingá/2012.
Mas não é só isso, claro. Tudo o que o governador não quer é que lhe coloquem uma faca no pescoço para ele nomear Silvio Barros II para uma secretaria do Estado, no lugar de Ricardo, que deve sair ante a perspectiva de pegar um cargo importante no Governo Federal.
O fato é que Ricardo manobra sua adaga com destreza , mas com tamanha sofreguidão, que pode acabar se ferindo com a própria arma.

Amanhã o cenário pode ser outro

Lideranças partidárias que trabalham na montagem de cenários para as eleições municipais de Maringá estão de olho na reunião que a executiva estadual do PMDB fará hoje à noite em Curitiba. O presidente do diretório municipal, Umberto Crispim, em vias de ser defenestrado, estará presente, com o regulamento do partido embaixo do braço e brigando contra a dissolução.
Se vencer a parada, Crispim fica livre para manobrar o barco peemedebista como quiser. E ele quer detonar a candidatura própria e jogar o PMDB nos braços do governador Beto Richa, via Wilson Quinteiro. Amanhã, ou logo mais a noite, já com o resultado da reunião, volto ao assunto.

24 de março de 2012

Aguardem, vão desqualificar a manifestação

foto:Gelinton Batista - Assessoria de Imprensa do vereador Humberto Henrique


O prefeito Silvio Barros II mandou uma equipe de TV gravar imagens da passeata contra a usina de incineração do lixo, organizada pelo Fórum Intermunicipal Lixo e Cidadania hoje de manhã no centro de Maringá. A orientação era a de mostrar só os espaços vazios, com imagens que dessem a impressão de uma manifestação fracassada, sem manifestantes.
Com isso, a Administração Municipal reduziria o ímpeto do Fórum e desqualificaria o poder de mobilização popular que tem a Igreja Católica.
Não se surpreendam se as imagens feitas pela Jacques Vídeo não aparecerem segunda-feira em alguns programas "independentes" de TV, patrocinados com verbas da Prefeitura.

O dia em que Chico matou Chico

O Brasil perde a graça

23 de março de 2012

Chico está em coma

Chico Anísio, sem dúvida o maior humorista que o Brasil já teve, luta bravamente pela vida em um hospital do Rio. Encontra-se em estado crítico, respirando por aparelhos e com as funções renais seriamente comprometidas. Milhares de brasileiros de fé, rezam por ele.
Autor de mais de 200 personagens, Chico imortalizou alguns, como o Justo Veríssimo,que retrata com fidelidade e a mais fina ironia, o político tradicional, fisiológico e carreirista:

O HU vai à UTI e a cidade se cala

Até agora não vi nenhuma manifestação da sociedade organizada e nem do poder político local sobre o caos anunciado do HU, que vai perder dia primeiro de abril 140 servidores, inclusive médicos. Na avaliação do superintendente do Hospital, Dr. Amador, haverá uma guerra entre quem busca atendimento e os funcionários efetivos que ficarão para atender.
Impressionante como nem o reitor da UEM, gestora do hospital-escola, se posicionou publicamente a respeito do assunto.
É descaso pra mais de metro.

22 de março de 2012

Cena de violência no Terminal

Depois de levar muitos socos e ponta-pés o homem conseguiu entrar dentro de um ônibus, mas nem ali estava protegido. Dois dos agressores entraram meio na marra, pularam a catraca e recomeçaram as agressões. Por sorte, alguns motoristas, ajudados por populares, inclusive vendedores de passes, conseguiram conter os enfurecidos rapazes, evitando o pior.

Ninguém ali, inclusive este blogueiro, tinha idéia do que se tratava.Depois é que fiquei sabendo que tudo começou quando a vítima mexeu com uma moça, pegando no braço dela e a chamando de gostosa.

Alguns minutos depois da cena de violência, quando vítima e algozes já estavam longe é que apareceu uma viatura policial.
Eu pergunto: como pode, num lugar público tão movimentado como aquele, não ter qualquer esquema de segurança preventiva?

Sofisticação de $ 1 bi


O Estádio de Brasília, um dos mais sofisticados que o Brasil apresentará na Copa de 2014 será também o mais caro. Deve passar de R$ 1 bilhão. Logo ele, que leva o nome do Mané Garrincha?
Garrincha, pelo que relatou Ruy Castro no livro biográfico Estrela Solitária, era totalmente desapegado a dinheiro e a luxo. Seu negócio era entortar zagueiros e fora dos gramados, mulher e cachaça.

21 de março de 2012

Dia de luta contra o racismo

Hoje, 21 de março é o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial instituído pela ONU, em memória do Massacre de Shaperville (1960), quando 20 mil jovens negros de Joannesburgo, na África do Sul, protestavam contra a lei do passe, que os obrigava a portar cartões de identificação, especificando os locais por onde eles podiam circular.
A cantora e compositora de ótimos sambas, Leci Brandão, comenta que:

"No Brasil, nunca tivemos uma lei do passe explícita, mas, cotidianamente, vivemos as limitações de quem não exerce plenamente sua cidadania. E esses limites podem ser mais perversos, porque não limitam apenas o ir e vir, mas impedem que as pessoas vivam plenamente sua autonomia e liberdade.
Sempre que a polícia persegue um cidadão negro, alegando que este estava em “atitude suspeita”, ou quando seguranças dedicam especial atenção aos cidadãos negros que entram nos supermercados, estamos diante da prova palpável da existência do racismo forjado em nossa herança escravocrata".

20 de março de 2012

Crispim e a Lei de Murphy

A aprovação , pela executiva estadual, da admissibilidade da dissolução do PMDB de Maringá está deixando o "guerreiro" Umberto Crispim em polvorosa.Perdendo o status de presidente do diretório municipal, vai se ver pendurado na brocha.Além ficar sem o leme do barco peemedebista, Crispim perde qualquer possibilidade de negociar sua presença no governo Beto Richa, num cargo de importância, que poderia ser a gerência regional da Sanepar. E quanto a coisa chega nesse ponto, dá-lhe Lei de Murphy.

Dinheiro para proteger o meio ambiente tem. Mas...

A Sanepar informa em tablóide distribuído em toda a cidade, que além dos investimentos feitos em ampliação dos sistemas de água e tratamento de esgoto, repassou nos últimos quatro anos R$, 2,5 milhões para a administração municipal de Maringá desenvolver ações ambientais e cuidar dos fundos de vale. Os fundos de vale, pelo que se vê por aí, estão em completo abandono, com lixo pra toda banda.
Além do dinheiro da Sanepar, seria o caso de perguntar: o que é feito do ICMS ecológico, que já em 2004 rendia mais de R$ 100 mil por mes à Prefeitura?

Por que será?

A pergunta que não quer calar: por que as igrejas evangélicas (leia-se Ordem dos Pastores) se omite no caso da usina de reciclagem de lixo de Maringá? O que será que a entidade pensa sobre a tal "guerra santa" proposta pelo prefeito Silvio Barros II?

Cidadão Honorário

Nilson Monteiro, jornalista dos bons, poeta toda vida e um grande caráter. Trabalhou em grandes jornais brasileiros, foi repórter da revista Isto É e para orgulho meu e do Moscardi, fez parte da equipe de redação da POIS É, que editamos de 1986 a 1991 em Maringá. O Nlson é atualmente assessor de imprensa do governador Beto Richa, de quem é amigo desde os tempos em que, junto com Hélio Teixeira, assessorou o senador José Richa.
Daqui a pouco, às 19hs, o “pé vermelho” Nilson Monteiro recebe o título de Cidadnao Honorário do Paraná no plenário da Assembléia Legislativa.
Por mais que título de cidadania (honorária e benemérita) esteja banalizado no Brasil, a homenagem que o deputado Luiz Eduardo Cheida propôs e teve aprovação unânime dos deputados estaduais, resgata um pouco o valor que o certificado feito em pergaminho já teve.

Estaria fora por conta da Lei da Ficha Limpa

“Cotado para virar secretário estadual, Silvio Barros já foi condenado duas vezes pelo TJ por improbidade administrativa. Recurso contra uma dessas sentenças foi negado pelo STJ, em Brasília”.

. Gazeta do Povo

16 de março de 2012

PC do B debate a Maringá do futuro

O PC do B está iniciando o debate sobre seu plano de governo para Maringá. Não creio que vá ter candidato próprio, mas irá, certamente, colocar alguns pontos básicos do seu programa como pré-condição para fechar qualquer aliança. Recebo do amigo Luiz Donadon, o Luck, a seguinte mensagem, sobre a "A cidade que queremos": "Os debatedores vão demonstrar que é possível um outro modelo de cidade, mesmo que a atual gestão tenha tentado entregar quase tudo....Ainda há tempo para reverter!".
O primeiro debate será dia 24 próximo das 8,30hs às 17hs no auditório da ADUEM.

15 de março de 2012

A propósito da "guerra santa"

O prefeito Silvio Barros II anda irritadíssimo com a forte oposição que vem encontrando ao seu projeto de instalação de uma usina de incineração de lixo em Maringá.
O tablóide do Fórum Intermunicipal Lixo e Cidadania , distribuído em toda a cidade no último final de semana, o tirou definitivamente do eixo. Ao ponto de, numa exposição sobre o tema que fez no CODEM, ele encerrar sua irada fala insinuando uma “guerra santa” contra a Igreja Católica, responsável pela distribuição do jornal nas missas. Por sugestão da sua mãe, dona Bárbara, também presente , o prefeito Silvio encerrou sua fala com uma oração. Mas antes, deixou claro que esta é uma luta do bem contra o mal, sendo ele o bem; que a cidade se divide entre quem crê em Deus e quem crê no diabo. Naturalmente que ele, Silvio, está do lado do SENHOR, combatendo o bom combate contra o cramulhão.
Para provar sua religiosidade e seu espírito de cristão verdadeiro, terminou rezando o Pai Nosso. Porém, sua mente deu um branco alí pelo “perdoai-nos as nossas ofensas”, sendo ajudado pelos presentes, do “ assim como nós perdoamos a quem nos tenha ofendido” em diante.
No dia seguinte, as ofensas do prefeito à Igreja Católica provocaram uma reunião de emergência entre o bispo Dom Anuar, vários padres e representantes do Conselho de Leigos. Sempre contemporizador, o arcebispo foi cobrado para que tomasse uma posição firme contra a provocação descabida, já que falar em “guerra santa” em Maringá é brincar com coisa muito séria.

PP quer SB-II no lugar de RB

"O prefeito Silvio Barros foi chamado pelo Partido Progressista para assumir a vaga do irmão, Ricardo Barros, na Secretaria de Estado da Indústria, do Comércio e Assuntos do Mercosul. A dúvida de Silvio é a data para aceitar o convite".

. O Diário online

Meu comentário: resta saber até que ponto o governador Beto Rciha vai levar ao pé da letra a lei da ficha limpa (estadual) que ele sancionou em dezembro, criando limitações éticas para a nomeação de assessores, seja de que escalão for. Silvio, como até as pombinhas da Praça Raposo Tavares sabem, tem condenação de segunda instância, por improbidade.

14 de março de 2012

Saída pela tangente


Ricardo Barros confirmou que deixa a Secretaria da Indústria e Comércio em abril para fazer política. Estranho isso, porque se há uma coisa que ele faz há mais de 20 anos, todo dia e toda hora, é política.
Sua argumentação, que soa como uma justificativa prévia, tem a ver com um fator primordial: ressentimento. Ricardo ainda estaria ressentido com a derrota sofrida na eleição da FIEP e com o fato do irmão Silvio não poder renunciar a Prefeitura de Maringá e assumir outra secretaria no governo Beto Richa, por conta da Lei da Ficha Limpa.
Lembremos que em dezembro último o governador Beto Richa condicionou a nomeação de qualquer assessor ao fato do indicado não ter condenação colegiada.

13 de março de 2012

Carta- resposta da Viapar

Sr Messias Mendes,

A respeito do post “Sobra de Gordura”, gostaríamos de esclarecer alguns questionamentos.

De todas as concessionárias do Paraná, somente uma foi auditada (Ecocataratas) e as conclusões em absoluto são as citadas.

Quanto a Trincheira a ser construída em Iguatemi, lembramos que embora não seja obrigação contratual , a VIAPAR em convenio com a prefeitura estará fazendo a referida obra, além da duplicação em andamento. Bastava apurar junto à concessionária, apesar do mesmo assunto já ter sido divulgado pela imprensa.

Em janeiro, o blogueiro foi convidado para uma entrevista coletiva (sugerida pelo mesmo) com o presidente, cuja pauta era livre. Porém, infelizmente o Sr não esteve presente.

Lembramos e repetimos que o referido blogueiro, assim como os demais profissionais da imprensa, tem total abertura e liberdade para buscar as informações necessárias junto com a concessionária.

PS: Realmente fui convidado mas não pude estar presente à entrevista coletiva. Quanto à sobra de "gordura" detectada pelo Tribunal de Contas, dei a nota e citei a fonte ( Blog da Joice Hasselmann).
No que diz respeito a buscar informações junto à concessionária, esclareço que, na questão da "gordura" não há citação da Viapar. Mas fico feliz em saber que Iguatemi vai ganhar uma trincheira.

Boa essa do Akino

Foram mais de 20 anos de poder. Muitas denuncias de corrupção , irregularidades. Bajulado por alguns interesseiros, criticados por outros, não resistiu à pressão de denuncias mais graves. Caiu Ricardo, “o todo poderoso”. A notícia era esperada por aqueles que querem a correta aplicação de recursos, que abominam a corrupção, os procurão ser éticos, honestos. Como todo império, o de Ricardo também ruiu. Ricardo caiu em desgraça, talvez acabe os seus dias sem amigos, gastando o dinheiro ganho ilicitamente, médicos, remédios, tentando preservar o que resta de saúde. Mas não há remédio para problemas de consciência.
Falo de Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF.
. Akino Maringá, colaborador do blog do Rigon

É Maringá e o Burzega na fita!


A biografia do ator Paulo Autran, um dos grandes mitos do teatro brasileiro, continua bombando. Lançado em 2005, o livro tem na capa uma foto espetacular, digna dos maiores fotógrafos do país. A editora não deu crédito ao fotógrafo que, quase ninguém sabe, é de Maringá. A foto foi feita no Teatro Kalil Haddad, em Maringá, por ninguém menos que Edson Guiti, o meu amigo Burzega.

12 de março de 2012

E agora Crispim?

O PMDB estadual decidiu hoje que Maringá deverá ter candidato próprio a prefeito, contrariando a vontade do presidente local Umberto Crispim, que negociava o apoio do partido à candidatura Quinteiro (PSB).
Significa que a Executiva decretou uma intervenção branca no diretório municipal de Maringá, com o provável fim do reinado Crispim de Araújo. Segunda-feira , próxima reunião ordinária do partido em Curitiba, quem estará lá para ser ouvido é o presidente da Câmara Municipal, Mário Hossokawa, pré-candidato a prefeito.

Fonte: blog do Rigon

Cenário confuso

Estamos vivendo a fase dos balões de ensaio no processo político maringaense. O último lançado foi o da candidatura Edmar Arruda, em possível dobradinha com o PSD de Kassab e, sabe-se lá porque cargas d´água, com o PMDB.
A entrada de Edmar no jogo muda o quadro , inviabilizando, de quebra, duas candidaturas que estarão na disputa para fazer figuração e marketing para 2014: a do Dr. Batista e a do Quinteiro. Considerando que é muito candidato para a mesma área, Edmar pode balançar a roseira e derrubar também Evandro Júnior, inviablizar de vez Mário Hossokawa e dificultar a vida de Ênio Verri, com quem havia costurado uma provável parceria pra as eleições desse ano.
Improvável Edmar estar com o PMDB? Nem tanto. Os compadres Crispim e Grillo, em vias de serem defenestrados por uma intervenção que está sendo decidido agora no Diretório Estadal em Curitiba, já estiveram juntos com Arruda e portanto, não têm qualquer rstrição ao deputado do PSC de Ratinho Júnior.
Eita cenário complicado, sô.

Filho de vereador se queixa. Tem lá suas razões


"Já faz 2 meses que meu pai morreu. Foi Presidente da Câmara e vereador com maior número de mandatos em Maringá. Até agora, infelizmente, nenhuma iniciativa do Poder Legislativo para homenageá-lo e temo que isto tenha a ver com a iniciativa do VERGONHOMETRO que divulguei aqui. Se for isto, perdão pai. Uma homenagem ao menos, da Câmara que vc fez respeitar, o Senhor merecia. Merecia sim".

. Do Willy Taguchi, no faceboock.

Meu comentário: a queixa é procedente, embora um pouco precipitada. Conheci Kazumi Taguchi, fui assessor de imprensa da Câmara quando ele exercia um dos seus, salvo engano, 7 mandatos. Com certeza será homenageado, dando o nome a uma rua ou a um logradouro importante. Como vereador, Kazumi era atuante,não faltava a uma sessão sequer e, enquanto oposição ao prefeito Silvio Barros I, fez seu trabalho, como manda o figurino. Foi dele a denúncia do banheiro, mandado construir na casa do prefeito com dinheiro público, assunto que aliás, ganhou espaço nos principais jornais do país. Se não foi o autor, pelo menos participou como co-autor da denúncia ao antigo IBDF (Instituto Brasuleiro de Defesa Florestal) contra a derrubada de árvores no Bosque 2 para a passagem da Av. JK, fato que rendeu até uma crônica do ferino Lourenço Diaféria, na Folha de São Paulo. Enfim, Kazumi fez história,é parte da história política de Maringá como um vereador que sempre honrou o seu mandato.

Sobrando gordura


Informa Joice Hasselmann em seu blog que o Tribunal de Contas do Paraná aponta em relatório a necessidade urgente das concessionárias baixarem as tarifas de pedágio.Pode até ter variações de uma praça pra outra, mas o fato é que a maioria das concessionárias opera com um percentual,de 22% de “gordura”.
Os auditores do TC advertem que se não houver redução de tarifas é necessário investimento extra de R$ 175 milhões em vários trechos das rodovias pedagiadas.
Acho que as lideranças políticas regionais podiam aproveitar a deixa para cobrar da Viapar a construção de uma trincheira em Iguatemi, agora que aquele trecho de 600 metros na chegada ao distrito está sendo duplicado.

Prêmio consolação que pode dar dor de cabeça

Bernardo Figueiredo, que foi impedido pelo Senado de continuar presidindo a ANTT pode receber da presidente Dilma, como prêmio consolação, o cargo de "maquinista" do trem bala.
Mas ele vai continuar na mira do bacamarte do senador Requião, que está de olho na implantação do trem bala Rio/São Paulo.O próprio senador andou suspeitando de superfaturamente já na fase de estudos de viabilidade. Cruzes!

11 de março de 2012

Fantasmas sobrevoam o Senado




O jornal O Globo publicou uma reportagem-denúncia em que informa: "Senadores empregam fantasmas". Entre os fantasmas estariam dois assessores do paranaense Roberto Requião. No twitter, Requião ironiza:

"Meus dois supostos funcionários fantasmas vão se materializar processando a irresponsabilidade de O Globo (...) Cel Washington,o Globo diz que vc é funcionário fantasma. Sugiro assombrá-los com um bom processo".

A grande dimensão do talento do João

10 de março de 2012

No buraco? Não do nosso ângulo


Não, mil vezes não. A Fifa não escolheu o nosso tatu bola como mascote da Copa de 2014 por achar que o Brasil está no buraco. Depois de reclamar que as obras dos estádios estão atrasadas, a Fifa vem de tatu, que em princípio pode parecer uma simbologia danosa para o país. Mas não é, porque vamos fazer desse limão uma limonada, usando o mascote para campanhas de preservação das espécies em extinção no Brasil e no mundo.

A base, com a faca nos dentes


A base aliada do governo Dilma está com a faca nos dentes. Quer conter o crescimento do PT, que aos poucos vai tomando conta do aparelhamento do Estado. Esta semana houve uma reunião meio secreta dos líderes dos partidos que apóiam a presidente, para decidir ir ao ataque. O primeiro recado foi mandado pelo Senado ao rejeitar a recondução do diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres. E quem liderou tudo foi o senador paranaense Roberto Requião (foto), que além de mandar o recado para o Palácio do Planalto, aproveitou para fazer uma retalhaçãozinha básica pra cima do ministro Paulo Bernardo, de quem é um notório desafeto.
O fato concreto é que se a presidente Dilma Rousseff não se vestir de bombeira e ir pessoalmente apagar este fogo, seu governo pode sofrer várias queimaduras. Claro que ela resiste ao fisiologismo, principalmente do PMDB, mas seria de bom tom, nessa hora crucial, ela tomar lições com algum remanescente do velho PSD mineiro. Se é que ainda existe algum deles vivo por aí. Senão, o jeito é recorrer a algum bom aluno dessa escola.

9 de março de 2012

Inesquecível

Rusgas, hoje como ontem

Os prefeitos de Maringá e Londrina andam se alfinetando por causa do kit escolar. Silvio provoca Barbosa, sustentando que além de mais barato o quit que ele distribuiu é melhor do que o entregue aos launos das escolas municipais de Londrina. Por meio do seu secretário de gestão pública, Fábio Reali, o prefeito Barbosa Neto desdenha de lá: “A cidade vizinha oferecia estojos com apenas 12 lápis pequenos, fabricados na China e sem nenhuma qualidade". E Silvio provoca de cá: "Vou mandar os seis kits escolares comprados por nós para Londrina nesta sexta-feira, para que Barbosa Neto, a imprensa e o Observatório de Gestão Pública londrinense analise o material e constate se ele é ou não de má qualidade”.

Nada a ver uma coisa com a outra, mas só como um pequeno registro histórico:

Na gestão do pai (1973/1976) Silvio Barros I e José Richa (prefeito de Londrina)andaram se estranhando. Parece que estou vendo a cena dos dois se cumprimentando friamente num clássico do café no Estádio Willie Davids.As duas cidades eram grandes rivais no futebol e naqueles anos, o prefeito Silvio Barros I se encarregou de apimentar também a disputa política.
Ex-deputao federal, Silvio tinha uma boa relação de amizade com o ministro do Interior, Mário Andreazza. Por conta disso, conseguiu trazer pra Maringá muito dinheiro do Planasa- Plano Nacional de Saneamento Básico e do BNH. Salvo falha da minha memória, a rusga tinha a ver com essa disputa por verbas federais entre as duas cidades.
Justiça seja feita a Silvio Barros I: graças à dinheirama que veio de Brasília ele conseguiu implantar a rede de esgoto na cidade e construir um número recorde de habitações populares (vide Conjuntos Habitacionais Borba Gato, Karina, Maurício Schulmann e Cristóvão Colombo).

8 de março de 2012

obama que se cuide


A ex-secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, tem visitado frequentemente o Líbano, graças a uma secreta paixão por um grande empresario libanês, aliás, casado.O que essa fofoca nos interessa? Em princípio nada. O detalhe é que o relacionamento deve se transformar em apôio financeiro para o candidato republicano que irá enfrentar Barack Obama.
Segundo o muitíssimo bem informado blogueiro Jorge Bourdoukan,o namorado de Condolizza promoveu um encontro dia desses com pesos-pesados do mundo árabe e arrecadou, numa cajadada só, U$ 50 milhões.

As voltas que o mundo dá

Informa o Rigon em seu blog que esta sexta-feira promete ser nervosa em Paiçandu, município vizinho a Maringá. "Lá como cá, o que não falta é novidade – especialmente na área política".

A população de Paiçandu deve estar com saudade do Moacyr, o prefeito que foi fritado por quem hoje está na frigideira.

Do tempo do onça



Desencavar uma foto dessa só podia ser coisa do De Paula. Do tempo do onça é pouco. Isso foi alí por 65,66. Eu apareço ali (agachado,no canto direito), guri de tudo, pelos meus 13,14, na antiga Folha do Norte do Paraná, onde comecei como ofce boy da redação. O De paula colocou esta e outras fotos antigas no facebook.Como recordar é viver...

A cidade contra a incineração



O Fórum Intermunicipal Lixo & Cidadania (Maringá, Sarandi e Paiçandu) está iniciando esta semana uma ofensiva popular contra a instalação da usina de incineração de lixo em nosso município. A campanha começa com a distribuição de um tablóide com os 10 motivos que justificam o levante da sociedade organizada contra a queima dos resíduos sólidos urbanos.

Mas já está correndo pela cidade abaixo-assinado para um projeto de iniciativa popular que, transformado em lei municipal, proiba a sandice anunciada.

Ainda este mês, haverá um ato público contrário à instalação da usina. Ato que consiste numa passeata da Praça Rocha Pombo à Praça Raposo Tavares. Informo ainda que há um blog na internet que dá divulgação ampla às açaões do Fórum, composto por dezenas de entidades e coordenado pelo Ministério Público do Trabalho. Para acessar o blog basta digitar forumintermunicipallixocidadania.blogspot.com.

Com ou sem Crispim, Pessutão vem aí


Na foto de Everson Bressan, Ênio com Pessutão e o petista (ex-presidente estadual do PC do B) Milton Alves


Nem aí com a posição do presidente do PMDB local, Umberto Crispim, o ex-governador Orlando Pessuti já declarou: vem a Maringá pedir voto para Ênio Verri, com quem esteve esta semana.
"Crispim, desiludido com o PT, que não lhe abriu espaço no governo federal, começou no mês passado “costear o alambrado” do governador Beto Richa (PSDB). Ensaia levar o PMDB maringaense ao secretário Wilson Quinteiro (PSB), também pré-candidato a prefeito", escreveu Esmael Morais em seu blog.

Requião liderou rejeição a Bernardo

Roberto Requião liderou a rejeição do nome de Bernardo Figueireto para continuar no comando da ANTT. É uma bronca antiga e tem tudo a ver com a pendenga que o senador paranaense tem com o ministro (também paranaense) Paulo Bernardo. Mais do que isso: tem a ver com o trem bala Rio/São Paulo, que os dois Bernardos defendem e Requião detona.
O senador diz que não é contra o trem bala, mas está preocupado com os indícios de superfaturamento já existentes na fase de estudos de viabilidade.

7 de março de 2012

Mácia e Flávio são impedidos de votar pela retomada do saneamento

A comissão executiva estadual do PSDB decidiu fechar questão contra a terceirização de qualquer serviço de água e esgoto nos municípios do Paraná. Isso tem a ver com a determinação do governador Beto Richa de fortalecer os projetos de saneamento básico no interior. Na prática, significa que os vereadores tucanos de Maringá (Márcia Socrepa e Flávio Vicente) estão impedidos de se posicionar a favor da retomada do sistema de água e esgoto de Maringá pela prefeitura. Qualquer desobediência é Conselho de Ética direto. A resolução é do último dia 5.


. Da professora Marta Belini (fecebook)

Jeitoso, o apavorador


Uma privisão do bruxo curitibano Chik Jeitoso está provocando insônia no Centro Cívico. Dizem os que nele acreditam que dificilmente Jeitoso erra uma previsão. A de agora, que anda provocando desarranjos intestinais na Assembléia Legislativa do Paraná é que ainda este ano vários deputados estaduais poderão acabar presos.

Fonte: Blog do Esmael

6 de março de 2012

Não ao desmanche!

As universidades estaduais do Paraná páram hoje contra o desmanche do ensino superior no Estado.

É ele o cara. Mas pode não ser.


O PP já decidiu que o vice Roberto Pupin será o candidato do condomínio dos Barros à Prefeito. A partir de agora, Silvio estará sempre com Pupim a tira-colo, como fez esta semana na ACIM, onde pediu apoio dos empresários para pressionar o governo federal a liberar dinheiro do Contorno Norte.
Resta saber até que ponto a necessidade orgânica de Ricardo estar com um pé no barco do Governo Estadual e outro na canoa do Federal, não o levará a "cristianizar" Pupim, como o seu pai fez em 1976 com Antônio Assunção.

3 de março de 2012

O negócio é se queixar ao bispo

"A querida Maringá, que brotou da mata, abriga uns riquinhos que nada produzem, mas incomodam meio mundo. São mais broncos que os machadeiros da antiga derrubada. Os pobres trabalhadores braçais projetavam um futuro radioso para os filhos. Os pernósticos moderninhos só enxergam o próprio umbigo. Cultura não se identifica com usar carro importado, vestir roupa de grife e ocupar vaga de universidade.
A solução? Queixar-se aos órgãos competentes, muitos aconselham. Mas será que adianta?"

. Do padre Orivaldo Robles, em brilhante artigo no blog do Rigon sobre o barulho infernal que jovens, que se acham donos do pedaço, fazem à noite em áreas residenciais.

PS: Aproveito para sugerir ao grande sacerdote: meu caro padre Orivaldo, que tal, à moda "Brasil colonial", ir se queixar ao bispo?

2 de março de 2012

O perigo está no ar

A usina de lixo que a "administração cidadã" pretende instalar em Maringá cria problemas de diversas ordens. O mais grave deles é a poluição, a injeção de toxinas no ar. Além disso, é uma tecnologia muito cara, que precisará de muito mais lixo do que Maringá é capaz de produzir. Vamos virar importadores de lixo e além de tudo, matar qualquer perspectiva de trabalho para os catadores de recicláveis. A cidade se mobiliza, por meio do Fórum Intermunicipal Lixo e Cidadania, para barrar o projeto, cujos danos para o meio ambiente e para a própria sociedade regional, ainda não podem ser mensurados.

Estava escrito nas estrelas

Informa o Rigon em seu blog que o Ministério Público Federal abriu inquérito civil público para apurar irregularidades na execução do projeto do Novo Centro. Lembro a propósito que o contrato com a CR Almeida foi assinado em 2004 pelo prefeito João Ivo Caleffi (PT), com o valor de R$ 43,8 milhões e com prazo de 40 meses para término da obra. Em fevereiro de 2005 o prefeito empossado em janeiro, Silvio Magalhães Barros II foi até a sede da Vega (autora do projeto) em companhia do irmão deputado, Ricardo Barros. Lá, os dois pediram para ver o projeto e foram prontamente atendidos. Ricardo criticou duramente o trabalho da Vega, uma das maiores empresas de projetos urbanos da América do Sul. RB anunciou que pararia a obra para fazer reparos. O proprietário da empresa, um mineiro de fala mansa que não me lembro o sobrenome agora (o chamam só de sr. José) respondeu que a obra já estava em andamento e que não tinha mais como ser paralizada para alterações no projeto original. “Mas vou fazer isso”, retrucou Ricardo. E fez: parou as obras do Novo Centro por mais de dois anos, conseguiu alguns aditivos no Ministério das Cidades e fez pequenas alterações, como por exemplo, a extensão da Avenida Horácio Racanelo até o viaduto da Guaiapó e elevou o custo do rebaixamento da linha para mais de R$ 100 milhões.

Lembro ainda que a supervia (Av. Horácio Racanello) e os 7 viadutos previstos no projeto original eram para estar prontos em janeiro de 2008. Já estamos, portanto, com um atraso de 4 anos. E uma obra que custaria R$ 43,8 milhões deve passar dos R$ 120 milhões. Não é por acaso, portanto, que foi investigada pela CGU (Controladoria Geral da União) e esteve na mira do TCU (Tribunal de Contas da União). Por essas razões todas é que estava escrito nas estrelas que uma ação civil pública ia atormentar o sono do prefeito Silvio Barros II, desde o primeiro mês de sua primeira gestão, sempre guiado pela cabeça do irmão mais novo.

1 de março de 2012

Digna de tombamento. Mas...


Numa cidade cujos gestores públicos respeitassem a história do município, esta casa aí seria tombada.É a primeira delegacia de Maringá que, agora que foi exposta na blogosfera, via blog do Rigon, passa a correr sério risco.

Maringá perde a Cultura AM

Li agora há pouco no blog do Rigon que a igreja pentecostal Deus é Amor acaba de comprar a Rádio Cultura AM. O Frank Silva negociava com um pessoal do ramo, que pretendia fazer daquele prefixo uma emissora jornalística, mas pelo jeito o grupo evangélico cobriu a oferta. Uma pena, porque Maringá perde um importante veículo de comunicação de massa,que nas mãos do Nelson Rodrigues e do Carlos Martins certamente faria frente à CBN.

No ar!!!

Entrou no ar hoje a minha página no O Diário (online). Postei algumas notas já, mas ainda estou apanhando. Quando eu adquirir lá, o traquejo que tenho aqui neste servidor (blogspot) , tudo fica mais fácil. Devagar eu chego lá.