20 de março de 2012

Crispim e a Lei de Murphy

A aprovação , pela executiva estadual, da admissibilidade da dissolução do PMDB de Maringá está deixando o "guerreiro" Umberto Crispim em polvorosa.Perdendo o status de presidente do diretório municipal, vai se ver pendurado na brocha.Além ficar sem o leme do barco peemedebista, Crispim perde qualquer possibilidade de negociar sua presença no governo Beto Richa, num cargo de importância, que poderia ser a gerência regional da Sanepar. E quanto a coisa chega nesse ponto, dá-lhe Lei de Murphy.

Nenhum comentário: