9 de março de 2012

Rusgas, hoje como ontem

Os prefeitos de Maringá e Londrina andam se alfinetando por causa do kit escolar. Silvio provoca Barbosa, sustentando que além de mais barato o quit que ele distribuiu é melhor do que o entregue aos launos das escolas municipais de Londrina. Por meio do seu secretário de gestão pública, Fábio Reali, o prefeito Barbosa Neto desdenha de lá: “A cidade vizinha oferecia estojos com apenas 12 lápis pequenos, fabricados na China e sem nenhuma qualidade". E Silvio provoca de cá: "Vou mandar os seis kits escolares comprados por nós para Londrina nesta sexta-feira, para que Barbosa Neto, a imprensa e o Observatório de Gestão Pública londrinense analise o material e constate se ele é ou não de má qualidade”.

Nada a ver uma coisa com a outra, mas só como um pequeno registro histórico:

Na gestão do pai (1973/1976) Silvio Barros I e José Richa (prefeito de Londrina)andaram se estranhando. Parece que estou vendo a cena dos dois se cumprimentando friamente num clássico do café no Estádio Willie Davids.As duas cidades eram grandes rivais no futebol e naqueles anos, o prefeito Silvio Barros I se encarregou de apimentar também a disputa política.
Ex-deputao federal, Silvio tinha uma boa relação de amizade com o ministro do Interior, Mário Andreazza. Por conta disso, conseguiu trazer pra Maringá muito dinheiro do Planasa- Plano Nacional de Saneamento Básico e do BNH. Salvo falha da minha memória, a rusga tinha a ver com essa disputa por verbas federais entre as duas cidades.
Justiça seja feita a Silvio Barros I: graças à dinheirama que veio de Brasília ele conseguiu implantar a rede de esgoto na cidade e construir um número recorde de habitações populares (vide Conjuntos Habitacionais Borba Gato, Karina, Maurício Schulmann e Cristóvão Colombo).

Nenhum comentário: