7 de abril de 2012

Acredite se quiser

Soldados israelenses invadiram a casa de Murad para prender seu filho Mumem às duas da manhã do último dia 2 na Faixa de Gazza. Mumem era acusado de terrorismo, pois teria sido visto com uma funda na mão ameaçando atirar pedras em alvo sionista. Pois não é que pegaram o garoto a força e só não o levaram porque houve reação dos moradores da rua?
Pasmem, Mumem é um bebê de apenas dois anos de idade e estava dormindo num berço quando os quatro soldados israelenses chegaram.
Ante o argumento de que tratava-se de um bebê, os comandados de Benjamin Netanyahu responderam: “Isso não o exime de culpa”.

Fonte: blog do Bourdoukan

Nenhum comentário: