31 de julho de 2012

Ricardo tropeça nas evidências

Na coletiva que concedeu de manhã na sede do PP em Curitiba, Ricardo Barros admitiu a interferência que faz na administração do irmão em Maringá. Disse claramente que monitora as questões pilíticas que tenham vinvulação com o processo eleirtoral "e a propaganda institucional da prefeitura tem".
Ele nega ter manipulado a licitação de R$,7,5 milhões de publicidade, mas pelo trecho da gravação em que a RPC mostrou a conversa dele e do secretármio municipal Leopoldo Fiewski fica claro que a coisa foi direcionada . Para qual das duas agências concorrentes? Ora, qual delas serve Barros em todas as campanhas e atende a "administração cidadã" desde 2005?

É de se estranhar que apenas duas agências tenham comprado o edital para uma concorrência pública de R$ 7,5 milhões. Nesse mercado, qualquer R$ 100 mil já atrai várias agências de publicidade, quanto mais um montante desse. Conta outra.

Elementar, meu caro Watson!

Ricardo nega a acusação de que tenha interferido na licitação de uma verba de mais de R$ 7 milhões para publicidade da administração do mano Silvio. Quem ganhou a concorrência? A Meta? Nãooo!
Como perguntar não ofende, alguém tem conhecimento de outra agência que tenha atendido a prefeitura nos últimos 7 anos e meio?

A casa começou a cair

Ricardo Barros, que deve estar iniciando agora uma coletiva na sede do PP para se explicar, ante o escândalo tornado público hoje pela Gazeta do Povo, está por um fio no governo Beto Richa. Não resta dúvida que as denúncias de manipulação de licitação pública de publicidade, atinge em cheio a candidatura Pupin, que ele Ricardo, coordena. Como disse o Esmael Morais em seu blog, Roberto Pupin passa agora a correr o risco de ter que assistir ao segundo turno da sucessão municipal de Maringá, da arquibancada.

30 de julho de 2012

Barbosa "dançou"

 Sobre a cassação do prefeito de Londrina, decidida por 13 a 5 ainda há pouco, escreveu o jornalista José Pedrialli em seu blog:"Não tenho nada a comentar agora a respeito de Homero Barbóquio, que deixou a Câmara em silêncio após ser cassado.Mas, pelo menos, pouparei meus leitores de tanta verborragia ao nomeá-lo. De agora em diante, é o EX-PREFEITO!"

28 de julho de 2012

Será que a presidente disse isso? Não creio


"Não entendo esse povo que treina durante 4 anos, chega lá e perde. Eu hein, não aceito! Se recebe o Bolsa Atleta tem que ser bom e VENCER! ".

Esta sandice está no twitter do senador Requião, como sendo a presidente Dilma que tenha postado. Difícil acreditar que Sua Excelência tenha uma concepção tão retrógrada do esporte, onde é natural que todos queiram vencer, mas sem agredir o espírito olímpico do Barão de Coutertin.

O futebol e a política

O marketing da campanha de Roberto Pupin está sendo feito pela Meta Propaganda, que acompanha o grupo Barros desde os tempos de antanho.  Fez as campanhas de  2000, 2004 e 2008 e desde 2005 atende a Prefeitura, “vencendo” todas as licitações. O marqueteiro, como sempre, é o próprio comandante da nau, Ricardo José Magalhães Barros, o do silogismo "penso,logo existo" que adota a máxima do futebol: "em time que está ganhando não se mexe".

27 de julho de 2012

"Lei John" na contra-mão do processo eleitoral

Está sancionada a Lei Complementar 921/2012 de autoria do vereador João Alves Corrêa, que proíbe a propaganda eleitoral nos logradouros públicos de Maringá. Quer dizer, os candidatos não poderão mais estender faixas nas ruas ou colocar os tradicionais pirulitos nas praças. Enfim, a eleição, evento político mais importante da cidade e que é a festa da democracia não pode ter seu curso normal, facultando o espaço público para que os candidatos divulguem seus nomes, seus números e suas caras.

O vereador estaria preocupado com a limpeza das ruas e praças? Evidente que não. O objetivo não está nada claro, mas qualquer cidadão medianamente politizado sabe que a “Lei John” é fruto de uma tentativa torpe de facilitar as coisas para candidaturas endinheiradas , que terão como contratar verdadeiros exércitos de cabos eleitorais para fazer com que a propaganda impressa circule na cidade toda.

Papel todos os candidatos têm e terão durante toda a campanha . O problema é fazer circular faixas, cartazes e baners. Este tipo de material  nas ruas é o meio mais eficaz  de exposição. Quem não é visto não é lembrado. E pelo jeito, John e o prefeito-candidato Pupin, não querem que os menos conhecidos e desprovidos de maiores recursos, sejam vistos pelo eleitor. Uma lástima.

26 de julho de 2012

Cuidado com o efeito bumerangue!

O processo de 1880 páginas montado pelo Gaeco contra o secretário do governador Beto Richa , Ricardo Barros, traz nos autos, fortes suspeitas de fraude em licitação para serviços de publicidade e propaganda na prefeitura de Maringá.
A notícia crime encaminhada ao Tribunal de Justiça do Estado, que originou em um pedido de habeas corpus pelo principal acusado, tem deixado RB tão irritado. Apos tomar conhecimento da negativa do HC, Barros  perdeu a estribeira e saiu de pau em cima do Ministério Público. Isso, claro, complica ainda mais a sua situação.

25 de julho de 2012

Secretário incômodo próximo da renúncia

Está no blog do Cícero Catani

"Havia expectativa no Iguaçu que o secretário Ricardo Barros encaminhasse ao governador pedido de demissão, depois de o desembargador Rotoli de Macedo ter negado habeas corpus no processo movido pelo MP. Acredita-se que não restaria outra atitude a Barros, para evitar constrangimento ao governador Beto Richa. Teme-se que a oposição explore o episódio em que ele está envolvido e respingue na campanha eleitoral. Além de secretário da Indústria e Comércio, Ricardo Barros é presidente estadual do PP, partido da base aliada. Na sexta, Barros entrou com um pedido de habeas corpus para trancar a denúncia de negociata interceptada numa escuta telefônica autorizada pela justiça. O desembargador Lídio José Rotoli de Macedo, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Paraná, negou O pedido era para trancamento da investigação da notícia crime do Gaeco. na qual Barros figura como suspeito de manipular licitações no governo do irmão mais velho, Silvio Barros II, prefeito de Maringá. No HC, Barros relata que a denúncia é nula por ser originar de uma denúncia anônima, que levou à interceptação telefônica de vários números de telefone, pedidos feitos pelo Gaeco e deferidos pelo juízo da 2ª Vara Criminal, no final do ano passado. A intercepção acabou flagrando uma conversa entre o secretário e Leopoldo Fiewski, super-secretário de Silvio Barros II e de Carlos Roberto Pupin, levando à instauração da notícia crime, “em face da suspeita de envolvimento do paciente em fraude à licitação para serviços de publicidade e propaganda”. Barros também teve pedida prisão cautelar".
 
. Blog do Cícero Catani
 
PS: no blog do Fábio Campana, Ricardo criticou duramente o Ministério Público, que segundo ele age politicamente para prejudicar o grupo, principalmente o prefeito Silvio, seu irmão:
 
"Ricardo Barros afirma, nesta quarta-feira (25), que a sequência de irregularidades e ilegalidades cometidas pelos promotores José Aparecido Cruz e Laércio Januário de Almeida comprova a interferência política do Ministério Público de Maringá. “Não tenho dúvidas em afirmar que o Ministério Público de Maringá é utilizado para ações políticas, motivadas por interesses pessoais, aquém do interesse público e da função constitucional do MP”.

De acordo com Barros há um longa trajetória de perseguição dos agentes do MP de Maringá ao seu grupo político: incluindo o prefeito Silvio Barros, secretários e servidores municipais e diversos dirigentes e lideranças locais".

24 de julho de 2012

O gato subiu no telhado...

"O desembargador Lídio José Rotoli de Macedo, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Paraná, negou na tarde de hoje habeas corpus solicitado pelo secretário de Indústria e Comércio de Beto Richa, o capo Ricardo Barros (PP). O pedido foi ajuizado na última sexta-feira e pedia o trancamento da investigação da notícia crime na qual ele figura como noticiado, suspeito de manipular licitações no governo do irmão mais velho, Silvio Barros II, prefeito de Maringá".

. Blog do Rigon

O pedido de habeas corpus era um segredo que tentaram guardar a sete chaves, embora algumas pessoas dele tivessem conhecimento, caso do Rigon e desse blogueiro. A notícia crime , segredo de jusça, tem sido até agora, assunto proibido na mídia tradicional. Mas, como em tempo de redes sociais e mídias alernativas é difícil as coisas ficarem escondidas atrás de biombos, a notícia vazou. E como já se pode ver, o gato subiu no telhado...

O boicote da Globo à notícia

Sobre o boicote da Globo à notícia, escreveu Zé Beto em seu blog:
"Patética a atitude do canal aberto da Rede Globo em não noticiar a Olimpíada de Londres, porque ela será transmitida pela concorrente Record. O boicote às informações é uma agressão ao público fiel à emissora e um atentado à inteligência dos brasileiros".

A Globo foge da notícia


Impressiona a forma como a Rede Globo foge da notícia, principalmente a notícia esportiva. Ganhador de competição internacional que é transmitida por uma rede concorrente ela simplesmente ignora. Fez isso com a vitória do brasileiro Hélio Castro Neves domingo na Fórmula Indy, que é transmitida pela Band.
A propósito, diz um filósofo do povo, que circula pelo Centro Cívico de Curitiba que
"Se Jesus Cristo voltar à Terra, aparecer no Brasil e outra emissora entrevistá-lo com exclusividade, a Globo vai provar que o tal era o Genésio".

Pintadas vai de Corujão

Corujão é um jovem de 26 anos que tem todas as chances de se tornar o quinto petista a governar Pintadas, minha cidade natal. É filho de Terezinha (minha prima de primeiro grau) e Vavá, pequeno comerciante. Quando estive lá em fevereiro do ano passado conversei bastante com o rapaz. É ligado ao movimento eclesial de base da igreja católica e tem uma visão política e social que impressiona.
Pintadas terá muito a ganhar com a eleição da dupla. Carlos, o vice, também é um jovem idealista.

Zumbizá na sopa do Zé

Roberto Jeferson, fã incondicional de Lupcínio Rodrigues, e que se diz homem de “Nervos de Aço”, promete infernizar a vida de José Dirceu no julgamento do “mensalão” programado para a segunda quinzena de agosto no Supremo Tribunal Federal.

Pode ser Lupcínio, mas pode ser também Raul Seixas, porque o presidente nacional do PTB, um dos principais réus do processo, já vem sendo, há algum tempo, a mosca na sopa do Zé.
 

Fantasmas da campanha

O Ministro Paulo Bernardo está inconformado com a queda do candidato da coligação PDT-PT em Curitiba, Gustavoi Fruet. E resolveu intervir na campanha, fazendo o que ele chamou de "freio de arrumação".
Pelo que se sabe, deve haver um freio desse também aquí por Maringá. O clima é tenso num certo endereço da Vila 7, devido a duas possibilidades: impedimento do candidato e despacho do Tribunal de Justiça favorável a um pedido de prisão cautelar feito pelo Ministério Público.

Volpato cresce e De Paula perde o sono

Boa parte do time do ex-prefeito Cido Spada está com Valter Volpato em Sarandi. É grande a animação com o crescimento de Volpato, que concorre pela quinta vez mas, humilde que só ele, brinca por onde passa que "é disputando que se aprende a disputar". De Paula, favorido na busca pela reeleição está com problema na justiça, que lhe tira o sono.

Há fumaça, há fogo

Não se fala noutra coisa em Maringá senão na possibilidade de haver prisão cautelar de Ricardo Barros, cujo pedido, feito pelo Ministério Público, continua na mesa de um desembargador do TJ. O que não falta pelas bandas da Av. Prudente de Moraes é advogado de prontidão.

21 de julho de 2012

Voto de legenda, mesmo na majoritária

O advogado Alberto Abrãao Vagner pedeu a candidatura para a comissão interventora do PV de Maringá mas manteve o foco: buscar votos na majoritária para a legenda.

20 de julho de 2012

Apavoraram,mas vacina que é bom...

A mídia anunciou ontem que estavam chegando 6 mil doses de vacina contra gripe A em Maringá e que hoje cedo os postos de saúde estariam vacinando a população. Realmente as vacinas vieram, mas não deu nem pro começo.No posto do Iguaçu, por exemplo, disponibilizaram 180 doses. Às 8hs tinha acabado tudo. Cerca de 200 pessoas que madrugaram na fila voltaram pra casa revoltadas.
O pior de tudo isso, foi o clima de pânico que a notícia criou na cidade. Circulou a informação de que os hospitais da cidade estavam lotados de vítimas da gripe.

19 de julho de 2012

Supermen





Este é o dublê do super-homem que vai de casa em casa pedir votos para se eleger vereador de Curutiba. Seu nome: Ewerson Alves da Silva, mais conhecido como Clark Crente. 

18 de julho de 2012

Os 94 anos de Mandela

O mundo comemora hoje os 94 anos do líder negro  Nelson Mandela. O dia na África do Sul começou com um "parabéns para você" cantado por 14 milhões de estudantes. Os moradores foram logo cedo, incitados a realizar boas ações em homenagem ao compromisso político do ícone da luta contra o preconceito racial.
Nada mais oportuno, neste momento, do que a gente ouvir a bela homenagem prestada pela Música Popular Brasileira a Mandela, na voz de Beth Carvalho:

Tucanato em polvorosa

O tucanato está em polvorosa com o envolvimento cada vez maior do governador de Goiás, Marconi Perilo no esquema do bicheiro Carlinhos Cachoeira. Ontem, o presidente nacionald o PSDB, senador Sérgio Guerra, esbravejou numa coletiva, dizendo que a base do governo no Congresso "quer dar um golpe na gente, para tirar o foco do julgamento do mensalão". Vendo o blog do Miro agora há pouco, compreendi o desespero. É que há indícios fortes de envolvimento também de José Serra no esquema Cachoeira. Estão no Portal da Transparência do Estado de São Paulo informações de que " entre 2002 e 2011, a construtora Delta - acusada de ser empresa "laranja" da quadrilha de Carlinhos Cachoeira - assinou pelo menos 27 contratos com estatais e órgãos públicos em São Paulo. Eles totalizam quase R$ 1 bilhão em obras".


Esse período pega o mandato Serra no Governo de São Paulo. E Serra, que é candidato a prefeito da capital paulista  pode, novamente, disputar a presidência da república em 2014. Acho que como oposição o PSDB já era. Talvez após as eleições surja outro partido, originário de uma frente de oposicionistas, para tentar se contrapor ao governo Dilma. Afinal, a democracia  recomenda a existência de uma oposição forte para justificá-la como o melhor sistema de governo, com excessão de todos os outros.

17 de julho de 2012

Problemas cítricos

Em São Paulo, região produtora de Bebedouro principalmente, está sobrando laranja. Boa parte da produção apodrece na roça. Nos pomares da política tradicional também sobra laranja, mas essas são inaproveitáveis, talvez por serem portadoras de cancro cítrico.

A propósito, lembro aquela musiquinha do Ataulfo Alves:

16 de julho de 2012

Um discurso oportuno

Requiônica


"Quanto mais luxo,cabos eleitorais e gastos tiver uma campanha, mais devemos evitar os candidatos".

. Requião, no Twitter

15 de julho de 2012

Problemas

Estou com dificuldade de postar na minha página do O Diário. Consigo entrar no Word Press mas o link "nova postagem" não abre. Pode ser problema do meu Not? Pode. Também pode não ser. Estou solicitando orientações ao pessoas que gerencia o site. Enquanto isso, vou postando só por aqui.

11 de julho de 2012

Demóstenes, "boi de piranha"?

Demóstenes Torres já está sendo chamado de "boi de piranha".  Foi cassado e bem cassado, mas  a comparação não é totalmente correta, o que seria injustiça com o pobre boi velho, atirado às piranhas para permitir que o resto da boiada possa atravessar o rio sem correr riscos. De qualquer modo, há que se considerar que Demóstenes  foi "sacrificado"  em nome da tranquilidade de "nobres pares" pouco afeitos à ética na política.

10 de julho de 2012

PMDB, PMDB, quem te viu e quem te ver!!!

A bancada do PMDB na Assembleia reúne-se amanhã, às 10h30, com o governador Beto Richa no Palácio Iguaçu. Hoje os 12 deputados, mais o secretário do Trabalho Luiz Claudio Romanelli se reuniram para elaborar a pauta da conversa. A assessoria informou apenas que serão tratadas questões políticas de todas as regiões do Estado. Em brasileiro isso quer dizer que as eleições municipais serão colocadas no pano verde da negociação do fluxo de verba e obras para estas regiões. Isso é política!

. Zé Beto (Curitiba)


Meu comentário: fico pensando como isso deve repercutir no comando da campanha do candidato peemedebista Rafael Greca de Macedo. O time de 12 com certeza apoia Luciano Ducci, o candidato do governador. Esse é o PMDB velho de guerra, que caminha para uma grande fusão pós-eleições de outubro e claro, para um fim nada digno. Os PMDBistas históricos de Maringá que o digam.

Boca quente

Do facebook, postado pelo amigo blogueiro Rogério Rodrigues

OLha isso!

Pincei a charge do facebook, postada pela amiga Marlene Morente Galli

Que importância podem ter umas mentirinhas de nada?

Cautelar dificilmente sai

Um advogado amigo, craque em Direito Constitucional, me informa, em tom de quase correção:
" Notícia Crime não é motivo para juiz nenhum decretar prisão cautelar". Diante de tão qualificada observação, concluo que dificilmente o desembargador  Lídio José Rotoli de Macedo decretará a prisão do Secretario Estadual de Indústria e Comércio, Rocardo Josá Magalhães Barros.

9 de julho de 2012

ONG diz que JN mentiu

A ONG  Imazon , uma das fontes da Rede Globo, na matéria em que a emossora atribui aos assentamentos grande parte da devastação da Amazônia, fez duras críticas à reportagem. Ela creditou ao repórter da TV Globo as manipulações da matéria, "especialmente por não esclarecer que, em grande medida, o desmatamento nos assentamentos, bem como nas áreas indígenas, quilombolas e unidades de conservação, resulta da intrusão, arbitrária, ou por vezes consentida, de madeireiros, grandes fazendeiros e grileiros em geral".
Antes da reportagem ir ao ar no Jornal Nacional, a ONG diz que tentou alertar a Globo sobre a inconsistência da matéria, mas a chefia do jornalismo global não deu brecha. O resultado foi aquele que se viu, da poderosa Rede Globo de Televisão atribuindo ao projeto de reforma agrária do governo
o processo atual de desmatamento da floresta.


A "pesquisa"

Uma senhora, alí pelos seus 70 anos, é abordada no Terminal Urbano de Maringá por um jovem de prancheta e canata nas mãos. "A senhora vota em quem para prefeito?". Ela diz o nome do seu candidato e o "pesquisador" se mostra contrariado: "Mas por que a senhora vota nessa pessoa?". Irritada ela devolve a pergunta:"O senhor quer saber em quem eu vou votar ou que direcionar meu voto?".
Meio corado, o jovem se desculpou e partiu a caça de eleitores que votassem conforme o interesse do
contratante da pesquisa.

8 de julho de 2012

População vai às ruas de Londrina contra a corrupção



O protesto foi ontem em Londrina e segundo o jornalista Cláudio Osti (Blog Paçoca com Cebola)O Movimento Por Amor a Londrina contra a Corrupção tem como objetivo chamar aatenção da população com relação aos desvios de recursos na administração pública. Segundo o blogueiro Cícero Cattani, depois de ouvir o jornalista Cláudio Osti , do Paçoca com Cebola, "o movimento está crescendo e o escândalo de Maringá deverá fazer mais estragos, agora pegando em cheio o candidato Marcelo Belinati. Toda a sua estrutura de campanha foi montada por Ricardo Barros, presidente do PP e com denúncia-crime correndo no Tribunal de Justiça, com pedido de prisão feito pelo MP. Analistas de Londrina  acreditam que os reflexos serão inevitáveis, diante da indignação geral com as casos de corrupção contra o atual prefeito e candidato à reeleição, Barbosa Neto (PDT), e a Antonio Belinati, já cassado. De imediato, dois beneficiários: Marcia Lopes (PT) e Luiz Eduardo Cheida (PMDB)".

Cadeia para os donos!





Esse menino aí é o Murilo Rocha Amenguoal, de 2 anos. Ele teve o rosto reconstituído depois de ser atacado por um pitbull, em São Paulo.


É cada vez mais comum nas ruas brasileiras esse tipo de ataque, geralmente com morte. Até agora não se tem notícia de que o dono de nenhum cão assassino tenha ido parar na cadeia. Já passou da hora disso acontecer.

Processo contra RB tem 1818 páginas

Está no blog do jornalista curitibano Cícero Cattani:

"A notícia-crime do MP contra Ricardo Barros, com pedido de prisão, à espera de despacho do desembargador Lidio José Rotoli de Macedo,  tem oito volumes e 1818 páginas. Além de farta documentação, estão anexados vídeos e gravações telefônicas.  Corre em segredo de justiça. Trata-se do Processo: 863549-8 Notícia Crime (OE) Autor: Ministério Público do Estado do Paraná Réu: Ricardo José Magalhães Barros Advogado: Ivan Xavier Vianna Filho NPU: 0055864-22.2011.8.16.0000 Comarca: Maringá Vara: 2ª Vara Criminal Natureza: Criminal Órgão Julg.: Órgão Especial Relator: Desembargador Lidio José Rotoli de Macedo Volumes: 8 Número Páginas: 1818 Ação Originária: 2011.00021223 Nº Protocolo: 2011.00452255".

7 de julho de 2012

Haja voto pra tanto candidato!

Está no site do TSE que o Paraná já tem registrado até o momento  687 candidatos a prefeito, 648 candidatos a vice-prefeito e 17.336 candidatos a vereador. No Brasil inteiro são 5.122 candidatos a prefeito, 5.093 a vice-prefeito e 140.818 candidatos a vereador. É menor o número de vices porque em alguns municípios os vices estão "barrados no baile", por razões que o Tribunal Superior Eleitoral não esclarece.




6 de julho de 2012

Símbolos que deseducam



A deputada Luiza Erundina tem a convicção de que política é feita de símbolos, de gestos, que geralmente convencem mais do que mil palavras. E a simbologia passada naquela foto em que Lula e Haddad aparecem abraçados com Maluf na casa deste, foi uma coisa muito forte, demais para a cabeça de quem acredita na dimensão pedagógica que certamente têm um registro como aquele. A política tanto educa quanto deseduca e dependendo da simbologia que um fato político de repercussão venha a ter, mais deseduca do que educa.

Se assim é que lhe parece, a política de Maringá deseducou muito nessa fase de amarrações partidárias, geralmente feitas na calada da noite. É emblemática aquela foto em que o nosso “Peter Pan” Umberto Crispim de Araújo aparece exultante no meio dos caciques e pajés da aldeia “barrosa”.

A campanha vai começar e o que se espera agora que está tudo dominado, é que haja debate ao invés de embate entre dois grupos quase hegemônicos. Espera-se mais: que no vácuo deixado por este tiroteio que se prenuncia, surja uma terceira força para equilibrar o jogo, tornando este processo eleitoral um pouco mais interessante.

Longe desse modesto escriba imaginar que deva haver qualquer semelhança com as eleições de 1988, porque aí, o nível de comprometimento do futuro de Maringá seria ainda mais danoso.

5 de julho de 2012

Enfim, juntos

Umberto Crispim chegava a espumar pelos cantos da boca quando falava de Ricardo Barros para todo mundo ouvir alí pelos lados da Banca do Massao. Foi, durante muitos anos, o político que mais deitava falação sobre RB, seu maior desafeto. Mas na política fisiológica, onde o que fala alto são interesses pessoais e de grupos, tudo pode acontecer. Hoje, Ricardo e Crispim estão juntos na disputa eleitoral, "para o bem de Maringá"  e em nome de uma lógica partidária  torpe que,  mais dia, menos dia, sempre coloca os iguais do mesmo lado.

O dia em que Lampião discursou no Congresso Nacional

Um quadro retocado de maneira pouco ética

O clima começa a esquentar já a partir de hoje na disputa pela prefeitura de Maringá. Um discurso da deputada Cida Borgueth Barros ontem na Câmara Federal, falando sobre uma ação de improbidade contra o principal adversário do "condomínio barrento", acendeu o estupim do confronto Barros x Verri.
O blogueiro Fábio Campana, com fortes ligações "afetivas" ao Secretário da Indústria e Comércio do Paraná postou a notícia ontem, mas com informações deliberadamente inverídicas. Primeiro que não houve rejeição das contas da administração petista relativas a 2004. Elas sequer foram julgadas. Houvesse condenação o ex-prefeito João Ivo Caleffi estaria na lista dos "fichas sujas" do TC, mas não está.
Ressalte-se, a bem da verdade histórica, que as contas não pagas a que se refere a ação da AEDEC, foram empenhadas, por se tratar de obras ainda em andamento na área da educação. Silvio as pagou em 2005, mas pela Lei de Responsabilidade Fiscal teria que ter feito isso até o quinto mês do seu primeiro ano de governo, para que as quitações fossem contabilizadas para a gestão que o antecedeu. A maioria ele pagou em junho e a contabilização foi para sua gestão. Então, a tal de improbidade se existiu, teve origem em manobra meramente contábil.
Não tenho procuração, não devo e nem quero defender ninguém, nem Ênio e nem João Ivo, porque os dois já se defenderam e dispõem de mecnaismos próprios para enfrentar este embate político-eleitoral. Mas relembro estes fatos, apenas para auxiliar na recomposição do quadro, que foi retocado com tintas inadequadas e de maneira deliberadamente distorcida.

2 de julho de 2012

Por onde andam esses caras?

Pega na mentira

Ao participar do 84o. Encontro Nacional da Indústria da Construção realizado em Belo Horizonte  o prefeito  Silvio Magalhães Barros II disse, com muita ênfase, que Maringá não tem favela. Realmente não tem, mas como foi que ele  teve a coragem (ou foi desfaçatez?)  de montar um dossiê falso, informando exatamente o contrário ao Ministério das Cidades? Ou será que já esqueceu do documento montado com o objetivo de conquistar uma verba de R$ 20 milhões para desfavelamento?
Na época, para quem tem boa memória, a Folha de São Paulo estampou manchete considerando o fato como escândalo. A Rede TV também apresentou matéria sobre a montagem fraudulenta do dossiê, com a seguinte chamado no seu telejornal da noite, apresentado por Rodolfo Gamberini:"Maringá, no Paraná, falsifica documento para pegar dinheiro do PAC".