19 de agosto de 2012

A vaca está indo pro brejo

Foi um placar elástico - 6 a 0. Difícil de reverter no TSE a decisão do TRE, de cassar a candidatura Pupin a prefeito de Maringá. A cassação foi neste domingo, quando os desembargadores fizeram plantão para limpar a pauta de julgamento. Na última quinta-feira , o primeiro grande baque da coligação "A mudança continua" : a impugnação do vice Cláudio Ferdinandi.


Claro,Pupin e Ferdinandi continuarão em campanha, garantidos pelo direito a recursos ao Superior Tribunal Eleitoral, já que nenhuma das duas condenações tem efeito suspensivo. Mas o estrago já está feito. Sucumbindo na justiça, a candidatura chapa branca deverá sucumbir também nas urnas. É possível que haja substituição dos candidatos, Mas de que nomes de peso o condomínio barroso dispõe? Tem a deputada Cida Borgheti, mulher de Ricardo, sem dúvida boa de voto. Mas como imaginar que ela escaparia do desgaste, por maior que fosse o esforço do marido em blindá-la? Vale a lembrança de que o próprio Ricardo está em maus lençóis, com uma condenação de terceiro grau por improbidade e uma notícia crime , inclusive com pedido de prisão cautelar, na Tribunal de Justiça do Paraná.

A vaca está indo, a passos largos, para o brejo. Ou como diria um grande amigo meu: "O gado vacum se encaminha para o alagadiço".

Um comentário:

Luiz disse...

"Água mole em pedra dura tanto bate até que fura!". Talvez, com essa sequência de condenações amplamente divulgadas na mídia (nas que não têm rabo preso), possa, dessa vez, o eleitor menos informado se sensibilizar e dar um basta nesse festival de improbidades.