27 de fevereiro de 2013

Requiônicas

1 -Eu tinha horror de FHC oferecendo o nosso Brasil na Europa a preços de fim de feira, agora Dilma manda seus chepeiros a fazer a mesma coisa.
2 – Dinheiro do BNDES. Obra superfaturada, 15% de taxa de retorno?  Não foi contra isto que apoiamos o PT? PRIVATARIA II, o retorno?
 3 – Concessões, 15% de lucro sobre os investimentos. Ou seja sobre custo de obras super estimadas, mais, no futuro, “reversão” sobre manutenção.

26 de fevereiro de 2013

Como entender isso?



Preterido no esporte, sua seara, Walter Guerlles, foi acomodado numa tal de  Secretaria de Relações Interinstitucionais, que ninguém sabe pra que serve. Pelo que me informa um amigo do próprio, ele se sentia desconfortável na condição de aspone. Não só por isso, mas também por isso, Guerlles pediu o boné. Saiu afagando o ego do prefeito Roberto Pupin, como dele era de se esperar. O que ninguém entende, nem Kafka entenderia,, é como pode  uma eminência parda manobrar tanta gente e durante tanto tempo, como o faz certo “leitão vesgo”.

19 de fevereiro de 2013

Faca de dois gumes

"Tem gente que diz que não vai dar ninguém no ato de amanhã em desagravo a Carlos de Paula. Desagravo ao prefeito e AGRAVO CONTRA O GAECO, MINISTÉRIO PÚBLICO E TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ. creio que vai dar sim, afinal o número de CCS é grande, mais os puxa-sacos e familiares deles, vai dar com certeza muita gente. O servidor concursado e consciente vai ficar na dele.A população está desconfiada que este ato é uma "armação" para PRESSIONAR A JUSTIÇA. Se a mídia comparecer e divulgar vai cair nos ouvidos da autoridades e o feitiço pode virar contra o feiticeiro. Um cidadão que votou no Carlos de Paula disse.: "Se eles tivessem certeza que ele voltaria por" via normal", não precisaria fazer ato nenhum ". A Central de Lutas promete gravar e mostrar novas denúncias mesmo que ele volte".

. Do blog do Hilário Gomes

18 de fevereiro de 2013

Perguntas que não querem calar

Gostaria de um esclarecimento do pessoal da área jurídica. O ministro do TSE Marco Aurélio Mello recebeu o processo sobre a ilegalidade da candidatura do Roberto Pupin, ao qual deu resposta imediata, num parecer monocrático favorável à candidatura, contrariamente à cassação por unanimidade que o Tribunal Regional Eleitoral (Paraná) fizera.
1ª dúvida: um parecer realizado no gabinete do ministro pode ser imediatamente divulgado a uma das partes interessadas?
2ª dúvida: se o ministro faz o parecer e dá imediata divulgação ao mesmo, por que não coloca o Processo para apreciação do Tribunal, se o seu relato já está pronto e já serviu, inclusive, à viabilização da candidatura?
. Ana Lúcia Rodrigues (Blog do Rigon)

17 de fevereiro de 2013

Tanta humildade só podia vir de Dom Helder

"Santo Padre, abandone seu título de rei e vamos reconstruir a Igreja como nosso Mestre, sendo pobres. Deixe os palácios do Vaticano, vá morar numa casa na periferia de Roma. Pode até ter uma praça para saudar e abençoar as ovelhas. Depois, Santo Padre, convide a todos os bispos a largarem tudo o que indica poder, majestade: báculos, solidéus, mitras, faixas peitorais, batinas roxas. Vamos amontoar tudo na Praça de São Pedro e fazer uma grande fogueira, dizendo de peito aberto para o povo: “Vejam, não somos mais príncipes medievais. Não moramos mais em palácios. Todos somos pastores, somos pobres, somos irmãos”. [Dom Helder Câmara]

.  Do Facebook (postado por João Ivo e Mariana Caleffi)

15 de fevereiro de 2013

Uma disputa que qualifica o debate



Marina não é de esquerda e nem é de direita, também não é de centro, porque em matéria de meio-ambiente ela tem posições firmes e às vezes até radicais. Marina é progressista com algumas pitadas de conservadorismo, fruto das suas convicções religiosas.
Senadora de dois mandatos e ministra do meio-ambiente na início do primeiro governo Lula, além de premiadíssima em foros internacionais , a acreana de Xapuri , Marina Silva foi a grande sensação das eleições presidenciais de 2010, fazendo cerca de 20 milhões de votos, apesar do pouco tempo de televisão que tinha no horário eleitoral.
Esteve em Maringá durante a campanha, tive a oportunidade de acompanhá-la junto o pessoal do PV e pude constatar pessoalmente o seu carisma pessoal, a sua capacidade de verbalização (sobre qualquer tema) e sobretudo, a sua empatia com o eleitorado.
Marina vai estar de volta à cena político-eleitoral em 2014 , começando desde já a pavimentação da sua estrada com o lançamento de um novo partido , amanhã em Brasília.
Marina, gostem ou não os ideólogos de esquerda, que dela desdenham, tem tudo para fazer bonito novamente nas eleições do ano que vem. Acredito que deverá ter segundo turno e será muito bom para o país se ela for a escolhida do eleitorado para disputar com a presidente Dilma.
Aécio Neves? Acho que o estrago que serra fez no tucanato foi tão grande, que dificilmente o PSDB  se colocará novamente como uma alternativa real de poder . Eduardo Campos? É da base do governo e sua manifestada disposição de disputar a presidência não passa de balão de ensaio, coisa de quem quer entrar no jogo valorizado. Sendo assim, venderá caro o seu passe ao PT, provavelmente rivalizando com o PMDB na disputa pelo direito de ocupar a vice na chapa da presidente Dilma.

Uma coisa é certa: o crescimento previsível de Marina vai assustar o PT e os partidos aliados  e, convenhamos, Marina e Dilma no segundo turno, seria um grande avanço da democracia brasileira, com um primeiro e decisivo passo para o país romper de vez, com a política cartorialista. Teremos, pois, duas candidatas a presidente de grande qualidade que, disputando tete-a-tete  elevarão de maneira extraordinária, o nível do debate político no país.
Dilma foi guerrilheira no enfrentamento da  Ditadura Militar e  Marina,  guerreira da floresta ao lado de Chico Mendes. Querem credenciais melhores do que essas?

Uma disputa que qualifica o debate



Marina não é de esquerda e nem é de direita, também não é de centro, porque em matéria de meio-ambiente ela tem posições firmes e às vezes até radicais. Marina é progressista com algumas pitadas de conservadorismo, fruto das suas convicções religiosas.
Senadora de dois mandatos e ministra do meio-ambiente na início do primeiro governo Lula, além de premiadíssima em fóruns internacionais , a acreana de Xapuri , Marina Silva foi a grande sensação das eleições presidenciais de 2010, fazendo cerca de 20 milhões de votos, apesar do pouco tempo de televisão que tinha no horário eleitoral.
Esteve em Maringá durante a campanha, tive a oportunidade de acompanhá-la junto o pessoal do PV e pude constatar pessoalmente o seu carisma pessoal, a sua capacidade de verbalização (sobre qualquer tema) e sobretudo, a sua empatia com o eleitorado.
Marina vai estar de volta à cena político-eleitoral em 2014 , começando desde já a pavimentação da sua estrada com o lançamento de um novo partido , amanhã em Brasília.
Marina, gostem ou não os ideólogos de esquerda, que dela desdenham, tem tudo para fazer bonito novamente nas eleições do ano que vem. Acredito que deverá ter segundo turno e será muito bom para o país se ela for a escolhida do eleitorado para disputar com a presidente Dilma.
Aécio Neves? Acho que o estrago que serra fez no tucanato foi tão grande, que dificilmente o PSDB  se colocará novamente como uma alternativa real de poder . Eduardo Campos? É da base do governo e sua manifestada disposição de disputar a presidência não passa de balão de ensaio, coisa de quem quer entrar no jogo valorizado. Sendo assim, venderá caro o seu passe ao PT, provavelmente rivalizando com o PMDB na disputa pelo direito de ocupar a vice na chapa da presidente Dilma.

Uma coisa é certa: o crescimento previsível de Marina vai assustar o PT e os partidos aliados  e, convenhamos, Marina e Dilma no segundo turno, seria um grande avanço da democracia brasileira, com um primeiro e decisivo passo para o país romper de vez, com a política cartorialista. Teremos, pois, duas candidatas a presidente de grande qualidade que, disputando tete-a-tete  elevarão de maneira extraordinária, o nível do debate político no país.
Dilma foi guerrilheira no enfrentamento da  Ditadura Militar e  Marina,  guerreira da floresta ao lado de Chico Mendes. Querem credenciais melhores do que essas?

14 de fevereiro de 2013

O desabafo do leitor

Eu fazia parte da executiva deste rachado (ou partido); participei de diversas reuniões com homens “sérios” com ideologias e vontade de mudar o país à flor da pele. No entanto, na convenção que indicaria o candidato a prefeito fui derrotado, e me senti uma grávida abandonada. Indicaram um “tal” de Silvio Name Junior, que ninguém sabia de onde vinha e nem pra onde ia, só se sabia que tinha muito dinheiro; nada contra o rapaz, mas sim a forma como foi a indicação. Minha ideologia perdeu, 53 votos a 1; isso mesmo, só eu votei contra aquela indicação. Até a noite anterior daquela convenção, só existia um candidato: Dr. Pupulin, que não era de meu agrado, mas era da base, participava de todas as reuniões do partido. Mas, naquela manhã, não sei quanto custou, mas sei o que está custando até hoje, a desmoralização de um partido que foi símbolo de honestidade e luta no país inteiro. Infelismente vejo a confirmação de que o velho MDB mudou mesmo para PMDB (Pobre Movimento Democrático Brasileiro), pois vendeu até a alma que era a essência da ideologia.

. Amilkar Pedroza

PS: Como o Amilkar, outros peemedebistas históricos  também andam frustrados com os rumos que tomou o PMDB, nas três esferas - municipal, estadual e nacional. No caso específico de Maringá, o resultado das urnas nas últimas eleições tem mostrado porque o partido encolheu tanto, ficou nanico. Agora em 2012, por exemplo, não conquistou sequer uma cadeira na Câmara Municipal.

A incerteza continua

Hoje tem reunião do TSE e Maringá mais uma vez está fora da pauta de julgamento. O caso Pupin continuará se arrastando e gerando insegurança no gestor e seus aliados, principalmente no batalhão de CCs que não sabe como será o amanhã.

12 de fevereiro de 2013

Que bela comissão de frente, ehim!




 Eis aí a comissão de frente do novo partido político brasileiro, A REDE, da ex-ministra do meio-ambiente e ex-senadora, Marina Silva. Da esquerda para a direita: Marina, Alfredo sirkis (fundador do PV), Eduardo Suplici e Heloísa Helena. É ou não é um time de respeito?
O partido será lançado no próximo sábado e Marina Silva é, desde logo, candidatíssima a presidente da república.
Quanto a provável adesão de Suplicy, que ajudou a fundar o PT e deve aparecer como um dos fundadores da REDE, o senador já sentiu que será fritado pelo Partido dos Trabalhadores que talvez nem legenda queira lhe dar para disputar a reeleição em 2014.




9 de fevereiro de 2013

O guerreiro de Caruaru está de volta

O amigo Laércio Souto Maior andou sumido por um bom tempo. Mora em Curitiba, mas volta e meia está por aqui, se comunica com os amigos por telefone ou e-mail.Mas nem isso fazia ultimamente. Preocupado, contactei com a família e fiquei sabendo que ele teve um grave problema de saúde. Foi uma bactéria, consequência de um tratamento dentário, que se alojou no fígado. E o guerreiro pernambucano, ministro plenipotenciário de Caruaru, quedou-se, indo parar num hospital, coisa que nem a ditadura militar, apesar de prendê-lo duas vezes, conseguiu fazer com ele.
Ontem, recebi um telefonema do amigo Laércio, que contou o que houve. Mas é a vida e, restabelecida em sua plenitude, a vida de Laércio Souto Maior segue, produtiva e oferecendo à sociedde paranaense bons textos e ótimos livros, fruto da determinação de um pesquisador incansável.
Mais do que isso: a vida de Laércio é feita de projetos sociais consequentes e muitos sonhos, a maioria irrealizáveis, mas sonhos que ele e os que o admiram, sonham juntos.

4 de fevereiro de 2013

Pergunta escrotal



O que leva o bajulador a ter tanto apreço pelo saco do bajulado?

3 de fevereiro de 2013

Suspeita de atentado

Manchete do ABC Colo, principal jornal paraguaio:

Lino Oviedo murió en accidente aéreo

El general (SR) Lino César Oviedo Silva (69) falleció en la noche del sábado 2 de febrero luego de que el helicóptero en el que viajaba desde Concepción se estrellase en la estancia ‘La Mocha’, Departamento de Presidente Hayes.
Oviedo estava em campanha para presidente e há suspeita de que a queda do helicóptero tenha sido provocada. A polícia investiga a suspeita de atentado.
Só lembrando que o maringaense José Gil de Almeida, fundador do PT local, era amigo pessoal do general paraguaio.

1 de fevereiro de 2013

Barrado no baile

"O secretário de Meio Ambiente da administração (tudo indica, tiro curto) Carlos Roberto Pupin, Umberto Crispim, foi vetado e não pôde integrar a mesa principal na abertura de um grande evento da área científica realizado em Maringá. O veto teria partido dos organizadores, que exigiram sua substituição e que um outro representante da prefeitura municipal fosse indicado. Pupin foi avisado do veto praticamente em cima da hora e escalou outro de sua equipe para representá-lo. A tarefa ficou para Leopoldo Fiewski, coordenador dos Projetos do Banco Interamericano de Desenvolvimento, cargo criado no final do ano passado, equivalente ao de secretário municipal. Até então, não se tinha conhecimento de um secretário tivesse que passar por tal situação. Crispim preside o PMDB de Maringá".

. Blog do Rigon

Conversa pra boi dormir



A trava é da burocracia ou da falta de vontade política para resolver o problema? Não sei exatamente o que é que está pegando, mas o fato é que as inundações na Rua Domingos Danhoni no Jardim São Silvestre vão continuar. A Prefeitura executou obras de galerias na região, num valor aproximado de R$ 3 milhões, mas faltou fazer as bocas-de-lobo necessárias para facilitar o escoamento das águas da chuva. Agora, os responsáveis tentam se justificar perante os moradores com o frágil argumento de que eventuais dificuldades para licitar inviabilizam, no momento, as obras complementares. 
Meu avô Anacleto chamaria isso de conversa pra boi dormir. Mas, como anotaria o mineiro Dolírio, é papo de cerca Lourenço.