17 de junho de 2013

Do limão, JK fez uma saborosa limonada

A presidente Dilma, que previa as vaias e por isso nem discursou no "Mané Garrincha", ficou de maus bofes e tratou logo de declarar aberta a Copa das Confederações de 2013. Convenhamos, faltou a ela o que sobrou ao grande Juscelino Kubitschek : presença de espírito para tirar as vaias de letra. Conta a história que JK, estrepitosamente vaiado ao pegar o microfone para discursar para uma plateia repleta de estudantes, reagiu assim:

- Feliz é a nação que pode vaiar seu presidente.

Não deu outra: houve uma explosão de aplausos.

Nenhum comentário: