8 de agosto de 2013

A hora é agora



Finalmente o caso Pupin vai estar na pauta do TSE. O que se espera é que a corte decida logo esta pendenga, porque Maringá vive um vácuo de poder incrível, onde não se sabe ao certo se o prefeito é P ou B. Enquanto isso, vão ocorrendo situações absurdas, de absoluto desgoverno, como é o caso do abandono a que foi relegado o SAMU e a forma como a administração municipal trata sua agenda social e os valores históricos e culturais da cidade. Não é possível que haja um novo adiamento. Se for para o Pupin continuar, que o TSE o absolva de vez, até como forma de Maringá ver se de fato elegeu um prefeito em outubro último ou se apenas deu sobrevida ao grupo político que se julga dono da cidade. Uma vez efetivado no cargo, caberá ao próprio Pupin provar o contrário, queimando a língua dos que o veem como pau mandado.

Nenhum comentário: