27 de agosto de 2013

Cada um com seu "calcanhar de Aquiles"

PT e PSDB terão muito que falar um do outro e muito que se defender outro do um na disputa eleitoral do ano que vem. O tucanato vai repisar o “mensalão” para tentar desconstruir a presidente Dilma, embora o PT disponha do próprio “mensalão” , como arma poderosa de contra-ataque. Afinal, o personagem Marcos Valério surgiu para o mundo da corrupção no governo mineiro do tucano de Eduardo Azeredo.
No plano estadual, o governador Beto Richa terá que se explicar no palanque eletrônico sobre, por exemplo, o boicote à CPI dos pedágios e o corte das verbas das IES para inflar o balão da propaganda. Sua principal adversária, a ministra Gleisi Hoffmann, tem agora o seu “ calcanhar de Aquiles”. Atende pelo nome de Eduardo Gaiervski. Não por acaso o governador monitora pessoalmente a operação de caça ao ex-prefeito tarado de Realeza, petista e recém exonerado do Gabinete Civil da Presidência da República.
Quem deve estar se divertindo com a situação é o senador e pré-candidato ao governo estadual, Roberto Requião. O desgaste é grande para PT e para PSDB, embora as pesquisas mostrem que a presidente Dilma está blindada, e muito bem blindada.
Mesmo assim, Marina Silva é beneficiária direta dessa guerra de babuínos. A partir do momento em que resolver o imbróglio da legalização da Rede, tem tudo para decolar e se viabilizar, definitivamente, como postulante fortíssima à Presidência da República. E aí, adeus Aécio Neves, bye, bye Serra.

Nenhum comentário: