9 de dezembro de 2014

O primeiro NÃO ninguém esquece


O clima no gabinete do prefeito e adjacências é de velório. O TCE suspendeu a privatização do lixo, devido a erros de origem no edital de licitação. A briga  deve continuar nos tribunais ano que vem, mas uma coisa é certa: as entidades que lutam contra mais esta tentativa da administração municipal  penalizar a população com uma coleta cara e uma destinação duvidosa do lixo urbano, ganharam tempo e acumularão força para impor esta derrota ao "condomínio barroso". Trata-se apenas do primeiro NÃO a favor do povo,  nessa trajetória de luta da sociedade local contra os abusos de um grupo político que tanto dissabor tem trazido para a cidade.

Nenhum comentário: