23 de janeiro de 2015

Não precisa explicar, eu só queria entenderrrrrrr


Informa Angelo Rigon que “Foi o professor Claudio Ferdinandi (PMDB), que integra a Soedmar Sociedade Educacional de Maringá Ltda. (Unicesumar), quem assinou o recebimento da licença florestal, entregue pelo IAP de Beto Richa (PSDB), que permitiu pôr abaixo uma mata de preservação perpétua dentro daquele centro universitário, no final de dezembro. Na ocasião ele era também prefeito de Maringá, já que Pupin estava de férias”.

Deixa  vê se entendi: o prefeito em exercício teve interferência direta na autorização dada pelo Iap para a extinção de uma reserva florestal dentro do terreno do campus do Cesumar? Com todo o respeito ao professor Cláudio, ele é um dos fundadores, vice-reitor por muito tempo e sócio daquela universidade privada. Senão legalmente, pelo menos do ponto de vista ético estaria impedido de exercer qualquer influência no referido crime ambiental, sacramentado com a anuência justamente do órgão estadual que deveria proteger as reservas de mata nativa ainda existentes no Paraná.
Que Oxóssi nos proteja.


Nenhum comentário: